Accessibility / Report Error

Ansiedade em vestibulandos: um estudo exploratório

Anxiety in candidates for university entrance examinations: an exploratory study

CONTEXTO: Apesar do crescente interesse e da literatura existente sobre adolescentes em preparação para o vestibular, ainda é escasso o conhecimento sobre essa população. OBJETIVOS: Verificar a prevalência de indicadores de ansiedade em alunos de cursos pré-vestibulares na cidade de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. MÉTODOS: Foram avaliados 1.046 estudantes que se preparavam para o vestibular; 390 (37,3%) eram do sexo masculino e 656 (62,7%), do sexo feminino. A média de idade da amostra foi 18 anos (DP 2,71). Os participantes responderam a um questionário estruturado, com questões sociodemográficas, e à Escala Beck de Ansiedade. RESULTADOS: 23,5% dos vestibulandos apresentaram ansiedade considerada moderada ou grave; candidatas do sexo feminino apresentaram significativamente níveis mais elevados do que os candidatos do sexo masculino; os cursos cujos candidatos apresentaram maior ansiedade foram Publicidade e Propaganda, Farmácia, Medicina Veterinária, Medicina e Odontologia; a sensação de obrigação de prestar vestibular e o fato de considerá-lo como algo decisivo em sua vida fizeram que os adolescentes sentissem mais ansiedade. CONCLUSÕES: Há necessidade premente de atenção psiquiátrica/psicológica a esses candidatos. Outros estudos devem ser realizados, ampliando o conhecimento e baseando em evidências as futuras intervenções dirigidas a essa população.

Adolescentes; ansiedade; vestibular


Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Rua Ovídio Pires de Campos, 785 , 05403-010 São Paulo SP Brasil, Tel./Fax: +55 11 2661-8011 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: archives@usp.br