Rodriguésia, Volume: 68, Issue: 5, Published: 2017
  • Editorial Editorial

    Carrijo, Tatiana; Mansano, Vidal de Freitas
  • Flora do Espírito Santo: Aristolochiaceae Artigos Originais

    Freitas, Joelcio; Alves-Araújo, Anderson

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Aristolochiaceae Juss. (Piperales) é constituída por aproximadamente 600 espécies, das quais 550 pertencem ao gênero Aristolochia, sendo o Brasil representado por 92 espécies, 39 delas na Mata Atlântica. O presente trabalho tem como objetivo documentar a diversidade taxonômica de Aristolochiaceae no estado do Espírito Santo (ES). Expedições para coleta de material botânico foram realizadas de fevereiro/2014 a agosto/2015. As principais coleções do estado (CVRD, MBML e VIES) e de estados vizinhos (RB, R, HUEFS, ALCB) foram consultadas para análise de espécimes, além de coleções online (C, CEPEC, F, HRCB, K, M, MBM, MPU, P, S e SP). Um total de 20 espécies foi registrado para o estado: Aristolochia arcuata, A. assisii , A. bahiensis , A. chamissonis, A. cymbifera, A. cynanchifolia, A. elegans, A. gigantea, A. aff. gigantea, A. gracilipedunculata, A. hypoglauca, A. labiata, A. longispathulata, A. melastoma, A. nevesarmondiana, A. pubescens, A. subglobosa, A. tamnifolia, A. trilobata e A. zebrina. Uma espécie enquadra-se na categoria Vulnerável (VU), oito na categoria Em Perigo (EN) e quatro em Criticamente Ameaçada (CR). O número de espécies encontradas acrescenta 9 táxons na lista de espécies conhecidas para o ES (aumento de 81%), demonstrando a importância de coletas para o Espírito Santo e conhecimento de sua flora.

    Abstract in English:

    Abstract Aristolochiaceae Juss. (Piperales) has around 600 species of which 550 belong to Aristolochia. In Brazil, Aristolochia is represented by 92 species, 39 of them can be found in the Atlantic Forest. This study aimed to investigate the taxonomic diversity of Aristolochiaceae from Espírito Santo state (ES). Thus, fieldwork was performed from February/2014 to August/2015 and collections were visited and/or consulted (ALCB, C, CEPEC, CVRD, F, HRCB, HUEFS, K, M, MBM, MBML, MPU, P, S, SP, R, RB, and VIES). Specialized literature and nomenclatural types were consulted to determine specific identity of the taxa. A total of 20 species is recorded for ES: Aristolochia arcuata, A. assisii, A. bahiensis, A. chamissonis, A. cymbifera, A. cynanchifolia, A. elegans, A. gigantea, A. aff. gigantea, A. gracilipedunculata, A. hypoglauca, A. labiata, A. longispathulata, A. melastoma, A. nevesarmondiana, A. pubescens, A. subglobosa, A. tamnifolia, A. trilobata, and A. zebrina. One species was assigned as Vulnerable (VU), eight as Endangered (EN), and four as Critically Threatened (CR). Compared to the previously listed for ES and after nomenclatural updates, nine taxa (about 81%) are new records for the State. Results demonstrated the importance of extensive sampling and contributed for a better understanding of ES flora.
  • Flora do Espírito Santo: Basellaceae Artigos Originais

    Pellegrini, Marco Octávio de Oliveira; Sakuragui, Cassia Mônica

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Basellaceae é uma pequena família de Eudicotiledôneas, composta por quatro gêneros e ca. 20 espécies. No Brasil e no estado do Espírito Santo, é encontrado apenas o gênero Anredera, representado por duas espécies: A. cordifolia e A. tucumanensis. Nós apresentamos descrições, comentários, mapa de distribuição, e ilustrações para todas as espécies.

    Abstract in English:

    Abstract Basellaceae is a small family of Eudicots, composed by four genera and ca. 20 species. In Brazil and in the state of Espírito Santo, only Anredera is known to occur, represented by two species: A. cordifolia e A. tucumanensis. We present descriptions, comments, distribution map, and illustrations for all species.
  • Flora do Espírito Santo: Subtribo Terminaliinae (Combretaceae) Artigos Originais

    Ribeiro, Rayane de Tasso Moreira; Loiola, Maria Iracema Bezerra; Sales, Margareth Ferreira de

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este estudo teve como objetivo realizar o levantamento florístico da subtribo Terminaliinae no estado do Espírito Santo. Baseou-se na análise comparativa dos caracteres morfológicos de espécimes depositados nos herbários BHCB, BM, CEPEC, CESJ, CRVD, EAC, ESA, HUFU, LTR, MBML, NY, RB, SP, UB e VIES, bibliografias especializadas e imagens de coleções-tipo. No Espírito Santo foram registradas nove espécies distribuídas em três gêneros: Buchenavia (B. hoehneana , B. kleinii, B. parvifolia e B. tetraphylla), Conocarpus (C. erectus) e Terminalia (T. argentea , T. glabrescens, T. januariensis e T. mameluco). As espécies de Terminaliinae ocorrem preferencialmente em floresta ombrófila densa (mata úmida) e foram registradas em apenas três unidades de conservação do estado: APA Pedra do Elefante, Parque Natural Municipal de São Lourenço e Reserva da Companhia Vale do Rio Doce.

    Abstract in English:

    Abstract This study aimed to conduct a floristic survey of the subtribe Terminaliinae in the state of Espírito Santo. It was based on the morphological analysis of specimens deposited in herbaria BHCB, BM, CEPEC, CESJ, CRVD, EAC, ESA, HUFU, LTR, MBML, NY, RB, SP, UB and VIES, specialized bibliographies and images of type-collections. In the state of Espírito Santo, nine species were recorded in three genera: Buchenavia (B. hoehneana, B. kleinii, B. parvifolia, B. tetraphylla), Conocarpus (C. erectus) and Terminalia (T. argentea, T. glabrescens, T. januariensis and T. mameluco). Terminaliinae species occur preferentially in ombrophyllous dense forest and were recorded only in three conservation units of the state: APA Pedra do Elefante, Municipal Natural Park of São Lourenço and Vale do Rio Doce Natural Reserve.
  • Flora of Espírito Santo: Dennstaedtiaceae Artigos Originais

    Schwartsburd, Pedro B.

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Como parte do projeto Flora do Espírito Santo, aqui é apresentado o tratamento taxonômico de Dennstaedtiaceae, contendo chaves de identificação, descrições, ilustrações e lista de espécimes examinados. Neste estado (e áreas adjacentes em Minas Gerais) ocorrem onze táxons de Dennstaedtiaceae: Blotiella lindeniana, Dennstaedtia cicutaria, Dennstaedtia cornuta, Dennstaedtia globulifera, Histiopteris incisa, Hypolepis acantha, Hypolepis mitis, Hypolepis rigescens var. rigescens, Hypolepis rugosula subsp. pradoana, Pteridium arachnoideum subsp. arachnoideum e Pteridium arachnoideum subsp. campestre. A maioria destes táxons são amplamente distribuídos na região neotropical, porém três (ou quatro) são endêmicos à Floresta Atlântica brasileira: Hypolepis acantha, Hypolepis mitis e Hypolepis rugosula subsp. pradoana (e possivelmente Dennstaedtia cornuta).

