Accessibility / Report Error
Archives of Clinical Psychiatry (São Paulo), Volume: 39, Issue: 4, Published: 2012
  • Attitudes of mental health professionals towards persons with schizophrenia: a transcultural comparison between Switzerland and Brazil Artigos Originais

    Hengartner, Michael Pascal; Loch, Alexandre Andrade; Lawson, Fabio Lorea; Guarniero, Francisco Bevilacqua; Wang, Yuan-Pang; Rössler, Wulf; Gattaz, Wagner Farid

    Abstract in Portuguese:

    CONTEXTO: A estigmatização é uma questão importante no tratamento e no curso da esquizofrenia. A manutenção de atitudes estigmatizantes pode estar relacionada a fatores socioculturais. OBJETIVOS: Comparar atitudes estigmatizantes de profissionais de saúde mental em países culturalmente diversos: Brasil e Suíça. MÉTODOS: Foram analisados dados de duas grandes pesquisas sobre o estigma na Suíça e no Brasil, focando-se no desejo de distância social em relação a indivíduos com esquizofrenia e atitudes de profissionais de saúde mental em relação à aceitação de efeitos colaterais do tratamento psicofarmacológico. RESULTADOS: Profissionais de saúde mental suíços apresentaram níveis significativamente mais elevados de distância social do que suas contrapartes brasileiras. Houve também um efeito fraco de idade, bem como um efeito da interação entre a origem e a idade. Com relação à aceitação de efeitos colaterais, a influência da origem foi bastante fraca. Com exceção do risco de dependência dos psicotrópicos, a aceitação dos profissionais suíços a efeitos colaterais de longa duração foi significativamente maior do que a de seus colegas no Brasil. CONCLUSÕES: A forte associação entre origem e distância social pode estar relacionada à formação sociocultural dos profissionais de saúde mental; em comparação com a Suíça, o Brasil é muito heterogêneo em termos de estrutura étnica e socioeconômica. A aceitação de efeitos colaterais pode também estar relacionada com os medicamentos mais sofisticados (ou seja, drogas antipsicóticas de nova geração) comumente usados na Suíça.

    Abstract in English:

    BACKGROUND: Stigmatization is an important issue in the treatment and course of schizophrenia. The maintenance of stigmatizing attitudes may be related to socio-cultural factors. OBJECTIVES: To compare stigmatizing attitudes of mental health professionals in the culturally diverse countries Brazil and Switzerland. METHODS: We analyzed data of two broad stigmatization surveys from Switzerland and Brazil by focusing on the social distance and attitudes of mental health professionals towards the acceptance of side effects of psychopharmacological treatment. RESULTS: Swiss mental health professionals showed significantly higher levels of social distance than their Brazilian counterparts. There was also a weak effect of age as well as an interaction effect between origin and age. With respect to the acceptance of side effects, the effect of origin was rather weak. With the exception of drug dependence, Swiss professionals' acceptance of long-lasting side effects was significantly higher than for their counterparts in Brazil. DISCUSSION: The strong association between origin and social distance may be related to the socio-cultural background of the mental health professionals. In comparison with Switzerland, Brazil is very heterogeneous in terms of ethnicity and socio-economic structure. The distinct acceptance of side effects may additionally be related to the more sophisticated medicaments (i.e. new generation of antipsychotic drugs) commonly used in Switzerland.
  • Experience and views of academic psychiatrists on the role of spirituality in South African specialist psychiatry Original Articles

    ABR, Janse Van Rensburg; Poggenpoel, M; Myburgh, CPH; Szabo, CP

    Abstract in Portuguese:

