Sort publications by
Rodriguésia, Volume: 73, Published: 2022
  • Projeto Flora do Espírito Santo: revelando a flora capixaba Editorial

    Dutra, Valquíria Ferreira; Carrijo, Tatiana Tavares; Alves-Araújo, Anderson
  • Two dioecious Simarouba species with a specialized pollination system and low reproductive efficacy in Central Brazil Original Paper

    Ferreira, Indiara Nunes Mesquita; Cavalcante, Raysa Kristine de Oliveira; Borges, João Paulo Raimundo; Teixeira, Tamara Poliana de Oliveira; Silva, Daniel Paiva; Sá, Túlio; Franceschinelli, Edivani Villaron

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Várias correlações entre dioicia e características ecomorfológicas têm sido sugeridas para inferir as condições que favorecem este sistema sexual. A dioicia tem sido associada a sistemas de polinização especializados ou generalistas. O gênero Simarouba possui seis espécies dióicas que parecem ter polinizadores generalistas. Neste trabalho, examinamos aspectos da biologia reprodutiva de duas espécies desse gênero para investigar quais de seus atributos ecomorfológicos reprodutivos podem favorecer a dioicia. Nossos dados sugerem que S. amara e S. versicolor têm flores pequenas, abertas, abundantes, com antese noturna que são polinizadas apenas por mariposas também noturnas. Elas possuem um sistema sexual estável com dimorfismo na flor, inflorescência e fenologia de floração, que faz parte de suas estratégias de polinização. As plantas masculinas de ambas as espécies produzem mais flores por indivíduo do que as femininas. Esta alta produção de flores tem um papel importante no aumento do sucesso reprodutivo masculino. Ambas as espécies apresentaram baixa eficácia reprodutiva, especialmente S. versicolor. A baixa eficácia reprodutiva pode ser devido à falta de polinizadores ou à ineficácia dos polinizadores disponíveis localmente.

    Abstract in English:

    Abstract Several possible correlations between dioecy and eco-morphological features have been suggested to infer the conditions that would favor this sexual system. Dioecy has been associated either with specialized or generalized pollination systems. The genus Simarouba has six dioecious species that seem to have generalized pollinators. In this study, we examined the reproductive biology aspects of two Simarouba species to evaluate which of their eco-morphological attributes may favor dioecy. Our data suggest that S. amara and S. versicolor have small, inconspicuous, and abundant flowers of nocturnal anthesis and are only pollinated by nocturnal moths. They have a stable sexual system with flower, inflorescence, and flowering phenology dimorphism that is part of their pollination system strategies. Male plants of both species produce more flowers per individual than do female plants. A larger floral display may have an essential role in increasing male reproductive success. However, both species showed low reproductive efficacy, especially S. versicolor. The low reproductive efficacy may be due to the lack of pollinators or to the inefficacy of the pollinators available locally.
  • Proline and antioxidant enzymes protect Tabebuia aurea (Bignoniaceae) from transitory water deficiency Original Paper

    Freire, Fátima Conceição de Jesus; Silva-Pinheiro, Juliana da; Santos, Jayne Silva; Silva, Arthur Gomes Lima da; Camargos, Liliane Santos de; Endres, Lauricio; Justino, Gilberto Costa

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A deficiência hídrica é um importante estresse abiótico que limita a produção de biomassa e dirige a distribuição de espécies vegetais. Nós avaliamos os efeitos da deficiência hídrica sobre parâmetros ecofisiológicos e bioquímicos de plantas jovens de Tabebuia aurea, uma espécie arbórea nativa da “Caatinga”, um bioma semiárido. Plantas foram submetidas à irrigação diária (controle) e ao estresse promovido por deficiência de água no solo por 29 dias. A área foliar, biomassa da planta, trocas gasosas, índice SPAD, rendimento quântico máximo (Fv / Fm ) efetivo do PSII (ΦPSII), atividade da superóxido dismutase (SOD) e L-ascorbato peroxidase (APX), peroxidação lipídica e teores de prolina foram determinados. As plantas responderam ao estresse hídrico reduzindo a área foliar e acumulando prolina. A condutância estomática também foi reduzida limitando a perda de água por transpiração. Contudo, a limitação da absorção de CO2 causou reduções nas taxas fotossintéticas e na biomassa. O excesso de energia não utilizada pela fotossíntese provocou uma redução no índice SPAD e em ΦPSII. Como resultado, nós observamos um aumento nas atividades de SOD e APX, protegendo as membranas dos cloroplastos de danos causados pela peroxidação de lipídeos. Nossos resultados indicam que T. aurea tem capacidade de sobreviver sob deficiência hídrica reduzindo a abertura estomática, mas afetando a taxa de assimilação de CO2. Apesar disso, as plantas mostraram mecanismos de prevenção de danos ao aparato fotossintético. Tal plasticidade é uma importante adaptação para plantas crescendo em ambientes semiáridos como a Caatinga.

    Abstract in English:

    Abstract Water deficiency is a major abiotic stress that limits biomass production and drives plant species distributions. We evaluate the effects of water deficiency on ecophysiological and biochemical parameters of seedlings of Tabebuia aurea. Plants were subjected to daily watering (control) and to stress by soil water deficiency for 29 days. Leaf area, plant biomass, gas exchange, SPAD index, maximum quantum yield (Fv / Fm ), quantum yield of PSII (ΦPSII), superoxide dismutase (SOD) and L-ascorbate peroxidase (APX) activity, lipid peroxidation, and proline content were recorded. Plants responded to water deficit by reducing leaf area and accumulating proline. Stomatal conductance was reduced to limit the water loss by transpiration. However, limiting CO2 uptake caused reduction in photosynthesis and biomass. The excess of energy unutilized by photosynthesis reduced SPAD index and ΦPSII. As a result, we observed an increase in SOD and APX activity, protecting chloroplast membranes from further damages caused by lipid peroxidation. Our results indicate that T. aurea have capacity to survive under water deficiency reducing stomatal aperture, but affecting the rate of CO2 assimilation. Nevertheless, plants showed mechanisms to preventing damages to the photosynthetic apparatus. Such plasticity is an important adaptation for plants growing in dry environmental.
  • Pharmacobotanical study of Croton floribundus stem bark Original Paper

    Gancedo, Naiara Cássia; Lima, Clara Beatriz de; Milaneze-Gutierre, Maria Auxiliadora; Mello, João Carlos Palazzo de

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Croton floribundus, Euphorbiaceae, conhecida popularmente como “capixingui” é uma árvore nativa da Mata Atlântica. Na medicina popular é relatada a atividade do chá da casca caulinar de C. floribundus para o tratamento de leucemia, tumores e sífilis. O objetivo deste trabalho foi descrever as características morfoanatômicas e estabelecer parâmetros para o controle de qualidade da casca caulinar de C. floribundus. Para isso, diferentes ensaios foram realizados, incluindo a análise organoléptica, morfológica, anatômica e histoquímica das amostras, além da caracterização dos cristais do tipo drusa por espectroscopia por energia dispersiva de raios-X. A amostra apresentou odor de mentol, cânfora e sabor amargo. A principal característica macroscópica foi a presença de periderme delgada com estriações. As principais características microscópicas distintivas da espécie foram: fibras gelatinosas calibrosas, idioblastos fenólicos, esclereides, numerosos idioblastos cristalíferos contendo drusa localizados no córtex e abundantemente nos raios parenquimáticos do floema, e ausência de laticíferos na casca caulinar. Com os resultados das análises foi possível descrever a morfoanatomia dessa espécie, contribuindo com futuros estudos fitoquímicos e farmacognósticos de C. floribundus.

    Abstract in English:

    Abstract Croton floribundus, Euphorbiaceae, popularly known as “capixingui” is a native tree of the Atlantic Forest. In folk medicine, the tea of C. floribundus stem bark is used for the treatment of leukemia, tumors, and syphilis. The aim of this work was to describe the morphological and anatomical characteristics of C. floribundus stem bark and to establish parameters for its quality control. Accordingly, different analyses were performed, including organoleptic, morphological, anatomical, and histochemical analysis of the samples, plus the characterization of druse crystals by energy-dispersive X-ray spectroscopy. The sample showed menthol and camphor odor, and bitter taste. The main macroscopic characteristic was the presence of a thin periderm with striations. The main distinctive microscopic features of the species were: dense gelatinous fibers, phenolic idioblasts, sclereids, numerous crystalline idioblasts with druses located in the cortex and abundantly in the parenchymal rays of the phloem, and absence of laticifers in the mature stem bark. These analyses made possible to describe the morpho-anatomy of that species, contributing to phytochemical and pharmacognostic future studies of C. floribundus.
  • Biotransformation of Araucaria araucana lignans: solid-state fermentation with a naturally occurring Pleurotus ostreatus strain Original Paper

    Rugolo, Maximiliano; Bravo-Arrepol, Gastón; Cajas-Madriaga, Daniel; Rajchenberg, Mario; Becerra, José

    Abstract in Spanish:

    Resumen Se evaluaron los efectos de una cepa patagónica de Pleurotus ostreatus sobre la composición de los lignanos de madera de Araucaria araucana. Se estudiaron los lignanos presentes en virutas de madera colonizada y no colonizada por el hongo y se evaluaron las actividades de las enzimas ligninolíticas. Los lignanos se identificaron mediante cromatografía de gases acoplada a espectrómetro de masas (GCMS). Solamente el lignano eudesmin resistió la degradación biológica. La mayor actividad de la enzima lacasa detectada fue de 0,111 ± 0,067 UI.g-1, que se alcanzó luego de 60 días, mientras que la mayor actividad de la enzima manganeso peroxidasa (MnP) fue de 0,220 ± 0,109 UI.g-1 a los 25 días de cultivo. Las propiedades degradativas de esta cepa fúngica pueden ser útiles, no solamente para tratar los desechos resinosos de la industria forestal regional sino también para producir biocombustibles a partir de estos, o aplicarlos en la producción de papel. Además, la capacidad de este hongo de podredumbre blanca para crecer en un sustrato resinoso como A. araucana sugiere la posibilidad de usar las virutas o aserrínes de coníferas como sustrato para cultivar un alimento de valor como P. ostreatus.

    Abstract in English:

    Abstract The effects of a naturally occurring Patagonian strain of the white-rot fungus Pleurotus ostreatus on Araucaria araucana wood lignans was evaluated. Lignans of colonized and non-colonized wood shavings and the activity of fungal ligninolytic enzymes were studied. Lignans were identified using gas chromatography with a mass spectrometry detector. Only eudesmin lignan resisted biological degradation. The highest laccase activity was 0.111 ± 0.067 IU.g-1 dry matter substrate, which was reached after 60 days, whereas the highest manganese peroxidase (MnP) activity was 0.220 ± 0.109 IU.g-1 dry matter substrate, which was reached after 25 days, when the fungus was grown in a solid-state culture on wood shavings. The degradation properties of this fungal strain may be useful for not only treating resinous wastes from the regional forest industry to produce biofuels but also improving paper production. Moreover, the capacity of this white-rot fungus to grow on resinous A. araucana materials as substrate suggests the possibility of using the wood shavings or sawdust of this and other conifers as a food source to culture P. ostreatus, an edible mushroom.
  • New species and new records of Peltula (Lichinales, Ascomycota lichenized) from Mato Grosso do Sul, Brazil Original Paper

    Kitaura, Marcos Junji; Torres, Jean-Marc; Scur, Mayara Camila; Lorenz, Aline Pedroso; Faria, Rogério Rodrigues

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Espécies de Peltula ocorrem em ambientes áridos e semiáridos e espécies novas têm sido constantemente descritas em todo o mundo. Neste mesmo sentido, a diversidade de liquens está sendo estudada na diversa, porém pouco conhecida, região centro-oeste do Brasil, e espécies e registros novos têm sido descobertos. Como parte do resultado, Peltula anthracina é proposta como nova para a ciência, e P. leptophylla e P. lingulata como novos registros para o estado de Mato Grosso do Sul. Como a região é altamente ameaçada pela expansão das atividades agrícolas, os autores destacam a importância da conservação da vegetação natural para preservar a diversidade oculta dos liquens.

    Abstract in English:

    Abstract Peltula species occur in arid and semi-arid environments, with new species being regularly described worldwide. Lichen diversity is being studied in the diverse but poorly known Midwest region of Brazil, and new species and records are being proposed. In this paper, Peltula anthracina is proposed as new to science, and P. leptophylla and P. lingulata are reported as new records from Mato Grosso do Sul state. As it is a region highly threatened by the expansion of agricultural activities, the authors highlight the importance of the conservation of native flora to preserve lichens’ hidden diversity.
  • Flora of Ceará, Brazil: Heliotropiaceae Original Paper

    Pereira, Kyhara Soares; Melo, José Iranildo Miranda de; Silva, Maria Arlene Pessoa da; Loiola, Maria Iracema Bezerra

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O objetivo deste estudo foi realizar o levantamento florístico-taxonômico das espécies de Heliotropiaceae no estado do Ceará como parte do projeto “Flora do Ceará: conhecer para conservar”. O estudo foi baseado em comparações de caracteres morfológicos de espécimes depositados em herbários nacionais e estrangeiros, bibliografia especializada, fotos de espécimes-tipos, expedições de campo incluindo coletas e observações. No estado do Ceará, 14 espécies pertencentes a três gêneros foram registradas: Euploca (seis spp.) foi o mais representativo em número de espécies, seguido por Heliotropium e Myriopus (quatro spp. cada). Euploca paradoxa é endêmica no Brasil e constitui uma nova ocorrência para o Ceará. A maioria das espécies ocorre em Unidades de Conservação, com exceção de Euploca humilis, E. paradoxa, Heliotropium angiospermum e H. funkiae. As espécies ocorrem predominantemente em ambientes mais secos como a Savana Estépica (Caatinga), embora várias tenham sido registradas em áreas mais úmidas, como Floresta Ombrófila e vegetação costeira.

    Abstract in English:

    Abstract The taxonomic floristic survey of the Heliotropiaceae species in Ceará state is part of the “Flora of Ceará: knowing to conserve” project. The study was based on specimens deposited in national and international herbaria, relevant bibliography, images of type specimens, and field trips. Fourteen species belonging to three genera were recorded: Euploca (six spp.) was the most representative in number of species, followed by Heliotropium and Myriopus (four spp. each). Euploca paradoxa is endemic to Brazil, being a new occurrence for Ceará. Most species occur in Conservation Units, except for Euploca humilis, E. paradoxa, Heliotropium angiospermum, and H. funkiae. The species occur predominantly in dry habitats, such as Stepic Savanna (Caatinga), however some species have been recorded in more humid areas, such as Ombrophilous Forest and coastal vegetation.
  • Causes of dormancy in Ilex paraguariensis pyrenes Original Paper

    Souza, Anieli Cioato de; Oliveira, Luciana Magda de; Bagatini, Katiane Paula; Souza, Gabriela Fernanda; Liesch, Patricia Paloma; Schmidt, Sharline Schossler; Puchale, Louise Zago

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Pirênios de Ilex parguariensis, popularmente conhecida como erva-mate, foram classificados como dormentes. O objetivo deste estudo foi investigar as causas da dormência dos pirênios de Ilex paraguariensis. Para isso, foram realizados os seguintes testes: a) Dormência física: taxa de absorção em água e em azul de metileno; detecção de lignina e compostos lipofílicos no endocarpo e tegumento; b) Dormência fisiológica: bioensaios em sementes de alface, detecção e quantificação de compostos fenólicos; c) Dormência morfológica: análise embrionária. Para a taxa de absorção, observou-se um aumento na massa dos pirênios, porém, quando a embebição foi realizada em azul de metileno, a absorção ocorreu apenas no endocarpo. A lignina também foi observada na forma de uma camada de esclerênquima próxima ao tegumento da semente. Semelhantemente compostos lipofílicos foram observados em uma camada externa ao endosperma. Os bioensaios com sementes de alface indicaram a presença de inibidores químicos. Na avaliação morfológica dos pirênios, apenas 55,5% dos embriões foram visualizados e estavam nos estágios globular ou coração. Pirênios de Ilex paraguariensis possuem dormência combinada: física (não há absorção de água), morfológica (devido ao subdesenvolvimento do embrião) e há evidências de dormência fisiológica (presença de inibidores); Contudo, recomenda-se investigar os agentes inibidores.