    Abstract in English:

    Abstract As part of the Flora of Espírito Santo project, it is presented the taxonomic treatment of Dennstaedtiaceae, with keys, descriptions, illustrations, and list of specimens examined. In this state (and adjacent areas of Minas Gerais), eleven taxa of Dennstaedtiaceae were found: Blotiella lindeniana, Dennstaedtia cicutaria, Dennstaedtia cornuta, Dennstaedtia globulifera, Histiopteris incisa, Hypolepis acantha, Hypolepis mitis, Hypolepis rigescens var. rigescens, Hypolepis rugosula subsp. pradoana, Pteridium arachnoideum subsp. arachnoideum, and Pteridium arachnoideum subsp. campestre. Most of these taxa are widespread along the Neotropics, but three (or four) are endemic to the Brazilian Atlantic Rainforest: Hypolepis acantha, Hypolepis mitis, and Hypolepis rugosula subsp. pradoana (and possibly Dennstaedtia cornuta).
  • Flora do Espírito Santo: Ericaceae Artigos Originais

    Romão, Gerson Oliveira; Cabral, Andressa; Menini, Luiz

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Apresenta-se um estudo taxonômico de Ericaceae no estado do Espírito Santo, Região Sudeste do Brasil, incluído nos domínios da Floresta Atlântica. Ericaceae está representada no Brasil por 12 gêneros e 98 espécies, com distribuição predominante nos campos rupestres e campos de altitude da Região Sudeste. No Espírito Santo, estão registradas 11 espécies pertencentes a três gêneros - Agarista (duas spp.), Gaultheria (duas spp.) e Gaylussacia (sete spp.), das quais são endêmicas da Floresta Atlântica Agarista revoluta, Gaultheria eriophylla var. eriophylla, Gaultheria serrata, Gaylussacia fasciculata e Gaylussacia caparoensis, esta última incluída na categoria "Em Perigo" (EN) no Livro Vermelho da Flora do Brasil. Chaves de identificação, descrições, ilustrações de caracteres diagnósticos e comentários de distribuição geográfica, ecológicos e taxonômicos das espécies são apresentadas.

    Abstract in English:

    Abstract A taxonomic study of the Ericaceae the Espírito Santo state, Southeastern Brazil, Atlantic Forest domain, is presented. Ericaceae is represented by 12 genera and 98 species in the Brazil, with predominant distribution in the southeastern "campos rupestres" and "campos de altitude". In Espírito Santo, 11 species belonging to three genera are recorded - Agarista (two spp.), Gaultheria (two spp.) and Gaylussacia (seven spp.), of which Agarista revoluta, Gaultheria eriophylla var. eriophylla, Gaultheria serrata, Gaylussacia fasciculata and Gaylussacia caparoensis are endemic to the Atlantic Forest, latter is included in the category "Endangered" (EN) by "Livro Vermelho da Flora do Brasil". Identification keys, descriptions, illustrations of diagnostic characters, and comments of geographic distribution, ecological and taxonomic are provided.
  • Flora do Espírito Santo: Hypericaceae Artigos Originais

    Martins, Milena Ventrichi; Shimizu, Gustavo Hiroaki; Marinho, Lucas Cardoso; Ely, Cleusa Vogel

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O presente estudo florístico fornece chaves de identificação, descrições morfológicas, ilustrações e comentários para as espécies de Hypericaceae registradas no estado do Espírito Santo, Brasil. Foram encontradas uma espécie de Hypericum: H. brasiliense, comumente distribuída em áreas abertas das regiões Sudeste e Sul do Brasil, e seis espécies de Vismia: V. atlantica, V. guianensis, V. magnoliifolia, V. martiana, V. micrantha e V. pentagyna, ocorrentes principalmente em formações florestais do leste do país.

    Abstract in English:

    Abstract The present floristic study provides identification keys, morphological descriptions, illustrations, and comments for the Hypericaceae species recorded in the Espírito Santo state, Brazil. One species of Hypericum: H. brasiliense, commonly distributed in open areas of the Southeastern and Southern regions of Brazil, and six species of Vismia: V. atlantica, V. magnoliifolia, V. martiana, V. micrantha, and V. pentagyna, occurring mainly in forest formations of the eastern of the country, were found.
  • Flora do Espírito Santo: Hypoxidaceae Artigos Originais

    Dutilh, Julie Henriette Antoinette; Lopes, Edimar Faria Menezes; Campos-Rocha, Antonio

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A família Hypoxidaceae é cosmopolita, composta por nove gêneros e aproximadamente duzentas espécies. No Brasil encontra-se representada por três espécies pertencentes aos gêneros Curculigo e Hypoxis. O presente trabalho pretende contribuir para o conhecimento das espécies de Hypoxidaceae ocorrentes no estado do Espírito Santo. Está fundamentado no estudo das coleções depositadas nos herbários visitados, coletas de campo, além da consulta a dados bibliográficos. Para o estado foi registrado somente o gênero Hypoxis, com duas espécies, H. atlantica e H. decumbens. Descrita em 2016 para os estados da Bahia e Santa Catarina, H. atlantica é confirmada para o Espírito Santo. São apresentados descrições das espécies, comentários taxonômicos, dados sobre hábitat, ecologia e distribuição geográfica, além de fotografias. Adicionalmente, é apresentada uma chave de identificação para as espécies.

    Abstract in English:

    Abstract Hypoxidaceae has a worldwide distribution, with nine genera and approximately two hundred species. In Brazil, the family is represented by three species, from genera Curculigo and Hypoxis. This work aims to contribute to the knowledge of Hypoxidaceae species in the state of Espirito Santo, Brazil. It is based on the examination of collections deposited in diverse visited herbaria, on fieldwork and bibliography. Only genus Hypoxis was encountered, with two species, H. atlantica and H. decumbens. Described in 2016 for the states of Bahia and Santa Catarina, H. atlantica is confirmed for Espírito Santo. Descriptions of the species, taxonomic, habitat, ecological and distribution data are provided, with photographs. Additionally, an identification key is presented.
  • Flora do Espírito Santo: Ingeae (Leguminosae): parte 1 Artigos Originais

    Chagas, Aline Pitol; Dutra, Valquíria Ferreira; Garcia, Flávia Cristina Pinto

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Ingeae é uma importante tribo da família Leguminosae com cerca de 950 espécies em 36 gêneros, dos quais 24 são endêmicos do Novo Mundo. Este trabalho apresenta o estudo florístico de 16 espécies de Ingeae, reunidas em sete gêneros: Abarema (seis spp.), Albizia (duas spp.), Calliandra (duas spp.), Chloroleucon (duas spp.), Enterolobium (duas spp.), Leucochloron (uma sp.) e Zygia (uma sp.) ocorrentes no Espírito Santo. O gênero Inga, devido ao grande número de espécies, será publicado posteriormente. Dentre as espécies estudadas, 14 (88%) são endêmicas do Brasil, sendo uma, Abarema barnebyana, restrita ao Espírito Santo e sete (44%) restritas ao bioma Floresta Atlântica. No estado, 14 espécies ocorrem em Floresta Ombrófila Densa. Na Restinga, são encontradas oito espécies e na Floresta Estacional Semidecidual, sete espécies. São apresentadas chaves para identificação, descrições, ilustrações, comentários taxonômicos, períodos de floração e frutificação, distribuição geográfica e habitats preferenciais.

