INTERNAÇÕES HOSPITALARES DE ADOLESCENTES EM SERGIPE, DE 2002 A 2012

Nynemberg Menezes Guimarães Eleonora Ramos de Oliveira Anna Klara Bohland Sobre os autores

RESUMO

Objetivo:

Descrever as internações hospitalares de adolescentes residentes em Sergipe, de 2002 a 2012.

Métodos:

Estudo descritivo, a partir de dados do Sistema de Informação Hospitalar do Sistema Único de Saúde, no qual as internações foram divididas em quatro grupos de causas: primeiro, por gravidez, parto e puerpério; segundo, por causas externas; terceiro, por condições sensíveis à atenção primária; e quarto, demais internações. Para a análise, foram utilizados os números, percentuais e coeficientes, por ano, sexo, idade (de 10 a 14; e de 15 a 19 anos) e custo médio anual das internações segundo os grupos de causas.

Resultados:

No período, ocorreram 149.850 hospitalizações de adolescentes, sendo 58,4% por gravidez, parto e puerpério; 9,3% por condições sensíveis à atenção primária; 8,3% por causas externas; e 24,0% foram as demais internações. Houve redução de 39,7% em todos os coeficientes entre 2002 e 2012, sendo que as por condições sensíveis à atenção primária apresentaram maior redução (143,1%), seguidas das causas externas (60,1%). Em relação às faixas etárias, chama a atenção os coeficientes por causas externas na idade de 15 a 19 anos e a gravidez, parto e o puerpério, dos 10 a 14 anos, por apresentarem estabilidade no período. Houve aumento do custo médio de todas as internações, de 234,7%, destacando-se o das causas externas.

Conclusões:

Impõe-se a necessidade de se incrementar ações de saúde para diminuir as hospitalizações por condições sensíveis à atenção primária, à incidência das causas externas e à gravidez entre os adolescentes sergipanos.

Palavras-chave:
Morbidade; Registros hospitalares; Saúde do adolescente

Sociedade de Pediatria de São Paulo R. Maria Figueiredo, 595 - 10o andar, 04002-003 São Paulo - SP - Brasil, Tel./Fax: (11 55) 3284-0308; 3289-9809; 3284-0051 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: rpp@spsp.org.br