Rodriguésia, Volume: 59, Issue: 1, Published: 2008
  • Rust fungi (Uredinales) in areas of Cerrado in the state of São Paulo Articles

    Carvalho Júnior, Aníbal A. de; Hennen, Joe F.; Hennen, Mary M.; Figueiredo, Mário B.

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO O estudo das Uredinales de tres áreas de cerrado, nas Estações Experimentais de Moji-Mirim-SP, de Moji-Guaçu-SP e de Luís Antonio-SP, foi realizado com o objetivo de ampliar o conhecimento sobre esse importante grupo de patógenos vegetais. Estas áreas contêm remanescentes de vegetação de cerrados no estado de São Paulo e representam uma amostra importante da biodiversidade deste ecossistema. Com base em 1.176 espécimes de Uredinales coletados entre 1975 e 1999, foram identificados 128 gêneros de plantas hospedeiras, distribuídas em 49 famílias botânicas. A partir deste material foram identificadas 157 espécies de patógenos distribuídas em 36 gêneros, sendo os mais freqüentes as especies de Puccinia (53), Uromyces (19), Aecidium e Phakopsora (10), Prospodium (8), Uredo (6), Crossopsora e Ravenelia (5) e Coleosporium (4). O trabalho inclui uma listagem em ordem alfabética das espécies de Uredinales seguidas da citação original e do tipo nomenclatural de cada binômio quando disponível, novas notações para os ciclos de vida baseadas na escola ontogênica, os sinônimos e os dados dos espécimes coletados, bem como um índice de hospedeiros. Espécimes foram depositados nos herbários do Instituto Biológico (IBI), do Botanical Research Institute of Texas, USA (BRIT) e do Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro (RB).

    Abstract in English:

    ABSTRACT The study of the Uredinological mycota of three Cerrado areas of São Paulo State, Brazil, was performed in order to increase the knowledge about this important group of plant pathogens. The studied areas are amongst the few remnants of once widespread 'cerrado' vegetation in the State of São Paulo. Based on 1176 Uredinales samples collected between 1975 and 1999, 128 genera of hosts distributed in 49 plant families were identified. Rust fungi were represented by 157 species distributed in 36 genera with predominance of the following: Puccinia (53 spp.), Uromyces (19 spp.), Aecidium and Phakopsora (10 spp.), Prospodium (8 spp.), Uredo (6 spp.), Crossopsora and Ravenelia (5 spp.) and Coleosporium (4 spp.). The species list includes the original citation, nomenclatural-type whenever extant, a new notation for the life cicle based on the ontogenic school, synonymy, collecting data and comments on nomenclature and a host index. Voucher specimens were deposited in the herbaria at Instituto Biológico (IBI), Botanical Research Institute (BRIT), Texas, USA and Rio de Janerio Botanical Garden (RB).
  • Myrtaceae of the Highlands of Parque Nacional do Caparaó - Espírito Santo/Minas Gerais, Brazil Artcles

    Mazine, Fiorella Fernanda; Souza, Vinicius Castro

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO O presente trabalho visa a identificação e caracterização das espécies de Myrtaceae ocorrentes nos campos de altitude do Parque Nacional do Caparaó, localizado na divisa dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo, sendo sua vegetação formada por florestas e campos de altitude. Apresenta em geral altitudes em torno de 2.000 m, sendo seu ponto culminante o Pico da Bandeira, com 2.890 metros, representando o ponto de maior altitude da Região Sudeste. Myrtaceae está representada na área por 10 espécies, pertencentes a seis gêneros: Blepharocalyx salicifolius, Gomidesia affinis, Gomidesia clausseniana, Marlierea angustifolia, Myrceugenia alpigena, Myrceugenia ovata, Myrcia obovata, Myrcia subcordata, Myrcia venulosa e Pimenta pseudocaryophyllus.