    CONTEXTO: A importância de ter de considerar o papel da espiritualidade na saúde, saúde mental e psiquiatria na África do Sul tem sido especialmente enfatizada pela recente legislação sobre práticas tradicionais de saúde na África. OBJETIVO: Explorar as opiniões e experiências de psiquiatras locais sobre o papel da espiritualidade na prática e no treinamento de especialistas em psiquiatria na África do Sul. MÉTODO: Este estudo é uma pesquisa qualitativa, exploratória, descritiva, contextual, fenomenológica e geradora de hipótese. A fonte principal de dados foram entrevistas semiestruturadas com psiquiatras filiados a uma universidade local. Para assegurar de que os dados fossem confiáveis, as seguintes medidas foram incluídas: credibilidade, transferibilidade, confiabilidade, e confirmabilidade. RESULTADOS: A consciência da espiritualidade, "mindfulness", e uma abordagem de mente aberta sobre a espiritualidade, segundo os participantes, devem ser facilitadas na prática e no treinamento psiquiátrico. Seis temas foram identificados por meio de códigos abertos. DISCUSSÃO: Todos os participantes, independentemente de suas próprias visões sobre espiritualidade e religião, concordaram que, sob certas condições, a espiritualidade deve ser incorporada na abordagem biopsicossocial atual na prática local e no treinamento de especialistas em psiquiatria.

    Abstract in English:

    BACKGROUND: The importance of having to consider the role of spirituality in health, mental health and psychiatry in South Africa has in particular been emphasized by recent legislation on African traditional health practice. OBJECTIVE: The purpose of this study was to explore the views and experience of local psychiatrists regarding the role of spirituality in South African specialist psychiatric practice and training. METHOD: This study is an explorative, descriptive, contextual, phenomenological and theory-generating, qualitative investigation. In-depth, semi-structured interviews with individual academic psychiatrists affiliated to a local university were conducted as primary data source. Measures to ensure trustworthiness included credibility, transferability, dependability and confirmability. RESULTS: Awareness of spirituality, "mindfulness" and an open-minded approach about spirituality should, according to participants, be facilitated in psychiatric practice and training. Six themes were identified through open coding. DISCUSSION: All participants, disregarding of their own views on spirituality and religion, agreed, that under certain conditions, spirituality must be incorporated into the current bio-psycho-social approach in the local practice and training of specialist in psychiatry.
  • Validity of the Brazilian version of the Duke Religious Index (DUREL) Artigos Originais

    Taunay, Tauily Claussen D'Escragnolle; Gondim, Francisco de Assis Aquino; Macêdo, Daniele Silveira; Moreira-Almeida, Alexander; Gurgel, Luciana de Araújo; Andrade, Loraine Maria Silva; Carvalho, André Ferrer

    Abstract in Portuguese:

    CONTEXTO: Há escassez de instrumentos validados para o estudo da religiosidade em amostras brasileiras. Um recente estudo realizado em uma amostra comunitária sugeriu adequada validade para a versão em português brasileiro do índice de Religiosidade de Duke (P-DUREL). Entretanto, as propriedades psicométricas do P-DUREL não foram estudadas em amostras psiquiátricas e/ou de estudantes universitários. OBJETIVO: Determinar a consistência interna, a confiabilidade teste-reteste e a validade convergente-discriminante do P-DUREL em duas amostras distintas. MÉTODOS: Amostra 1: estudantes universitários (n = 323). Amostra 2: pacientes psiquiátricos (n = 102). Foram aplicados o P-DUREL e o Instrumento de Qualidade de Vida da Organização Mundial da Saúde - Módulo Espiritualidade, Religiosidade e Crenças Pessoais (WHOQOL-SRPB) em ambas as amostras; os sintomas psicológicos foram medidos por meio do Inventário Beck de Depressão (IDB) e do Inventário Beck de Ansiedade (IAB) na amostra 1 e da Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão (HADS) na amostra 2. RESULTADOS: O P-DUREL teve adequada consistência interna (α de Cronbach > 0,80) e confiabilidade teste-reteste (Coeficiente de Correlação Intraclasse > 0,90) em ambas as amostras. Correlações moderadas entre as subescalas da P-DUREL (0,58 < r < 0,71) foram observadas. Além disso, correlações significantes entre os escores do P-DUREL com o escore geral do WHOQOL-SRPB, bem como com medidas de sintomas psicológicos, foram observadas em ambas as amostras. CONCLUSÃO: O presente estudo abre perspectivas para o uso do P-DUREL para a investigação das dimensões da religiosidade em amostras brasileiras com características sociodemográficas diversas.