    Abstract in English:

    Abstract Ingeae is an important tribe of Leguminosae with 950 species in 36 genera, 24 endemic to the New World. This manuscript is the florist treatment of 16 species of Ingeae, organized in seven genera: Abarema (six spp.), Albizia (two spp.), Calliandra (two spp.), Chloroleucon (two spp.), Enterolobium (two spp.), Leucochloron (one sp.) e Zygia (one sp.) in the state of Espírito Santo. The genus Inga will be discussed in a forthcoming manuscript, due to its number of species. Among the recorded species, fourteen (88%) are endemic to Brazil and Abarema barnebyana is restricted to Espírito Santo. Seven species (44%) are restricted to the Atlantic Forest biome. Fourteen species occurs in the Dense Rain Forest, eight species are found in the Restinga, and seven species in the Seasonal Semidecidual Forest. Identifications keys, descriptions, illustrations, taxonomic comments, flowering and fruiting periods, geographic distribution, and habitats are provided.
  • Flora of Espírito Santo: Mimoseae (Leguminosae): part 1 Artigos Originais

    Silva, Lucas de Almeida; Alves-Araújo, Anderson; Dutra, Valquíria Ferreira

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Mimoseae, uma das tribos do clado Mimosoide - Leguminosae, possui 41 gêneros e cerca de 860 espécies. No Brasil, está representada por 16 gêneros e 614 espécies. Dada relevância do grupo para a flora brasileira e para a Mata Atlântica, este trabalho apresenta o estudo florístico dos gêneros Anadenanthera, Leucaena, Neptunia, Parapiptadenia, Parkia, Piptadenia, Plathymenia, Pseudopiptadenia e Stryphnodendron no estado do Espírito Santo. Foram realizadas expedições de campo entre abril de 2014 e julho de 2015 e examinados materiais originados do Espírito Santo depositados em herbários. No Espírito Santo, foram encontradas 22 espécies e 24 táxons infraespecíficos. Os gêneros Piptadenia, Pseudopiptadenia, Stryphnodendron e Anadenanthera foram os que mais se destacaram em número de espécies, com seis, seis, três e duas, respectivamente. Os demais gêneros foram representados por apenas uma espécie cada. Os resultados representam o acréscimo de dois gêneros e nove táxons, específicos e infraespecíficos, em relação à lista da Flora do Espírito Santo: Anadenanthera colubrina var. cebil, A. colubrina var. colubrina, A. peregrina var. peregrina, Neptunia plena, Piptadenia santosii, Pseudopiptadenia bahiana, P. psilostachya, Stryphnodendron polyphyllum e S. pulcherrimum. Chaves de identificação, diagnoses morfológicas, comentários, ilustrações e mapas de distribuição geográfica são apresentados.

    Abstract in English:

    Abstract Tribe Mimoseae (Mimosoid clade - Leguminosae) has 41 genera and about 860 species, of which, 16 genera and 614 species are recorded in Brazil. As a very representative group from Brazilian flora and from Atlantic Rainforest, this paper aims to provide the floristic and taxonomic treatment for genera Anadenanthera, Leucaena, Neptunia, Parapiptadenia, Parkia, Piptadenia, Plathymenia, Pseudopiptadenia, and Stryphnodendron from Espírito Santo state (ES). Fieldwork was performed from April 2014 to July 2015 and vouchers housed at herbaria were examined. A total of 24 taxa (22 species and two varieties) were found in the state. Piptadenia (six spp.), Pseudopiptadenia (six spp.), Stryphnodendron (three spp.), and Anadenanthera (two spp.) are the richest genera amongst analyzed. Leucaena, Neptunia, Parapiptadenia, Parkia, and Plathymenia were represented by only one species each. Compared to the previously known for ES, results increased two genera and nine taxa (specific and infraspecific), as follow: Anadenanthera colubrina var. cebil, A. colubrina var. colubrina, A. peregrina var. peregrina, Neptunia plena, Piptadenia santosii, Pseudopiptadenia bahiana, P. psilostachya, Stryphnodendron polyphyllum, and S. pulcherrimum. Identification keys, descriptions, taxonomic comments, illustrations, and geographic distribution maps are provided.
  • Flora of Espírito Santo: Bertolonia (Melastomataceae) Artigos Originais

    Bacci, Lucas F.; Amorim, André M.; Goldenberg, Renato

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este estudo trata das espécies de Bertolonia (Melastomataceae) encontradas no estado do Espírito Santo, Brasil. O trabalho é baseado em análise morfológica de coleções depositadas em herbários, bibliografia específica e coletas de campo. Um total de nove espécies foram registradas, a maioria endêmica no estado, além de uma nova espécie (B. michelangeliana). São apresentadas uma chave de identificação atualizada, descrições, status de conservação e comentários sobre a distribuição das espécies.

    Abstract in English:

    Abstract This study focuses on the species of Bertolonia (Melastomataceae) found in the state of Espírito Santo, Brazil. It is based on the analysis of herbarium collections, specific bibliography and collections in the field. A total of nine species were recorded for the state, most of them endemic to the state, with one new species (B. michelangeliana). An updated identification key, descriptions and comments about species distributions are also provided.
  • Flora of Espírito Santo: clade Merianthera and related genera (Melastomataceae) Artigos Originais

    Bochorny, Thuane; Goldenberg, Renato

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Melastomataceae possui 22 gêneros e 182 espécies no Espírito Santo. Neste trabalho, são apresentados os tratamentos taxonômicos dos cinco gêneros pertencentes ao clado de Merianthera e gêneros afins, com 14 espécies: Behuria (3 espécies), Cambessedesia (2), Dolichoura (2), Huberia (2) e Merianthera (5). Também é apresentada uma chave de identificação para todas espécies ocorrentes no Espírito Santo, além de mapas e prancha com fotos.

    Abstract in English:

    Abstract Melastomataceae has 22 genera and 182 species in the state of Espírito Santo. In this work, we present a monograph for the five genera that belong to the clade Merianthera and related genera, with 14 species: Behuria (3 species), Cambessedesia (2), Dolichoura (2), Huberia (2) and Merianthera (5). We also present an identification key for all the species in the clade occurring in Espírito Santo, maps and photos.
  • Flora do Espírito Santo: Meliaceae Artigos Originais

    Flores, Thiago Bevilacqua; Souza, Vinicius Castro; Coelho, Rubens Luiz Gayoso

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Meliaceae possui 50 gêneros e cerca de 550 espécies distribuídas em todo mundo, embora com maior diversidade na região pantropical. No Brasil, são encontradas 84 espécies distribuídas em sete gêneros. Esse estudo apresenta o tratamento florístico das espécies de Meliaceae no estado do Espírito Santo. Para alcançar esses resultados, foram consultados os principais herbários do país, além de realizadas atividades de campo. Os principais resultados deste trabalho incluem, descrições morfológicas para os gêneros e as espécies, chaves de identificação, ilustrações e comentários taxonômicos. Com relação as novidades taxonômicas, foram encontradas 25 espécies que pertencem a quatro gêneros, uma pertencente a Cabralea, duas a Cedrela, seis a Guarea e 16 a Trichilia. Nesse estudo também são apresentados uma nova ocorrência para o estado e ainda, duas espécies de Trichilia são provisoriamente tratadas como Trichilia sp. 1 e Trichilia sp. 2.

    Abstract in English:

    Abstract Meliaceae has 50 genera and about 550 species distributed in the whole world, although with greater diversity in the pantropical region. In Brazil, there are 84 species distributed in seven genera. This study presents the floristic treatment of the Meliaceae species in the state of Espírito Santo. In order to achieve these results, we consulted the main herbaria in the country and performed field activities. The main results of this work include the morphological descriptions of the genera and species, identification keys, illustrations and taxonomic comments. In terms of the taxonomic novelties, 25 species belonging to four genera were found: One belonging to Cabralea, two to Cedrela, six to Guarea, and 16 to Trichilia. In this study, we also present a new species occurrence for the state and therefore, the two Trichilia species are provisionally treated as Trichilia sp. 1 and Trichilia sp. 2.
  • Flora do Espírito Santo: Monimiaceae Artigos Originais

    Lírio, Elton John de; Peixoto, Ariane Luna

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Monimiaceae, uma família basal de Angiospermas, compreende 28 gêneros e aproximadamente 220 espécies que ocorrem predominantemente em florestas úmidas. No Brasil está representada por cinco gêneros e cerca de 43 espécies. A Mata Atlântica é considerada um dos centros de diversidade da família e nela ocorrem os cinco gêneros representados no Brasil e a maior parte das espécies, muitas das quais endêmicas desse bioma. O presente estudo buscou conhecer e caracterizar as espécies de Monimiaceae ocorrentes no estado Espírito Santo. O estudo resultou na identificação e caracterização morfológica de 21 táxons pertencentes a três gêneros: Macroturus e Macropeplus com uma espécie cada e 19 para Mollinedia. O gênero Macropeplus é citado pela primeira vez para o estado, bem como Mollinedia puberula. É apresentada uma chave para identificação, descrições morfológicas, distribuição geográfica e comentários.

