Revista da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia, Volume: 16, Número: 1, Publicado: 2011
  • Editorial

    Fernandes, Fernanda Dreux Miranda
  • Editorial

    Behlau, Mara
  • Letramento escolar de estudantes de 1ª e 2ª séries do ensino fundamental de escola pública Artigos Originais

    Cárnio, Maria Silvia; Pereira, Marília Barbieri; Alves, Débora Cristina; Andrade, Rosangela Viana

    Resumo em Português:

    OBJETIVO: Investigar e comparar o desempenho em letramento escolar de indivíduos de 1ª e 2ª séries do Ensino Fundamental de uma escola pública antes e após Programas de Práticas Reflexivas de Linguagem (PPRL). MÉTODOS: Participaram desta pesquisa 97 escolares de 1ª série e 149 de 2ª série entre os anos de 2006 e 2008. Os indivíduos realizaram triagens do letramento escolar antes e após PPRL. Estes tiveram a duração média de quatro meses; foram realizados em situação coletiva e em parceria com os professores das classes selecionadas. Foram elaborados segundo os temas norteadores: promoção de práticas de letramento; conscientização sobre o uso da voz e dos níveis de ruído nas escolas; promoção de narrativas orais e escritas, envolvendo a metalinguagem e principalmente a consciência fonológica e promoção de práticas de leitura e compreensão de leitura. Ao término de cada programa, foram realizadas triagens finais, com a finalidade de analisar e comparar o desempenho dos escolares antes e após a realização dos programas. Os dados foram analisados qualitativa e quantitativamente. RESULTADOS: Houve diferenças significativas no desempenho entre as séries tanto nas triagens iniciais, quanto nas finais nas provas de ditado, leitura de palavras e frases e cloze de frases. CONCLUSÃO: A 2ª série apresentou resultados melhores do que a 1ª série. Os resultados foram mais significativos nas provas que demandaram conhecimento mais aprofundado da relação fonema-grafema e vice-versa, sugerindo que o letramento escolar é necessário quando o letramento social não se faz presente.

    Resumo em Inglês:

    PURPOSE: To investigate and compare the school literacy performance of 1st and 2nd grades elementary school individuals of a public school, before and after Reflexive Practices in Language Programs (RPLP). METHODS: Ninety-seven students of the 1st grade and 149 of the 2nd grade, between the years 2006 and 2008, took part in this study. The subjects were submitted to school literacy screenings before and after the RPLP. The programs had an average duration of four months, and were carried out in a collective situation in classrooms, and in partnership with the teachers of the selected classes. They were prepared according to the guiding themes: promotion of literacy practices; awareness about use of voice and noise levels at school; promotion of oral and written narratives, involving meta-language and, mainly, phonological awareness and the promotion of reading practices and reading comprehension. At the end of each program, final screenings were carried out in order to analyze and compare students' performance before and after their implementation. Data were qualitatively and quantitatively analyzed. RESULTS: Significant performance differences were found between 1st and 2nd grades, in both initial and final screenings, in the subtests dictation, words and sentences reading and sentence cloze were found. CONCLUSION: Second grade had better results than first grade. The results were more significant in subtests that required deeper understanding of the phoneme-grapheme association and vice-versa, suggesting that school literacy is necessary when social literacy is not present.
  • Parâmetros de fluência e tipos de erros na leitura de escolares com indicação de dificuldades para ler e escrever Artigos Originais

    Kawano, Cinthya Eiko; Kida, Adriana de Souza Batista; Carvalho, Carolina Alves Ferreira; Ávila, Clara Regina Brandão de

    Resumo em Português:

    OBJETIVO: Caracterizar o desempenho de escolares com indicação de dificuldades de leitura e escrita, segundo o ano escolar, categorias de erros, parâmetros de fluência leitora e as correlações entre essas variáveis. MÉTODOS: Foram avaliadas 60 crianças (48% meninas), do 3º ao 5º ano do Ensino Fundamental da rede pública. Trinta (dez de cada ano) que apresentavam indícios de dificuldades relacionadas ao aprendizado ou desempenho de leitura e escrita, compuseram o Grupo Pesquisa. Trinta, pareadas por idade e ano escolar, indicadas pelos professores como boas leitoras, compuseram o Grupo Controle. Todas leram, oralmente, duas listas de itens isolados (38 palavras e 29 pseudopalavras) e um texto. As leituras foram gravadas, transcritas e os parâmetros e erros, analisados. RESULTADOS: Foram encontradas diferenças entre os grupos, com pior desempenho do Grupo Pesquisa em todas as variáveis estudadas. Os tipos de erros de leitura: desrespeito à regra de correspondência independente do contexto, omissões e adições, desrespeito à acentuação, erros complexos e recusas foram mais frequentes nesse grupo. As taxas e valores de fluência mostraram-se mais baixos nos escolares com queixas em relação aos bons leitores. Correlações negativas foram identificadas entre as variáveis de fluência de leitura e os diferentes erros, com diferentes valores para cada grupo e mostraram nessa amostra de escolares, que o número total de erros diminuiu com a progressão da escolaridade. CONCLUSÃO: Os escolares com indicação de dificuldades de leitura e de escrita apresentaram piores desempenhos de fluência na leitura, e maior número de erros em todos os anos escolares estudados. As correlações encontradas evidenciaram a influência do tipo de erro sobre a fluência da leitura, segundo diferentes padrões para cada grupo.

    Resumo em Inglês:

    PURPOSE: To characterize the performance of students with signs of reading and writing difficulties, according to the school grade, error categories, reading fluency parameters, and the correlation between these variables. METHODS: Sixty children (48% girls), 3rd to the 5th grade students of public elementary schools, were evaluated. Thirty (ten from each grade) who presented signs of reading and writing difficulties composed the Research Group. Thirty children, paired by age and school grade, classified by their teachers as good readers, composed the Control Group. All subjects read aloud two lists of isolated items (38 words and 29 pseudowords) and a text. The reading sessions were recorded and transcribed, and parameters and errors were analyzed. RESULTS: Differences were found between the groups, and the Research Group had worse performances in all the studied variables. The following types of reading errors were more frequent in this group: non-compliance with the context-independent matching rule, omissions and additions, non-compliance with stress, complex errors, and refusals. Fluency rates and values were lower in the students with reading complaints, when compared to the good readers. Negative correlations were identified between reading fluency variables and the different types of errors, with different correlation values for each group, and showed that, in the present sample, the total number of errors decreased with school progression. CONCLUSION: The students with signs of reading and writing difficulties had worse reading fluency performance, and higher number of errors in all the grades studied. The correlations found evidenced the influence of the type of error on reading fluency, according to different patterns for each group.
  • Influência da extensão da palavra e local da ruptura na sílaba na fala de adolescentes e adultos gagos e fluentes Artigos Originais

    Juste, Fabiola Staróbole; Andrade, Claudia Regina Furquim de

    Resumo em Português:

    OBJETIVO: Verificar a influência da extensão da palavra e da posição dentro da sílaba na ocorrência de rupturas de fala em adolescentes e adultos gagos e fluentes. MÉTODOS: Participaram do estudo 120 indivíduos, de ambos os gêneros, com idades entre 12 e 49 anos e 11 meses, divididos em quatro grupos: Grupo de Pesquisa 1 (GP1) - 30 adolescentes gagos; Grupo de Pesquisa 2 (GP2) - 30 adultos gagos; Grupo Controle 1 (GC1) - 30 adolescentes fluentes; Grupo Controle 2 (GC2) - 30 adultos fluentes. Foram coletadas amostras de fala contendo 200 sílabas fluentes. Nas amostras de fala, as palavras rompidas foram analisadas quanto à sua extensão (monossílaba, dissílaba, trissílaba e polissílaba) e quanto ao local da ruptura na sílaba (posição de ataque, núcleo ou coda). RESULTADOS: Quanto à extensão, os grupos de falantes gagos não apresentaram predominância de rupturas em nenhuma das possibilidades, já para os falantes fluentes, as rupturas foram mais frequentes nas palavras monossilábicas. Em relação ao local da ruptura na sílaba, os falantes gagos apresentaram ruptura principalmente na posição de ataque, enquanto os fluentes apresentaram mais rupturas em posição de núcleo. CONCLUSÃO: De maneira geral, esses resultados sugerem que as rupturas de fala ocorrem no início das palavras e sílabas, indicando uma dificuldade na temporalização entre as velocidades de seleção e ativação fonológica, que ocorre independentemente da extensão da palavra.