    Abstract in English:

    ABSTRACT This work aims identify and characterize species of Myrtaceae occurring in the highlands of the Parque Nacional do Caparaó, between Minas Gerais and Espírito Santo states. The vegetation in the area comprises forests and 'campos de altitude', occurring at around 2000 m, and the highest peak is the Pico da Bandeira, the highest point in the Southeastern region, with 2890 m. Myrtaceae is represented in that area by six genera and a total of ten species: Blepharocalyx salicifolius, Gomidesia affinis, Gomidesia clausseniana, Marlierea angustifolia, Myrceugenia alpigena, Myrceugenia ovata, Myrcia obovata, Myrcia subcordata, Myrcia venulosa and Pimenta pseudocaryophyllus.
  • Taxonomic aspects of three species of non geniculate coralline algae from Bahia State, Brazil Articles

    Nunes, José Marcos de Castro; Guimarães, Silvia Maria Pita de Beauclair; Donnangelo, Alejandro; Farias, Julyana; Horta, Paulo Antunes

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO As algas calcárias não articuladas, representadas pela ordem Corallinales são amplamente distribuídas pelos oceanos, ocorrem desde a zona das marés até regiões profundas e apresentam extrema importância ecológica e econômica. Apesar destes aspectos, as algas calcárias não articuladas ainda são pouco conhecidas no Brasil. Com o intuito de contribuir para o conhecimento taxonômico desse grupo, neste trabalho são apresentadas descrições de três espécies algas de calcárias não articuladas encontradas no litoral do estado da Bahia: Sporolithon episporum, Mesophyllum erubescens e Lithophyllum stictaeforme.

    Abstract in English:

    ABSTRACT The non geniculated coralline algae, represented by the order Corallinales are largely distributed in all seas, occur from the tidal zone down to deep regions and present highly important ecological and economical role. Although these, non geniculated coralline algae are poorly known in Brazil. In order to contribute to the taxonomic knowledge of these algae group, in this work it was presented descriptions of three species from Bahia State coast: Sporolithon episporum, Mesophyllum erubescens and Lithophyllum stictaeforme.
  • Apocynaceae s.l. in the "Reserva Biológica da Represa do Grama", Descoberto, Minas Gerais, Brazil Articles

    Matozinhos, Carolina Nazareth; Konno, Tatiana Ungaretti Paleo

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO A Reserva Biológica da Represa do Grama está localizada no município de Descoberto, Zona da Mata do estado de Minas Gerais. A Reserva abrange uma área de 263,8 hectares com a predominância de florestas estacionais semideciduais baixo-montanas. Apocynaceae s.l. está representada na área por 12 espécies, distribuídas nos gêneros Asclepias, Aspidosperma, Condylocarpon, Ditassa, Forsteronia, Himatanthus, Macroditassa, Matelea, Rauvolfia, Secondatia e Tabernaemontana. Neste trabalho, são fornecidos chaves de identificação, descrições, ilustrações, distribuição geográfica e comentários para cada espécie.

    Abstract in English:

    ABSTRACT The "Reserva Biológica da Represa do Grama", located in the Municipality of Descoberto, Minas Gerais State, has 263,8 hectares, mostly covered by seasonal, semideciduous forest. Apocynaceae s.l. is represented in the area by 12 species and 11 genera (Asclepias, Aspidosperma, Condylocarpon, Ditassa, Forsteronia, Himatanthus, Macroditassa, Matelea, Rauvolfia, Secondatia e Tabernaemontana). Keys for genera and species, descriptions, illustrations, distribution and comments for each species are provided.
  • The family Orchidaceae in the Serra do Japi, São Paulo, Brazil Articles