    Abstract in English:

    BACKGROUND: There is a shortage of validated instruments for the study of religiousness in Brazilian samples. A recent study in a community sample pointed to an adequate validity for the Brazilian Portuguese version of the Duke Religiosity Index (P-DUREL). Nevertheless, no study to date has investigated the psychometric properties of the P-DUREL in psychiatric and/or university student samples. OBJECTIVE: To determine the internal consistency, the test-retest reliability and the convergent-discriminant validity of the P-DUREL in two distinct samples. METHODS: Sample 1: university students (n = 323). Sample 2: psychiatric patients (n = 102). The P-DUREL and the World Health Organization's Quality of Life Instrument-Spirituality, Religion and Personal Beliefs module (WHOQOL-SRPB); psychological distress symptoms were measured by means the Beck Depression Inventory (BDI) and the Beck Anxiety Inventory (BAI) in sample 1, and the Hospital Anxiety and Depression Scale (HADS) in sample 2. RESULTS: The P-DUREL had adequate internal consistency (Cronbach's α > 0.80) and test-retest reliability (Intraclass Correlation Coefficient > 0.90) in both samples. Moderate correlations (0.58 < r < 0.71) between the P-DUREL subscales were observed. Furthermore, significant correlations between the P-DUREL scores with the general WHOQOL-SRPB scores as well as with psychological distress symptoms measures were observed in both samples. DISCUSSION: The present study opens perspective for the use of P-DUREL for the investigation of religiousness dimensions in Brazilian samples with diverse socio-demographic backgrounds.
  • Family impact and individual adjustment of parents of children with a diagnosis of congenital anomaly: the influence of the child's determinants Artigos Originais

    Albuquerque, Sara; Pereira, Marco; Fonseca, Ana; Canavarro, Maria Cristina

    Abstract in Portuguese:

    INTRODUÇÃO: A ocorrência de diagnóstico pré ou pós-natal de anomalia congênita (AC) num filho pode implicar mudanças na dinâmica e no funcionamento da família, bem como ter um importante impacto no ajustamento individual dos pais. OBJETIVOS: Este estudo teve como objetivos avaliar a sobrecarga parental e ajustamento individual de pais de crianças com diagnóstico de AC e compreender a variabilidade da adaptação dos pais (sobrecarga e ajustamento individual) em função dos determinantes da criança. MÉTODOS: A amostra foi constituída por 124 participantes (62 casais), pais de crianças com diagnóstico de AC. O protocolo de avaliação incluiu a Escala de Impacto Familiar, o Brief Symptom Inventory e o Instrumento de Avaliação de Qualidade de Vida da Organização Mundial de Saúde (WHOQOL-Bref). RESULTADOS: As mães reportaram maiores níveis de sintomatologia psicopatológica e menor percepção de qualidade de vida. Encontraram-se, ainda, efeitos significativos dos determinantes da criança, nomeadamente da idade da criança no ajustamento paterno e da percepção de gravidade da anomalia no ajustamento paterno e na sobrecarga materna. O conhecimento do diagnóstico após o nascimento e as anomalias cromossômicas mostraram-se, em ambos os pais, correlacionados com maior percepção de sobrecarga global e financeira. CONCLUSÃO: Os resultados salientam a complexidade do ajustamento dos pais ao diagnóstico de anomalia congênita de um filho, na qual interagem diversos fatores, em particular os associados com o diagnóstico da criança.