    Abstract in English:

    Abstract Monimiaceae, a basal angiosperm family, comprises 28 genera and approximately 220 species that inhabits predominantly rainforests. In Brazil, it is represented by five genera and about 43 species. The Atlantic forest is considered one of the centers of diversity of this family. In this biome occurs the five genera represented in Brazil, as well as most of the species, many of them endemic to this biome. The present study aims to characterize the species of Monimiaceae that occur in the state of Espírito Santo. The study resulted in the identification and morphological characterization of 21 taxa belonging to three genera: Macrotorus and Macropeplus, both with one species, and Mollinedia, with 19 species. Macropeplus is reported for first time to the state of Espírito Santo, as well as Mollinedia puberula. A key to identification, morphological descriptions, geographic distribution and comments are provided.
  • Flora of Espírito Santo: Campomanesia (Myrtaceae) Artigos Originais

    Luber, Jaquelini; Oliveira, Marla Ibrahim Uehbe De; Ferreira, Márcia Flores Da Silva; Carrijo, Tatiana Tavares

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Listagens florísticas realizadas para Angiospermas ou apenas para a família Myrtaceae no Espírito Santo apresentaram resultados divergentes com relação à riqueza de espécies de Campomanesia neste estado. O presente estudo visa elucidar esta questão a partir do desenvolvimento de uma abordagem florístico-taxonômica para o gênero no Espírito Santo. Foram analisadas coleções depositadas nos herbários CVRD, MBML, RB e VIES, e realizado trabalho de campo em localidades representativas de todas as fitofisionomias do Espírito Santo durante janeiro de 2015 a julho de 2016. Treze espécies de Campomanesia foram encontradas para o Espírito Santo. Dez dentre estas espécies tiveram sua ocorrência confirmada para o estado, duas são novas ocorrências, e uma é nova para a ciência (Campomanesia sepalifolia), sendo descrita e ilustrada nesse trabalho pela primeira vez. A caracterização morfológica das espécies foi realizada por meio de descrições e ilustrações; é apresentada uma chave dicotômica de identificação e mapas que representam a distribuição geográfica das espécies.

    Abstract in English:

    Abstract Plant checklist made for Angiosperms or only for the family Myrtaceae in Espírito Santo presented divergent results regarding the richness of Campomanesia species in this state. The present study aims to elucidate this issue from the development of a floristic-taxonomic approach to the genus in the Espírito Santo state. Collections deposited at herbaria CVRD, MBML, RB and VIES were analyzed, and the fieldwork were made in localities representative of all the phytophysiognomies of Espírito Santo from january 2015 to july 2016. Ten of these species had their occurrence confirmed for the state, two are new records, and one is new to science (Campomanesia sepalifolia), being described and illustrated here for the first time. The morphological characterization of the species was made by descriptions and illustrations; an identification key and maps represented the species geographic distribution are provided.
  • Flora of Espírito Santo: Psidium (Myrtaceae) Original Papers

    Tuler, Amélia C.; Carrijo, Tatiana T.; Ferreria, Márcia F.S.; Peixoto, Ariane L.

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este estudo apresenta o tratamento florístico-taxonômico para o gênero Psidium no estado do Espírito Santo, e resulta de trabalho de campo, combinado à análise de espécimes de herbário. Quatorze espécies do gênero foram reconhecidas no Espírito Santo (P. brownianum, P. cattleianum, P. cauliflorum, P. guajava, P. guineense, P. longipetiolatum, P. myrtoides, P. oblongatum, P. oligospermum, P. ovale, P. rhombeum, P. rufum P. sartorianum e Psidium sp.), representando cerca de 34% da riqueza de espécies estimada para o gênero na Floresta Atlântica. As espécies ocorrem predominantemente em florestas baixas, até 700 metros. Essas áreas são altamente ameaçadas devido à urbanização das áreas costeiras e a expansão da agricultura do estado do Espírito Santo. Desta forma, a conservação das espécies de Psidium neste estado implica na criação de mais áreas de preservação em compreendendo florestas baixas.

    Abstract in English:

    Abstract This study presents a floristic-taxonomic treatment of Psidium in the state of Espírito Santo, and is a result of fieldwork combined with analyses of herbarium specimens. Fourteen species of the genus were recognized in Espírito Santo state (P. brownianum, P. cattleianum, P. cauliflorum, P. guajava, P. guineense, P. longipetiolatum, P. myrtoides, P. oblongatum, P. oligospermum, P. ovale, P. rhombeum, P. rufum P. sartorianum, and Psidium sp.), accounting for about 34% of the species richness estimated for the genus in the Atlantic Rainforest biome. The species occur predominantly in lowland forests up to 700 meters above sea level. These areas are highly threatened due to urbanization of coastal areas and agricultural expansion in the state Espírito Santo. Therefore, the conservation of Psidium species in this state requires the creation of more lowland protected areas.
  • Flora of Espírito Santo: Oleandraceae Original Papers

    Schwartsburd, Pedro B.; Prado, Jefferson

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Como parte do projeto Flora do Espírito Santo, aqui é apresentado o tratamento taxonômico de Oleandraceae, contendo chave de identificação, descrições, ilustrações e lista de espécimes examinados. Neste estado, duas espécies de Oleandra ocorrem: O. brasiliana e O. quartziticola. Aparentemente, O. quartziticola é micro-endêmica, enquanto O. brasiliana é amplamente distribuída na Floresta Atlântica. Ambas espécies ocorrem na porção sul do estado.

    Abstract in English:

    Abstract As part of the Flora of Espírito Santo project, we present the taxonomic treatment of Oleandraceae, with key, descriptions, illustrations, and list of specimens examined. In this state, two species of Oleandra occur: O. brasiliana and O. quartziticola. Apparently, O. quartziticola is narrow endemic, whereas O. brasiliana is widespread in the Brazilian Atlantic Rainforest. Both species occur in the Southern part of the state.
  • Flora of Espírito Santo: Phyllanthus (Phyllanthaceae) Original Papers

    Martins, Erika Ramos; Lima, Letícia Ribes de; Cordeiro, Inês

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Phyllanthus, com cerca de 1.270 espécies, é pantropical, mas também ocorre em regiões temperadas de todo o planeta. No Brasil são registradas cerca de 100 espécies, que ocorrem em florestas, cerrados, campos e nas caatingas. O objetivo do presente trabalho foi estudar a taxonomia das espécies do gênero ocorrentes no estado do Espírito Santo. Para cada uma delas é indicada a coleções tipo, descrição, ilustração, chave de identificação, distribuição geográfica, período de floração e frutificação, além de comentários sobre caracteres morfológicos diagnósticos.