    Pansarin, Emerson Ricardo; Pansarin, Ludmila Mickeliunas

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Este estudo apresenta o inventário das espécies de orquídeas ocorrentes na Serra do Japi, no estado de São Paulo. A região é composta por áreas de floresta mesófila estacional semidecídua baixo montana e de altitude e afloramentos rochosos. A família está representada por 125 espécies, distribuídas em 61 gêneros. O gênero mais representativo é Epidendrum (10 spp.), seguido de Oncidium e Habenaria (9 spp. cada). A maioria das espécies (79 spp., 63,2%) é epífita, sendo que 40 espécies (32%) são terrícolas, 31 espécies. (24,8%) são rupícolas, duas são hemiepífitas e apenas uma é saprofítica. A floresta mesófila estacional semidecídua é o tipo de vegetação que abriga o maior número de espécies (88 spp., 70,9%). A maioria das espécies floresce no verão, entre dezembro e março. Duas espécies, Habenaria sp. e Acianthera sp. provavelmente são novas para a ciência. A Serra do Japi, por estar em uma zona de transição entre a as florestas ombrófilas (Serra do Mar) e as florestas estacionais semideciduais do planalto paulista, abriga espécies de ambas as formações. Apesar da grande diversidade de Orchidaceae na Serra do Japi, a região sofre com a intervenção humana. A preservação e o estudo integrado da Serra do Japi é uma urgente necessidade científica, com reflexos sociais, econômicos e preservacionistas.

    Abstract in English:

    ABSTRACT This study reports the floristic survey of orchid species occurring in the Serra do Japi, State of São Paulo, Southeastern Brazil. The region is characterized mainly by semi-deciduous mesophytic lowland and altitude forests and rocky outcrops. The family is characterized by 125 species distributed among 61 genera. The most representative genus is Epidendrum (10 spp.), followed by Oncidium and Habenaria (both with 9 spp.). Most of the species (79 spp., 63.2%) occurs as epiphytes, while 40 species (32%) are terrestrial, 31 species (24.8%) are rupicolous, two are hemi-epiphytes and only one is a saprophyte. The semi-deciduous mesophytic forest has the highest occurrence of species of Orchidaceae, with 70.9% (88 spp.) of the species. The majority of species flower in summer, between December and March. Two species, Habenaria sp. and Acianthera sp. were not identified and are possibly new to science. The Serra do Japi is strategically placed in the transition between interior semi-deciduous mesophytic forests and the Atlantic forest, presenting species from both formations. Although the orchid diversity is high, the region is affected by anthropogenic disturbance. The preservation and the integrated study is an urgent necessity, with social, economic and preservationist reflexes.
  • Rhizome and root anatomy of 14 species of Bromeliaceae Articles

    Proença, Suzana Lúcia; Sajo, Maria das Graças

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Com o objetivo de reconhecer caracteres particulares de Bromeliaceae e indicar possíveis formas de adaptação ao ambiente, foi estudada a anatomia dos rizomas e raízes de 14 espécies de Bromeliaceae que ocorrem no cerrado. Os rizomas apresentam estrutura básica semelhante, embora alguns deles possuam porções radiculares crescendo no interior de seu córtex. De acordo com a espécie considerada, os rizomas podem apresentar um cilindro vascular de delimitação mais ou menos nítida. As raízes também possuem estrutura básica semelhante, apesar do tecido de revestimento variar de acordo com a porção analisada (dentro do rizoma ou externa). Além disso, as raízes apresentam uma região cortical de organização variada, de acordo com a região do órgão, e um cilindro vascular. Muitos dos caracteres anatômicos observados estão associados a mecanismos de captação e retenção hídrica, mostrando que as espécies estudadas estão adaptadas ao ambiente de cerrado.

    Abstract in English:

    ABSTRACT The anatomy of rhizomes and roots of 14 species of Bromeliaceae that occur in the cerrado biome were studied with the aim of pointing out particular anatomical features of the family and possible adaptations related to the environment. All the rhizomes are similar although some have root regions growing inside the cortex. In some species the vascular cylinder of the rhizome is clearly limited from the cortex. The roots are also very similar, although the coating tissue differs in roots growing inside the rhizome or externally to it and the cortex has a variable organization according to the region. The studied species present anatomical features that are associated to water absorption and storage, showing that they are adapted to the cerrado environment.
  • Pfaffia cipoana and Pfaffia rupestris (Amaranthaceae) two new species in Brazil Articles

    Marchioretto, Maria Salete; Miotto, Silvia Teresinha Sfoggia; Siqueira, Josafá Carlos de

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Pfaffia cipoana e Pfaffia rupestris (Amaranthaceae) constituem-se novas espécies para a flora brasileira, inseridas na secção Pfaffia, a qual inclui o maior número de espécies no Brasil. Pfaffia cipoana é próxima de P. denudata diferenciando-se desta, principalmente, por apresentar folhas de comprimento e largura maiores e sépalas oblongas. Pfaffia rupestris diferencia-se por ser extremamente foliosa, com folhas diminutas, opostas e verticiladas. As referidas espécies foram reconhecidas no decorrer da revisão taxonômica do gênero Pfaffia para o Brasil. São apresentadas descrições, ilustrações, observações sobre o hábitat e a distribuição geográfica.

