Rodriguésia, Volume: 58, Issue: 4, Published: 2007
  • Editorial Editorial

    Forzza, Rafaela Campostrini
  • The genus Casearia in the state of Rio de Janeiro, Brazil Articles

    Marquete, Ronaldo; Vaz, Angela Maria Studart da Fonseca

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO O tratamento taxonômico das espécies do gênero Casearia ocorrentes no estado do Rio de Janeiro é apresentado. Foram realizadas observações de campo, coleta de material botânico e análise de coleções de herbários nacionais e internacionais. São apresentados chave de identificação, descrições, ilustrações, dados sobre distribuição geográfica, floração e frutificação, nomes vulgares e comentários a respeito de cada táxon. Doze espécies foram reconhecidas: Casearia arborea, C. commersoniana, C. decandra, C. lasiophylla, C. luetzelburgii, C. melliodora, C. obliqua, C. oblongifolia, C. pauciflora, C. selloana, C. sessiliflora e C. sylvestris. C. luetzelburgii e C. selloana são registradas como novas ocorrências no Rio de Janeiro, enquanto C. sessiliflora é endêmica para o estado. Casearia sylvestris var. lingua foi tratada como sinônimo de Casearia sylvestris.

    Abstract in English:

    ABSTRACT The taxonomic treatment of the genus Casearia Jacq. in the state of Rio de Janeiro, Brazil, is presented.The study is based on field work as well as on national and international herbarium collections. Descriptions, identification key, illustrations, geographic distribution, flowering and fruiting times, vernacular names and comments about each taxon are presented. Twelve species were recognized: Casearia arborea, C. commersoniana, C. decandra, C. lasiophylla, C. luetzelburgii, C. melliodora, C. obliqua, C. oblongifolia, C. pauciflora, C. selloana, C. sessiliflora, C. sylvestris. Furthermore, Casearia luetzelburgii and C. selloana are new records for Rio de Janeiro, while C. sessiliflora is endemic to the state. Casearia sylvestris var. lingua was treated as a synonym of Casearia sylvestris.
  • A new species of Randia (Rubiaceae, Gardenieae) from Rio de Janeiro state, Brazil Articles

    Silva Neto, Sebastião José da; Ávila Jr., Rubem Samuel de

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Uma nova espécie de Rubiaceae para a Floresta Atlântica do estado do Rio de Janeiro é descrita e ilustrada baseada em recentes coleções procedentes do Parque Nacional do Itatiaia.

    Abstract in English:

    ABSTRACT A new species from the Atlantic Rain Forest of Rio de Janeiro state, is described and illustrated, based on recent collections from the Itatiaia National Park.
  • The genus Echinodorus (Alismataceae) from Brazilian Caatinga dominium Articles

    Matias, Lígia Queiroz

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO A família Alismataceae está representada por doze gêneros de plantas aquáticas. Existem apenas dois gêneros naturalmente encontrados na região neotropical: Echinodorus e Sagittaria. Este estudo analisa as espécies de Echinodorus do domínio da caatinga brasileira, uma região caracterizada pelo clima semi-árido e pelos sistemas aquáticos intermitentes. Foram identificados os seguintes táxons específicos e infra-específicos: E. tenellus, E. glandulosus, E. pubescens, E. subalatus subsp. subalatus, Echinodorus subalatus subsp. andrieuxii, E. palaefolius, E. macrophyllus subsp. scaber, E. grandiflorus subsp. aureus, E. reticulatus, E. lanceolatus e E. paniculatus. Descrições, observações, mapas de distribuição geográfica, ilustrações e a chave de identificação de espécies são apresentadas.