    Abstract in English:

    Abstract Phyllanthus, with 1,270 species, is pantropical, but also occurs in temperate regions of the world. Around 100 species are recorded to Brazil and they can be found in forests, cerrados, grasslands and caatingas. This work aims to study perform a taxonomic survey the species of Phyllanthus from Espírito Santo state. Protologues, type collections, descriptions, illustrations, identification key, geographic distribution, phenology information, and taxonomic comments are provided.
  • Flora do Espírito Santo: Primulaceae Original Papers

    Carrijo, Tatiana T.; Tuler, Amélia C.; Luber, Jaquelini; Costa, Rondinelle G. da; Santos, Matheus C. dos; Paschoa, Roberta P. da; Freitas, Maria de Fátima

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este estudo apresenta a flora de Primulaceae no estado do Espírito Santo. O estudo foi baseado em identificações de materiais de herbários e esforço de campo em áreas pobremente coletadas. Primulaceae no Espírito Santo está representada por espécies pertencentes à Ardisia (1 sp.), Clavija (2 spp.), Cybianthus (10 spp.), Jacquinia (1 sp.), Lysimachia L. (1 sp.), Myrsine (14 spp.) e Stylogyne (2 spp.). Ardisia semicrenata, Cybianthus blanchetii, C. oboavatus, Myrsine balansae, M. leuconeura, M. hermogenesii, M. lineata, M. villosissima, Stylogyne lhotzkyana e S. warmingii são novos registros para o estado. Gêneros e espécies foram diferenciados pelo hábito, filotaxia, tipo de inflorescências e morfologia frutos. Cybianthus amplus, Jacquinia armillaris e Myrsine parvifolia ocorrem exclusivamente em vegetação de Restinga. Stylogyne lhotzkyana foi registrada pela primeira vez em vegetação de Restinga, sendo sua distribuição geográfica ampliada para o norte do Espírito Santo. A maior parte das espécies ocorre em florestas ombrófilas e semideciduais da região serrana do estado. No entanto, as matas ciliares, os brejos e os afloramentos rochosos abrigam espécies restritas a estes ambientes, como M. leuconeura, M. rubra e M. villosissima.

    Abstract in English:

    Abstract This study presents the flora of Primulaceae in the state of Espírito Santo. The study was based on material identification from herbaria collections and field work in poorly collected areas. Primulaceae in Espírito Santo is represented by species belonging to Ardisia (1 sp.), Clavija (2 spp.), Cybianthus (10 spp.), Jacquinia (1 sp.), Lysimachia L. (1 sp.), Myrsine (14 spp.), and Stylogyne (2 spp.). Ardisia semicrenata, Cybianthus blanchetii, C. oboavatus, Myrsine balansae, M. leuconeura, Myrsine hermogenesii, M. lineata, M. villosissima, Stylogyne lhotskyana, and S. warmingii are new records for the state. Genus and species were differentiated by habit, phyllotaxy, type of inflorescences and fruit morphology. Cybianthus amplus, Jacquinia armillaris, and Myrsine parvifolia are the only species that occur exclusively in Restinga vegetation. Stylogyne lhotzkyana was collected in Restinga vegetation for the first time, and its geographic distribution was expanded to the north of the Espírito Santo. Most species occur in rainforests and semideciduous forests of the mountainous region of the state. However, riparian forests, swamps and rocky outcrops shelter species that were recorded exclusively for these environments, as M. leuconeura, M. rubra, and M. villosissima.
  • Flora of Espírito Santo: Chrysophyllum (Sapotaceae) Original Papers

    Sossai, Brenno Gardiman; Alves-Araújo, Anderson

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Chrysophyllum é o segundo maior gênero da família Sapotaceae com 71 espécies conhecidas e distribuídas em sua grande maioria nos Neotrópicos. No Brasil, estima-se a ocorrência de 31 espécies, das quais 14 são endêmicas. Estudos recentes apontaram a ocorrência de nove táxons para o Espírito Santo, no entanto, o reconhecimento e a distinção taxonômica dos mesmos é incipiente. Este estudo apresenta chave de identificação, ilustrações, comentários taxonômicos e informações a respeito dos estados de conservação e da distribuição geográfica de espécies de Chrysophyllum nativas do Espírito Santo. Um total de sete espécies ocorrentes em áreas de Floresta de Tabuleiro, de Altitude e de Restingas foram registradas: Chrysophyllum flexuosum, C. gonocarpum, C. januariense, C. lucentifolium, C. splendens, C. viride e Chrysophyllum sp. nov. Os caracteres mais importantes para a distinção das espécies foram: 1. Vegetativos: formato da folha, indumento foliar e a coloração e densidade do mesmo, a disposição das nervuras secundárias foliares e presença/ausência de lenticelas nos ramos; 2. Reprodutivos: tamanho da corola e indumento nos verticilos reprodutivos, formato e coloração dos frutos.

    Abstract in English:

    Abstract Chrysophyllum is the second largest genus in the Sapotaceae family with 71 known species, which are mostly distributed in the Neotropics. In Brazil, 31 species are recorded, out of them 14 are endemic. Recent manuscripts listed nine taxa as native from Espírito Santo state, however, taxonomic data and the real identity of them is incipient. Thus, herein key identification, illustrations, taxonomic comments, and information about the conservation status and geographical distribution of native Chrysophyllum from Espírito Santo state are provided. A total of seven species were recorded for areas of Tabuleiro Forest, Montane Forest, and Restingas: Chrysophyllum flexuosum, C. gonocarpum, C. januariense, C. lucentifolium, C. splendens, C. viride, and Chrysophyllum sp. nov. The most important characters for specific distinction are: 1. Vegetative: leaf shape, foliar indumentum and coloring and density, secondary leaf vein arrangement, and presence/absence of lenticels on the branches; 2. Reproductive: corolla size and indument in the reproductive verticils, shape and color of the fruits.
  • Flora of the Espírito Santo: Micropholis (Sapotaceae-Chrysophylloideae) Original Papers

    Souza, Wenia de Oliveira; Alves-Araújo, Anderson

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Neste trabalho são apresentados dados morfológicos, informações sobre distribuição geográfica e estado de conservação para as espécies do gênero Micropholis (Sapotaceae) nativas do Espírito Santo. Um total de cinco espécies de Micropholis foi encontrado: M. compta, M. crassipedicellata, M. gardneriana, M. guyanensis subsp. guyanensis e M. venulosa. Este número representa 100% das espécies ocorrentes na Mata Atlântica. Os caracteres mais importantes para a distinção das espécies são: nervura central sulcada ou não na face adaxial, nervuras secundárias espaçadas ou congestas entre si distinguíveis ou indistinguíveis das terciárias, indumento dos ramos jovens e forma da folha. Micropholis gardneriana constitui um novo registro para o Espírito Santo e Micropholis compta foi categorizada como Quase Ameaçada (NT).

    Abstract in English:

    Abstract Herein, we provide information about morphological data, geographic distribution and conservation status for native species of Micropholis from Espírito Santo state (ES), Brazil. A total of five species were found: M. compta, M. crassipedicellata, M. gardneriana, M. guyanensis subsp. guyanensis, and M. venulosa. They represent 100% of the known species of Micropholis from the Brazilian Atlantic rainforest. The most important characters for distinguishing the species are: type and color of indument on the young branches, leaf shape, midrib sunken or not on the upper leaf surface, distinguishable secondary veins from the tertiary ones. Micropholis gardneriana constitutes a new record for the Espírito Santo state. Amongst Micropholis species from ES, only Micropholis compta is considered as Near Threatened (NT).
  • Breve histórico e classificação da vegetação capixaba Original Papers

    Garbin, Mário L.; Saiter, Felipe Z.; Carrijo, Tatiana T.; Peixoto, Ariane L.

