Leguminosae em savanas do estuário amazônico brasileiro

Leguminosae in savannas of the Brazilian amazon estuary

As savanas do estuário amazônico são formações ainda pouco estudadas e se estendem do estado do Pará ao do Amapá. Estas áreas são consideradas de extrema importância biológica para a conservação, haja vista sua grande diversidade florística, tendo as Leguminosae como um dos componentes dominantes. Com o objetivo de identificar a diversidade da família nestas áreas, foram realizadas coletas entre maio e junho/2010 e junho e julho/2011, sendo a lista de espécies complementada com dados das coleções dos herbários MG e IAN. As Leguminosae foram representadas por 19 gêneros e 33 espécies. A subfamília Papilionoideae apresentou maior número de gêneros e espécies (16 e 26, respectivamente), seguida de Caesalpinioideae (um gênero e seis espécies) e Mimosoideae (uma espécie). Entre as espécies estudadas na área, houve predomínio de herbáceas, trepadeiras lenhosas (lianas) e herbáceas e arbustos ou subarbustos, ocorrendo apenas dois representantes arbóreos. Os gêneros com maior diversidade de espécies nas áreas foram: Chamaecrista (seis), Aeschynomene, Clitoria e Stylosanthes (três cada um). Tephrosia sessiliflora representa uma nova ocorrência para o estado do Amapá.

Amazônia; diversidade; Fabaceae; vegetação não-florestal


Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro Rua Pacheco Leão, 915 - Jardim Botânico, 22460-030 Rio de Janeiro, RJ, Brasil, Tel.: (55 21)3204-2148, Fax: (55 21) 3204-2071 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: rodriguesia@jbrj.gov.br