    Abstract in English:

    ABSTRACT The family Alismataceae comprises twelve genera of herbaceos aquatic plants. There are only two genera which are naturally found in neotropical regions. Echinodorus and Sagittaria. This study reports the Echinodorus species from Brazilian "caatinga" dominium, a region which is mainly characterized by semiarid climate and intermittent aquatic ecosystems. The following taxa have been identified: E. tenellus, E. glandulosus, E. pubescens, E. subalatus subsp. subalatus, Echinodorus subalatus subsp. andrieuxii; E. palaefolius, E. macrophyllus subsp. scaber, E. grandiflorus subsp. aureus, E. reticulatus, E. lanceolatus e E. paniculatus. Full descriptions, observations, geographic distributions, illustrations and a species key are presented.
  • Floristic inventory of the remaining Campo Rupestre over hemathitic litholic canga at the Brucutu Mine, Barão de Cocais, Minas Gerais, Brazil Articles

    Mourão, Ana; Stehmann, João Renato

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO A Mina do Brucutu é uma área de mineração da Companhia Vale do Rio Doce, situada no Quadrilátero Ferrífero. A vegetação predominante é o campo rupestre sobre canga couraçada, um encrave no bioma Mata Atlântica. Foram realizadas coletas em dois sítios amostrais durante o período de um ano. Foram listadas 117 espécies de angiospermas, distribuídas em 88 gêneros, pertencentes a 39 famílias. As famílias com maior riqueza específica foram Asteraceae (15), Fabaceae (9) e Poaceae (9). Os gêneros mais importantes, em número de espécies, foram Solanum e Panicum. Três espécies encontram-se citadas na Lista Vermelha das Espécies Ameaçadas de Extinção da Flora de Minas Gerais, Guatteria villosissima, Lychnophora pinaster e Cinnamomum quadrangulum. Os resultados obtidos foram comparados com os de outros levantamentos realizados em campos rupestres, utilizando-se o índice de similaridade de Jaccard. A similaridade florística foi baixa na comparação com outras formações de campo rupestre (variando de 1 a 7%). Embora os estudos florísticos sobre campos rupestres sobre canga sejam escassos e utilizem esforços amostrais diferentes, os resultados obtidos evidenciam a grande heterogeneidade dessas formações e mostram a importância do campo rupestre do Brucutu para a conservação da diversidade biológica no Quadrilátero Ferrífero, uma região com poucas áreas protegidas.

    Abstract in English:

    ABSTRACT The Brucutu mine is an iron ore extraction area located in the so-called Iron Quadrangle (Quadrilátero Ferrífero) and exploited by the Companhia Vale do Rio Doce. The prevailing vegetation is 'campo rupestre' growing on litholic 'canga', surrounded by the Atlantic Forest biome. Collections were made in two sites during one year. Of the 117 species of angiosperms, distributed in 88 genera, belonging to 39 families, the families with greater specific richness were Asteraceae (15), Fabaceae (9) and Poaceae (9). The most important genera concerning species number were Solanum and Panicum. Three of the species found are in the Red List of Endangered Species for the state of Minas Gerais Flora: Guatteria villosissima, Lychnophora pinaster, and Cinnamomum quadrangulum. The results were compared to those of other inventories from 'campo rupestre' vegetation, using the Jaccard similarity index. The floristic similarity was low when compared to other 'campo rupestre' areas (ranging from 0.01 to 0.07). Although floristic studies in 'campo rupestre' on canga are scarce, and use different sampling efforts, the results presented here show the heterogenity of such formations and the importance of the Brucutu flora for the preservation of the biological diversity in the Quadrilátero Ferrífero, a region where only few areas are currently protected.
  • Biogeography of Baccharis sect. Caulopterae (Asteraceae) in the state of Rio Grande do Sul, Brazil Articles

    Heiden, Gustavo; Iganci, João Ricardo Vieira; Bobrowski, Vera Lucia; Macias, Leila

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Baccharis estende-se do Canadá ao extremo sul da América do Sul e a seção Caulopterae é sul-americana, com maior diversificação nos estados sul-brasileiros. Com o objetivo de discutir os padrões de distribuição de Baccharis sect. Caulopterae no Rio Grande do Sul, dados de distribuição geográfica foram inseridos em matrizes de presença e ausência. Para cada matriz foi calculado o coeficiente de similaridade (Jaccard) que foi utilizado para elaboração dos dendrogramas por meio do método UPGMA (Unweighted Pair Group Main Average). Para este táxon, foi evidenciada a existência de duas unidades florísticas, uma ocidental e outra oriental. Também foram evidenciados dois padrões de distribuição, sendo que um dos padrões representa as espécies das regiões de altitude brasileiras e o outro as espécies das planícies argentinas.