    Abstract in English:

    ABSTRACT Pfaffia cipoana and Pfaffia rupestris (Amaranthaceae) are two new species of the Brazilian flora. These species are included in the section Pfaffia, which has the largest number of species in the Brazilian territory. Pfaffia cipoana is close to P. denudata but it is set apart mainly by the greater length and width of the leaves and oblong sepals. Pfaffia rupestris differs as it is extremely leafy, with small, opposite and verticillate leaves. The two species were recognized during the revision of the genus Pfaffia in Brazil. Descriptions, illustrations, observations about the habitat and the geographical distribution of the new species are presented.
  • Factors limiting seed germination of terrestrial bromeliads in the sandy coastal plains (restinga) of Maricá, Rio de Janeiro, Brazil Articles

    Mantovani, André; Iglesias, Ricardo Rios

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Moitas de vegetação separadas por areia ocorrem freqüentemente nas planícies costeiras brasileiras. Condições abióticas nas áreas entre moitas são estressantes para o estabelecimento vegetal. Na restinga de Maricá, bromélias são freqüentes dentro e na borda das moitas, sendo mais raras nas áreas entre moitas. Lança-se a hipótese de que a raridade de plântulas de bromélias nas áreas entre moitas seja devida à alta mortalidade durante a fase de semente ou plântula. Neste estudo, foram acessados potenciais fatores limitantes para a germinação e sobrevivência de três espécies de bromélias terrestres: Neoregelia cruenta, Aechmea nudicaulis e Vriesia neoglutinosa. Foram analisadas a viabilidade das sementes, o balanço hídrico sob ciclos de seca e hidratação, a germinação sob diferentes potenciais hídricos e a susceptibilidade das plântulas a altas temperaturas, dessecação e soterramento. As sementes não se mostraram dormentes e apresentaram germinabilidade acima de 70%, mesmo após exposição a 60ºC e à dessecação. Sob maiores temperaturas (> 27ºC), as sementes perderam água mais rapidamente do que embeberam. Ciclos de seca e hidratação e potenciais hídricos negativos (> -0,4 MPa) reduziram a germinabilidade. O reduzido fornecimento hídrico é provavelmente o fator limitante para a germinação de sementes de bromélias na restinga de Maricá. As plântulas foram extremamente sensíveis às altas temperaturas e ao soterramento, não conseguindo emergir quando a profundidade excedeu 10 mm. Sugere-se que a distribuição variável de chuvas, a baixa capacitância hídrica do solo e as altas temperaturas inibem a germinação e o estabelecimento de plântulas em condições de restinga. Conseqüentemente, as bromélias não parecem capazes de agir como pioneiras nas áreas entre moitas da restinga de Maricá.

    Abstract in English:

    ABSTRACT Vegetation islands surrounded by bare sand are one of the most characteristic features of the sandy plains (restinga) of the Brazilian coastline. Abiotic conditions outside the islands are too harsh for the establishment of plants. Bromeliads are frequent both inside and at the borders of islands, but infrequent outside the islands in the restinga of Maricá. We hypothesized that the rarity of bromeliad seedlings in the restinga is due to high mortality during the seed and/or seedling stages. In this study, we assessed the potential limiting factors for germination and seedling survival of three terrestrial bromeliads Neoregelia cruenta, Aechmea nudicaulis and Vriesea neoglutinosa. Seed viability, water balance during dry-wet cycles, germination under different water potentials and the susceptibility of seedlings to high temperatures, desiccation and sand burial were analyzed. The tested seeds were nondormant, and they germinated to >70% even after exposure to 60ºC and desiccation. At temperatures > 27ºC, seeds lost water faster than imbibited it, and drywet cycles and water potentials of -0.4 MPa decreased germination. Thus, low water availability is likely limiting factor for bromeliad seed germination in the restinga of Maricá. Seedlings were extremely sensitive to high temperatures and sand burial. Shoots failed to emerge if seed depth exceeded 10 mm. We suggest that unequal temporal distribution of rainfall, low water retention capacity of the soil, and high temperatures inhibit germination and seedling establishment through water stress. Consequently, bromeliads are not likely to act as pioneer plants in the barren regions that separate restinga islands.
  • Taxonomic considerations and amended description of Humiriastrum spiritu-sancti, Humiriaceae Articles

    Giordano, Luiz Carlos da Silva; Bove, Claudia Petean

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO É apresentada uma nova descrição de Humiriastrum spiritu-sancti com ênfase em aspectos morfológicos do ovário, estilete, superfície estigmática, disco intra-estaminal e fruto, além de uma análise morfológica do pólen. A espécie é ilustrada e sua distribuição geográfica é incrementada pela descoberta de novos registros.

    Abstract in English:

    ABSTRACT An amended description of Humiriastrum spiritu-sancti is presented, highlighting characters of the ovary, style, stigmatic surface, intrastaminal disk and fruit, alongside with the analysis of the pollen morphology. The species is illustrated and several new records increase the extent of its distribution.
  • Two new species of Begonia (Begoniaceae) from Espírito Santo State, Brazil Articles

    Kollmann, Ludovic Jean Charles

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO São descritas duas novas espécies de Begonia da seção Pritzelia, B. aguiabrancensis L. Kollmann, proveniente da localidade de Santa Luzia, município de Águia Branca, no noroeste do Espírito Santo e B. lossiae L.Kollmann proveniente da localidade de Alto Perdido do município de Santa Teresa, no centro do estado. São fornecidos descrições, ilustrações e comentários sobre afinidades taxonômicas, estado de conservação e distribuição geográfica.

    Abstract in English:

    ABSTRACT Two new species of Begonia from section Pritzelia, B. aguiabrancensis L. Kollmann, from Santa Luzia in the municipality of Águia Branca, N Espírito Santo state, and B. lossiae L.Kollmann, from Alto Perdido in the municipality of Santa Teresa, central Espírito Santo. Descriptions, illustrations and comments about their affinities, conservation status and distribution are provided.
  • Flora of the Itatiaia National Park - Brazil: Peperomia (Piperaceae) Articles

    Monteiro, Daniele; Guimarães, Elsie Franklin

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO O Parque Nacional do Itatiaia tem sido objeto de estudo mesmo antes de ser designado como parque em junho de 1937. Localizado em terras fluminenses e mineiras, protege atualmente cerca de 30.000 hectares de patrimônio biótico e geomorfológico da Serra da Mantiqueira. A pesquisa teve como objetivo conhecer e descrever os táxons de Peperomia ocorrentes na região, averiguando suas preferências ambientais, além de ampliar o conhecimento sobre espécies raras e endêmicas e gerar subsídios para o conhecimento da flora do estado. Peperomia, o segundo maior gênero das Piperaceae, apresenta cerca de 1.500 espécies, das quais aproximadamente 200 ocorrem no Brasil, habitando preferencialmente locais úmidos e sombreados. O levantamento realizado levou ao reconhecimento de 34 taxa, dos quais seis constituíram novas ocorrências para a região. Estes táxons, que ocorrem no interior da floresta e nos campos de altitude, são encontrados em gradientes altitudinais de 600 a 2.700 m, como epífitos, saxícolos ou terrestres e são diferenciados principalmente pela filotaxia, forma, tamanho e nervação foliares, pilosidade, comprimento do pecíolo e pedúnculo e forma dos frutos.