    Abstract in English:

    Abstract Ilex parguariensis pyrenes, popularly known as “yerba mate”, were classified as dormant. This study aim to investigated the causes of dormancy in Ilex paraguariensis’ pyrenes. Hence, the following tests were performed: a) Physical dormancy: rate of absorption in water and methylene blue; detection of lignin and lipophilic compounds in the endocarp and integument; b) Physiological dormancy: bioassays in lettuce seeds, detection, and quantification of phenolic compounds; c) Morphological dormancy: embryo analysis. For the absorption rate, an increase was observed in the mass of the pyrenes, however, when imbibition was performed in methylene blue, absorption only occurred in the endocarp. Lignin was also observed in the form of a sclerenchyma layer next to the seed coat. Similarly, lipophilic compounds were observed in a layer, external to the endosperm. The bioassays with lettuce seeds indicated the presence of chemical inhibitors. In the morphological evaluation of the pyrenes, only 55.5% of the embryos were visualized and they were in the globular or heart stages. Ilex paraguariensis pyrenes have combined dormancy: physical (not water absorption), morphological (due to the underdeveloped embryo), and there are shreds of evidence about physiological dormancy (presence of inhibitors); however, it is recommended to investigate the inhibitory agent.
  • Flora of Ceará, Brazil: Portulacaceae s.s. Original Paper

    Loiola, Maria Iracema Bezerra; Carvalho, Carla Pereira de; Ribeiro, Rayane de Tasso Moreira; Souza, Elnatan Bezerra de

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este estudo objetivou realizar o levantamento florístico e atualizar a distribuição geográfica das espécies de Portulacaceae ocorrentes no estado do Ceará, Nordeste do Brasil. As expedições de campo para coleta e observações das espécies foram realizadas no período de Março/2015 a Março/2021. Seis espécies de Portulaca foram registradas no estado do Ceará, sendo identificadas principalmente pelo hábito, forma e margem das folhas, coloração das flores, forma do opérculo e ornamentação da semente. Todas as espécies ocorrem em Unidades de Conservação no estado: P. elatior, P. halimoides, P. mucronata, P. oleracea, P. pilosa e P. umbraticola. A maior riqueza foi encontrada na Savana Estépica, onde todas as espécies foram registradas. Portulaca halimoides apresentou a mais ampla distribuição no Ceará, com 17 registros, ocorrendo em vários tipos de vegetação, especialmente na Savana Estépica. Portulaca mucronata foi registrada exclusivamente em Savana Estépica, sendo a espécie com o menor número de registros. Aqui são apresentados chave de identificação, descrições, comentários sobre as relações taxonômicas, dados fenológicos e fotografias das espécies.

    Abstract in English:

    Abstract This study aimed to carry out a floristic inventory and update the geographical distribution of Portulacaceae species that occur in the state of Ceará, Northeast Region of Brazil. The field expeditions for collection and observation of species were realized between March/2015 and March/2021. Six species of Portulaca have been recorded in the state of Ceará, being identified mainly by habit, margin and leaf shape, flower coloration, operculum shape, and seed ornamentation. All species occur in Conservation Units in the state of Ceará: P. elatior, P. halimoides, P. mucronata, P. oleracea, P. pilosa and P. umbraticola. The highest floristic richness was found in the Stepic Savanna, where all species were recorded. Portulaca halimoides had the widest distribution in Ceará, with 17 records, occurring in various vegetation types, especially in the Stepic Savanna. Portulaca mucronata was registered exclusively in Stepic Savanna, being the species with the lowest number of records. Identification key, descriptions, comments about the species, taxonomic relationships, phenological data and photographs of the species are presented here.
  • A taxonomic account of Myrcia (Myrtaceae) at the sites of the Biological Dynamics of Forest Fragments Project, Amazonas, Brazil Original Paper

    Gaem, Paulo Henrique; Lucas, Eve; Andrade, Ana; Vicentini, Alberto; Mazine, Fiorella Fernanda

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Myrcia é o único gênero de Myrciinae, uma das nove subtribos de Myrteae (Myrtaceae). A floresta amazônica detém cerca de um quarto das espécies brasileiras de Myrcia, mas este é ainda um gênero pouco estudado em toda a região. Neste contexto, este estudo traz um levantamento florístico de Myrcia nas parcelas permanentes do Projeto Dinâmica Biológica de Fragmentos Florestais (PDBFF), no estado do Amazonas, Brasil. O gênero é representado na área de estudo por 36 espécies, compreendendo 32% de sua riqueza total na Amazônia brasileira, com 19 delas endêmicas deste domínio. Myrcia neospeciosa é apresentada como uma nova ocorrência para o estado do Amazonas e M. grandis é registrada pela primeira vez na floresta de terra firme sobre solos argilosos. Myrcia cuspidata, uma espécie com flores caliptradas, é classificada em Myrcia sect. Aulomyrcia, sendo este o segundo táxon do gênero com esta característica removido de Myrcia sect. Calyptranthes. Por fim, notaram-se mais sobreposições entre os aspectos morfológicos das categorias infragenéricas de Myrcia do que anteriormente em outros trabalhos. São apresentados um mapa com a localização dos sítios de estudo, uma chave de identificação, descrições, comentários e figuras.

    Abstract in English:

    Abstract Myrcia is the sole genus of the Myrciinae, one of the nine subtribes of Myrteae (Myrtaceae). The Amazon forest holds about one-quarter of the Brazilian species of Myrcia, but the genus is still understudied in this whole region. In this context, this study presents a floristic survey of Myrcia in the permanent plots of the Biological Dynamics of Forest Fragments Project (BDFFP), in Amazonas state, Brazil. The genus is represented by 36 species in the study area, comprehending 32% of its total richness in the Brazilian Amazon forest, with 19 of them endemic to this domain. Myrcia neospeciosa is reported as a new occurrence for Amazonas state and M. grandis is recorded for the first time from upland terra firme forests on clayish soils. Myrcia cuspidata, a species with calyptrate flowers, is classified under Myrcia sect. Aulomyrcia, representing the second taxon of the genus with this feature removed from Myrcia sect. Calyptranthes. Finally, morphological aspects of the infra-generic categories of Myrcia are reported more overlapping than previously thought. A map containing the location of the study area, an identification key, descriptions, comments, and figures are provided.
  • Bromeliaceae from a forest fragment in the Atlantic Forest Central Corridor, southern Bahia state, Northeastern Brazil Original Paper

    Santos, Vinícius Castro; Costa, Cristiana Barros Nascimento; Costa, Jorge Antonio Silva

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O Corredor Central da Mata Atlântica é o centro da diversidade de Bromeliaceae no Domínio da Mata Atlântica, compreendendo a maioria das espécies endêmicas e ameaçadas. O extremo sul da Bahia, nordeste do Brasil, faz parte do corredor e é escasso em termos de pesquisas taxonômicas da flora. Apresenta-se um estudo florístico-taxonômico da família Bromeliaceae em um importante fragmento no extremo sul da Bahia, com base em coleta de campo, material de herbário e literatura especializada. Foram registradas doze espécies de Bromeliaceae, pertencentes à Aechmea (2 spp.), Araeococcus (1 sp.), Billbergia (1 sp.), Catopsis (1 sp.), Guzmania (1 sp.), Hohenbergia (1 sp.), Tillandsia (1 sp.) e Vriesea (4 spp.). Oito espécies são endêmicas do domínio da Mata Atlântica. No presente artigo, são fornecidas chaves de identificação, descrições e comentários sobre a fenologia, distribuição geográfica e habitat, além de uma ilustração de Hohenbergia sandrae, que foi descrita pela primeira vez no Domínio da Mata Atlântica.

    Abstract in English:

    Abstract The Atlantic Forest Central Corridor is the center of Bromeliaceae diversity in the Atlantic Forest domain, comprising most of the endemic and threatened species. The extreme south of Bahia state, Northeastern Brazil, is included within the corridor, with few taxonomic flora studies carried out in this area. Herein, we present a taxonomic study of the Bromeliaceae family from an important fragment in the extreme south of Bahia, based on field collections, herbarium material and specialized literature. Twelve species of Bromeliaceae were recorded, belonging to Aechmea (2 spp.), Araeococcus (1 sp.), Billbergia (1 sp.), Catopsis (1 sp.), Guzmania (1 sp.), Hohenbergia (1 sp.), Tillandsia (1 sp.), and Vriesea (4 spp.). Eight species are endemic to the Atlantic Forest domain. Identification keys, descriptions, and comments on their phenology, geographical distribution and habitat are provided, as well as an illustration of Hohenbergia sandrae, which was described for the first time in the Atlantic Forest domain.
  • Ascomycota in the litter of Inga edulis and Lafoensia pacari in an Atlantic Forest remnant in southeastern Bahia state, Brazil Original Paper

    Miranda, Priscila Silva; Oliveira, Thaiana Santos; Luz, Edna Dora Martins Newman; Santos, Maiara Araújo Lima dos; Bezerra, José Luiz

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A população de Ascomycota na serapilheira das árvores Inga edulis e Lafoensia pacari foi identificada e avaliada a sua riqueza. As coletas foram realizadas no período de outubro de 2018 a julho de 2019. Foram coletadas 20 folhas caídas em diferentes estágios de decomposição. As amostras de folhas foram cuidadosamente lavadas em água corrente e incubadas em câmaras úmidas. As estruturas do fungo foram montadas em resina PVLG e observadas ao microscópio de luz. A identificação foi realizada consultando a literatura específica. A riqueza total foi de 48 espécies e 36 gêneros correspondendo a 58,33% em I. edulis e 60,41% em L. pacari. A maioria dos táxons possui freqüência esporádica e constância acidental. Houve baixa similaridade entre as espécies de plantas. Inga edulis e L. pacari possuem grandes populações de Ascomycota na separilheira delas. A riqueza, freqüência, constância e similaridade dessas populações variaram pouco em função da época de coleta, clima e planta hospedeira. A baixa riqueza observada na segunda coleta pode refletir o efeito da menor umidade observada naquela época do ano.

    Abstract in English:

    Abstract The Ascomycota population in the litter of Inga edulis and Lafoensia pacari trees was identified and its richness was evaluated. The collections were carried out from October 2018 to July 2019. Twenty fallen leaves were collected in different stages of decomposition. The leaf samples were carefully washed in running water and incubated in humid chambers. The fungal structures were mounted in PVLG resin and observed under a light microscope. The identification was done by consulting the specific literature. Distribution studies included richness, frequency, constancy, and similarity of the fungal populations. The total richness was 48 species and 36 genera corresponding to 58.33% in I. edulis and 60.41% in L. pacari. Most taxa had sporadic frequency and accidental constancy. There was low similarity between plant species. Ascomycota populations are well represented in Inga edulis and Lafoensia pacari litter. Richness, frequency, constancy, and similarity of these populations varied little in function of the collection date, climate and host plant. Lower richness observed in the second collection may reflect the effect of reduced humidity observed in that time of the year.
  • Non-negligible role of dead organic matter in a rainforest remnant in Northeast Brazil Original Paper

    Sena, Pedro Henrique Albuquerque; Fonsêca, Nathan Castro; Lins-e-Silva, Ana Carolina Borges

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A matéria orgânica morta representa uma reserva essencial de carbono, especialmente aquela alocada na necromassa arbórea (árvores mortas em pé, serapilheira grossa e serapilheira fina), desempenhando um papel fundamental na ciclagem de nutrientes e na provisão de habitat. Entretanto, a necromassa é frequentemente desconsiderada em inventários florestais. Aqui, objetivamos realizar o primeiro levantamento de vários componentes da necromassa na Floresta Atlântica do Nordeste do Brasil, fornecendo uma base para futuros estudos integrativos relacionados à necromassa nessa região. Registramos 17 árvores mortas em pé em 0,5 hectare e 239 tocos de serapilheira grossa. As estimativas de necromassa foram 3,9 Mg.ha-1 para árvores mortas em pé, 54,24 Mg.ha-1 para serapilheira grossa e 7,2 Mg.ha-1 para serapilheira fina. Indicamos que a maior parte das árvores mortas em pé e serapilheira grossa estavam em estágios intermediários e finais de decomposição. A fração folhas foi o componente dominante da serapilheira fina e meses secos tiveram maior queda deste componente. Finalmente, destacamos que inventariar árvores mortas em pé e serapilheira grossa representa um incremento de 25,6% na biomassa arbórea acima do solo, aprimorando as informações sobre estoques de matéria orgânica em florestas úmidas. Destacamos que o compartimento de necromassa deve ser considerado em inventários florestais, também incluindo pedaços pequenos de serapilheira grossa, o que pode informar melhores práticas de manejo florestal.

    Abstract in English:

    Abstract Dead organic matter represents an essential reservoir of carbon, especially that allocated in standing dead trees, coarse woody debris, and fine litter, playing a pivotal role in nutrient cycling and habitat provisioning. However, necromass is frequently disregarded in forest assessments. Here, we aimed to perform the first assessment of multiple necromass compartments in the Atlantic Forest of Northeast Brazil, providing a basis for future integrative studies related to necromass in this region. We registered 17 standing dead trees in 0.5 hectare and 239 logs of coarse woody debris. Necromass had 3.9 Mg.ha-1 of standing dead trees, 54.24 Mg.ha-1 of coarse woody debris and 7.2 Mg.ha-1 of litter. We indicate that standing dead trees and coarse debris were mostly in the intermediate and final stages of decomposition. Leaves were the dominant component of litter, and drier months had more litterfall. Finally, we highlight that assessing standing dead trees and coarse woody debris adds 25.6% on top of aboveground tree mass, improving information about organic matter storage in rainforest ecosystems. Our findings emphasize that the necromass compartment must be considered in forest assessments, also including small pieces of coarse woody debris, which could inform better practices of forest management.
  • Asymbiotic germination, initial development in vitro and acclimatization of Cyrtopodium paludicolum Hoehne, a Brazilian Savanna orchid species Original Paper

    Ferreira, Wagner de Melo; Oliveira, Adriana Magno de; Viana, Joyce Cavalcante; Suzuki, Rogério Mamoru; Oliveira, Jaderson Roney Gomes de

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Cyrtopodium paludicolum é uma espécie de orquídea terrícola e nativa do Brasil cuja propagação natural está comprometida por coletas indiscriminadas em seu ambiente natural e sofre riscos de ameaça pela expansão agrícola em áreas de Cerrado. Assim, o presente trabalho teve como objetivo estudar a germinação e o desenvolvimento inicial in vitro de C. paludicolum bem como verificar a possibilidade de micropropagar a espécie a partir de segmentos caulinares estiolados. Um protocolo para a aclimatização também foi desenvolvido. Foi testada a influência dos meios de cultura Murashige & Skoog (MS), Knudson (KC) e Vacin & Went (VW) no processo de germinação e crescimento inicial. Foram testados os efeitos da adição de diferentes concentrações de BA, ANA e de sacarose na multiplicação e crescimento in vitro da espécie. A aclimatização foi realizada em duas fases utilizando-se três diferentes substratos. O meio VW proporcionou a maior germinabilidade das sementes enquanto o meio KC foi o que promoveu a melhor formação de plântulas saudáveis e vigorosas. A concentração de 2% de sacarose foi a mais favorável para o crescimento e desenvolvimento das plântulas. A melhor proliferação e desenvolvimento de brotos e raízes foi obtido na presença de 2.28/2.28 e 0.57/0.57 µM BA/NAA, respectivamente. O uso de segmentos estiolados foi eficaz para a micropropagação. A aclimatização foi realizada com sucesso crescendo inicialmente as plantas em potes comunitários contendo os substratos Bioplant e esfagno seco na proporção de 3:1 (v/v) seguido da transferência para recipientes individuais contendo Bioplant e Ouro negro na proporção de 2:1 (v/v).

