Jogos de azar e uso de substâncias em idosos: uma revisão da literatura

Gambling and substance use by the elderly: a review of the literature

CONTEXTO: A literatura mostra comorbidade entre jogo patológico, abuso de substâncias e transtornos afetivos (maior prevalência de depressão) em adultos. É alta a prevalência de depressão nos idosos, tornando-os vulneráveis à dependência de jogos de azar e ao abuso de substâncias. Com o aumento desta população em todo o mundo, faz-se necessário mais pesquisas sobre esse tema. OBJETIVOS: Avaliar o grau de envolvimento do idoso que aposta em jogos de azar e sua correlação com uso de substâncias. MÉTODOS: Revisão bibliográfica dos bancos de dados MEDLINE, LILACS e PsycINFO, sem limite de tempo. RESULTADOS: Idosos apostadores recreativos de jogos de azar apresentam consumo principalmente de álcool e boa avaliação de saúde geral. Idosos com problemas com jogo apresentam abuso de álcool, mais transtornos psiquiátricos e doenças cardiovasculares que os idosos jogadores recreativos. Quando comparados com adultos ou jovens jogadores, os idosos apresentam menos problemas relacionados ao consumo de álcool. CONCLUSÕES: Assim como nos adultos, também existe correlação entre apostas em jogos de azar e consumo de substâncias nos idosos. Quanto mais problemático o envolvimento com jogo, mais problemático é o consumo de substâncias (álcool) e maior prevalência de transtornos do humor (depressão). No entanto, não se pode afirmar uma relação causal entre esses fatores, sendo necessária realização de mais pesquisas sobre esse tema.

Jogo patológico; idoso; abuso de substância; álcool


Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Rua Ovídio Pires de Campos, 785 , 05403-010 São Paulo SP Brasil, Tel./Fax: +55 11 2661-8011 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: archives@usp.br