    Abstract in English:

    ABSTRACT Itatiaia National Park has been studied since before being recognized as a conservation area, in June of 1937. With its area located between the states of Rio de Janeiro and Minas Gerais, it currently protects approximately 30,000 hectares of biotic and geomorphological heritage of the Serra da Mantiqueira. This research aims to describe the taxa of Peperomia found in the park, including their preferred habitat, highlighting rare and endemic species and contributing to the flora of state Rio de Janeiro. Peperomia, the second largest genus of the Piperaceae, has about 1500 species, with 200 Brazilian representatives ocurring especially in humid and shady habitats. This study detected 34 taxa, six of them being new occurrences for the area. These taxa, that occur in forest shade and in the "campos de altitude", are found in altitudinal gradients from 600-2700 m, as epiphytes, saxicolous or terricolous plants and are distinguished mainly by phylotaxy, form, size and venation of the leaf, indumentum, petiole and peduncle length and fruit shape.
  • Studies in the neotropical Apocynaceae XXXIV: A new species of Echites (Apocynoideae, Echiteae) from Costa Rica Articles

    Morales, J. Francisco

    Abstract in Spanish:

    RESUMEN Se describe y ilustra Echites candelarianus, una nueva especie endémica al Valle del río Candelaria en Costa Rica y se discuten sus relaciones con E. turbinatus, la especie más relacionada.

    Abstract in English:

    ABSTRACT Echites candelarianus, a new species endemic to the valley of the River Candelaria, Costa Rica, is described and illustrated and its relationship with E. turbinatus is discussed.
  • Thelypteris subg. Amauropelta (Thelypteridaceae) of the Ecological Station of Panga, Uberlândia, Minas Gerais State, Brazil Articles

    Arantes, Adriana A.; Prado, Jefferson; Ranal, Marli A.

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO O presente trabalho apresenta o tratamento taxonômico para as espécies de Thelypteris subgênero Amauropelta que ocorrem na Estação Ecológica do Panga. Thelypteridaceae mostrou-se uma das mais representativas da pteridoflora local, com 14 espécies de Thelypteris segregadas em quatro subgêneros (Amauropelta, Cyclosorus, Goniopteris e Meniscium). Na área de estudo, o subgênero Amauropelta está representado por quatro espécies, Thelypteris heineri, T. mosenii, T. opposita e T. rivularioides. São apresentadas descrições, chave para identificação das espécies, comentários, distribuição geográfica e ilustrações dos caracteres diagnósticos.

    Abstract in English:

    ABSTRACT This paper provides the taxonomic treatment for the species of Thelypteris subgenus Amauropelta in the Ecological Station of Panga. Thelypteridaceae is one of the richest families in the area, with 14 species of Thelypteris segregated in four subgenera (Amauropelta, Cyclosorus, Goniopteris, and Meniscium). In the area the subgenus Amauropelta is represented by four species, Thelypteris heineri, T. mosenii, T. opposita, and T. rivularioides. Descriptions, identification key, comments, geographical distribution and illustrations of diagnostic characters of the species are presented.
  • Bromeliaceae of the brazilian Atlantic Forest: checklist, distribution and conservation Articles

    Martinelli, Gustavo; Vieira, Cláudia Magalhães; Gonzalez, Marcos; Leitman, Paula; Piratininga, Andréa; Costa, Andrea Ferreira da; Forzza, Rafaela Campostrini