    Abstract in English:

    Abstract Cyrtopodium paludicolum is a terrestrial orchid species, native to Brazil, whose natural propagation is jeopardized by the intensive collection from the wild and is threatened by agricultural expansion in Cerrado areas. In light of that, this investigation aimed at studying the in vitro germination and early development of C. paludicolum as influenced by culture medium, sucrose and growth regulators as well as its micropropagation by using dark-grown stem segments. A protocol for its acclimatization is also detailed. The effects of Murashige & Skoog (MS), Knudson C (KC) and Vacin & Went (VW) media on the in vitro germination and initial development were tested. The influence of different concentrations of BA, NAA, and of sucrose on plant multiplication and growth were evaluated. The possibility of using etiolated stem segments for micropropagation was also assessed. Acclimatization was accomplished in two phases by using three different substrates. The results showed that VW was the best medium for germination whereas for seedling formation KC was the most advantageous since they were healthy and vigorous. Sucrose at 2% favored the greatest seedling growth and development. Shoot and root proliferation and development were best promoted in the presence of 2.28/2.28 and 0.57/0.57 µM BA/NAA, respectively. The use of etiolated stem segments for micropropagation was effective. Successful acclimatization was accomplished by initially growing plants in community pots containing a 3:1 (v/v) mix of Bioplant and dried Sphagnum moss followed by their transfer to individual pots containing a 2:1 (v/v) mix of Bioplant and Ouro Negro substrates.
  • Synopsis of Orchidaceae from Fazenda Sete Irmãos: a fragment of Amazon Forest in northwestern Maranhão, Brazil Original Paper

    Silva, Maycon Jordan Costa da; Pansarin, Emerson Ricardo; Pessoa, Edlley; Silva, Eduardo Oliveira; Albuquerque, Patrícia Maia Correia de; Oliveira, Miguel Sena de; Silva Junior, Wagner Ribeiro da; Santos, Kedma Nunes; Lima, Jonaina Ferreira; Ferreira, Alessandro Wagner Coelho

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este estudo apresenta um inventário das Orchidaceae em uma das áreas mais ameaçadas da Amazônia Brasileira, localizada na porção mais oriental do Centro de Endemismo Belém. São registradas 51 espécies distribuídas em 24 gêneros. Epífitas representam 86% das espécies, as demais são terrícolas (6%), hemiepífitas (6%) ou micoheterotrófica (2%). Os gêneros mais representativos foram Epidendrum (6 spp.) e Maxillaria (5 spp.). Este estudo registra pela primeira vez cinco gêneros (Coryanthes, Sarcoglottis, Stelis, Trichosalpinx e Wullschlaegelia) e dez espécies para a flora do Maranhão, dos quais, quatro também são novos registros para a Região Nordeste do Brasil. Uma chave de identificação, pranchas fotográficas dos novos registros e comentários taxonômicos, ecológicos e de distribuição geográfica são apresentados. Os dados evidenciam a importância dos fragmentos de Floresta Amazônica do Maranhão para a proteção das Orchidaceae, constantemente ameaçadas pelo desmatamento no Centro de Endemismo Belém.

    Abstract in English:

    Abstract This study provides an inventory of the Orchidaceae in one of the most threatened areas of the Brazilian Amazon, situated in the eastern portion of the Belém Endemism Center. A total of 51 species, distributed in 24 genera, are recorded. Epiphytes represent 86% of the species, the remaining are terricolous (6%), hemiepiphytic (6%) or myco-heterotrophic (2%). The most representative genera were Epidendrum (6 spp.) and Maxillaria (5 spp.). This study cites for the first time five genera (Coryanthes, Sarcoglottis, Stelis, Trichosalpinx and Wullschlaegelia) and ten species for the flora of Maranhão, of which four are new records to the Brazilian Northeast. An identification key, photographs of the new records, taxonomic and ecological comments, as well as geographic distribution are provided. The data reinforce the importance of the forest fragments of the Amazon Forest in Maranhão for the conservation of Orchidaceae which is constantly threatened by deforestation in the Belém Endemism Center.
  • Flora of the Reserva Ducke, Amazonas, Brazil: Simaroubaceae Original Paper

    Devecchi, Marcelo Fernando; Thomas, William Wayt; Pirani, José Rubens

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O presente estudo visa aprimorar o conhecimento da família Simaroubaceae na Reserva Ducke, Manaus, Amazonas. O estudo baseia-se na análise morfológica de coleções de herbários e expedições de campo. A família é representada nessa área por seis espécies pertencentes a quatro gêneros: Homalolepis (1 sp.), Picrolemma (1 sp.), Simaba (3 spp., incluindo uma nova aqui descrita) e Simarouba (1 sp.). São apresentados chaves de identificação, descrições morfológicas, ilustrações e comentários taxonômicos para cada espécie. Palavras-chave: Amazônia, inventários florísticos, Homalolepis, espécie nova, Picrolemma, Simaba, Simarouba.

    Abstract in English:

    Abstract The present study aims to improve the knowledge of Simaroubaceae in the Reserva Ducke, Manaus, Amazonas. It is based on morphological analysis of herbaria collections and field expeditions. The family is represented in that area by six species belonging to four genera: Homalolepis (1 sp.), Picrolemma (1 sp.), Simaba (3 spp., including a new one described herein), and Simarouba (1 sp.). Identification keys, morphological descriptions, illustrations, and taxonomic comments are provided for each species.
  • The genus Justicia (Acanthaceae) in the state of Pará, Amazon, Brazil Original Paper

    Silva, Fabio Araújo da; Kameyama, Cíntia; Zappi, Daniela; Gil, André dos Santos Bragança

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este trabalho tem como objetivo contribuir para o conhecimento taxonômico do gênero Justicia no estado do Pará, Amazônia, Brasil. O estudo foi baseado em material de importantes herbários nacionais e internacionais, além daqueles provenientes de expedições de coleta em diferentes tipos de vegetação encontrados no estado e do cultivo de espécimes coletados pelo primeiro autor. Foram registradas 25 espécies de Justicia para o estado do Pará: J. asclepiadea, J. birae, J. calycina, J. carajensis, J. cayennensis, J. comata, J. distichophylla, J. divergens, J. gendarussa, J. laevilinguis, J. mcdadeana, J. montealegrensis, J. multiglandulosa, J. oldemanii, J. oriximinensis, J. paraensis, J. pectoralis, J. polystachya, J. potamogeton, J. pseudoamazonica, J. riedeliana, J. secunda, J. sphaerosperma, J. sprucei, J. yurimaguensis. Destas cinco são novos registros para o estado do Pará (J. asclepiadea, J. cayennensis, J. gendarussa, J. oldemanii e J. yurimaguensis), além disso, estão sendo lectotipificados sete nomes aceitos de Justicia e um nome novo é proposto: J. oriximinensis. São apresentadas chave de identificação das espécies, descrições morfológicas detalhadas (incluindo análise das sementes), informações sobre distribuição geográfica e habitat, comentários taxonômicos e ilustrações.

    Abstract in English:

    Abstract The taxonomic knowledge for genus Justicia in the Amazonian state of Pará, Brazil, is updated. The study was based on material from important national and international herbaria, as well as specimens collected in different vegetation types within the state, some of them kept under cultivation by the first author. Twenty five species of Justicia were recorded for Pará: J. asclepiadea, J. birae, J. calycina, J. carajensis, J. cayennensis, J. comata, J. distichophylla, J. divergens, J. gendarussa, J. laevilinguis, J. mcdadeana, J. montealegrensis, J. multiglandulosa, J. oldemanii, J. oriximinensis, J. paraensis, J. pectoralis, J. polystachya, J. potamogeton, J. pseudoamazonica, J. riedeliana, J. secunda, J. sphaerosperma, J. sprucei, J. yurimaguensis. Among these, five are new records for the state of Pará (J. asclepiadea, J. cayennensis, J. gendarussa, J. oldemanii, and J. yurimaguensis). Moreover, seven of the accepted names are lectotypified and a new name (J. oriximinensis) is proposed. A species identification key is presented alongside detailed morphological descriptions (including seed analysis), distribution and habitat information, taxonomic comments and illustrations.
  • Fruiting phenology and dispersal syndromes in a sandy coastal plain in southeastern Brazil Original Paper

    Oliveira, Patrick de; Benevides, Cristine Rodrigues; Greco, Alexandre Verçosa; Leão, Luciene Campos São; Rodarte, Ana Tereza de Araújo; Lima, Heloisa Alves de

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Frutos apresentam uma grande variedade de características morfológicas e fenológicas que têm sido relacionadas às condições do ambiente e ao modo de dispersão de sementes. Neste trabalho, descrevemos a morfologia dos frutos, a fenologia de frutificação e inferimos padrões de dispersão de 52 espécies da restinga de Maricá, Rio de Janeiro, no sentido de compreender a riqueza e a variação temporal desses recursos na comunidade. Frutos carnosos, indeiscentes e coloridos, típicos de zoocoria, predominam na restinga (77,8%). Frutos anemocóricos representam 13,3%. Em 42% das espécies zoocóricas, os frutos passam por três a cinco cores até a maturação, e diferentes estádios de maturação podem ser observados na mesma planta. Um fornecimento constante de frutos zoocóricos e anemocóricos foi observado ao longo do ano. Diferentemente da floração, não houve correlações significativas entre percentuais de atividade e de intensidade de frutificação e os fatores abióticos. Para a comunidade estudada, o padrão de frutificação observado também contrasta com o da floração, pela menor sazonalidade e intensidade dos eventos, sugerindo que fatores bióticos, como dispersores de sementes (no caso de frutos zoocóricos) podem ter relevância na determinação dos períodos de maturação dos frutos e de dispersão de sementes em ambientes costeiros.

    Abstract in English:

    Abstract Fruits have a wide variety of morphological and phenological characteristics that have been related to environmental conditions and seed dispersal mode. In this paper, we describe the fruit morphology, the fruiting phenology and infer dispersal patterns of 52 species from restinga of Maricá, Rio de Janeiro, in order to understand the richness and temporal variation of these resources in the community. Fleshy, indehiscent, and colored fruits, typical of zoochory, predominate in the restinga (77.8%). Anemochoric fruits represent 13.3%. In 42% of zoochoric species, fruits go through three to five colors until maturity, and different stages of ripeness can be observed on the same plant. A constant supply of zoochoric and anemochoric fruits was observed throughout the year. Unlike flowering, there were no significant correlations between fruiting activity and intensity and abiotic factors. For the community studied, the fruiting pattern observed also contrasts with flowering, due to the lower seasonality, and intensity suggesting that biotic factors, such as seed dispersers (in the case of zoochoric fruits) may have relevance in determining fruit ripening and seed dispersal periods in coastal environments.
  • Deguelia tenuiflora (Leguminosae, Papilionoideae), a remarkable new species from the Brazilian Amazon Original Paper

    Camargo, Rodrigo Augusto; Burnham, Robyn Jeanette; Mansano, Vidal de Freitas

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Uma nova espécie de Deguelia encontrada perto de Manaus (Amazonas), Brasil é descrita e ilustrada aqui como Deguelia tenuiflora. Esta espécie é similar à D. amazonica vegetativamente enquanto suas flores se assemelham à D. negrensis e D. scandens. Esta nova espécie apresenta características únicas: folhas geralmente unifolioladas com pilosidade peculiar abaxialmente e cálice com os lobos vexilares triangular-deprimidos, o que permite o seu reconhecimento como uma espécie distinta. Uma tabela com caracteres selecionados é fornecida para distinguir as espécies deste gênero, além de um mapa de distribuição para este novo táxon.

    Abstract in English:

    Abstract A new species of Deguelia from north of Manaus (Amazonas state), Brazil, is described and illustrated here as Deguelia tenuiflora. It is vegetatively similar to D. amazonica, while its flowers resemble D. negrensis and D. scandens. This new species exhibits the following unique characteristics: mostly unifoliolate leaves covered abaxially by a peculiar indumentum, and calyx with vexillary lobes triangular-depressed, which allows for its recognition as a distinct species. We provide a table of characters for distinguishing the new species from congeners and a distribution map of the new taxon.
  • Influence of palm trees on the richness and distribution of plant species on the murundus at a Caatinga/Cerrado ecotone Original Paper

    Morais, Rodrigo Ferreira de; Macedo, Maria Thamiris de Sousa; Gomes, Maria Thereza Dantas; Fernades, Izaias Médice; Morais, Fernando Ferreira de; Marcusso, Gabriel Mendes; Sousa Júnior, José Ribamar de

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Compreender o papel dos condutores nos padrões de diversidade é essencial na ecologia, uma vez que a diversidade desempenha um papel importante na estabilidade e manutenção das comunidades de plantas. Os murundus são montes de terra pequenos e dispersos com uma flora diferenciada em seu entorno. Em nosso local de estudo (Campo Maior, Piauí, Nordeste do Brasil), os classificamos nas categorias: presença de carnaúba (PC), presença de tucum (PT) e ausência de palmeiras (AP). Aqui, nossos objetivos foram (1) explorar a diversidade alfa usando o estimador de riqueza e a classificação de distribuição de abundância, uma vez que esperávamos que as palmeiras pudessem influenciar a riqueza de espécies de plantas em murundus; (2) explorar as relações de espécies-área no murundus, partindo do pressuposto de que o maior contém mais espécies; (3) encontrar as mudanças na composição de espécies (diversidade beta) entre as três categorias de murundus, supondo que a presença de palmeiras influencia na composição de espécies; e (4) investigar se a distância entre os murundus é um fator decisivo na composição das espécies, onde os murundus mais próximos são os mais semelhantes na composição das espécies. Nossos resultados demonstraram que as palmeiras não influenciam a riqueza dos murundus, os maiores murundus são os mais ricos, e o turnover determina predominantemente a diversidade beta nas diferentes categorias de murundus. Além disso, a distância entre os murundus não determinou sua similaridade florística. De maneira geral, demonstramos que as espécies de palmeiras não são o principal impulsionador da assembleia de plantas nos murundus, porém seu tamanho constitui um fator preponderante na riqueza, com grande substituição de espécies, o que explica a elevada diversidade vegetal.

    Abstract in English:

    Abstract Understand the role of the drivers in vegetation pattern is essential in ecology since diversity plays a major role in the stability and maintenance of plant communities. The murundus are small and scattered earthmounds with a differentiated flora of its surrounding. In our study site (Campo Maior, Piauí, Northeastern Brazil), we classified them in three categories: presence of carnaúba (PC), presence of tucum (PT), and with the absence of palm trees (AP). Here, our goals were (1) to explore alpha diversity using the richness estimator and abundance distribution rank, expecting that palm trees could influence the richness of plant species on murundus; (2) analyzing the species richness-area relationship in the murundus, following the assumptions that the largest one holds more species; (3) find the changes in the species composition (beta diversity) between the three categories of murundus, assuming which the presence of palm trees influence the species composition; and (4) investigate if the distance between murundus is a decisive factor in the species composition, where the closest murundus are the most similar in species composition. Ours results showed that palms trees do not influence the richness of the murundus, the largest murundus are the richest ones, and the turnover predominantly determines beta diversity in the different murundus categories. Furthermore, the distance between the murundus did not determine its floristic similarity. Overall, we demonstrated which the species of palm trees are not the main drive of the plant assemblage in the murundus, however its size comprises a major factor in the richness, with great species substitution, which explains the high plant diversity.
  • Seed’s morpho-anatomy and post-seminal development of Bromeliaceae from tropical dry forest Original Paper

    Martelo-Solorzano, Adriana María; Lidueña-Pérez, Kesmy Isabel; Corredor-Prado, Jenny Paola

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Drásticas transformações na floresta tropical seca levam à perda de seus componentes biológicos e revelam a importância dos estudos sobre a biologia das espécies que a habitam. Nosso objetivo foi descrever a morfoanatomia e a germinação das sementes, e o desenvolvimento pós-seminal de espécies de Bromeliaceae presentes em fragmentos de floresta seca em Sucre, Colombia. Foram avaliadas sete espécies que representam os gêneros Bromelia e Tillandsia. Os resultados fornecem características que estão relacionadas ao habitat de cada espécie e ajudam a distinguir os gêneros avaliados: medidas dos frutos e sementes, forma da semente, apêndices plumosos, particularidades da testa e da camada de aleurona, proporção do embrião e do endosperma, tipos de reservas, zona de constrição no embrião e tipo de desenvolvimento pós-seminal. As características dos apêndices plumosos e a presença de feixes vasculares no embrião contribuem para a distinção entre as espécies de Tillandsia. Nas espécies T. elongata e T. flexuosa, o grande número de sementes por fruto (> 100), seus aspectos morfoanatômicos, as altas porcentagens de germinação (> 92%) e formação de plântulas (> 77%), e o maiores valores do índice de velocidade de germinação (> 4,5) conferem-lhes a capacidade potencial de aumentar a área de distribuição neste ambiente. Nossos resultados proporcionam informações com relevância taxonômica e ecológica para as bromélias que habitam a floresta tropical seca.

