Driving Cognitions Questionnaire: estudo de equivalência semântica

Driving Cognitions Questionnaire: semantic equivalence study

INTRODUÇÃO: O medo de dirigir pode restringir a vida do indivíduo e gerar sérios problemas pessoais, sociais e ocupacionais. Usar um instrumento adequado para a avaliação de cognições do paciente é importante, já que contribui para uma formulação dos problemas apresentados, podendo guiar um plano de tratamento coerente. O objetivo deste estudo foi apresentar as etapas de tradução e adaptação para a língua portuguesa do instrumento Driving Cognitions Questionnaire, que mede as cognições que podem estar presentes no medo de dirigir MÉTODOS: Três traduções e três retrotraduções foram realizadas por seis avaliadores independentes. Realizou-se a equivalência semântica e avaliação das versões, elaborando-se uma versão síntese. Comentários dos 10 participantes sobre a versão preliminar do questionário foram examinados. Foi construída a versão brasileira preliminar do questionário. RESULTADOS: A maioria dos participantes entendeu as descrições das cognições expostas no questionário em português. CONCLUSÃO: A utilização de três versões de tradução e retrotradução, a discussão sobre a versão síntese preliminar e a interlocução com a população-alvo proporcionaram viabilidade ao processo de equivalência semântica da versão final brasileira.

Transtornos fóbicos; cognição; tradução; comparação transcultural


Sociedade de Psiquiatria do Rio Grande do Sul Av. Ipiranga, 5311/202, 90610-001 Porto Alegre RS Brasil, Tel./Fax: +55 51 3024-4846 - Porto Alegre - RS - Brazil
E-mail: revista@aprs.org.br