    Abstract in English:

    ABSTRACT Baccharis occurs from Canada to the extreme south of South America, whereas section Caulopterae is exclusively South-American. The aim of this work is to study and analyse the geographic distribution patterns of Baccharis sect. Caulopterae in Rio Grande do Sul, Brazil. Geographic distribution data matrixes were evaluated by UPGMA (Unweighted Pair Group Main Average), using Jaccard's coefficient of similarity, to obtain the dendrograms. The existence of two floristic units in this taxon, one occidental and the other oriental, became obvious. There are two main distribution patterns; the first one represented by species centered in the Brazilian highlands, while the second pattern comprises species with their distribution centered in the lowlands of Argentina.
  • Melastomataceae in the Ecological Reserve of Macaé de Cima, Nova Friburgo, Rio de Janeiro, Brazil: I. Tribes Bertolonieae, Merianieae and Microlicieae Articles

    Baumgratz, José Fernando A.; Souza, Maria Leonor D'El Rei; Tavares, Rafael dos Anjos Mendes

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Apresenta-se um estudo sobre a diversidade taxonômica das Melastomataceae na Reserva Ecológica de Macaé de Cima, com enfoque nos táxons das tribos Bertolonieae, Merianieae e Microlicieae. Foram abordados 11 espécies e uma variedade pertencentes a seis gêneros: Behuria (2 spp.), Bertolonia (1 sp. e 1 var.), Bisglaziovia (1 sp.), Huberia (4 spp.), Meriania (2 spp.) e Trembleya (1 sp.). Apresentam-se chaves para a identificação dos 13 gêneros ocorrentes na Reserva e dos táxons pertencentes aos gêneros estudados, além de descrições, ilustrações, dados de distribuição geográfica e comentários sobre particularidades morfológicas. Behuria glazioviana, Huberia parvifolia e H. triplinervis são endêmicas de Macaé de Cima e, juntamente com Bertolonia grazielae, Behuria corymbosa, Bisglaziovia behurioides e H. minor, são endêmicas do estado fluminense. Meriania claussenii e Trembleya parviflora representam novas ocorrências para a Reserva.

    Abstract in English:

    ABSTRACT A study of the taxonomic diversity of Melastomataceae in the Ecological Reserve of Macaé de Cima, covering the tribes Bertolonieae, Merianieae and Microlicieae is presented. Eleven species and one variety within six genera were studied: Behuria (2 spp.), Bertolonia (1 sp. and 1 var.), Bisglaziovia (1 sp.), Huberia (4 spp.), Meriania (2 spp.), and Trembleya (1 sp.). Identification keys for the taxa are also provided, as well as descriptions, illustrations, geographic distribution data and comments about their morphological particularities. Behuria glazioviana, Huberia parvifolia and H. triplinervis are endemic to Macaé de Cima and, together with Bertolonia grazielae, Behuria corymbosa, Bisglaziovia behurioides and H. minor, are endemic to the state of Rio de Janeiro. Meriania claussenii and Trembleya parviflora represent new occurrences to the study area.
  • Passifloraceae in the Reserva Biológica da Represa do Grama, Descoberto, Minas Gerais, Brazil Articles

    Farinazzo, Nívea Maria; Salimena, Fátima Regina Gonçalves

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Este trabalho trata do levantamento das espécies de Passifloraceae na Reserva Biológica da Represa do Grama, Zona da Mata de Minas Gerais, município de Descoberto. São encontradas na Reserva seis espécies de Passiflora: P. alata, P. amethystina, P. edulis, P. haematostigma, P. kermesina e P. speciosa. São apresentados chave de identificação, descrições, ilustrações e comentários para todas as espécies.

    Abstract in English:

    ABSTRACT A survey consisting of the taxonomic study of the Passifloraceae species in the Reserva Biológica da Represa do Grama, located at the Zona da Mata of Minas Gerais State, in the municipality of Descoberto. Six species of Passiflora were found: P. alata, P. amethystina, P. edulis, P. haematostigma, P. kermesina and P. speciosa. Identification key, descriptions, illustrations and comments for all species are presented.
  • Seaweed assemblages on two sites of mangrove at the Núcleo Picinguaba - Parque Estadual da Serra do Mar, São Paulo State, Brazil Articles

    Machado, Gisa Eneida M.; Nassar, Cristina A. G.

