Aspectos da ecologia de Calotropis procera (Apocynaceae) em uma área de Caatinga alterada pelas obras do Projeto de Integração do Rio São Francisco em Mauriti, CE

Aspects of the ecology of Calotropis procera (Apocynaceae) in an area of dry forest altered by works of the Integration Project of the San Francisco River in Mauriti, CE

Juliano Ricardo Fabricante Marina Nabuco Araújo de Oliveira José Alves de Siqueira Filho Sobre os autores

A espécie Calotropis procera (Aiton) W.T. Aiton tem seus primeiros registros no Brasil apontado para 1900. Atualmente ela encontra-se em praticamente todo o País, em especial no Nordeste. Os objetivos do presente estudo foram: (i) aferir a abundância de indivíduos de C. procera; (ii) avaliar aspectos reprodutivos da mesma; (iii) verificar a existência de ação alelopática de seus tecidos; (iv) estimar a área de ocorrência do táxon. A área de estudo encontra-se no município de Mauriti, CE (07º24'07,9"S e 038º42'43,6"W). A média de indivíduos por parcela foi de 11,9±1,9. A média de frutos por planta foi de 92,20±33,89, e a de sementes por fruto foi de 371,26±4,88. Os extratos da planta apresentaram ação alelopática. C. procera apresentou ampla probabilidade de ocorrência no Brasil, principalmente na Caatinga, Cerrado e Restinga. Esse conjunto de atributos torna C. procera uma invasora em potencial de áreas de extrema importância para a conservação da biodiversidade brasileira.

exótica invasora; flor de seda; invasão biológica


Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro Rua Pacheco Leão, 915 - Jardim Botânico, 22460-030 Rio de Janeiro, RJ, Brasil, Tel.: (55 21)3204-2148, Fax: (55 21) 3204-2071 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: rodriguesia@jbrj.gov.br