    Resumo em Inglês:

    PURPOSE: To verify the influence of word extension and the position of speech disruption within the syllable structure in the speech of stuttering and fluent adolescents and adults. METHODS: Participants were 120 individuals of both genders, with ages between 12 and 49 years and 11 months, who were divided into four groups: Research Group 1 (RG1) - 30 adolescents who stutter; Research Group 2 (RG2) - 30 adults who stutter; Control Group 1 (CG1) - 30 adolescents who do not stutter; Control Group 2 (CG2) - 30 adults who do not stutter. Speech samples containing 200 fluent syllables were gathered. Stuttered words were analyzed according to their extension (monosyllables, two, three or more syllables) and to the position of the disruption within the syllable (onset, nucleus or coda). RESULTS: Speech disruptions did not prevail in any of the possible types of word extension for the stuttering groups. However, for the groups of fluent individuals, speech disruptions were more frequent on monosyllabic words. As for the analyses of speech disruptions within the syllable, stutterers presented speech disruptions mainly on the onset position, whereas fluent individuals presented speech disruptions mainly on the nucleus of the syllable. CONCLUSION: Overall, results suggest that speech disruptions occur at the beginning of words and syllables, thus indicating difficulty in synchronizing phonological selection and activation. This fact happens independently of word extension.
  • Atribuição de estados mentais no discurso de crianças do espectro autístico Artigos Originais

    Rodrigues, Lyvia Christina Camarotto Battiston; Tamanaha, Ana Carina; Perissinoto, Jacy

    Resumo em Português:

    OBJETIVO: Analisar a atribuição de estados mentais no discurso de crianças pertencentes aos Distúrbios do Espectro Autístico e verificar a modificação no vocabulário e extensão frasal desses, após período de terapia fonoaudiológica. MÉTODOS: Foram colhidas amostras de fala da avaliação fonoaudiológica inicial, após seis meses e um ano de terapia fonoaudiológica, registradas nos prontuários de cinco crianças com autismo infantil e cinco com síndrome de Asperger para caracterização do desempenho verbal e da habilidade de atribuição de estados mentais de cada criança. Considerando-se apenas as emissões espontâneas, foram verificadas as palavras pertencentes às classes substantivo e verbo e classificadas como termos que referem estados físicos e mentais. A comparação entre os três momentos foi realizada por meio da avaliação da significância entre as medianas das amostras obtidas (teste da mediana, com diferença significativa ao nível de 10%). RESULTADOS: Verificou-se aumento no número de palavras emitidas e também no número de palavras por frase emitida entre os períodos de avaliação e após um ano de terapia fonoaudiológica para crianças com autismo infantil. Não foram encontradas diferenças para a atribuição de verbos de estados físicos e mentais e substantivos de estados mentais para ambos os grupos, sendo observada diminuição na emissão de substantivos de estados físicos no grupo autismo infantil. CONCLUSÃO: A atribuição de estados mentais aumentou após período de intervenção terapêutica fonoaudiológica, porém, sem diferença significativa, verificando-se aumento no comportamento verbal de crianças com autismo infantil.