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO O presente trabalho caracteriza as assembléias de macroalgas de dois manguezais localizados no Parque Estadual da Serra do Mar (Ubatuba-São Paulo) avaliando a composição, a abundância, as variações espaço-temporais na biomassa e no estado reprodutivo das algas. Dez amostras foram coletadas aleatoriamente, em quatro campanhas, em três pontos de coleta ao longo dos Rios Picinguaba e Rio da Fazenda. Um total de 16 táxons foi identificado. Os táxons mais representativos em termos de freqüência de ocorrência e biomassa foram Bostrychia calliptera, Bostrychia moritziana e Bostrychia radicans. Os maiores valores de biomassa das amostras foram observados no ponto B do Rio Fazenda, em setembro (160,17 ± 75,51 g.m-2) e os menores no ponto C do rio Picinguaba, em março (24,85 ± 23,80 g.m-2). A ausência de uma tendência na distribuição das macroalgas indica que os rios apresentam condições semelhantes para o desenvolvimento das espécies típicas do "Bostrychietum", possivelmente, devido à alta vazão dos rios, aliada à ausência de um período de seca ao longo do ano.

    Abstract in English:

    ABSTRACT The present study characterizes the seaweed assemblages growing on trunks of mangrove trees in two rivers of the Serra do Mar State Park - Núcleo Picinguaba (Ubatuba County, São Paulo State) evaluating composition, abundance, temporal and spatial distribution variations and reproductive phases of seaweeds. Ten samples were randomly collected on four collecting events at three different mangrove sampling sites along the rivers Picinguaba and Fazenda, and 16 seaweed taxa were reported. The more expressive species in terms of frequency and biomass were Bostrychia calliptera, Bostrychia moritziana and Bostrychia radicans. The highest values were observed on samples from site B at the River Fazenda in September (160.17 ± 75.51 g.m-2), while the lowest values were found on samples from site C at the River Picinguaba in March (24.85 ± 23.80 g.m-2). No clear pattern in the distribution of the species was found. The obtained results indicate that both rivers are under similar environmental conditions for the growth of the "Bostrychietum" species, probabily due to the high water volume of both rivers combined with the lack of a dry season along the year.
  • Adiantum in the arboretum of the Rio de Janeiro Botanical Garden, Brazil Articles

    Winter, Sara Lopes de Sousa; Mynssen, Claudine Massi; Prado, Jefferson

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Apresenta-se o estudo das espécies do gênero Adiantum que ocorrem espontaneamente ou são cultivadas no Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Foram encontradas 13 espécies e um cultivar. Verificou-se que 12 espécies são nativas do neotrópico, sendo uma endêmica do Brasil (Adiantum pentadactylon) e duas espécies são provenientes do Paleotrópico (A. caudatum e A. formosum). São apresentadas chave de identificação, descrições, ilustrações e comentários sobre as espécies estudadas.

    Abstract in English:

    ABSTRACT This work presents the survey of the genus Adiantum of the Rio de Janeiro Botanical Garden. Thirteen species of the genus Adiantum and one cultivar were found. Twelve species are widely distributed in the Neotropic, one species is endemic of Brazil (Adiantum pentadactylon), and two species are native from the Paleotropic (A. caudatum, A. formosum). Keys, descriptions, illustrations and comments of the studied species are presented.
  • Guatteria (Annonaceae) of Rio de Janeiro State, Brazil Articles

    Lobão, Adriana Quintella; Mello-Silva, Renato de

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO São apresentadas as espécies de Guatteria do estado do Rio de Janeiro. Guateria é o maior gênero das Annonaceae, com cerca de 265 espécies, e apresenta problemas taxonômicos complexos pelas dificuldades de delimitação das espécies e seções, consequência da uniformidade dos caracteres florais e da variabilidade dos caracteres vegetativos. São consideradas 13 espécies: Guatteria burchellii, G. candolleana, G. elliptica, G. ferruginea, G. glabrescens, G. latifolia, G. mexiae, G. nigrescens, G. pohliana, G. pubens, G. reflexa, G. villosissima e G. xylopioides, e 16 nomes são considerados sinônimos. São apresentados chave analítica, descrições das espécies, comentários taxonômicos, informações sobre floração, frutificação, distribuição geográfica, hábitats de ocorrência e ilustrações.