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O estado do Espírito Santo apresenta grande variedade de ecossistemas num território relativamente pequeno. A exuberância de suas florestas vem despertando o interesse de muitos naturalistas e viajantes desde o século XIX, os quais deixaram registros valiosos dos primeiros anos da ocupação das "Areas Prohibidas" a leste de Minas Gerais. O cultivo do café, um dos alicerces econômicos do estado, deu início à perda dessas florestas. Tais perdas alavancaram o movimento conservacionista e a pesquisa científica no estado. A biogeografia, riqueza de espécies e de processos ecológicos nos fragmentos que restaram no Espírito Santo ainda revelam surpresas. Dentro do domínio da Floresta Atlântica, o estado abriga diferentes tipos de vegetação: Floresta Ombrófila Densa, Floresta Ombrófila Aberta, Floresta Estacional Semidecidual, Savanas, Formações Pioneiras e Refúgios Ecológicos. A descrição e classificação da vegetação do Espírito Santo ainda está inacabada tendo em vista as incertezas levantadas por alguns estudos. Também não existe um mapa da vegetação que contemple adequadamente a diversificada vegetação. A despeito de tais limitações, apresentamos descrições sucintas sobre os tipos de vegetação que vêm sendo reconhecidos na literatura moderna.

    Abstract in English:

    Abstract The Espírito Santo state has a great variety of ecosystems in a relatively small territory. The exuberance of its forests has awakened the interest of many naturalists and travelers since the nineteenth century, who left valuable recordings of these early years of occupation of the "Areas Prohibidas" (Prohibited Areas), East of Minas Gerais. The coffee crops, one of the economic basis of the state, started the loss of these forests. Such losses also boosted the conservationist movement and the scientific research in the state. The biogeography, species richness, and the ecological processes in the remaining fragments of the Espírito Santo still reveal surprises. Within the Atlantic Forest domain, the state shelters different vegetational types: Ombrophilous Dense Forest, Ombrophilous Open Forest, Seasonal Semideciduous Forest, Savannas, Pioneer Formations, and Ecological Refuges. The description and classification of the vegetation is still unfinished due to the uncertainties raised by some studies. Moreover, there is a lack of a vegetation map that adequately contemplates the diversified vegetation. Despite these limitations, we present short descriptions of the vegetation types that have been recognized in the modern literature.
  • Angiosperms from rocky outcrops of Pedra do Elefante, Nova Venécia, Espírito Santo, Brazil Original Papers

    Pena, Nelson Túlio Lage; Alves-Araújo, Anderson

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O objetivo deste trabalho foi realizar o inventário florístico das Angiospermas dos afloramentos rochosos da Área de Proteção Ambiental Pedra do Elefante, Espírito Santo, Brasil. Expedições de coleta foram realizadas mensalmente de março/2015 a julho/2016. Um total de 302 espécies pertencentes a 219 gêneros e 74 famílias foram encontradas. Bromeliaceae, Orchidaceae, Fabaceae, Euphorbiaceae, Apocynaceae, Asteraceae, Cactaceae, Convolvulaceae, Rubiaceae, Bignoniaceae e Cyperaceae são as famílias mais ricas com cerca de 50% de representatividade das espécies listadas. Os táxons exclusivamente rupícolas são representados por 147 espécies enquanto 125 spp. São exclusivamente terrícolas, 26 spp. são epífitas e seis espécies são encontradas como tanto como rupícolas quanto terrícolas. As formas de vida predominantes foram fanerófitas e as caméfitas. Nossos resultados adicionaram 18 novos registros ao estado do Espírito Santo, indicaram a ocorrência de nove espécies endêmicas para o estado e indicam que apenas 55 táxons do total de espécies encontradas possuem avaliações de quanto às categorias de ameaça de acordo com a UICN.

    Abstract in English:

    Abstract We provide a floristic inventory of Angiosperms from rocky outcrops of the Área de Proteção Ambiental Pedra do Elefante, Espírito Santo, Brazil. Fieldwork was performed monthly from March/2015 to July/2016. A checklist with 302 species belonging to 219 genera and 74 families is provided. Bromeliaceae, Orchidaceae, Fabaceae, Euphorbiaceae, Apocynaceae, Asteraceae, Cactaceae, Convolvulaceae, Rubiaceae, Bignoniaceae and Cyperaceae are the richest families with around 50% of the listed species. One hundred forty seven species are exclusively rupicolous, 125 spp. exclusively terricolous, 26 spp. are epiphytes, and six species are found as both rupicolous and terricolous. Phanerophytes and chamaephytes were predominant life forms. Our results added 18 new records to the Espírito Santo state, indicated the occurrence of nine endemic species for the state and noticed that only 55 taxa of the total of species have threat assessments according to IUCN.
  • Macrófitas aquáticas do Parque Estadual de Itaúnas, Espírito Santo, Brasil Artigos Originais

    Souza, Wenia de Oliveira; Pena, Nelson Túlio Lage; Garbin, Mário Luís; Alves-Araújo, Anderson

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Macrófitas aquáticas são organismos visíveis a olho nu e que apresentam partes fotossinteticamente ativas, permanente a temporariamente submersas ou flutuantes. Dada a relevância ecológica e fisionômica do grupo, este estudo objetivou determinar a riqueza de macrófitas aquáticas do Parque Estadual de Itaúnas, Espírito Santo, Brasil, e suas relações florísticas com outras sete áreas na Floresta Atlântica. Foram encontradas 66 espécies, 48 gêneros e 31 famílias de macrófitas aquáticas para o PEI, dessas, duas constituem registros inéditos para o Brasil (Sesbania herbacea e Utricularia biloba), cinco para o estado (Ipomoea bahiensis, Ludwigia cf. filiformis, Ludwigia hyssopifolia, Mollugo verticillata, Paspalum repens) e 49 novas ocorrências para o PEI. A grande maioria constitui-se por angiospermas e apenas três são pertencentes ao grupo das Samambaias e Licófitas. Os resultados da análise de agrupamento revelaram dois grupos, onde um é constituído exclusivamente por áreas cujas fitofisionomias são de restinga enquanto o outro é formado por áreas de fitofisionomias distintas. Dessa maneira, os novos registros aliados a baixa similaridade da composição de espécies, tornam evidente a importância da área para a conservação de macrófitas aquáticas dentro da Floresta Atlântica.

    Abstract in English:

    Abstract Macrophytes are organisms that have active photosynthetic parts and may be permanently or seasonally submerged, or floating. Given the ecological and physiognomic relevance of the group, this study aimed to determine the richness of aquatic plants from the Parque Estadual de Itaúnas (PEI), Espírito Santo, Brazil, and its floristic links with other areas in the Atlantic Forest. A total of 66 species, 48 genera and 31 families of aquatic macrophytes were found for PEI, of which two are unpublished records for Brazil (Sesbania herbacea and Utricularia biloba), five for the state (Ipomoea bahiensis, Ludwigia cf filiformis, Ludwigia hyssopifolia, Mollugo verticillata, Paspalum repens) and 49 new occurrences for PEI. Most of species are represented by angiosperms and only three species belong to Ferns and Licophytes. The similarity analysis results revealed two groups, one formed exclusively by areas considered as “restingas” while another is composed by areas with different plant physiognomies. Thus, new records allied to the low similarity of species composition make evident the importance of the area for the conservation of aquatic macrophytes from the Atlantic Forest.
  • Melastomataceae na Área de Proteção Ambiental Mestre Álvaro, Serra, Espírito Santo, Brasil Artigos Originais