    Abstract in English:

    Abstract Drastic changes in dry tropical forest result in the loss of biological components and reveal the importance of studies on the biology of species living in it. The present study aimed to describe seed morphoanatomy, germination and post-seminal development of Bromeliaceae species in fragments of tropical dry forest in Sucre, Colombia. Seven species representing Bromelia and Tillandsia genera were evaluated. The results provide characteristics related to the habitat of each species and contribute to distinguish the genera evaluated: fruit and seed measurements, seed shape, plumose appendage, testa characteristics, and the aleurone layer, embryo endosperm ratio, types of reserves, constriction zone in the embryo and type of post-seminal development. Characteristics of plumose appendages and the presence of vascular bundles in the embryo also contribute to distinguish Tillandsia species. In T. elongata and T. flexuosa, high number of seeds per fruit (> 100), morphoanatomical aspects, high germination (> 92%) and plant formation (> 77%) percentages, and higher germination rate values (> 4.5) give them the potential capacity for establishment in this environment. Our results provide information with taxonomic and ecological relevance for bromeliads in dry tropical forest.
  • Vascular epiphytes in the cloud forests of the Serra da Mantiqueira, Southeastern Region of Brazil Original Paper

    Furtado, Samyra Gomes; Menini Neto, Luiz

    Abstract in Portuguese:

    Resumo As epífitas vasculares representam uma característica marcante nas florestas nebulares tropicais. A Serra da Mantiqueira (SM) representa uma das principais áreas elevadas do território brasileiro, abrigando remanescentes vegetacionais, com destaque paras as florestas nebulares. Nós apresentamos uma listagem de epífitas vasculares encontradas nas florestas nebulares da SM, discutindo os dados sobre representatividade taxonômica, distribuição nos domínios fitogeográficos, hábitos, status de ameaça no Brasil e nos estados que compõem a SM (Espírito Santo-ES, Minas Gerais-MG, Rio de Janeiro-RJ, São Paulo-SP). Expedições de campo foram realizados entre 2012 e 2019, além de levantamento de dados de coleções científicas e trabalhos publicados. We found 678, representando algo em torno de 20% e 30% das espécies brasileiras e da Floresta Atlântica, respectivamente. As famílias mais ricas (Orchidaceae, 288 spp.; Bromeliaceae, 112 spp.; Polypodiaceae 65 spp.) confirmaram os padrões obtidos em diferentes escalas. Quarenta e uma espécies estão ameaçadas em nível nacional (e, regionalmente, 149 no ES, 55 em MG, seis no RJ, e 31 em SP). Os números de riqueza e de espécies ameaçadas de extinção ressaltam a relevância de direcionamento de esforços para o conhecimento e conservação tanto dos remanescentes de floresta nebular quanto da SM como um todo, sob pena de perda de grande parcela da diversidade florística da Floresta Atlântica.?

    Abstract in English:

    Abstract Vascular epiphytes represent a remarkable characteristic of the tropical cloud forests. The Serra da Mantiqueira (SM) represents one of the main highland areas of Brazil harboring vegetation remnants, and highlighting the cloud forests. We present a checklist of the vascular epiphytes found in the cloud forests of the SM, discussing the data about taxonomic representativity, distribution in the phytogeographic domains, habits, threatened status in Brazil and the states comprising the SM (Espírito Santo-ES, Minas Gerais-MG, Rio de Janeiro-RJ, São Paulo-SP). Field expeditions were performed between 2012 and 2019, as well as data gathering from scientific collections and published articles. We found 678 species, representing approximately 20% and 30% of the species found in Brazil and Atlantic forest, respectively. The richest families (Orchidaceae, 288 spp.; Bromeliaceae, 112 spp.; Polypodiaceae 65 spp.) corroborated the patterns found in different scales. Forty-one species are threatened nationally (and regionally, there are 149 in ES, 55 in MG, six in RJ, 31 in SP). These numbers of richness and threatened species highlight the relevance of directing efforts toward knowledge and conservation of both cloud forest remnants and SM as a whole, under pain of losing of a large part of the floristic diversity of Atlantic forest.
  • Salicylic acid mitigating damage to the photosynthetic apparatus and quality of Eugenia myrcianthes seedlings under water deficit Original Paper

    Foresti, Andressa Caroline; Reis, Lucas Coutinho; Scalon, Silvana Paula Quintão; Dresch, Daiane Mugnol; Santos, Cleberton Correia; Jesus, Mailson Vieira

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito da aplicação exógena de ácido salicílico sobre o metabolismo fotossintético e a qualidade de mudas de Eugenia myrcianthes sob deficiência hídrica e seu potencial de recuperação após reidratação. Foram avaliados dois regimes hídricos: controle - plantas irrigadas diariamente (I) e déficit hídrico (S), com e sem a aplicação de 400 mg L–1 de ácido salicílico (AS), totalizando quatro tratamentos. As mudas foram avaliadas em três momentos: no início do experimento (T0) quando a irrigação foi interrompida; quando a taxa fotossintética atingiu valores próximos a zero (F0 - 15 dias após a suspensão hídrica), quando a irrigação foi reiniciada; e quando a taxa fotossintética foi recuperada (REC). Mudas de E. myrcianthes foram afetadas negativamente quando submetidas à restrição hídrica; o ácido salicílico atenuou os danos ao aparato fotossintético por agir positivamente sobre o conteúdo relativo de água nas folhas, índice SPAD, metabolismo fotossintético, atividade das enzimas superóxido dismutase e peroxidase e crescimento das mudas na F0. Eugenia myrchiantes apresentou potencial de recuperação após a retomada da irrigação. A aplicação de AS contribuiu na manutenção das trocas gasosas, processos fotoquímicas e qualidade de mudas de E. myrcianthes durante e após o deficit hídrico, sugerindo a promoção da indução de resistência de plantas.

    Abstract in English:

    Abstract This study aimed to evaluate the effect of exogenous application of salicylic acid on the photosynthetic metabolism and quality of Eugenia myrcianthes seedlings under water deficit and their recovery potential after rehydration. Two water regimes were evaluated, as follows: control - plants irrigated daily (I) and water deficit (S), with and without the application of 400 mg L–1 of salicylic acid (SA), totaling four treatments. Seedlings were evaluated at three times: at the beginning of the experiment (T0), that is, when the irrigation was interrupted; when the photosynthetic rate reached values close to zero (P0 - 15 days after irrigation interruption), that is, when irrigation restarted; and when the photosynthetic rate was recovered (REC). Eugenia myrcianthes seedlings were negatively affected when subjected to water restriction; salicylic acid attenuated the damage to the photosynthetic apparatus by acting positively on the relative water content in the leaves, SPAD index, photosynthetic metabolism, superoxide dismutase and peroxidase enzyme activity, and seedling growth in P0. Eugenia myrchiantes presented potential for recovery after resumption irrigation. The application of SA contributed to the maintenance of gas exchanges, photochemical processes and quality of E. myrcianthes seedlings during and after water deficit, suggesting the promotion of plant resistance induction.
  • Synopsis of Loganiaceae in Pernambuco, Brazil Original Paper

    Macedo, Arthur; Pessoa, Edlley; Alves, Marccus

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Loganiaceae é membro da ordem Gentianales e compreende cerca de 460 espécies em 16 gêneros, sendo principalmente distribuída nas regiões tropicais do mundo. A região Neotropical do Brasil é um dos centros de diversidade para dois dos gêneros mais ricos de Loganiaceae, Spigelia e Strychnos, justificando esforços florísticos para melhor compreensão da diversidade da família nesta região. Este trabalho tem como objetivo atualizar o conhecimento taxonômico sobre Loganiaceae no estado de Pernambuco, Região Nordeste do Brasil, provendo chave de identificação, características diagnósticas dos táxons com ênfase em aspectos vegetativos, ilustrações e fotografias, mapas de distribuição e suas ocorrências em Unidades de Conservação. Foram analisadas coleções botânicas de 18 herbários locais e conduzidas expedições de coleta em locais estratégicos do estado. No total, foram identificadas 16 espécies pertencentes a três gêneros: Mitreola (1), Spigelia (8) e Strychnos (7). Como proposto em estudos prévios, também foi identificado que a morfologia do carpoatlas é determinante no reconhecimento das espécies de Spigelia. Em Pernambuco, Mitreola petiolata, Spigelia flemmingiana, S. laurina, S. scabra, Strychnos atlantica, S. divaricans, S. mattogrossensis e S. trinervis foram encontradas exclusivamente na Mata Atlântica, enquanto Spigelia alborubra, S. linarioides, S. pernambucensis, Strychnos gardneri e S. rubiginosa foram encontradas apenas na Caatinga. Spigelia anthelmia, S. polystachya e Strychnos parvifolia possuem distribuição contínua entre os dois domínios fitogeográficos, apresentando alta variabilidade morfológica nestas áreas. Entre as 16 espécies de Loganiaceae, 13 pertencem a 20 Unidades de Conservação diferentes espalhadas nos dois domínios fitogeográficos, destacando a importância da manutenção destas áreas para a preservação da biodiversidade no estado.

    Abstract in English:

    Abstract Loganiaceae is a member of the Gentianales order and comprises about 460 species in 16 genera, being mainly distributed in the tropical regions of the world. The Brazilian Neotropical region is one of the centers of diversity for two of the richest genera of Loganiaceae, Spigelia and Strychnos, justifying floristic efforts to better understand family diversity in this region. This study aims to update the taxonomic knowledge about the Loganiaceae of the state of Pernambuco, Northeastern Brazil, providing an identification key, diagnostic characters of the species emphasizing vegetative features, illustrations and photos, distribution maps, and occurrence within Conservation Units. We analyzed collections from 18 local herbaria and conducted field expeditions to strategical locations of the state between 2017 to 2019. In total, we identified 16 species belonging to three genera: Mitreola (1), Spigelia (8) and Strychnos (7). As shown in previous studies, the morphology of the carpoatlas was determinant in the recognition of Spigelia species. In Pernambuco, Mitreola petiolata, Spigelia flemmingiana, S. laurina, S. scabra, Strychnos atlantica, S. divaricans, S. mattogrossensis, and S. trinervis were found only in the Atlantic Forest, while Spigelia alborubra, S. linarioides, S. pernambucensis, Strychnos gardneri, and S. rubiginosa were found only in the Caatinga domain. Spigelia anthelmia, S. polystachya, and Strychnos parvifolia have continuous distribution between both phytogeographic domains, presenting high morphological variability in these areas. Among the 16 loganiaceous species, 13 belong to 20 different Conservation Units spread over the two phytogeographic domains, highlighting the importance of maintaining these areas for the conservation of biodiversity in the state.
  • Lagoons, rivers, weirs and their wet gardens in the semiarid: aquatic Eudicotyledons and Ceratophyllaceae of Ceará state, Brazil Original Paper

    Guedes, Felipe Martins; Sousa, Edson Brito; Abreu, Antônio Lucas Araújo de; Nascimento, Hugo Pereira do; Matias, Lígia Queiroz

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O estado do Ceará é o segundo maior em extensão de áreas alagadas no nordeste Brasileiro e, até então, foram desenvolvidos estudos taxonômicos em riqueza de macrófitas aquáticas pertencentes aos clados de Monocotiledôneas e Nymphaeales, e apenas de duas famílias de Eudicotiledôneas. Nesse contexto, o presente estudo é uma sinopse dos representantes aquáticos de Eudicotiledôneas e Ceratophyllaceae do estado do Ceará, contribuindo para o conhecimento sobre a biodiversidade dos ecossistemas aquáticos no semiárido Brasileiro. Nós trazemos um levantamento atualizado baseado em material depositado nos herbários EAC, IPA, R e RB, bem como em imagens disponíveis em plataformas digitais, incluindo descrições diagnósticas, chaves de identificação, fotografias e comentários em distribuição geográfica. Nós registramos 28 famílias, 43 gêneros e 82 espécies. As famílias mais representativas são Lentibulariaceae (12 spp.), Malvaceae (9 spp.), Plantaginaceae (9 spp.), Fabaceae (8 spp.) e Onagraceae (7 spp.), enquanto Ceratophyllaceae está representada apenas por uma espécie. As helófitas são as formas de crescimento predominantes (64%), seguidas de hidrófitas enraizadas emergentes (20%), e Podostemaceae é a única família representada por haptófitas (4 spp.).

    Abstract in English:

    Abstract Ceará state holds the second largest wetland extension in Northeastern Brazil and, thus far, there have been taxonomic studies developed about aquatic macrophytes richness for the clades of Monocots and Nymphaeales, and of two Eudicot families only. In this context, the present study is a synopsis of the aquatic representatives of Eudicotyledons and Ceratophyllaceae in Ceará state, providing further information about the biodiversity of aquatic ecosystems in the Brazilian semiarid. We present an updated survey based on material deposited at the EAC, IPA, R and RB herbaria and on images from digital platforms, including diagnostic descriptions, identification keys, photographs and comments about geographic distribution. We recorded 28 families, 43 genera and 82 species. The most representative families were Lentibulariaceae (12 spp.), Malvaceae (9 spp.), Plantaginaceae (9 spp.), Fabaceae (8 spp.) and Onagraceae (7 spp.), whilst Ceratophyllaceae was represented by one species only. Helophytes were the predominant growth form (64%), followed by the bottom-rooted emergent hydrophytes (20%), and Podostemaceae was the only family represented by haptophytes (4 spp.).
  • Flora of Ceará State, Brazil: Caryocaraceae, Hypericaceae, and Rhizophoraceae Original Paper

    Loiola, Maria Iracema Bezerra; Silva, Maria Vitória Coutinho Cordeiro da; Ribeiro, Rayane de Tasso Moreira

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este estudo detalha a diversidade e distribuição de Caryocaraceae, Hypericaceae e Rhizophoraceae ocorrentes no estado do Ceará. Um tratamento florístico foi realizado com base na análise de caracteres morfológicos de espécimes de diferentes herbários (ALCB, EAC, HCDAL, HST, HUEFS, HVASF, IAN, MBM, MOSS, SP, UEC e UFMT), bibliografias e fotos de coleções-tipos. Cada família está representada por uma espécie. Caryocar coriaceum ocorre predominantemente na porção sul do estado do Ceará na savana (cerrado) e savana florestada (cerradão). Vismia guianensis apresenta distribuição mais ampla ocorrendo em diferentes tipos de vegetação, mas, principalmente em floresta ombrófila (mata úmida) e savana. Rhizophora mangle é mais restrita ao litoral e foi registrada somente em vegetação sob influencia fluvial e/ou lacustre (manguezais). As três espécies foram registradas em Unidades de Conservação do Ceará. Chave de identificação das espécies, descrições morfológicas, comentários sobre conservação, habitat e fenologia, bem como fotos e ilustrações são fornecidos.

    Abstract in English:

    Abstract We examined the diversity and distribution of Caryocaraceae, Hypericaceae, and Rhizophoraceae in Ceará State, Brazil. Floristic treatments were carried out based on comparative analyses of the morphological characters of specimens from several Brazilian herbaria (ALCB, EAC, HCDAL, HST, HUEFS, HVASF, IAN, MBM, MOSS, SP, UEC and UFMT), the scientific literature, and photographs of type collections. Each family is represented here by a single species. Caryocar coriaceum occurs predominantly in the southern portion of Ceará State in typical open (cerrado) and forested savannas (cerradão). Vismia guianensis is widely distributed and occurs in several vegetation types, but mainly ombrophilous forests and savannas. Rhizophora mangle has a narrow distribution range, being recorded in coastal vegetation with fluvial and/or lacustrine influences (mangrove swamps). All three species were recorded in designated Conservation Areas. An identification key for the species, morphological descriptions, commentaries on their conservation, habitats and phenologies, as well as photographs and illustrations are provided.
  • A new species of Casearia Jacq. from Brazil Original Paper

    Marquete, Ronaldo; Torres, Roseli Buzanelli

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Casearia valenciana R.Marquete & R.B.Torres é uma nova espécie de Salicaceae que ocorre no Espírito Santo e sul da Bahia, aqui descrita e ilustrada. É semelhante a C. cotticensis Uittien, que possui distribuição mais ao norte, na Floresta Amazônica, pela inflorescência pedunculada, folhas coriáceas e ovário glabro. Difere daquela espécie pelo hábito arbustivo a pequena árvore (vs. árvore até 27m alt.), estípulas menores, folhas elípticas (vs. lanceolada, largo-lanceolada, oblongo-lanceolada), anteras alongadas com rimas longitudinais (vs. levemente deltoides, rimas transversais) e frutos e sementes maiores. Outros caracteres diagnósticos desta nova espécie são os bordos das folhas curto serrulado e lobos do disco e filetes fundidos na base, formando um pequeno tubo.

    Abstract in English:

    Abstract A new species of Salicaceae growing in the state of Espírito Santo and in the south of the state of Bahia, Casearia valenciana R.Marquete & R.B.Torres, is described and illustrated here. It is similar to C. cotticensis Uittien, which grows further north in Amazonian Forest, by its pedunculate inflorescence, coriaceous leaves, and glabrous ovary. Yet, it differs from C. cotticensis by its shrub to small tree habit (vs. tree up to 27 m tall), smaller stipules, elliptic leaves (vs. lanceolate, broadly lanceolate, oblong-lanceolate), elongated anthers with longitudinal slits (vs. slightly deltoid, transversal slits), and larger fruits and seeds. Other diagnostic features of this new species include short-serrulate leaf border, and disc lobes fused with filaments at the base forming a small tube.
  • Taxonomic diversity of Passifloraceae sensu stricto along altitudinal gradient and on Serra dos Órgãos mountain slopes in southeastern Brazil Original Paper

    Fernandes, Natália Brandão Gonçalves; Yazbeck, Gabriel de Menezes; Milward-de-Azevedo, Michaele Alvim

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O gradiente altitudinal entre outros fatores abióticos, está diretamente ligado à diversidade e distribuição de espécies. Outro fator importante é o posicionamento da cadeia de montanha, visto que as vertentes continental e oceânica possuem características distintas e podem exercer influência sobre a composição da vegetação. O objetivo deste estudo foi compreender a distribuição dos organismos pertencentes à família Passifloraceae sensu stricto em um gradiente de altitude, com variação de 300 a 2.199 m, no Parque Nacional Serra dos órgãos (PARNASO), localizado no estado do Rio de Janeiro, sudeste do Brasil. Foram realizadas expedições em campo para registro e coleta do material nas diferentes altitudes do PARNASO. Mapas de distribuição foram elaborados levando em consideração o esforço amostral, o gradiente de altitude e a pluviosidade. Foram realizadas análises estatísticas para estipular o padrão de riqueza e abundância dentro das classes de altitude. Para as vertentes oceânica e continental foram realizadas análises de similaridade, agrupamento e nMDS. Além disso, foram feitos cálculos de Área de Ocupação e Extensão de Ocorrência para avaliar o status de conservação das espécies. Foram registradas 19 espécies de Passifloraceae. As altitudes intermediárias apresentaram maior riqueza (1.100–1.300 m). A similaridade entre as vertentes foi de 28%, relatando riqueza distinta em ambos os lados da montanha. Os dados encontrados delimitam a distribuição e a composição de espécies de Passifloraceae dentro do PARNASO, tornando-se uma ferramenta colaborativa para ações de conservação do Parque.