    Abstract in English:

    ABSTRACT The species of Guatteria from the state of Rio de Janeiro are presented. The genus is the largest within the Annonaceae, with about 265 species, and is also the most complex one because of the difficulties in delimiting species and sections. These difficulties are due to the similarity of reproductive features between species and huge variation in vegetative features within species. As a result, 13 species of Guatteria are recognized in Rio de Janeiro: Guatteria burchellii, G. candolleana, G. elliptica, G. ferruginea, G. glabrescens, G. latifolia, G. mexiae, G. nigrescens, G. pohliana, G. pubens, G. reflexa, G. villosissima and G. xylopioides, and 16 names are synonymized. Key to the species, descriptions, comments about taxonomy, phenological information and notes on habitats are provided.
  • Plant similarity between different habitats of the Morro do Imperador, Juiz de Fora, Minas Gerais, based on the composition of its flowering plant flora Articles

    Pifano, Daniel Salgado; Valente, Arthur Sérgio Mouço; Castro, Ricardo Montianele de; Pivari, Marco Otávio Dias; Salimena, Fátima Regina Gonçalves; Oliveira-Filho, Ary Teixeira de

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Os objetivos deste estudo foram descrever a composição da flora fanerogâmica de um remanescente de vegetação do Domínio Atlântico situado no município de Juiz de Fora, Minas Gerais, utilizar análises de similaridade florística para relacionar suas variações com os três habitats de vegetação reconhecidos: Inselberg (afloramento rochoso), Interior e Borda da Floresta e comparar floristicamente os resultados encontrados com outras áreas de Mata Atlântica contempladas com levantamentos florísticos. Foram feitas coletas aleatórias de amostras de material botânico fértil em toda a área durante campanhas quinzenais que ocorreram entre abril de 2001 e janeiro de 2004, enriquecendo a coleção do herbário CESJ da Universidade Federal de Juiz de Fora. Foram registradas 373 espécies distribuídas em 255 gêneros e 87 famílias. A família Fabaceae foi a mais representativa em números de espécies (38), seguida de Asteraceae e Rubiaceae (24), além de Melastomataceae (20) e Solanaceae (17). O habitat com maior riqueza de espécies foi o Interior da Floresta, com 251; seguida pela Borda, com 211; e o Inselberg, com apenas dez. Os índices de similaridade mostraram que os três habitats têm composição florística muito distinta. Os resultados realçaram o grande valor do remanescente na manutenção da biodiversidade local.

    Abstract in English:

    ABSTRACT The objectives of this study were to describe the composition of the vascular flora of a native vegetation remnant of the Atlantic Domain, located in Juiz de Fora, SE Brazil, to use floristic similarity analyses to compare its variation with three recognized plant habitats: Inselberg (rock outcrop), Forest Edge and Forest Interior, and to compare the results found with similar research published for other areas of the Atlantic Forests. Plant specimens were randomly collected throughout the area in fortnightly fieldwork carried out between April 2001 and January 2004, enriching the colection of the Herbarium of the Federal University of Juiz de Fora (CESJ). The total of species found was 375, distributed in 257 genera and 89 families. Fabaceae was the most representative family with the highest number of species (38), followed by Asteraceae and Rubiaceae (24), Melastomataceae (20) and Solanaceae (17). The richest habitat was the Forest Interior, with 251 species; followed by the Edge, with 211; and the Inselberg, with only ten. The similarity indices showed that all three habitats have very distinct in floristic composition. The results highlight the great value of forest fragments in the maintenance of local biodiversity.
  • Bromeliaceae of the Macaé de Cima Region, Nova Friburgo, Rio de Janeiro, Brazil Articles

    Costa, Andrea Ferreira da; Wendt, Tânia

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO São apresentadas as espécies de Bromeliaceae da região de Macaé de Cima, localizada em Nova Friburgo, Rio de Janeiro, abrangendo uma área de ca. 7.000 hectares de Floresta Pluvial Atlântica montana e alto-montana. São encontradas 51 espécies subordinadas a 14 gêneros, dentre as quais se destacam: Vriesea (19 spp.), Neoregelia (5 spp.), Aechmea, Nidularium e Tillandsia (com 4 spp. cada). São apresentadas chave de identificação das espécies, descrições, e informações sobre floração, frutificação, distribuição geográfica e hábitats.