    Iglesias, Diego Tavares; Dutra, Valquíria Ferreira

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Melastomataceae é a sexta família de angiospermas com maior número de espécies no Brasil e a sétima no Espírito Santo, apesar deste ainda apresentar poucos trabalhos relacionados a esta família. O objetivo do presente estudo foi realizar o levantamento florístico-taxonômico de Melastomataceae na Área de Proteção Ambiental Mestre Álvaro (APAMA), localizada no município da Serra, Região Metropolitana de Vitória, um remanescente de Floresta Atlântica que apresenta importantes fragmentos florestais em estágios avançados de regeneração. Expedições de campo foram realizadas entre 2012 e 2014. Também foram analisados espécimes depositados nos herbários VIES, MBML e SP. Na APAMA foram encontradas 26 espécies distribuídas em 10 gêneros, um acréscimo de 22 espécies em relação ao Plano de Manejo da APAMA, o único inventário da flora existente para a área. Behuria mestrealvarensis, endêmica da APAMA, Bertolonia ruschiana e Leandra triantha, endêmicas do Espírito Santo, são consideradas ameaçadas de extinção. A maior riqueza de espécies foi encontrada na Floresta Ombrófila Densa Montana, com 22 espécies, das quais 18 são exclusivas deste tipo de vegetação. São apresentados chave ilustrada de identificação, descrições, comentários sobre a distribuição geográfica e estado de conservação das espécies.

    Abstract in English:

    Abstract Melastomataceae is the sixth largest family of angiosperms in term of species numbers in Brazil and the seventh largest in Espírito Santo. However, there are only few studies on this family in the state. The aim of this study was to conduct a floristic and taxonomic inventory of the Melastomataceae in the Área de Proteção Ambiental Mestre Álvaro (APAMA), in the municipality Serra, in the Metropolitan Region of Vitória. This area is an important remnant of Atlantic Forest in advanced stages of regeneration. Field expeditions were conducted in 2012-2014. In addition to the collected material, we analysed specimens from the herbaria VIES, MBML and SP. Melastomataceae is represented by 26 species and 10 genera in APAMA, an increase of 22 species compared to the UC’s Management Plan, the only floral inventory for the area. Behuria mestrealvarensis (endemic to APAMA), Bertolonia ruschiana and Leandra triantha (endemic to Espírito Santo) are considered threatened of extinction. The Montane Rain Forest is the richest vegetation type in the area: 22 species of Melastomataceae were found here, 18 of which are exclusive to this vegetation. Identification keys, descriptions, illustrations, comments on geographic distribution, and conservation status are provided.
  • Passifloraceae sensu stricto from Parque Estadual Cachoeira da Fumaça, Espírito Santo, Brazil Artigos Originais

    Borges, Katiuss Ferreira; Milward-de-Azevedo, Michaele Alvim

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O Parque Estadual Cachoeira da Fumaça (PECF) está localizado na divisa dos municípios de Alegre e Ibitirama, situado na região do Caparaó, sul do Espírito Santo, protegendo nascentes e remanescentes de um trecho conservado do rio Braço Norte Direito, afluente do rio Itapemirim. Neste trabalho são apresentadas as espécies de Passifloraceae stricto sensu ocorrentes no PECF. A família está representada pelo gênero Passiflora com seis espécies: Passiflora alata, P. amethystina, P. capsularis, P. edulis, P. porophylla e P. speciosa. São apresentadas descrições, fotos, dados de distribuição geográfica e palinotaxonomia, além de comentários taxonômicos das espécies.

    Abstract in English:

    Abstract The “Parque Estadual Cachoeira da Fumaça” (PECF) is located between Alegre and Ibitirama, region of Caparaó, South of Espírito Santo, protecting springs and remnants of a preserved section of the Braço Norte Direito river, affluent of the Itapemirim river. In this work, we are presented the species of Passifloraceae stricto sensu in the PECF. The family is represented for the genus Passiflora with six species: Passiflora alata, P. amethystina, P. capsularis, P. edulis, P. porophylla and P. speciosa. Descriptions, photos, geographic distribution data and palinotaxonomy, in addition taxonomic comments are presented.
  • The genus Cladonia (Lichenized Ascomycota) from Restinga vegetation of Espírito Santo state, Brazil: Supergroups Cladonia and Cocciferae Original Papers

    Fraga, Carlos Augusto Vidigal; Gumboski, Emerson Luiz; Eliasaro, Sionara

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Neste trabalho são tratadas 14 espécies do gênero Cladonia ocorrentes em vegetação de Restinga no estado do Espírito Santo, sendo oito pertencentes ao supergrupo Cladonia e seis ao Supergrupo Cocciferae. Cladonia corallifera, C. crustacea, C. subminiata, C. pityrophylla e C. polyscypha são novos registros para o estado. São fornecidas chave de identificação, ilustrações e comentários.

    Abstract in English:

    Abstract This paper deals with 14 species of the genus Cladonia, occurring at Restinga vegetation of Espírito Santo state, with eight belonging to the Supergroup Cladonia and six to the Supergroup Cocciferae. Cladonia corallifera, C. crustacea, C. subminiata, C. pityrophylla, and C. polyscypha are new records for the state. An identification key, comments and illustrations are also provided.
  • Inventário florístico de um remanescente de Floresta Estacional Semidecidual no Sul do Espírito Santo, Brasil: Parque Estadual Cachoeira da Fumaça Artigos Originais

    Borges, Katiuss Ferreira; Azevedo, Michaele Alvim Milward de

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Um inventário florístico de espécies de angiospermas provenientes do Parque Estadual Cachoeira da Fumaça (PECF), Espírito Santo, Brasil é apresentado. O PECF está localizado na divisa dos municípios de Alegre e Ibitirama, situado na região do Caparaó, sul do Espírito Santo, protegendo nascentes e remanescentes de um trecho conservado do rio Braço Norte Direito. Objetivou-se com este trabalho ampliar o conhecimento da diversidade de angiospermas de um remanescente de Floresta Atlântica localizado no Sul do Espírito Santo, por meio do levantamento em campo das espécies herbáceas, trepadeiras, arbustivas e arbóreas ocorrentes no PECF. As coletas foram realizadas mensalmente durante janeiro de 2010 a janeiro de 2011 e as amostras botânicas foram depositadas no herbário VIES (subcuradoria Alegre). Os resultados estão apresentados em forma de lista com um total de 222 espécies distribuídas em 171 gêneros e 60 famílias, deste total, 30 espécies são endêmicas do Brasil, quatro estão na lista vermelha de espécies ameaçadas, e 13 são citadas como novas ocorrências para o Espírito Santo. Fabaceae, Asteraceae, Piperaceae, Rubiaceae, Euphorbiaceae, Poaceae, Melastomataceae e Myrtaceae são as famílias mais ricas em número de espécies. O número de táxons encontrados no PECF reafirma que pequenos remanescentes florestais apresentam elevada diversidade de espécies.