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO A Mata Atlântica está entre as mais importantes florestas tropicais do mundo, sendo considerada prioridade em termos de conservação devido a seu grau de ameaça e megadiversidade. Nesta floresta, Bromeliaceae é um dos grupos taxonômicos mais relevantes, devido ao alto grau de endemismo e expressivo valor ecológico decorrente principalmente de sua interação com a fauna. O presente trabalho tem por objetivo disponibilizar a lista de táxons de Bromeliaceae ocorrentes no domínio da Mata Atlântica no Brasil e o status de conservação de cada espécie de acordo com as listas oficias, bem como a distribuição destas nos estados e nos corredores da biodiversidade. Foram registrados 31 gêneros, 803 espécies e 150 táxons infraespecíficos. Os gêneros Andrea, Canistropsis, Canistrum, Edmundoa, Fernseea, Lymania, Nidularium, Portea, Quesnelia e Wittrockia são endêmicos do domínio e Vriesea (166 spp.), Aechmea (136 spp.) e Neoregelia (97 spp.) são os mais diversos. Também merecem destaque Alcantarea, Cryptanthus, Orthophytum e Neoregelia, que não são exclusivos da Mata Atlântica, porém, apresentam neste domínio seu centro de diversidade. Os estados da Região Sudeste somados ao sul da Bahia são os que abrigam a maior riqueza de espécies. Quanto ao status de ameaça, constatou-se que 338 táxons de Bromeliaceae encontram-se citados em listas oficiais de espécies ameaçadas. Os corredores da biodiversidade se mostraram de extrema relevância para a conservação da família, abrigando um grande número de espécies ameaçadas e endêmicas.

    Abstract in English:

    ABSTRACT The Atlantic Forest is amongst the most important tropical forests in the world, being considered a priority for conservation due to the high degree of threat to its megadiversity. In this forest, Bromeliaceae is one of the most relevant taxonomic groups due to its expressive level of endemism and ecological importance mainly reflected by its manyfold relantionships with the local fauna. This work presents a species list of Bromeliaceae from the Atlantic Forest domain in Brazil together with their conservation status, as well as the distribution of species within states and biodiversity corridors. Thirty one genera were registered, with 803 species and 150 infraespecific taxa. The genera Andrea, Canistropsis, Canistrum, Edmundoa, Fernseea, Lymania, Nidularium, Portea, Quesnelia and Wittrockia are endemic to the domain, and Vriesea (166 spp.), Aechmea (136 spp.) and Neoregelia (97 spp.) are the most diverse. The genus Alcantarea, Cryptanthus, Orthophytum and Neoregelia are not exclusive to the Atlantic Forest, however they have their center of diversity in this biome. Brazil's southeast region plus southern Bahia state hold the highest species richness in the Atlantic Forest. Regarding the conservation status, 338 taxa of Bromeliaceae are cited in oficial lists of threatened species. The biodiversity corridors are extremely important for the conservation of the family, housing a great number of endemic and threatened species.
  • Begonia lunaris E.L.Jacques (Begoniaceae), a new species from the state of Rio de Janeiro, Brazil Articles

    Jacques, Eliane de Lima

    Abstract in Portuguese:

    RESUMO Uma nova espécie de Begonia, endêmica da mata atlântica do Brasil, é descrita e ilustrada. Begonia lunaris é conhecida somente da sua localidade típica, Estação Ecológica Estadual do Paraíso, localizada nos municípios de Guapimirim e Cachoeiras de Macacu, Rio de Janeiro, Brasil (22º2'-22º32'S e 42º50'-42º56'W), crescendo próxima às margens dos rios. Destaca-se prontamente das demais espécies brasileiras do gênero por apresentar alas da cápsula inflexas, flores alaranjadas a vermelho-alaranjadas e folhas semi-lunares. Caracteres diagnósticos, descrição, ilustração detalhada e comentários taxonômicos são fornecidos e suas afinidades são discutidas.

    Abstract in English:

    ABSTRACT A new narrow endemic species of Begonia from the Atlantic rain forest of Brazil is described and illustrated. Begonia lunaris is known only from the type locality, Estação Ecológica Estadual do Paraíso, localized in the Municipality of Guapimirim and Cachoeiras de Macacu, Rio de Janeiro, Brazil (22º26'-22º32'S e 42º50'-42º56'W), growing near rivers. It promptly differs from the other Brazilian species of the genus in having wings of the capsule bent inwards, orange to orange-red flowers and crescent-shaped leaves. Diagnostic characters, description, detailed illustration and taxonomic comments are given and its relationships are discussed.
Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro Rua Pacheco Leão, 915 - Jardim Botânico, 22460-030 Rio de Janeiro, RJ, Brasil, Tel.: (55 21)3204-2148, Fax: (55 21) 3204-2071 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: rodriguesia@jbrj.gov.br