    Abstract in English:

    ABSTRACT The Macaé de Cima region is located in Nova Friburgo, Rio de Janeiro, and includes about 7.000 hectares of montane atlantic forest. Fifty-one species under 14 genera were found, where the richest are: Vriesea (19 spp.), Neoregelia (5 spp.), Aechmea, Nidularium and Tillandsia (with 4 spp. each one). Key for the species, descriptions, and comments on the phenology, habitats, and distribution are included.
  • DISTRIBUITION OF CRUSTOSE CORALLINE ALGAE (CORALLINALES, RHODOPHYTA) IN THE ABROLHOS REEFS, BAHIA, BRAZIL Articles

    Tâmega, Frederico Tapajós de Souza; Figueiredo, Marcia A. O.

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO As algas calcárias incrustantes possuem importante papel estrutural nas cristas recifais, como observado para alguns recifes do Atlântico. Neste trabalho, a distribuição e abundância das algas calcárias incrustantes em relação a outros organismos bênticos recifais foi descrita para o Arquipélago dos Abrolhos. A quantificação dos organismos sésseis foi por mergulho autônomo em transectos replicados em diferentes locais e habitats. Anovas foram usadas para testar diferenças na abundância das algas entre locais e habitats. Não foram observadas diferenças significativas entre locais nem na abundância de crostas calcárias (Anova, p>0,05) nem de outros organismos (Anovas, p=0,634 invertebrados, p=0,767 algas filamentosas, p=0,581 algas foliáceas, p=0,070 algas coriáceas). Invertebrados e algas filamentosas foram os organismos mais abundantes em todos os locais e maioria dos habitats, contrastando com a baixa cobertura de crostas calcárias. Nos locais abrigados e na base dos recifes, foi observada uma tendência para aumento de algas foliáceas pouco rígidas e algas coriáceas, contrastando com locais mais expostos às ondas. A distribuição dos morfótipos de crostas calcárias foi caracterizada pela alta abundância de talo plano em relação ao talo ramificado. As crostas calcárias ramificadas são aparentemente mais abundantes nas partes crípticas dos recifes, não necessariamente pela limitação da luz, mas provavelmente devido a uma menor pressão de herbivoria.

    Abstract in English:

    ABSTRACT The crustose coralline algae have an important structural role in coral reef crests, as observed for some Atlantic reefs. In this work the distribution and abundance of crustose coralline algae and their relation to other benthic reef organisms were described for the Abrolhos Archipelago. The quantification of sessile organisms was made by SCUBA diving along replicated transect lines in different habitats and sites. Anovas were performed to test differences on algae abundance among sites and habitats. Coralline crusts did not show significant differences on abundance among sites (Anova, p>0,05), neither other benthic organisms (Anovas, p=0,634 invertebrates, p=0,767 filamentous algae, p=0,581 foliose algae, p=0,070 leathery algae and p=0,616 non calcareous crusts). Invertebrates and filamentous algae were the most abundant organisms on all sites and most habitats, contrasting with the low cover of coralline algae. In sheltered sites and on reef base it was observed a trend for an increase of fleshy foliose algae and leathery algae, contrasting with wave exposed sites. The distribution of coralline growth forms was characterized by a higher abundance of flat in relation to branched thalli. Branched coralline crusts are apparently more abundant within cryptic reef areas, not necessarily because of light limitation, but probably due to less herbivore pressure.
Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro Rua Pacheco Leão, 915 - Jardim Botânico, 22460-030 Rio de Janeiro, RJ, Brasil, Tel.: (55 21)3204-2148, Fax: (55 21) 3204-2071 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: rodriguesia@jbrj.gov.br