    Abstract in English:

    Abstract Altitudinal gradients, among other abiotic factors, are directly linked to species’ diversity patterns and distributions. Another important factor to be considered is the geographic position of a mountain chain, with oceanic and continental-facing slopes having distinct environmental conditions reflected in distinct phytophysiognomies. We examined the distributions of species of Passifloraceae sensu stricto along an altitudinal gradient (varying from 300 to 2,199 m.a.s.l.) in the Serra dos Órgãos National Park (PARNASO) in Rio de Janeiro state, southeastern Brazil. Field excursions were undertaken to record and collect specimens. Maps were prepared of the distribution of sampling efforts, taking into consideration altitudinal gradients and rainfall. The statistical analysis was made to define the patterns of richness and abundance within the altitudinal classes. Analyses of similarity, grouping and NMDS were made of the oceanic and continental slopes. A total of 19 species of Passifloraceae s.s. were encountered. The greatest species richness was found at intermediate elevations (1,100–1,300 m.a.s.l). The similarity index between the two exposure slopes was 28%, indicating distinct species compositions on different faces. Our data helps to define the distribution and species composition of Passifloraceae s.s. within the PARNASO, and should be useful for conservation actions there.
  • Checklist of polypores (Agaricomycetes, Basidiomycota) reveals seventeen new records in Brazilian Atlantic Forest fragments at the Poços de Caldas Plateau, Minas Gerais Original Paper

    Pagin-Cláudio, Filipe; Gugliotta, Adriana de Mello; Pires, Ricardo Matheus

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este é o primeiro inventário de macrofungos realizado no Planalto de Poços de Caldas, Minas Gerais, uma área de alta importância biológica de acordo com o órgão de política brasileira do meio ambiente, Ministério do Meio Ambiente. O levantamento de políporos foi executado mensalmente de junho/2018 até maio/2019, em dez transectos (200 m² cada) distribuídos em fragmentos de floresta estacional semidecidual montana da Mata Atlântica Brasileira. Duas ordens, 8 famílias, 21 gêneros e 23 espécies foram identificadas, dentre as quais verificou-se um novo registro para o Brasil, Tropicoporus drechsleri, e 16 novos registros para o estado de Minas Gerais. Uma lista de espécies está presente neste trabalho, bem como, uma prancha de fotos dos novos registros, uma chave para determinação dos táxons e comentários sobre a distribuição das espécies. O estudo também contempla anotações sobre o substrato, discussões taxonômicas e a descrição completa para o novo registro referente ao país.

    Abstract in English:

    Abstract This is the first survey of macrofungi carried out at the Poços de Caldas Plateau, Minas Gerais, Brazil, an area of high biological importance according to the Ministry of Environment. The survey of polypores was performed monthly, from June/2018 to May/2019 in ten transects (200 m² each) distributed in fragments of the Brazilian Atlantic Forest, a montane seasonal semideciduous forest. Two orders, 8 families, 21 genera, and 23 species were identified, of which one is a new record for Brazil, Tropicoporus drechsleri, and 16 are new records for the state of Minas Gerais. A list of species is included in this study, as well as illustrations for the new records, a key for taxonomic identification, and remarks on the distribution of the recorded species. The study also includes annotations about substrate, taxonomy discussion, and a full description of the new record for the country.
  • What does the list of Brazilian sociobiodiversity species of food value show us? Original Paper

    Silva, Ana Cecília da Cruz; Oliveira, Débora Moreira de; Gomes, Laura Jane

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Constatou-se a necessidade de conhecer as espécies que foram selecionadas e classificadas da sociobiodiversidade com valor alimentício listadas na Portaria Interministerial n° 284/2018. Objetivou-se com esse estudo detectar as alterações em relação à portaria anteriormente publicada, bem como analisar a atual lista de espécies da sociobiodiversidade quanto ao número de espécies, origem, distribuição, ao risco de extinção e às partes da planta usadas. Para isso teve-se como ponto de partida as informações que constam na lista das espécies publicada pelas Portarias Interministerial n° 163/2016 e n° 284/2018 e consulta a documentos técnicos, bibliografias e ao Herbário Virtual da Flora e Funga do Brasil. Em relação à lista anterior, ocorreu a exclusão de seis espécies e um acréscimo de 25 espécies. A atual lista contém 101 espécies. Embora a maioria das espécies listadas são nativas, há também sete exóticas: uma cultivada e seis naturalizadas. A diversidade está bem representada nos domínios fitogeográficos brasileiros, principalmente no Cerrado, na Mata Atlântica e na Floresta Amazônica, entretanto cinco espécies se enquadraram em alguma das categorias de ameaçadas de extinção. Verificou-se que doze partes da planta utilizadas para consumo foram citadas para fins alimentícios, contudo houve um predomínio sobre os frutos.

    Abstract in English:

    Abstract It is necessary understanding the species selected and classified based on sociobiodiversity with food value listed in Interministerial Ordinance n. 284/2018. The aim of the study is to investigate changes in the previously published ordinance and to analyze the current list of sociobiodiversity species based on aspects such as number of species, origin, distribution, species endangerment and plant parts used for consumption. Information available in the list of species published through Interministerial Ordinances n. 163/2016 and n. 284/2018, in technical documents, bibliographies and in the Virtual Herbarium of Flora e Funga do Brasil, were used as the starting point for the present research. It was possible observing that the current list has excluded six species and added 25 species in comparison to the previous one. Thus, the current list comprises 101 species. Although most of the listed species are native to Brazil, seven of them are exotic: one is cultivated for dietary purposes and six are naturalized. Diversity is well represented in Brazilian phytogeographic domains, mainly in Cerrado, Atlantic Rainforest and Amazon Rainforest biomes; however, five species fall into one of the endangered categories. Twelve plant parts used for consumption were reported to be used for dietary purposes, with emphasis of fruit.
  • Russula (Russulales, Agaricomycetes) associated with Pinus spp. plantations from northeastern Argentina Original Paper

    Ramírez, Natalia Andrea; Zacarias, Lilian Katia Elizabeth; Salvador-Montoya, Carlos Alberto; Tasselli, Massimo; Popoff, Orlando Fabián; Niveiro, Nicolás

    Abstract in Spanish:

    Resumen Russula es un género que comprende más de 3.000 especies de distribución mundial, siendo un género característico de los bosques de coníferas del hemisferio norte. Las plantaciones forestales con especies no nativas en el Nordeste argentino, como por ejemplo pino o eucalipto, proporcionan las condiciones bióticas y ambientales para el establecimiento de hongos ectomicorrícicos asociados a dichos cultivos. Debido a la complejidad que presenta la determinación de Russula a nivel específico, se utilizaron métodos morfo-anatómicos, de microscopía electrónica de barrido y análisis filogenéticos (ITS) para la identificación de los especímenes. Como resultado, tres especies de Russula, R. recondita, R. sardonia y R. sororia son descriptas en detalle e ilustradas. Ninguna de estas especies era conocida previamente para Argentina, y dos de ellas, R. recondita y R. sororia, representan nuevas citas para Sudamérica.

    Abstract in English:

    Abstract Russula comprises more than 3,000 species worldwide and is a characteristic genus of the coniferous forests of the northern hemisphere. The forest plantations with non-native species in the northeastern Argentina, such as pine or eucalyptus, provide the biotic and environmental conditions for the establishment of ectomycorrhizal fungi associated with these forest plantations. Due to the complexity of identifying Russula at specific level, morpho-anatomical, scanning electron microscopy, and phylogenetic (ITS) analysis were used to identify the specimens. As result, three Russula species, R. recondita, R. sardonia, and R. sororia, are described in detail and illustrated, none previously known to Argentina. Also, two of them, R. recondita and R. sororia, represent new records for South America.
  • Analysis of historical botanical reports of species of Fabaceae in Historia Naturalis Brasiliae (1648) Original Paper

    Silva, Ruana Carolina Cabral da; Bezerra, José Jailson Lima; Medeiros, Maria Franco Trindade

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Historia Naturalis Brasiliae, obra de referência para as Ciências Naturais do Brasil, contém informações de espécies observadas por naturalistas do século XVII. Dentre os relatos a família botânica Fabaceae merece destaque entre os táxons que compõem a flora brasileira, devido à sua riqueza de espécies e interesse econômico. Nesse sentido, o objetivo do presente estudo, foi resgatar informações da Fabaceae citadas no registro Historia Naturalis Brasiliae dos naturalistas Piso & Marggraf (1648), identificando potenciais recursos da flora brasileria em conjunto com conhecimentos locais sobre as espécies potenciais na atualidade e como os processos de mudanças históricas influenciaram no uso desses recursos vegetais. Os dados documentais foram analisados ​​na fonte original e no trabalho de revisão de Pickel de 2008 (Flora do Nordeste do Brasil). As informações foram organizadas em banco de dados e realizou-se uma análise qualiquantitativa dos itens. Após as análises, foram resgatadas na obra 49 espécies pertencentes à família botânica Fabaceae. Desse total, 33 espécies e dois gêneros tiveram seu uso citado na obra, os relatos dessas espécies foram subdivido em quatro categorias, tendo o maior percentual a categoria de uso medicinal (69,23%). Das plantas relatadas para uso medicinal, 18 espécies e um gênero não possuíam registros em trabalhos contemporâneos. As análises aqui apresentadas contribuem para expandir o conhecimento de Fabaceae, recuperar o conhecimento de plantas dos séculos passados e discutir a influência de fatores que acarretam mudanças históricas nos padrões de uso, enriquecendo estudos na área da botânica, principalmente a etnobotânica histórica.

    Abstract in English:

    Abstract Historia Naturalis Brasiliae, a reference work for Brazilian natural sciences, contains information on species observed by 17th century naturalists. Among the reports, the botanical family Fabaceae deserves to be highlighted among the taxa that make up the Brazilian flora due to its richness of species and economic interest. In this sense, the objective of the present study was to retrieve information regarding Fabaceae cited in Historia Naturalis Brasiliae by naturalists Piso & Marggraf (1648), with the aim of identifying potential resources of Brazilian flora in conjunction with local knowledge about potential species today and how historical changes have influenced the use of these plant resources. Documentary data were analyzed in the original source and in Pickel’s 2008 review work (Flora do Nordeste do Brasil). The information was organized in a database and analyzed qualitatively and quantitatively. The analysis recovered 49 species belonging to the botanical family Fabaceae in the work. Of this total, 33 species and two genera had their use mentioned in the work, the reports of which were subdivided into four categories, with the highest percentage being for the category of medicinal use (69.23%). Of the plants reported for medicinal use, 18 species and one genus had no records in contemporary works. The analyses presented here contribute to expanding the knowledge of Fabaceae, the recovery of knowledge of plants from past centuries, and the discussion of the influence of factors that cause historical changes in use patterns, thus enriching studies in the field of botany, particularly historical ethnobotany.
  • A synopsis of the Caryocaraceae Original Paper

    Prance, Ghillean Tolmie

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A sistemática de Caryocaraceae é atualizada com descrições das 26 espécies incluindo ecologia, usos e distribuições com mapas de todas as espécies. São incluídas informações adicionais sobre os tipos. Três espécies são aqui lectotipificadas.

    Abstract in English:

    Abstract An update on the taxonomy of the Caryocaraceae is given with descriptions of all 26 species including details of their ecology, uses and distribution. All species are mapped, much further information about the type collections is included and three species are lectotypified.
  • Rediscovery of Hemitrichia leiocarpa (Trichiales, Myxomycetes) in Brazil Short Communication

    Parentes, Jaíne Maria Silva; Cavalcanti, Laise de Holanda

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Hemitrichia leiocarpa foi coletada no estado de Pernambuco, nordeste do Brasil, em 1968 e cinco décadas passaram até ser novamente coletada no país. A espécie foi redescoberta na Reserva Biológica de Pedra Talhada, município de Quebrangulo, estado de Alagoas, distante 225 km da primeira localidade. Apresenta-se a descrição dos espécimes, esporulados em câmaras úmidas montadas com folhedo de solo e depositados na coleção de Myxomycetes do Herbário UFP. São fornecidas informações detalhadas e atualizadas sobre sua distribuição geográfica mundial, juntamente com substratos e microhabitats, com base em fontes bibliográficas e catálogos de herbários. Esta espécie pode ser considerada como quase ameaçada (NT) com base nos critérios da IUCN e sua inclusão na Lista Vermelha do Brasil é recomendada.

    Abstract in English:

    Abstract Hemitrichia leiocarpa was collected in the state of Pernambuco, northeastern Brazil, in 1968, and five decades passed before its second collection in the country. The species was rediscovered in the Pedra Talhada Biological Reserve, municipality of Quebrangulo, state of Alagoas, 225 km from the first location. A description of specimens that sporulated in moist chamber culture prepared with ground litter and deposited in the Myxomycetes collection of the UFP Herbarium is provided. Detailed and updated information on the worldwide geographical distribution of the species is provided, as well as information on substrates and microhabitats based on bibliographic sources and herbarium catalogues. The species can be considered near threatened (NT) based on IUCN criteria and its inclusion in the Brazilian Red List of Threatened Species is recommended.
  • Flora of Itaúnas State Park, Espírito Santo, Brazil: Cactaceae Flora Of Espírito Santo, Brazil

    Nepomuceno, Álvaro; Miranda, Victor Santos; Alves-Araújo, Anderson

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O presente trabalho, que faz parte de uma série de monografias taxonômicas, visa fornecer características taxonômicas úteis para distinguir espécies de Cactaceae do Parque Estadual de Itaúnas-Brasil. Após a realização de expedições e observações de campo e análise de vouchers herbários, um total de cinco espécies de Cactaceae foram registrados: Brasiliopuntia brasiliensis (Pouco Preocupante), Cereus fernambucensis subsp. fernambucensis (Pouco Preocupante), Melocactus violaceus subsp. violaceus (Vulnerável), Pereskia aculeata (Pouco Preocupante) e Pilosocereus arrabidae (Quase Ameaçado). Morfologia da folha (quando presente) e dos cladódios, e presença ou ausência de cefálio são os caracteres mais úteis para as delimitações específicas. Chave de identificação, descrições, fotografias, comentários taxonômicos, distribuição geográfica e dados de habitat são fornecidos aqui.

    Abstract in English:

    Abstract The present work, which is part of a series of taxonomic monographs, aims to provide useful taxonomic features for distinguishing species of Cactaceae from Itaúnas State Park-Brazil. After performing field expeditions and observations, and analysis of herbaria vouchers, a total of five species of Cactaceae is herein recorded: Brasiliopuntia brasiliensis (Least Concern), Cereus fernambucensis subsp. fernambucensis (Least Concern), Melocactus violaceus subsp. violaceus (Vulnerable), Pereskia aculeata (Least Concern), and Pilosocereus arrabidae (Near Threatened). Leaf (when present) and cladodes morphology, and presence or absence of cephalium are the most useful characters to specific delimitation. Key identification, descriptions, photographs, taxonomic comments, geographic distribution and habitat data are herein provided.
  • Flora of Espírito Santo: tribe Microlicieae (Melastomataceae) Flora Of Espírito Santo, Brazil

    Versiane, Ana Flávia Alves; Romero, Rosana; Fontelas, Jean Corrêa; Goldenberg, Renato

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Microlicieae é uma das tribos mais diversas em Melastomataceae, composta por três gêneros: Microlicia (incluindo os antigos Chaetostoma, Lavoisiera, Stenodon e Trembleya), Poteranthera e Rhynchanthera. É caracterizada pelas anteras com pedoconectivo prolongado, frutos capsulares e sementes reniformes, oblongas, com testa foveolada. Este estudo apresenta o tratamento taxonômico para a tribo Microlicieae no estado do Espírito Santo. Um total de dez espécies foram registradas em dois gêneros, Microlicia (9 spp.) e Rhynchanthera (1 sp.). Destas, três são novas espécies de Microlicia: M. caparaoensis é endêmica do Parque Nacional do Caparaó; M. capixaba e M. misteriosa são endêmicas dea um único inselberg, o Alto Misterioso, em São Roque do Canaã. Uma quarta espécie foi mantida como Microlicia sp., pois mais estudos serão necessários para confirmar sua identidade. Também são fornecidos chave de identificação, descrições morfológicas, dados de distribuição e comentários para todas as espécies.