    Resumo em Inglês:

    PURPOSE: To analyze the attribution of mental states in the speech of children within the Autistic Spectrum Disorders, and verify the modification in their vocabulary and phrasal extension, after a period of speech-language therapy. METHODS: Speech samples from the initial Speech-Language Pathology evaluation and follow-up evaluations carried out after six months and one year of speech-language therapy were collected from the records of five children with autism and five with Asperger syndrome, with the aim to characterize their verbal performance and ability of attribution of mental states. Considering only spontaneous emissions, the classes of words nouns and verbs were verified and classified as terms refering to physical and mental states. The comparison between the three evaluations was performed by assessing the significance between the medians of the samples obtained (median test, with significance level at 10%). RESULTS: It was observed an increase in the number of words produced and in the number of words per sentence between the evaluation periods and after a year of speech-language therapy, for children with autism. No differences were found for the attribution of verbs regarding physical and mental states and nouns regarding mental states, for both groups. A decrease in the number of nouns regarding physical states was observed in the autism group. CONCLUSION: The attribution of mental states increased after a period of speech-language intervention, however, with no significant difference; there was an increase in the verbal behavior of children with autism.
  • Acompanhamento do desenvolvimento da linguagem de lactentes de risco para surdez Artigos Originais

    Fernandes, Denise Maria Zaratini; Lima, Maria Cecília Marconi Pinheiro; Gonçalves, Vanda Maria Gimenes; Françozo, Maria de Fátima de Campos

    Resumo em Português:

    OBJETIVO: Comparar o desenvolvimento da linguagem, de acordo com o gênero, idade gestacional e peso ao nascimento, aos quatro, oito e 12 meses, de lactentes que permaneceram em UTI Neonatal e que apresentaram um ou mais indicadores de risco para perda auditiva de aparecimento tardio. MÉTODOS: Estudo longitudinal de lactentes nascidos entre agosto de 2007 e julho de 2008 que, na UTI, apresentaram resultado normal no Potencial Evocado Auditivo de Tronco Encefálico, e que necessitaram de monitoramento audiológico e de linguagem, por apresentarem indicadores de risco para perda auditiva. Os lactentes foram avaliados no 4º, 8º e 12° meses de vida por meio da Escala de Aquisições Iniciais de Linguagem. RESULTADOS: Compareceram a todas as avaliações 87 lactentes e 60 (69%) apresentaram como indicador de risco a permanência na UTI associada à hipertensão pulmonar. Na Escala de Aquisições Iniciais de Linguagem, nove lactentes apresentaram alterações aos quatro meses e 11 lactentes aos oito meses de idade. Aos 12 meses, 18 (20,6%) lactentes apresentaram alteração e desses, cinco tiveram atraso nos meses anteriores. Os dados estatísticos demonstraram que resultados alterados aos quatro e oito meses podem predizer dificuldades nas respostas dos lactentes aos 12 meses. Houve o aparecimento de desvios transitórios no desenvolvimento da linguagem oral, normalizados na maioria dos casos. CONCLUSÃO: Deve-se realizar a avaliação de linguagem no primeiro ano de vida a fim de monitorar possíveis atrasos em lactentes com indicador de risco para surdez.

    Resumo em Inglês:

    PURPOSE: To compare language development, according to gender, gestational age and birth weight, at four, eight and 12 months of life, of infants who remained in the Neonate Intensive Care Unit, who presented at least one risk factor for hearing loss with delayed onset. METHODS: Longitudinal study of infants born between August 2007 and July 2008, who, in the Intensive Care Unit (ICU), showed normal results in the Automated Auditory Brainstem Evoked Potential test, and required audiological and language monitoring for presenting risk factors for hearing loss. The infants were assessed at four, eight and 12 months, using the Early Language Milestone Scale. RESULTS: Eighty-seven infants were evaluated, and 60 (69%) of them presented, as a risk factor, the permanence at the ICU associated with pulmonary hypertension. In the Early Language Milestone Scale, nine infants showed alterations at four months, and 11 at eight months of age. At 12 months, 18 (20.6%) infants showed alterations, and five of these had showed delays in the previous evaluations. Statistical analyses demonstrated that altered results at four and eight months can predict difficulties in the infant's responses at 12 months. The infants showed transitory alterations in oral language development, which were overcome in most cases. CONCLUSION: The first language evaluation of children with risk factors for hearing loss should be carried during the first year of life, allowing early detection of language development issues.
  • Estabilidade dos potenciais evocados auditivos em indivíduos adultos com audição normal Artigos Originais

