Aplicação de teste molecular para detecção de adenovírus em pacientes pediátricos distintos

OBJETIVO:

Os adenovírus desempenham um papel importante na etiologia da infecção aguda grave do trato respiratório inferior, especialmente entre crianças. O objetivo do estudo foi avaliar a detecção do adenovírus humano (HAdV) por diferentes métodos (imunofluorescência direta DFA e reação em cadeia da polimerase nested nested PCR) em amostras coletadas de diferentes populações de pacientes pediátricos.

MÉTODOS:

O material foi coletado de crianças portadoras de doença cardíaca congênita (DCC 123 aspirados nasais coletados em 2005, 2007 e 2008) e de crianças da comunidade (CC 165 aspirados nasais coletados em 2008). As crianças eram consideradas elegíveis se apresentassem infecção respiratória aguda (IRA) de provável etiologia viral, com até sete dias de início dos sintomas. Todas as amostras coletadas no estudo foram avaliadas por meio de DFA e nested PCR.

RESULTADOS:

De 209 amostras incluídas, 43 (14,8%) foram positivas em pelo menos um dos testes feitos: 17/165 (10,3%) das crianças da comunidade e 26/125 (20,8%) das crianças cardiopatas. As taxas de detecção por nested PCR foram 15/165 (9,1%) em crianças da comunidade e 24/125 (19,2%) em crianças cardiopatas. O método molecular mostrou maiores taxas de detecção quando comparado com a DFA (p<0,001). A análise univariada mostrou que as crianças portadoras de cardiopatia congênita apresentaram chance significativamente maior de adquirir HAdV (odds ratio 2,3; IC 95%: 1,18-4,43).

CONCLUSÕES:

Baseado nos resultados obtidos na presente avaliação, recomenda-se a vigilância de rotina em pacientes de risco (DCC) por métodos moleculares, que melhora o fluxo diagnóstico e a eficiência da detecção.

Infecção respiratória viral; Adenovírus e reação em cadeia da polimerase


Sociedade de Pediatria de São Paulo R. Maria Figueiredo, 595 - 10o andar, 04002-003 São Paulo - SP - Brasil, Tel./Fax: (11 55) 3284-0308; 3289-9809; 3284-0051 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: rpp@spsp.org.br