    Abstract in English:

    Abstract Microlicieae is one of the most diverse tribes in Melastomataceae, comprising three genera: Microlicia (including the former Chaetostoma, Lavoisiera, Stenodon, and Trembleya), Poteranthera, and Rhynchanthera. It is characterized by anthers with a prolonged pedoconnective, capsular fruits, and reniform, oblong seeds with a foveolate testa. This study presents a taxonomic treatment for the species of Microlicieae in the state of Espírito Santo. A total of ten species were registered in two genera, Microlicia (9 spp.) and Rhynchanthera (1 sp.). Of these, three are new species of Microlicia: M. caparaoensis is endemic to the Caparaó National Park; M. capixaba and M. misteriosa are endemic to a single inselberg, the “Alto Misterioso”, in São Roque do Canaã. A fourth species was kept as Microlicia sp., since further studies will be necessary to confirm its identity. We also provide an identification key, morphological descriptions, distribution data, and comments for all species.
  • Flora of Espírito Santo, Brazil: Alismataceae Flora Of Espírito Santo, Brazil

    Matias, Lígia Queiroz; Nascimento, Hugo Pereira do

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O levantamento florístico de Alismataceae do estado do Espírito Santo objetivou a atualização dos dados de diversidade e de vulnerabilidade à extinção das espécies. Os táxons aqui listados foram obtidos dos bancos de dados do Splink e do Herbarium Virtual Reflora. Um total de sete táxons nativos foi registrado para o estado do Espírito Santo: Echinodorus grandiflorus, E. macrophyllus, Helanthium bolivianus, Hydrocleis nymphoides, Limnocharis flava, Sagittaria lancifolia e S. rhombifolia; uma espécie exótica, Alisma plantago-aquatica, apresentou um registro pontual. As populações ocorrem em áreas alagadas situadas em altitudes baixas, cujas coletas foram concentradas em algumas áreas preservadas e na região litorânea do estado. Este estudo apresenta uma chave de identificação dos táxons, descrições morfológicas e ilustrações das espécies. Comentários sobre a ecologia, conservação e distribuição das espécies também são apresentados.

    Abstract in English:

    Abstract This floristic survey of Alismataceae from the state of Espírito Santo aims to update the diversity and extinction vulnerability data for the species. The taxa here listed were obtained from Splink and Reflora Virtual Herbarium databases. A total of seven native taxa were registered for Espírito Santo state: Echinodorus grandiflorus, E. macrophyllus, Helanthium bolivianus, Hydrocleis nymphoides, Limnocharis flava, Sagittaria lancifolia and S. rhombifolia; the exotic species Alisma plantago-aquatica presented one single record. The populations occurred in flooded areas located at low altitudes and were primarily collected from some preserved areas and in the coastal region of the state. This study presents a taxonomic identification key, morphological descriptions and species illustrations. Comments on ecology, conservation and geographical distribution of the species are also presented.
  • Flora of Espírito Santo: Bonnetiaceae Flora Of Espírito Santo, Brazil

    Marinho, Lucas Cardoso

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Bonnetia stricta é a única espécie de Bonnetiaceae que ocorre no leste do Brasil, mais especificamente nos estados de Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Rio de Janeiro e Sergipe. A espécie é facilmente reconhecida pelas folhas alterno-espiraladas e agrupadas no ápice dos ramos, além de flores vistosas brancas a rosadas com muitos estames. Como contribuição ao projeto Flora do Espírito Santo, este trabalho fornece a descrição, ilustrações, comentários taxonômicos e mapa de distribuição dos espécimes do estado.

    Abstract in English:

    Abstract Bonnetia stricta is the only species of Bonnetiaceae in eastern Brazil, where it occurs in the states of Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Rio de Janeiro and Sergipe. It is easily recognized by the alternate, spiral leaves grouped at the apex of the branches and showy white to pink flowers with numerous stamens. As a contribution to the Flora of Espírito Santo project, this study provides a description, illustrations, taxonomic comments and a distribution map of the specimens of B. stricta from the state.
  • Flora of Espírito Santo: Mimosa (Leguminosae: Caesalpinioideae: mimosoid clade) Flora Of Espírito Santo, Brazil

    Silva, Lucas de Almeida; Alves-Araújo, Anderson; Dutra, Valquíria Ferreira

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este trabalho consiste no tratamento taxonômico das espécies de Mimosa (Leguminosae) no estado do Espírito Santo, Brasil. Foram analisados espécimes de herbário e coletados em campo entre Abril de 2014 e Julho de 2015. O gênero é representado por 22 espécies, incluindo sete novos registros de espécies para a lista da Flora do Espírito Santo. Apresentamos a chave de identificação, descrições morfológicas, mapas de distribuição, ilustrações e comentários sobre a taxonomia e distribuição geográfica.

    Abstract in English:

    Abstract This paper is a taxonomic treatment of the species of Mimosa (Leguminosae) in the state of Espírito Santo, Brazil. The analyses were from herbarium specimens and field expeditions between April 2014 and July 2015. The genus is represented by 22 species, including seven new species records for the Flora of Espírito Santo list. We provide an identification key, morphological descriptions, distribution maps, illustrations and comments on the taxonomy and geographic distribution.
  • Flora of Espírito Santo: Lentibulariaceae Flora Of Espírito Santo, Brazil

    Guedes, Felipe Martins; Miranda, Vitor Fernandes Oliveira; Alves, Marccus

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O presente estudo compreende o tratamento taxonômico das espécies de Lentibulariaceae no estado do Espírito Santo, como continuação de uma série de estudos focados na Flora do Espírito Santo. Aqui, apresentamos uma chave de identificação, descrições morfológicas, ilustrações, mapa de distribuição, lista de material analisado e comentários em taxonomia e distribuição das espécies. No Espírito Santo, confirmamos a ocorrência de 16 espécies, das quais apenas três não são encontradas em áreas de proteção.

    Abstract in English:

    Abstract The present study comprises the taxonomic treatment of the Lentibulariaceae species in Espírito Santo state, as a continuation of a series of studies focused on the Flora of Espírito Santo. Herein we present an identification key, morphological descriptions, illustrations, distribution map, list of analysed material and comments about taxonomy and distribution of the species. We confirmed the occurrence of 16 species in Espírito Santo state, of which four are new records and only three are not found in protected areas.
  • Flora of Espírito Santo: Eriocaulaceae Flora Of Espírito Santo, Brazil

    Silva, Lucas Espindola Florêncio da; Trovó, Marcelo

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Apresentamos o tratamento florístico das Eriocaulaceae do Espírito Santo. Foram registradas 22 espécies distribuídas em sete gêneros. Paepalanthus é o gênero mais rico com 10 espécies, seguido por Leiothrix e Syngonanthus com três espécies cada, Comanthera com duas espécies, e Actinocephalus, Eriocaulon, e Tonina com uma espécie cada. A maior parte das espécies ocorre em restingas (14 spp.), mas a diversidade em áreas elevadas também é relevante. O Parque Estadual Paulo César Vinha é destacado como a unidade de conservação com maior riqueza, compreendendo dez espécies. São fornecidas fotos, descrições, chave de identificação, além de comentários sobre a distribuição geográfica e morfológica.

    Abstract in English:

    Abstract We present a floristic treatment of the Eriocaulaceae from Espírito Santo state. A total of 22 species distributed in seven genera were recorded. Paepalanthus is the richest genus with ten species, followed by Leiothrix and Syngonanthus with three species each, Comanthera with two species, and Actinocephalus, Eriocaulon, and Tonina with one species each. Most of the species occur in the restingas (14 spp.), but the diversity in elevated areas is also relevant. The Paulo Cesar Vinha State Park is highlighted as a conservation unit encompassing ten species. Photos, descriptions, an identification key, as well as comments on geographic distribution and morphological variation are provided.
  • Melastomataceae in Parque Estadual Paulo César Vinha, Guarapari, Espírito Santo, Brazil Flora Of Espírito Santo, Brazil

    Freitas, Vinícius de Castro; Dutra, Valquíria Ferreira; Valadares, Rodrigo Theófilo

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Melastomataceae é a décima família de angiospermas mais diversa do mundo e a sexta maior família de angiospermas no Brasil. Dentre os ecossistemas associados à Mata Atlântica, a restinga compreende diferentes fitofisionomias onde esta família é conspícua. O Parque Estadual Paulo César Vinha (PEPCV) é uma importante área de restinga com diversas fitofisionomias e serve como um modelo interessante para estudos taxonômicos sobre Melastomataceae. Assim, de outubro de 2017 a abril de 2019, realizamos um estudo taxonômico da família nesta área protegida e fizemos observações ecológicas que nunca foram discutidas para o grupo neste ambiente. Registramos 14 espécies e uma preferência por áreas abertas e úmidas. Os gêneros mais ricos foram Miconia e Pleroma. Além das informações morfológicas e de habitats, nós registramos três novas ocorrências para esta unidade de conservação.

    Abstract in English:

    Abstract Melastomataceae are the tenth most diverse angiosperm family in the world and the sixth largest angiosperm family in Brazil. Among the ecosystems associated with the Atlantic Forest, restinga comprises different phytophysiognomies where this family is a conspicuous element. Parque Estadual Paulo César Vinha (PEPCV) is an important area of restinga with various phytophysiognomies and serves as an interesting model for taxonomic studies about Melastomataceae. Thus, from October 2017 to April 2019, we conducted a taxonomic study of the family in this protected area and made ecological observations that have never been discussed for the group in this environment. We recorded 14 species and a preference for open, humid areas. The richest genera were Miconia and Pleroma. In addition to morphological and habitats information, we recorded three new occurrences for this protected area.
  • Cactaceae in a priority area for conservation in Espírito Santo state Flora Of Espírito Santo, Brazil

    Cardoso, Weverson Cavalcante; Calvente, Alice; Dutra, Valquíria Ferreira; Sakuragui, Cassia Mônica

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A Região Serrana Central do estado do Espírito Santo está localizada no domínio Floresta Atlântica, no leste do Brasil, o terceiro maior centro de diversidade e endemismo de Cactaceae. O estado possui 42 espécies e 13 gêneros nativos desta família. O objetivo deste estudo foi conduzir um estudo florístico-taxonômico sobre Cactaceae na Região Serrana Central do Espírito Santo, uma área de extrema prioridade para a conservação da biodiversidade da Floresta Atlântica. Expedições a campo foram realizadas entre novembro de 2013 a fevereiro de 2016, com algumas coletas posteriores, e espécimes depositados em herbários foram analisados. Vinte e duas espécies nativas de Cactaceae foram registradas para a região, pertencentes aos gêneros Coleocephalocereus (2), Epiphyllum (1), Hatiora (2), Lepismium (2), Pereskia (1), Rhipsalis (12), Schlumbergera (1) e Selenicereus (1). Dessas espécies, 18 são epífitas, 12 são rupícolas e duas são trepadeiras, algumas delas apresentando mais de uma forma de vida. Duas espécies são endêmicas do estado e onze são avaliadas como ameaçadas de extinção regionalmente. Este estudo contribui para aprimorar o conhecimento de Cactaceae no estado do Espírito Santo.

    Abstract in English:

    Abstract The Central Mountain Region of Espírito Santo state is located in the Atlantic Forest domain in eastern Brazil, which is the third largest center of diversity and endemism for Cactaceae. The state has 42 native species and 13 genera of this family. The aim of this study was to conduct a floristic-taxonomic study of Cactaceae in the Central Mountain Region of Espírito Santo, an area of extreme priority for conservation of Atlantic Forest biodiversity. Field trips were carried out between November 2013 and February 2016, with some additional collections and herbarium specimens were assessed. Twenty-two native species of Cactaceae were recorded for the region, which belong to the genera Coleocephalocereus (2), Epiphyllum (1), Hatiora (2), Lepismium (2), Pereskia (1), Rhipsalis (12), Schlumbergera (1) and Selenicereus (1). Of these species, 18 are epiphytes, 12 are rupicolous and 2 are climbers, some of them exhibiting more than one life-form. Two species are endemic to the state and eleven are assessed as threatened species regionally. This study contributes to improve what is known about Cactaceae in Espírito Santo state.
  • Flora of Espírito Santo, Brazil: Connaraceae Flora Of Espírito Santo, Brazil

    Toledo, Cássio A. P.; Souza, Vinicius C.; Lucas, Eve J.

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A família pantropical Connaraceae inclui 12-13 gêneros e cerca de 200 espécies, com riqueza de espécies concentrada na Amazônia e Floresta Atlântica. Grande parte das espécies neotropicais desta família ocorre no Brasil, onde diversos táxons são exclusivamente encontrados. No Espírito Santo (sudeste brasileiro), ocorrem dois gêneros (Connarus e Rourea) e nove espécies de Connaraceae, todas exclusivas do Brasil e geralmente com ampla distribuição em florestas de tabuleiro ou restingas desde o Rio de Janeiro até o sul da Bahia, com alguns táxons restritos a poucos locais ou até mesmo endêmicos de alguma área em particular no Espírito Santo. Com o intuito de contribuir com a flora do Espírito Santo, este tratamento taxonômico apresenta descrições morfológicas da família, dos dois gêneros e respectivas espécies, bem como chaves de identificação, ilustrações, mapas de distribuição e notas para reconhecimento dos táxons.

    Abstract in English:

    Abstract The pantropical family Connaraceae includes 12-13 genera and about 200 species, with species richness centered in Amazonia and Atlantic Forest. Most neotropical species of this family occur in Brazil, where several taxa are exclusively found. In Espírito Santo (southeast Brazil), two genera (Connarus and Rourea) and nine species of Connaraceae occur, all of which are exclusive to Brazil and mostly distributed in tableland forests or restingas from Rio de Janeiro up to south Bahia, with some taxa restricted to a few sites or even endemic to a particular area in Espírito Santo. In order to contribute to the flora of Espírito Santo, this taxonomic treatment presents morphological descriptions of the family, the two genera and their respective species, along with identification keys, illustrations, distribution maps and recognition notes.
  • Flora of Espírito Santo: Chloranthaceae Flora Of Espírito Santo, Brazil

    Lírio, Elton John de; Freitas, Joelcio; Alves-Araujo, Anderson

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Chloranthaceae compreende quatro gêneros e aproximadamente 70 espécies. No Brasil está representada apenas pelo gênero Hedyosmum com três espécies, que ocorrem na Amazônia, Cerrado e Floresta Atlântica. No Espírito Santo a família está representada por Hedyosmum brasiliense, que é aqui tratada. Apresentamos a descrição morfológica, distribuição geográfica, fotografias e comentários para a espécie.

    Abstract in English:

    Abstract Chloranthaceae comprises four genera and about 70 species. In Brazil, the family is represented by Hedyosmum, with three species, occurring in the Amazon, Cerrado, and Atlantic forest. In the state of Espírito Santo, the family is represented by Hedyosmum brasiliense. In this study we provide a morphological description, geographic distribution, photographs, and comments on this species.
  • Flora of Espírito Santo: Winteraceae Flora Of Espírito Santo, Brazil

    Freitas, Joelcio; Lírio, Elton John de; Alves-Araújo, Anderson

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Winteraceae (Canellales) é representada pelos gêneros Drimys, Pseudowintera, Takhtajania, Tasmannia e Zygogynum que correspondem a aproximadamente 100 espécies. No Brasil é encontrado apenas o gênero Drimys com três espécies: Drimys angustifolia, D. brasiliensis e D. roraimensis. O presente trabalho foi baseado em consultas a herbários nacionais e internacionais, sobretudo coleções online. Para o estado do Espírito Santo, apenas D. brasiliensis é registrado, sendo aqui apresentados descrição, comentários, mapa de distribuição e fotografias para esta espécie.