    Matas, Carla Gentile; Hataiama, Natália Moribe; Gonçalves, Isabela Crivellaro

    Resumo em Português:

    OBJETIVO: Avaliar a estabilidade dos parâmetros dos potenciais evocados auditivos em adultos normais. MÉTODOS: Foram submetidos à avaliação audiológica e eletrofisiológica (potencial evocado auditivo de tronco encefálico - PEATE, potencial evocado auditivo de média latência - PEAML e potencial cognitivo - P300) 49 indivíduos normais, de 18 a 40 anos (25 do gênero feminino e 24 do gênero masculino). Realizou-se reavaliação três meses após a avaliação. RESULTADOS: Foram observadas diferenças entre os gêneros na avaliação para as latências das ondas III e V e interpicos I-III e I-V do PEATE e amplitude N2-P3 do P300. Não foram verificadas diferenças significativas para os parâmetros do PEATE, PEAML (latência das ondas Na, Pa e amplitude Na - Pa) e P300 (latência da onda P300) entre os resultados obtidos na avaliação e reavaliação. CONCLUSÃO: Exceção feita à amplitude N2-P3, observou-se estabilidade dos parâmetros de PEATE, PEAML e P300 em adultos normais após período de três meses.

    Resumo em Inglês:

    PURPOSE: To evaluate the stability of parameters of auditory evoked potentials in normal adults. METHODS: Forty-nine normal subjects with ages from 18 to 40 years (25 females and 24 males) were submitted to audiological and electrophysiological hearing evaluation (auditory brainstem response - ABR, middle latency response - MLR, and cognitive potential - P300). Subjects were reassessed three months after the initial evaluation. RESULTS: Significant differences were observed between genders regarding the wave latencies III and V and the interpeaks I-III and I-IV of ABR, and the amplitude N2-P3 of the P300. No differences were found between the results of initial and final assessments for the parameters of the ABR, MLR (Na, Pa latencies and Na-Pa amplitude) and P300 (P300 latency). CONCLUSION: Except for the N2-P3 amplitude, it was observed stability of the parameters of ABR, MLR and P300 in normal adults after a period of three months.
  • Processamento auditivo em teste e reteste: confiabilidade da avaliação Artigos Originais

    Frascá, Maria Fernanda Simões dos Santos; Lobo, Ivone Ferreira Neves; Schochat, Eliane

    Resumo em Português:

    OBJETIVOS: Verificar a confiabilidade de alguns dos testes que avaliam o Processamento Auditivo Central (PAC), por meio de um estudo do tipo teste-reteste. MÉTODOS: Quarenta indivíduos voluntários, falantes do Português, foram sorteados ao acaso e avaliados quanto ao PAC nas situações de teste e reteste, com intervalos que variaram entre uma semana a um mês. Foram aplicados os testes de localização, memória sequencial verbal e não verbal, dois testes monóticos e dois dicóticos. Estes últimos, escolhidos de acordo com a faixa etária e condições de resposta de cada sujeito. RESULTADOS: Não houve diferença entre as orelhas testadas, nem entre as situações de teste e reteste, de todo o grupo. Quando comparados os desempenhos dos indivíduos, cujos resultados apontaram para um transtorno do PAC, com aqueles cujos resultados estiveram dentro da normalidade, em ambas as situações houve variação na maior parte dos testes aplicados. CONCLUSÃO: Os testes do PAC utilizados neste estudo demonstraram sua confiabilidade por meio do teste-reteste.

