Percepções da diversidade étnico-racial e religiosa no Brasil e na Argentina e suas expressões político-jurídicas1 1 Este artigo resulta de projeto apoiado pela Fapesp (nº 2015/024975), à qual desde já agradecemos, e do projeto Non Religion in a Complex Future, coordenado por Lori Beaman (University of Ottawa).

Perceptions of ethnic-racial and religious diversity in Brazil and Argentina and their political-legal expressions

Paula Montero Camila Nicácio Juan Marco Vaggione Sobre os autores

Resumo: Este artigo pretende compreender como as percepções da diversidade étnico-racial e religiosa, que podem ser capturadas em instrumentos oficiais como os levantamentos censitários, se expressaram no gerenciamento da diversidade religiosa no Brasil e na Argentina, países ainda considerados hegemonicamente católicos. Temos como principais objetivos caracterizar a configuração e as conexões entre essas diversidades nos dois países e avaliar sua incorporação nos respectivos modelos jurídico-político de liberdade religiosa. Para tanto, analisaremos de modo comparativo o enquadramento constitucional dado, historicamente, à diversidade religiosa e étnico-racial e as ferramentas oficiais para descrevê-la e nomeá-la, tais como os levantamentos censitários. Demonstraremos que o modo de perceber e categorizar a diversidade se reflete nas respostas governamentais para gerenciá-la por meio de políticas de estado. Trabalharemos com a hipótese de que a diferença entre os dois países no trato da diversidade tensiona de maneira distinta as relações entre o regime de liberdade e o regime da igualdade, ainda que se notem alguns paralelismos nas configurações da desigualdade.

Palavras-chave:
diversidade étnico-racial; pluralismo religioso; liberdade religiosa


Instituto de Estudos da Religião ISER - Av. Presidente Vargas, 502 / 16º andar – Centro., CEP 20071-000 Rio de Janeiro / RJ, Tel: (21) 2558-3764 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: religiaoesociedade@iser.org.br