    Abstract in English:

    Abstract Winteraceae (Canellales) is represented by the genera Drimys, Pseudowintera, Takhtajania, Tasmannia, and Zygogynum, corresponding to approximately 100 species. Only Drimys occurs in Brazil, with three species: Drimys angustifolia, D. brasiliensis and D. roraimensis. The present work was based on consultations in national and international herbaria, mainly of online collections. The description, comments, distribution map, and photographs of D. brasiliensis, the only species registered in the state of Espírito Santo, are provided.
  • Flora of Espírito Santo: Barnebyoid and Bunchosioid clades (Malpighiaceae) Flora Of Espírito Santo, Brazil

    Barros, Paulo Henrique Dettmann; Almeida, Rafael Felipe de; Dutra, Valquíria Ferreira

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Apresentamos o tratamento taxonômico de quatro gêneros e seis espécies de Malpighiaceae do estado do Espírito Santo, Brasil. Analisamos exsicatas de herbários (BHCB, CRVD, MBML, RB, SPF e VIES) e espécimes coletados em expedições de campo entre janeiro de 2018 e abril de 2019. Bunchosia foi o gênero de maior riqueza com três espécies registradas neste estado, seguido por Barnebya, Heladena, e Thryallis com uma única espécie, cada. Apresentamos descrições morfológicas, chaves de identificação, comentários taxonômicos, mapas de distribuição geográfica e pranchas de imagens para todas as espécies.

    Abstract in English:

    Abstract We present the taxonomic treatment of four genera and six Malpighiaceae species from the state of Espírito Santo, Brazil. We analyzed herbarium specimens (BHCB, CRVD, MBML, RB, SPF and VIES) and collected specimens in field expeditions from January 2018 to April 2019. Bunchosia was the richest genus with three species recorded in this state, followed by Barnebya, Heladena, and Thryallis, with a single species each. We present morphological descriptions, identification keys, taxonomic notes, distribution maps, and photographic plates for all species.
  • Flora of Espírito Santo: Ulmaceae Flora Of Espírito Santo, Brazil

    Calazans, Luana S. B.; Guarnier, Julia Cristina; Silva, Hiago Lourenço da

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este estudo apresenta um tratamento taxonômico para as espécies de Ulmaceae encontradas no estado do Espírito Santo, Sudeste do Brasil. Duas espécies foram registradas: Ampelocera glabra e Phyllostylon brasiliense, esta última aqui registrada para o estado pela primeira vez. São fornecidos descrições, uma chave de identificação e comentários sobre a distribuição e conservação destas espécies.

    Abstract in English:

    Abstract This study provides a taxonomic treatment for Ulmaceae in the state of Espírito Santo, Southeastern Brazil. Two species were recorded: Ampelocera glabra and Phyllostylon brasiliense, the latter recorded for the state for the first time. Descriptions, an identification key, and comments on its distribution and conservation are provided.
  • Flora of Espírito Santo: Capparaceae Flora Of Espírito Santo, Brazil

    Luber, Jaquelini; Carrijo, Tatiana Tavares; Mansano, Vidal de Freitas

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Capparaceae é uma família pantropical de Angiosperma com cerca de 40 a 45 gêneros e 700 a 900 espécies, as quais apresentam uma ampla variação morfológica nas flores e frutos. No Brasil, ocorrem 12 gêneros e 30 espécies, sendo que a metade ocorre na Floresta Atlântica. As espécies que ocorrem no Espírito Santo foram estudadas, com o objetivo de ampliar o conhecimento sobre a riqueza e a diversidade da família na Floresta Atlântica. O estudo baseou-se na análise de coleções de herbários, bem como em amostras coletadas em expedições de campo. Capparaceae no estado do Espírito Santo é representada pelos gêneros Capparidastrum (1 sp.), Crateva (1 sp.), Cynophalla (2 spp.), Mesocapparis (1 sp.), Monilicarpa (1 sp.) e Neocalyptrocalyx (2 spp.). Cynophalla grandiflora é descrita aqui pela primeira vez. Capparaceae é comumente encontrada em uma altitude máxima de 600 m no Espírito Santo, predominantemente em planícies costeiras e tabuleiros costeiros, sem registros em regiões montanhosas. As características morfológicas como habitat, pubescência, nervuras terciárias, nectários na axila das folhas e tipo de fruto, foram fundamentais para a delimitação das espécies.

    Abstract in English:

    Abstract Capparaceae is a pantropical family of Angiosperm with about 40 to 45 genera and 700 to 900 species, which presents a wide morphological variation in flowers and fruits. There are 12 genera and 30 species of the family in Brazil, a half of it occurring in the Atlantic Forest. Here we study the species of Capparaceae occurring in Espírito Santo, with the objective of expanding the knowledge about the richness of this family in Atlantic Forest. The study was based on the analysis on herbaria collections, as well as samples collected during field collections. Capparaceae in Espírito Santo state is represented by the genera Capparidastrum (1 sp.), Crateva (1 sp.), Cynophalla (2 spp.), Mesocapparis (1 sp.), Monilicarpa (1 sp.) and Neocalyptrocalyx (2 spp.). Cynophalla grandiflora is first described here. Capparaceae is commonly found at a maximum altitude of 600 m in Espírito Santo, predominantly in “tabuleiros costeiros” and coastal plains, without records in mountainous regions. Morphological characteristics of such as habitat, pubescence, tertiary veins, nectaries on leaf axils and type of fruit, are fundamental for the delimitation of the species.
  • Flora of Espírito Santo: Droseraceae Flora Of Espírito Santo, Brazil

    Gonella, Paulo Minatel; Caram, Sabrina Vasconcelos; Dutra, Valquíria Ferreira

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Apresentamos o tratamento taxonômico das espécies de Droseraceae para o Espírito Santo. Droseraceae está representada no estado por duas espécies: Drosera intermedia, encontrada em locais brejosos nas restingas (formações pioneiras), e Drosera latifolia, que ocorre nos campos de altitude (refúgios ecológicos) e em inselbergues graníticos inseridos em áreas de floresta ombrófila da região serrana do Espírito Santo. Fornecemos chave de identificação, descrições morfológicas, comentários taxonômicos, ecológicos, de conservação e de distribuição geográfica.

    Abstract in English:

    Abstract We present a taxonomic treatment of the species of Droseraceae in Espírito Santo state, Brazil. Droseraceae is represented in the state by two species: Drosera intermedia, found in marshlands in the restingas (pioneer formations), and Drosera latifolia, which occurs in the campos de altitude (ecological refuges) and on granitic inselbergs in areas of ombrophilous forest in the mountainous region of Espírito Santo. We provide an identification key, morphological descriptions, and commentaries on taxonomy, ecology, conservation, and geographical distribution.
  • Flora of Espírito Santo: Inga (Fabaceae, Mimosoid clade) Flora Of Espírito Santo, Brazil

    Chagas, Aline Pitol; Garcia, Flávia Cristina Pinto; Dutra, Valquíria Ferreira

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este estudo teve como objetivo conhecer a diversidade de Inga no Espírito Santo, a fim de estabelecer caracteres diagnósticos e a circunscrição das espécies por meio da análise detalhada de coleções botânicas. Os estudos foram baseados na análise morfológica de espécimes coletados no Espírito Santo, além daqueles depositados nos acervos de herbários. São fornecidas chaves para identificação, descrições, ilustrações, comentários taxonômicos, distribuição geográfica, padrões de distribuição e dados de fenologia para as espécies. Foram reconhecidos 26 táxons infragenéricos de Inga para o Espírito Santo. Destes, 14 espécies (52%) são endêmicas do Brasil e apenas uma, Inga teresensis, é restrita ao estado do Espírito Santo. As espécies de Inga ocorrem, predominantemente, em floresta ombrófila densa (23 táxons), seguida pela floresta estacional semidecidual (16 táxons), pela floresta ombrófila aberta (9 táxons) e pelas formações pioneiras (8 táxons). A floresta ombrófila densa, apresentou maior riqueza na mata de encosta (22 spp) do que em mata de tabuleiro (15 spp). Inga aptera, I. cabelo, I. platyptera, I. maritima e I. unica estão categorizadas como ameaçadas de extinção. A distribuição de quatro táxons foi ampliada para o Espírito Santo: I. aptera, I. ciliata subsp. ciliata, I. cylindrica e I. subnuda subsp. luschnathiana.

    Abstract in English:

    Abstract This study aims to assess the diversity of Inga in the state of Espírito Santo (ES), in order to establish diagnostic characters and circumscription of the species through a detailed analysis of botanical collections. This analysis was based on morphological analysis of specimens collected in the ES and deposited in herbarium collections. The study provides identification keys, descriptions, illustrations, taxonomic comments, geographic distributions, distribution patterns, and phenology data for the species. Twenty-six taxa of Inga were recognized in ES. Of these, 14 (52%) are endemic to Brazil, one of which, Inga teresensis, is restricted to ES. Species of Inga occur predominantly in dense ombrophilous forest (23 taxa), followed by seasonal semideciduous forest (16 taxa), open ombrophilous forest (nine taxa), and pioneer formations (eight taxa). Among dense ombrophilous forests, a higher diversity of Inga species was present in slope forests (22 taxa) than tabuleiro forests (15 taxa). Inga aptera, I. cabelo, I. maritima, I. platyptera, and I. unica are listed as threatened. The distribution of four taxa, I. aptera, I. ciliata subsp. ciliata, I. cylindrica, and I. subnuda var. luschnatiana was extended to ES.
  • Flora of Espírito Santo: Papaveraceae Flora Of Espírito Santo, Brazil

    Zavatin, Danilo Alvarenga; Hencker, Cintia; Lírio, Elton John de

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Papaveraceae compreende 40 gêneros e aproximadamente 800 espécies. No Brasil está representada por quatro gêneros e oito espécies, todas elas exóticas, cultivadas ou naturalizadas. No Espírito Santo, a família está representada por Argemone mexicana, para a qual apresentamos a descrição morfológica, distribuição geográfica no estado, fotografias e comentários.

    Abstract in English:

    Abstract Papaveraceae comprises 40 genera and approximately 770 species. In Brazil, it is represented by four genera and eight species, all cultivated or naturalized. In the state of Espírito Santo, the family is represented by Argemone mexicana, for which we present the morphological description, geographical distribution, photographs, and comments.
  • Flora of Espírito Santo: Humiriaceae Flora Of Espírito Santo, Brazil

    Nepomuceno, Álvaro; Nichio-Amaral, Renara; Alves-Araújo, Anderson

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Pertencente a Malpighiales, Humiriaceae possui cerca de 65 espécies em oito gêneros, distribuídas quase exclusivamente na região Neotropical, ocorrendo do sul do Brasil à América Central. No Brasil, foram registradas 35 espécies (ca. 54% da diversidade da família), sendo a maior diversidade encontrada nos domínios da Amazônia (27 spp.), Mata Atlântica (9 spp.) e Cerrado (6 spp.). Este trabalho faz parte do projeto “Flora do Espírito Santo”, que visa contribuir para o conhecimento da diversidade florística do estado. As expedições de campo foram realizadas de janeiro/2019 a março/2020. Humiriaceae, no estado do Espírito Santo, está representada por seis espécies distribuídas em quatro gêneros: Humiria, Humiriastrum, Sacoglottis e Vantanea. Dentre os gêneros registrados, Vantanea é o mais diversificado, com três espécies. Na Floresta Ombrófila Densa foram encontradas todas as espécies de Humiriaceae aqui registradas, seguidas de formações pioneiras de restingas, com quatro espécies, e floresta estacional semidecidual, com uma espécie. Os principais caracteres morfológicos que auxiliam na delimitação das espécies de Humiriaceae no Espírito Santo, são características do androceu, como comprimento (homodínamos e heterodínamos), número de estames e o número de suas séries, além da morfologia das anteras.

    Abstract in English:

    Abstract Belonging to Malpighiales, Humiriaceae has about 65 species in eight genera, distributed almost exclusively in the Neotropics, occurring from southern Brazil to Central America. In Brazil, 35 species have been recorded (ca. 54% of the family’s diversity), wherein the greatest diversity is found in the Amazon (27 spp.), Atlantic Forest (9 spp.) and Cerrado (6 spp.) domains. This work is part of the “Flora do Espírito Santo” project, which aims to contribute to the knowledge of the state’s floristic diversity. Field expeditions were carried out from January/2019 to March/2020. Humiriaceae, in the state of Espírito Santo, is represented by six species distributed in four genera: Humiria, Humiriastrum, Sacoglottis and Vantanea. Among the registered genera, Vantanea is the most diversified, with three species. In the dense rain forest, all Humiriaceae species recorded here were found, followed by pioneer formations of restingas, with four species and seasonal semideciduous forest, with one species. The main morphological characters that assist in the delimitation of Humiriaceae species in Espírito Santo, are androecium characteristics, such as length (homodynamous or heterodynamous), number of stamens and the number of their series, as well as anther morphology.
  • Flora of Espírito Santo: Prepusa and Senaea (Helieae, Gentianaceae) Flora Of Espírito Santo, Brazil

    Fraga, Claudio Nicoletti de; Fernandez, Eduardo Pinheiro; Fontana, André Paviotti

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A Flora do Espírito Santo possui três espécies da Tribo Helieae (Gentianaceae), circunscritas nos gêneros Prepusa, com duas espécies, e Senaea, com apenas uma espécie. Essas espécies pouco conhecidas são aqui descritas e ilustradas, e tiveram discutidos seus caracteres diagnósticos e suas semelhanças com outras espécies. Além disso, este artigo fornece uma chave de identificação para as espécies e mapas de distribuição geográfica de todas as espécies de Prepusa e Senaea da Flora do Espírito Santo, bem como comentários adicionais sobre seus status de conservação.

    Abstract in English:

    Abstract The Flora of Espírito Santo presents three species of Helieae (Gentianaceae), circumscribed in the genera Prepusa, with two species, and Senaea with only one species. These poorly known species are described and illustrated here, and had their diagnostic characters and their similarities with other species discussed. In addition, this paper provides an emended key for species and geographic distribution maps of all species of Prepusa and Senaea from Flora of Espírito Santo, with additional comments on their conservation status.
  • Flora of Espírito Santo: Saccolomataceae Flora Of Espírito Santo, Brazil

    Schwartsburd, Pedro Bond; Pena, Nelson Túlio Lage

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Como parte do projeto Flora do Espírito Santo, aqui é apresentado o tratamento taxonômico da família de samambaias Saccolomaceae, contendo uma chave de identificação, descrições, ilustrações e lista de espécimes examinados. Neste estado, duas espécies de Saccoloma ocorrem, S. elegans e S. nigrescens, e ambas são endêmicas da Floresta Atlântica brasileira.

    Abstract in English:

    Abstract As part of the Flora of Espírito Santo project, we present the taxonomic treatment of the fern family Saccolomataceae, with a key, descriptions, illustrations, and a list of examined specimens. Two species of Saccoloma occur in the state of Espírito Santo: S. elegans and S. nigrescens. Both species are endemic to the Brazilian Atlantic Rainforest.
  • Flora of Espírito Santo: Pontederiaceae Flora Of Espírito Santo, Brazil

    Pellegrini, Marco Octávio de Oliveira; Guarnier, Julia Cristina

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Pontederiaceae é uma pequena família de Monocotiledôneas, composta por dois gêneros (i.e., Heteranthera e Pontederia) e ca. 40 espécies. No Brasil são registrados dois gêneros e 27 espécies. No estado do Espírito Santo, Heteranthera é representado por duas espécies e Pontederia por quatro espécies. As especies são encontradas exclusivamente associadas a ambientes aquáticos e palustres, perenes ou sazonais. Nós apresentamos descrições, comentários e ilustrações para as espécies.

    Abstract in English:

    Abstract Pontederiaceae is a small family of Monocots, composed of two genera (i.e., Heteranthera and Pontederia) and ca. 40 species. Two genera and 27 species are accepted for Brazil. In the state of Espírito Santo, Heteranthera is represented by two species and Pontederia by four species. Its species are exclusively found growing in aquatic or paludal, perennial or seasonal environments. We present descriptions, comments, and illustrations for the species.
  • Flora of Rio Preto National Forest: Salicaceae Flora Of Espírito Santo, Brazil

    Nepomuceno, Álvaro; Nichio-Amaral, Renara; Alves-Araújo, Anderson

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Salicaceae (Malpighiales) tem distribuição pantropical, com 58 gêneros e ca. 1.200 espécies, sendo a região Neotropical o centro de diversidade. No Brasil, são registrados 20 gêneros e 104 espécies, sendo 35 espécies endêmicas. Com quase metade da diversidade de Salicaceae do domínio da Mata Atlântica, no estado do Espírito Santo está por 23 espécies e quatro gêneros. Diante de um grande número de vouchers não identificados do norte do estado e de caracteres diagnósticos desafiadores para delimitações específicas, este trabalho tem como objetivo fornecer um levantamento taxonômico de Salicaceae da Floresta Nacional do Rio Preto. Foram realizadas expedições de campo mensais no período de janeiro/2018 a março/2020. Salicaceae na Floresta Nacional do Rio Preto está representada por quatro gêneros e nove espécies, sendo o gênero Xylosma (X. glaberrima) e a espécie Banara serrata novos registros para o estado do Espírito Santo. Casearia é o gênero mais rico com seis espécies. Caracteres como espinhos, estípulas, pontuações foliares, tipo de venação e margem foliar, posição e morfologia das glândulas foliares, posição e morfologia (séssil ou pedunculada) das inflorescências, número de verticilos florais e posição dos lobos do disco são os caracteres mais importantes para o reconhecimento específico.