    Abstract in English:

    Abstract This paper provides a floristic inventory of Angiosperms reported from Parque Estadual Cachoeira da Fumaça (PECF), Espírito Santo, Brazil. The PECF is located between Alegre and Ibitirama, region of Caparaó, South of Espírito Santo, protecting springs and remnants of a preserved section of the Braço Norte Direito river, affluent of the Itapemirim river. The objective of this work was to increase the knowledge of the angiosperm diversity of a remnant of the Atlantic Forest located in the south of Espírito Santo, through the field survey of herbaceous, climbing, shrub and tree species occurring in the PECF. The inventory was performed with fortnightly fieldwork from January 2010 to January 2011. The samples collected are available at the herbarium VIES (Alegre). A checklist with 222 species, from 171 genera and 60 families is provided, of this total, 30 species are endemic to Brazil, four are on the red list of endangered species, and 13 are cited as new occurrences for the Espírito Santo. Fabaceae, Asteraceae, Piperaceae, Rubiaceae, Euphorbiaceae, Poaceae, Melastomataceae and Myrtaceae presented the greatest species richness. The number of taxa found in the PECF reaffirms that small remnants of forest present a high diversity of species.
  • Ferns and Lycophytes from fragments of semideciduous forest in central Espírito Santo, Brazil Original Papers

    Pena, Nelson Túlio Lage; Saiter, Felipe Zamborlini; Viégas-Aquije, Glória Maria de Farias

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este estudo apresenta uma lista de licófitas e samambaias de florestas semidecíduas secundárias em São João de Petrópolis, Santa Teresa, Espírito Santo, Brasil. Registramos 37 espécies (quatro licófitas e 33 samambaias) pertencentes a nove famílias e 17 gêneros. Selaginella é o único gênero representando as licófitas, enquanto Adiantum, Anemia e Asplenium são os principais gêneros representativos de samambaias. A maioria das espécies são litófitas (48,6%) ou terrestres (21,6%). Epífitas são escassas (8,2%) e não registramos nenhuma espécie arborescente, hemiepífita ou escandente. A sazonalidade climática, o tamanho reduzido dos fragmentos florestais e o histórico de perturbações podem explicar a baixa riqueza no local. Registramos a ocorrência de uma espécie de samambaia ameaçada regionalmente, a saber, Asplenium austrobrasiliense, e revelamos o primeiro registro de Asplenium otites no Espírito Santo. Isso demonstra a relevância biológica de remanescentes de floresta semidecídua no Espírito Santo e reforça os argumentos para a sua proteção efetiva.

    Abstract in English:

    Abstract This study presents a checklist of lycophytes and ferns from secondary semideciduous forests in São João de Petrópolis, Santa Teresa, Espírito Santo, Brazil. We recorded 37 species (four lycophytes and 33 ferns) belonging to nine families and 17 genera. Selaginella is the only genus representing lycophytes whereas Adiantum, Anemia and Asplenium are the main representative genera for ferns. Most species are lithophytes (48.6%) or terrestrial (21.6%). Epiphytes are scarce (8.2%), and we did not record any arborescent, hemiepiphyte or scandent species. Climate seasonality, reduced size of forest fragments, and disturbance history may explain the low richness in the site. We recorded the occurrence of a regionally threatened fern species, namely, Asplenium austrobrasiliense, and revealed the first record of Asplenium otites in Espírito Santo. This demonstrates the biological relevance of semideciduous forest remnants in Espírito Santo and reinforces arguments for their effective protection.
  • Uma revisão sobre a controversa classificação fisionômica da Floresta de Linhares, norte do Espírito Santo Artigo De Revisão

    Saiter, Felipe Zamborlini; Rolim, Samir Gonçalves; Jordy, Salim; Oliveira-Filho, Ary Teixeira de

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Apresentamos uma revisão das visões controversas acerca da classificação fisionômica da Floresta de Linhares, aqui definida como a floresta sobre tabuleiros costeiros que ocorre entre os rios Doce e Barra Seca, no norte do Espírito Santo. Compilamos informações sobre o clima estacional dessa região e analisamos a inter-relação das variações interanuais e da dinâmica sazonal da precipitação com atributos ecológicos da floresta. Nossas interpretações revelaram que dados mensais médios de precipitação não exprimem a realidade dos períodos biologicamente secos ano a ano e suas consequências sobre a fisionomia da vegetação. Percebemos que a Floresta de Linhares pode se manifestar como semidecídua ou perenifólia, a depender da severidade da seca em um dado período. Então, propomos que a flexibilidade do regime de renovação foliar da Floresta de Linhares deve ser considerada em sua classificação. Sugerimos classificar a floresta duplamente como estacional semidecidual nos períodos anuais ou supra-anuais caracterizados por deficit hídrico pronunciado, e como floresta estacional perenifólia nos períodos anuais ou supra-anuais sem deficit hídrico significativo.

    Abstract in English:

    Abstract We present a review of the controversial points of view concerning the physiognomic classification of Linhares Forest, which is defined here as the forest over coastal tablelands that is found between the Rio Doce and the Rio Barra Seca, in the north of Espírito Santo. We compiled information about the seasonal climate of such region and analyzed the relationship of both the interannual variation and the seasonality of the rainfall with the ecological attributes of the forest. Our interpretations unveiled that the average monthly rainfall does not express the reality of the biologically dry periods year after year nor does it express the consequences on the vegetation physiognomy. We perceived that Linhares Forest may manifest itself as semideciduous or evergreen, depending on the drought severity within a given period. Thus, we propose that the flexibility of Linhares Forest leaf flush regime must be considered in its classification. We suggest a double classification for the forest: one as a seasonal semideciduous forest during annual or supra-annual periods that are characterized by pronounced water deficit and the other as a seasonal evergreen forest during annual or supra-annual periods with no significant water deficit.
  • Defaunation as a trigger for the additional loss of plant species in fragmented landscapes: considerations on the state of Espírito Santo, southeastern Brazil Review Article

    Srbek-Araujo, Ana Carolina; Gnocchi, Ariana Pignaton; Guimarães, Lillian Jardim; Roper, James Joseph

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O presente trabalho apresenta uma breve revisão sobre como a perda de fauna pode causar a perda concomitante de diversidade vegetal no estado do Espírito Santo, considerando o cenário atual de perda e fragmentação de habitats e a importância das interações mutualísitcas entre animais e plantas. Foram considerados os principais grupos zoológicos envolvidos na polinização e na dispersão de sementes, especialmente aqueles com ocorrência no estado do Espírito Santo. Estes processos ecológicos foram selecionados devido à sua relevância na dinâmica e a genética populacional das plantas. Na Mata Atlântica, importantes polinizadores incluem uma variedade de insetos (especialmente abelhas), juntamente com muitas espécies de aves e morcegos. Os dispersores de sementes também abrangem muitos grupos taxonômicos, desde formigas até grandes mamíferos. Cada um desses grupos contribui de maneira única e complementar, mais do que de forma redundante. A fragmentação de habitats compromete a integridade do habitat e reduz a diversidade de espécies, ressaltando que fragmentos menores tendem a suportar menos espécies e menores populações. Como consequência, os polinizadores e os dispersores de sementes são perdidos ou sua atividade é reduzida, diminuindo ainda mais o sucesso reprodutivo das plantas, levando a um círculo vicioso de redução da diversidade de espécies.

    Abstract in English:

    Abstract Here we present a brief review on how the loss of fauna can cause a concomitant loss in plant diversity in the state of Espírito Santo, focusing on the context of current habitat loss and fragmentation and the importance of the mutualistic interactions between animals and plants. We discuss the main groups of fauna that are involved in pollination and seed dispersal, especially those that are found in the state of Espírito Santo. These ecological processes were selected due to their relevance for population dynamics and population genetics of plants. In Atlantic Forest, important pollinators include a variety of insects (especially bees), along with many species of birds and bats. Seed dispersers also include many taxonomic groups, from ants to large mammals. Each of these groups contribute in their own unique and complementary, rather than redundant, way. Habitat fragmentation causes a variety of problems for habitat integrity and the reduction of species diversity, and smaller fragments tend to support fewer species and smaller populations. As a consequence, pollinators and seed dispersers are lost or their activity is reduced, thereby reducing even further the reproductive success of the plants, leading to a vicious cycle of reduction of species diversity.
Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro Rua Pacheco Leão, 915 - Jardim Botânico, 22460-030 Rio de Janeiro, RJ, Brasil, Tel.: (55 21)3204-2148, Fax: (55 21) 3204-2071 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: rodriguesia@jbrj.gov.br