Associação entre prática de atividade física com consumo de frutas, verduras e legumes em adolescentes do Nordeste do Brasil

Diego Augusto Santos Silva Roberto Jerônimo dos Santos Silva Sobre os autores

OBJETIVO:

Verificar se há associação entre baixos níveis de atividade física e consumo de frutas, verduras e legumes em adolescentes.

MÉTODOS:

Estudo transversal, com 2.057 adolescentes na faixa de 13 a 18 anos, estudantes de escolas públicas de Aracaju (SE) e região metropolitana. Analisou-se o nível de atividade física e o consumo de frutas, verduras e legumes por meio de questionários padronizados e validados. As variáveis de controle foram: sexo, idade, nível econômico, escolaridade materna, consumo de álcool e tabagismo. Para a análise dos dados usou-se a regressão logística uni e multivariável, com nível de significância de 5%.

RESULTADOS:

A prevalência de baixo nível de atividade física foi de 81,9%, a de consumo inadequado de frutas foi de 79,1% e a de consumo inadequado de verduras e legumes foi de 90,6%. Adolescentes que consumiam poucas porções de frutas no dia apresentaram 40% mais chances de ser pouco ativos fisicamente e aqueles que consumiam poucas porções de verduras e legumes apresentaram 50% mais chances de ser pouco ativos fisicamente, comparados aos que apresentavam consumo adequado.

CONCLUSÕES:

Baixos níveis de atividade física se associaram com o consumo inadequado de frutas, verduras e legumes em adolescentes de uma cidade do Nordeste do Brasil. Esses achados sugerem que adolescentes pouco ativos apresentam outros comportamentos não saudáveis que podem aumentar o risco na vida adulta de doenças crônicas não transmissíveis.

Atividade motora; Aptidão física; Saúde do adolescente; Consumo alimentar


Sociedade de Pediatria de São Paulo R. Maria Figueiredo, 595 - 10o andar, 04002-003 São Paulo - SP - Brasil, Tel./Fax: (11 55) 3284-0308; 3289-9809; 3284-0051 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: rpp@spsp.org.br