    Abstract in English:

    Abstract Salicaceae (Malpighiales) has a pantropical distribution, with 58 genera and ca. 1,200 species, and the Neotropical region is its center of diversity. In Brazil, 20 genera and 104 species can be found, of which 35 species are endemic. Holding almost half of Salicaceae diversity of the Atlantic Forest domain, Espírito Santo state has registered 23 species and four genera. Facing a large number of unidentified vouchers from the north of the state and challenging diagnostic characters for specific delimitation, this work aims to provide a taxonomic survey of Salicaceae of the Rio Preto National Forest. To do so, monthly field expeditions were carried out from January/2018 to March/2020. Salicaceae of Rio Preto National Forest is represented by four genera and nine species, where the genus Xylosma (X. glaberrima) and the species Banara serrata are new records to Espírito Santo state. Casearia is the richest genus with six species. Characters such as thorns, stipules, leaf punctations, type of venation and leaf margin, position and morphology of the leaf glands, position and morphology (sessile or pedunculate) of the inflorescences, number of floral whorls and position of the disc lobes are the most important characters for specific recognition.
  • Myrcia (Myrtaceae) in the Vale Natural Reserve, Linhares, Espírito Santo, Brazil Flora Of Espírito Santo, Brazil

    Scaravelli, Fernanda Savioli; Gaem, Paulo Henrique; Valdemarin, Karinne Sampaio; Lucas, Eve; Mazine, Fiorella Fernanda

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Myrcia (Myrteae, Myrtaceae) é representada por 101 espécies no estado brasileiro do Espírito Santo, contudo, estudos florísticos com este gênero ainda são escassos neste centro de diversidade e endemismo. Neste contexto, um estudo taxonômico de Myrcia na Reserva Natural Vale (RNV), Linhares, Espírito Santo, é aqui apresentado. Quarenta e seis espécies foram registradas neste estudo, compreendendo 46% da riqueza do gênero no Espírito Santo. Vinte e cinco espécies (54%) são endêmicas do domínio atlântico e sete são endêmicas do Espírito Santo. Myrcia scytophylla é registrada na floresta atlântica pela primeira vez e M. cymatophylla, M. congestiflora e M. ferruginosa são novas ocorrências para o estado. A composição de espécie revelada por este estudo difere consideravelmente da publicada por uma listagem anterior. Os representantes de Myrcia podem ser encontrados em todas as principais formações vegetais da RNV e em áreas antrópicas. Este sítio deve ser considerado como prioritário para a conservação de táxons pertencentes a Myrcia devido à presença de uma assembleia rica, incluindo espécies restritas e ameaçadas de extinção.

    Abstract in English:

    Abstract Myrcia (Myrteae, Myrtaceae) is represented by 101 species in the Brazilian state of Espírito Santo, but local floristic surveys on this genus still lack in this centre of diversity and endemism. In this context, a taxonomic account of Myrcia in the Vale Natural Reserve (VNR), Linhares, Espírito Santo, is presented. Forty-six species were registered in this study, representing 46% of the richness of the genus in Espírito Santo. Twenty-five species (54%) are endemic to the Atlantic domain and seven are endemic to Espírito Santo. Myrcia scytophylla is reported in the Atlantic forest for the first time and M. cymatophylla, M. congestiflora, and M. ferruginosa are new occurrences in the state. Species composition revealed by this study considerably differs from that of a previous checklist. Representatives of Myrcia can be found in all main vegetation types of the VNR and the anthropic areas. The study site must be considered prioritary for conservation of Myrcia due to the presence of a rich assemblage, which also includes restrict and threatened species.
  • Plants in the clouds: vascular epiphytes of Pedra Azul, a mountain top in Espírito Santo, Southeastern Brazil Flora Of Espírito Santo, Brazil

    Marcusso, Gabriel Mendes; Menini Neto, Luiz; Lombardi, Julio Antonio

    Abstract in Portuguese:

    Resumo As florestas nebulares ocorrem em locais de altitude elevada na Floresta Atlântica do leste do Brasil, embora dispersas e fragmentadas no topo das montanhas. Neste habitat, a vegetação ocorre em condições de baixa temperatura e geralmente é suprida por fontes de água adicionais que surgem devido à precipitação horizontal oriundas de nevoeiros, que são frequentes nesses locais. Ademais, os maiores movimentos de ar e a luminosidade, constituem fatores condicionantes a floras singulares que ocorrem em altitudes elevadas, principalmente as plantas epifíticas, que são sensíveis ao macro e microclima. Na região serrana do centro do estado do Espírito Santo, no Sudeste do Brasil, alguns locais mais elevados, como a Pedra Azul (PA), possuem essas características ambientais. Aqui, objetivamos apresentar a primeiro inventário de epífitas vasculares no Parque Estadual de Pedra Azul e arredores com base em trabalhos de campo e espécimes de herbário. Nós registramos 152 espécies, 65 gêneros e 17 famílias, sendo as principais famílias Orchidaceae, Bromeliaceae e Polypodiaceae, com os principais gêneros representados por Vriesea, Acianthera e Peperomia. As holoepífitas constituem a categoria principal entre as epífitas, embora um número incomumente alto de epífitas facultativas tenha sido registrado. Asplenium theciferum e Octomeria cucullata foram registradas pela primeira vez no Espírito Santo, e confirmamos a ocorrência de Rhipsalis cereuscula no estado. No geral, a riqueza registrada em PA está entre as mais altas das da Floresta Atlântica. Seis espécies estão ameaçadas em nível nacional e 32 em nível estadual. Esses resultados corroboram a importância da área protegida para a conservação da flora; entretanto, várias espécies - inclusive ameaçadas - foram registradas apenas no entorno, demonstrando que a zona de amortecimento do Parque Estadual da Pedra Azul deve ser incluída nos planos de manejo.

    Abstract in English:

    Abstract Cloud forests usually occur at high-altitude sites of the Atlantic Forest in eastern Brazil, albeit scattered and fragmented along the mountain tops. In this habitat, the vegetation occurs at low-temperature conditions and is usually provided by additional water sources that arise due to the horizontal precipitation of the frequent fogs. Together with the more considerable air movement and higher luminosity, these factors are conditioning for singular floras at high elevations, mainly the vascular epiphytes, which are macro and microclimate dependent. In the mountains range at the center of the Espírito Santo state, Southeastern Brazil, some mountain tops such as Pedra Azul (PA) hold these environmental features. Here, we aimed to present the first checklist of vascular epiphytes in the Pedra Azul State Park and surroundings based on fieldwork and herbarium specimens. The checklist comprises 152 species, 65 genera, and 17 families, the main families being Orchidaceae, Bromeliaceae, and Polypodiaceae, with the main genera represented by Vriesea, Acianthera, and Peperomia. The holoepiphytes were the main category among the epiphytes, although an unusually high number of facultative epiphytes were recorded. Asplenium theciferum and Octomeria cucullata are recorded in Espírito Santo for the first time, and we confirmed the occurrence of Rhipsalis cereuscula in the state. Overall, the richness recorded in PA is amongst the highest of the Atlantic Forest cloud forests. Six species are threatened at the national level and 32 at the state level. These results support the importance of the protected area for conserving the flora; however, several species - including threatened - were only recorded in the surroundings, demonstrating that the buffer zone of the Pedra Azul State Park must be included in the management plans.
  • Flora of Espírito Santo: Lecythidaceae Flora Of Espírito Santo, Brazil

    Ribeiro, Michel; Mori, Scott Alan; Alves-Araújo, Anderson; Peixoto, Ariane Luna

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Lecythidaceae tem distribuição pantropical com 24 gêneros e 355 espécies. No Brasil ocorrem 10 gêneros e 121 espécies, com predomínio de riqueza na Amazônia. Para o Espírito Santo foram encontrados quatro gêneros e 14 espécies. Caracteres importantes na identificação das espécies são a morfologia da casca, forma e dimensão foliar, presença e formato dos tricomas nas folhas e inflorescência, tipo de inflorescência, morfologia e coloração do perianto, especialmente das pétalas, morfologia do androceu, forma e dimensão dos frutos e sementes, e forma do arilo. Chave de identificação, descrições, ilustrações e comentários sobre os táxons são apresentados.

    Abstract in English:

    Abstract The Lecythidaceae clade has a pantropical distribution and comprises 24 genera and 355 species. Ten genera and 121 species occur in Brazil, where species richness is highest in Amazonia. Four genera and 14 species were recorded in Espírito Santo, as well as two cultivated species. Important characters used to identify the species are the morphology of the bark, shape and size of the leaves, presence and shape of trichomes on the leaves and inflorescences, inflorescence type, morphology and color of the perianth (especially the petals), morphology of the androecium, shape and dimension of the fruits and seeds, and morphology of the arils. Identification keys, descriptions, illustrations, and comments for the taxa are provided.
  • Angiosperm checklist and conservation of one the richest restingas in southeastern Brazil Flora Of Espírito Santo, Brazil

    Guarnier, Julia Cristina; Dutra, Valquíria Ferreira; Valadares, Rodrigo Theófilo; Silva, Hiago Lourenço da; Freitas, Vinícius de Castro; Mota, Renata Henrique

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O Parque Estadual Paulo César Vinha (PEPCV) é uma importante Unidade de Conservação do estado do Espírito Santo, e está entre as áreas de restinga mais ricas em espécies de angiospermas do Brasil, sendo considerado uma área prioritária para conservação da biodiversidade. Neste estudo inventariamos a flora do PEPCV, por meio de coletas exploratórias ao longo da área do parque e compilação de dados de coleções botânicas disponíveis em herbários virtuais. Foram listadas 634 espécies, reunidas em 367 gêneros e 111 famílias de angiospermas para o parque, o que representa 45,5% das espécies citadas para as restingas capixabas. As famílias mais ricas em espécies foram Fabaceae (54 spp.), Cyperaceae (40 spp.), Orchidaceae (40 spp.), Myrtaceae (36 spp.) e Poaceae (30 spp.). Seis espécies são novos registros para a flora do parque, 10 são endêmicas do estado do Espírito Santo e cerca de 10% das espécies são consideradas ameaçadas de extinção. São apresentados dados sobre o hábito, a distribuição das espécies nas fitofisionomias e as espécies ameaçadas. Por fim, discutimos a importância de um amplo conhecimento sobre as plantas do parque, expondo pontos para a conservação de áreas específicas com altos índices de antropização e planos de preservação da biodiversidade desse ecossistema.

    Abstract in English:

    Abstract The Paulo César Vinha State Park (PEPCV), an important conservation unit in the state of Espírito Santo, has one of the richest angiosperm communities of any restinga area in Brazil, making it a priority area for biodiversity conservation. In this study, we perform an inventory of the PEPCV flora through an exploratory collection over the park area and compilation of data from botanical collections available in virtual herbaria. A total of 634 species were listed, distributed into 367 genera and 111 families of angiosperms, representing 43.75% of the species documented in the restingas of Espírito Santo. The richest families were Fabaceae (54 spp.), Cyperaceae (40 spp.), Orchidaceae (40 spp.), Myrtaceae (36 spp.), and Poaceae (30 spp.). Six species were recorded for the first time in the park, ten are endemic to the Espírito Santo, and about 10% of the species are threatened with extinction. We provide data on the habit, species distribution in phytophysiognomies, and endangered species. Finally, we discussed the importance of broad knowledge about the park’s plants, exposing points to conserve specific areas with high antopic rate, and plans to preserve the biodiversity of this ecosystem.
  • Synoptic treatment of Dalechampia (Euphorbiaceae) from Espírito Santo, Brazil: distribution, morphology, illustration and new occurrences Flora Of Espírito Santo, Brazil

    Mendes, Jone Clebson Ribeiro; Bigio, Narcísio Costa; Külkamp, Josimar; Pereira-Silva, Rafaela Alves

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Euphorbiaceae é uma das maiores e mais complexas famílias de angiospermas com 6.745 espécies e 218 gêneros. Dalechampia compreende aproximadamente 130 espécies, com distribuição pantropical. Dalechampia apresenta inflorescência pseudantial com simetria bilateral, característica esta que difere o gênero dos demais da família. Foram registradas 15 espécies de Dalechampia para o Espírito Santo, das quais D. margarethiae até então, era endêmica do estado, e aqui registramos uma nova ocorrência para o estado de Minas Gerais. Dalechampia leandrii, D. micromeria e D. stipulacea constituem novos registros para o estado. Após expedições em campo para observação e coleta de amostras, revisão bibliográfica e análise de espécimes de herbário, nós apresentamos uma sinopse de Dalechampia do Espírito Santo, na qual fornecemos ilustração morfológica, chave de identificação, mapas de distribuição e comentários sobre cada táxon.

    Abstract in English:

    Abstract Euphorbiaceae is one of the largest and more complex families of angiosperms with 6,745 species and 218 genera. Dalechampia comprises approximately 130 species, with pantropical distribution, the genus presents pseudantial inflorescence with bilateral symmetry, and this characteristic differs from the others taxons in the family. Were registered 15 Dalechampia species for Espiríto Santo, of which D. margarethiae until then, it was endemic of state recording here a new occurrence for the state of Minas Gerais. Dalechampia leandrii, D. micromeria, and D. stipulacea constitute new records for the state. After expeditions in the field to observe and collect samples, bibliographic revision, and examination of herbarium specimens, we present a synopsis of Dalechampia from Espirito Santo state, in which we provide morphological illustration, an identification key, distribution maps, and comments about each taxon.
  • Flora of Espírito Santo: Commelinaceae Flora Of Espírito Santo, Brazil

    Moraes, Quélita dos Santos; Pellegrini, Marco Octávio de Oliveira; Alves-Araújo, Anderson

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O presente trabalho é parte integrante do projeto Flora do Espírito Santo. O objetivo foi caracterizar morfologicamente as espécies de Commelinaceae ocorrentes no estado do Espírito Santo e fornecer dados sobre sua distribuição geográfica, fenologia e comentários. Expedições de coleta e análises de material de herbário foram realizados, buscando inventariar as espécies ocorrentes no estado. Um total de 38 espécies em 10 gêneros foram registradas, sendo Dichorisandra o gênero mais representativo em números de espécies (17 spp.), seguido por Commelina (sete spp.), Tradescantia (quatro spp.), Siderasis (três spp.), Tripogandra (duas spp.) e Aneilema, Callisia, Floscopa, Gibasis e Tinantia (uma sp. cada). Duas espécies são aqui descritas como novas para a ciência e, a sinonimização de D. albomarginata sob D. procera é proposto. Caracteres morfológicos como: inflorescência (tipo e posição), estames (número, cor e deiscência), fruto (forma e ornamentação) e sementes (ornamentação, posição da embrioteca, e forma do hilo) são os principais caracteres diagnósticos para delimitação de gênero e espécie. A maior riqueza e abundância das espécies concentra-se na região serrana do Espírito Santo, uma das maiores áreas florestais do estado, evidenciando a importância da conservação e preservação dos fragmentos remanescentes de Mata Atlântica.

    Abstract in English:

    Abstract This work is a part of the Flora do Espírito Santo project. The aim was to morphologically characterize the species of Commelinaceae occurring in the state of Espírito Santo and provide data on their geographical distribution, phenology, and comments. Fieldwork and herbarium studies were carried out. A total of 38 species, arranged in 10 genera, were recorded. Dichorisandra is the richest genus (17 species), followed by Commelina (seven spp.), Tradescantia (four spp.), Siderasis (three spp.), Tripogandra (two spp.), and Aneilema, Callisia, Floscopa, Gibasis and Tinantia (one species each). Two species are herein described as new to science, and the synonymization of D. albomarginata is proposed under the older D. procera. Inflorescence (type and position), stamens (number, color, and anther dehiscence), fruit (shape and ornamentation), and seeds (ornamentation, the position of the embryotega, and hilum shape) are the key diagnostic morphological characters for genus and species delimitation. Most of the species richness and abundance are concentrated in the mountain region of Espírito Santo, one of the largest forest areas in the state, showing the importance of conserving the remaining Atlantic Forest’s fragments.
Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro Rua Pacheco Leão, 915 - Jardim Botânico, 22460-030 Rio de Janeiro, RJ, Brasil, Tel.: (55 21)3204-2148, Fax: (55 21) 3204-2071 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: rodriguesia@jbrj.gov.br