    Abstract in English:

    BACKGROUND: The occurrence of a pre- or postnatal diagnosis of a congenital anomaly may imply changes in the family dynamics and functioning, and may have an important impact on the parents' individual adjustment. OBJECTIVES: This study aimed to assess the perceived burden and individual adjustment of parents whose child has a congenital anomaly, and to examine the variability of parental adaptation (burden and individual adjustment) as a function of the child's characteristics. METHODS: The sample comprised 124 parents (62 couples), whose child has a congenital anomaly. The assessment protocol included the Impact on Family Scale, the Brief Symptom Inventory, and the World Health Organization quality of life instrument (WHOQOL-Bref). RESULTS: Mothers reported higher scores on psychopathological symptoms and lower scores on quality of life than fathers. A significant effect of child's age in the paternal adaptation was found; the perception of the severity of the anomaly was significantly associated with paternal adjustment and with maternal burden. In both parents, the timing of diagnosis and the type of congenital anomaly were significantly correlated with global and financial burden. DISCUSSION: These findings support the complexity of the parents' adaptation when parenting a child with a congenital anomaly, in which several factors interact, particularly those associated with the child's diagnosis.
  • Synthetic cannabinoids: emerging drugs of abuse Revisão Da Literatura

    Alves, Audrei de Oliveira; Spaniol, Bárbara; Linden, Rafael

    Abstract in Portuguese:

    CONTEXTO: A Cannabis sativa (cannabis, maconha, marijuana) é uma droga de abuso com efeitos psicoativos e potencial terapêutico bastante conhecidos. Um grande número de canabinoides foi sintetizado na tentativa de excluir ou minimizar os efeitos psicotrópicos e mantendo as aplicações terapêuticas. Os canabinoides sintéticos representam o mais recente avanço das designer drugs. OBJETIVOS: Este trabalho busca trazer informações sobre a utilização de canabinoides sintéticos como drogas de abuso emergentes, principalmente sob a forma de spice ou herbal blends. MÉTODOS: Foi realizada uma pesquisa bibliográfica na base de dados PubMed utilizando os descritores de assunto "synthetic cannabinoids", "spice", "legal highs", "herbal blends", "psychosis cannabis" e suas combinações. RESULTADOS: Foram encontrados canabinoides sintéticos nos produtos Spice, confirmando que os incensos herbais realmente surgiram como drogas de abuso emergentes. CONCLUSÃO: Não está claro se a utilização de canabinoides sintéticos e de Spice é uma moda passageira ou se irá se estabelecer em nossa sociedade. No entanto, o fenômeno das designer drugs, especialmente canabinoides sintéticos, representa um desafio presente para o sistemas de saúde no mundo globalizado, tornando-se necessária a pesquisa clínica e forense desses produtos.

    Abstract in English:

    BACKGROUND: Cannabis sativa (cannabis, marijuana) is a drug of abuse with well known psychoactive effects and therapeutic potential. A large number of cannabinoids chemically similar to Δ9-THC, the main active metabolite of marijuana, were synthesized in an attempt to exclude or minimize the psychotropic effects, maintaining the therapeutic potential. OBJECTIVES: The aim of this work was to review of the use of synthetic cannabinoids as emerging drugs of abuse, especially in the form of spice or herbal blends. METHODS: A bibliographic search was performed in PubMed employing the terms "synthetic cannabinoids", "spice", "legal highs", "herbal blends", "psychosis cannabis" and cross references. RESULTS: A number of synthetic cannabinoids can be found in Spice products, confirming that herbal incense emerged as new drugs of abuse. DISCUSSION: It is unclear whether the use of synthetic cannabinoids and Spice is a fad or will be established as common practice in our society. However, the phenomenon of designer drugs, especially synthetic cannabinoids, will remain a challenge to health authorities in the globalized world, requiring additional clinical and forensic research.
  • Comorbid generalized anxiety disorder in bipolar disorder: a possible diagnosis? Carta Ao Editor

    Andrade-Nascimento, Monica; Miranda-Scippa, Ângela; Nery-Fernandes, Fabiana; Rocha, Marlos; Quarantini, Lucas C.
Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Rua Ovídio Pires de Campos, 785 , 05403-010 São Paulo SP Brasil, Tel./Fax: +55 11 2661-8011 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: archives@usp.br