    Resumo em Inglês:

    PURPOSE: To verify the reliability of a few Central Auditory Processing (CAP) tests through a test-retest study. METHODS: Forty Portuguese speaking volunteer subjects were randomly selected and evaluated on CAP abilities in the situations of test and retest, with interval periods that varied from one week to one month. The following tests were applied: localization, verbal and non-verbal sequential memory, two monotic and two dichotic tests. These last ones were selected according to each subject's age and response conditions. RESULTS: There was no difference between the tested ears, nor between the test and retest situations for the entire group. When the performances of subjects indicating an auditory processing disorder were compared to those whose results were within normal limits there was a variation in the majority of the tests, in both situations. CONCLUSION: The CAP tests used in this study indicated their reliability through the test-retest.
  • Participação das famílias em Programas de Saúde Auditiva: um estudo descritivo Artigos Originais

    Alvarenga, Kátia de Freitas; Bevilacqua, Maria Cecília; Melo, Tatiana Mendes de; Lopes, Andréa Cintra; Moret, Adriane Lima Mortari

    Resumo em Português:

    OBJETIVO: Avaliar a adesão dos pais para a realização dos procedimentos auditivos em um Programa de Saúde Auditiva Infantil, desenvolvido na comunidade. MÉTODOS: Foi realizada uma análise comparativa das informações sobre o comparecimento nos atendimentos de dois Programas de Saúde Auditiva Infantil, um vinculado a um hospital público e outro realizado junto à Estratégia Saúde da Família (ESF). A casuística foi formada por 362 crianças, nascidas entre o período de fevereiro a março de 2007 no Hospital em que é realizada a triagem auditiva, e que foram agendadas para participar do Programa junto a ESF. RESULTADOS: Das 362 crianças que nasceram neste hospital e que foram encaminhadas para realização da avaliação audiológica na unidade básica de saúde, 147 compareceram ao atendimento, representando 40,61% de adesão das famílias no projeto desenvolvido na comunidade. Dos casos com resultado de triagem auditiva sugestivo de ausência de alteração auditiva, somente 39,80% aderiram ao Programa realizado junto ao ESF. Dos casos que não completaram alguma etapa do processo de identificação na maternidade, 32 (55,18%) famílias não aderiram a nenhum dos Programas de Saúde Auditiva existentes, ficando sem esclarecimento sobre a audição do filho. CONCLUSÃO: O comparecimento das famílias nas UBS foi inferior à metade das famílias que foram convidadas a levar os filhos para a avaliação audiológica, independentemente de se a criança havia sido submetida ao processo de identificação da deficiência auditiva na maternidade pública da cidade.

    Resumo em Inglês:

    PURPOSE: To evaluate the commitment of parents for carrying out the hearing procedures of a Children's Hearing Health Program at their community. METHODS: It was carried out a comparative analysis of the information regarding parents' attendance at two Children's Hearing Health Programs, one developed at a public hospital and the other carried out along with the Family Health Program (FHP). The sample comprised 362 children born between February and March 2007 at the hospital in which the hearing screening was performed, and who were enrolled in the FHP. RESULTS: From the 362 children who had been born at the hospital and referred for hearing evaluation at the basic health unit of the same community, 147 attended the evaluation, representing 40.61% of commitment to the project developed there. Only 39.80% of the families whose children's screening suggested no hearing alterations committed the program carried out along with the FHP. Thirty-two families (55.18%) did not participate in any of the existing hearing health programs, therefore remaining unaware of their child's hearing condition. CONCLUSION: The attendance of the families at the basic health unit was less than half of the families who had been invited to take the children for hearing evaluation, regardless if the child had been submitted to the process of identification of hearing loss at the public hospital.
  • Limiares de reconhecimento de sentenças em indivíduos normo-ouvintes na presença de ruído incidente de diferentes ângulos Artigos Originais

    Henriques, Marília Oliveira; Costa, Maristela Julio

    Resumo em Português:

    OBJETIVO: Determinar e comparar os limiares de reconhecimento de sentenças no ruído, em campo livre, na presença de ruído incidente de diferentes ângulos e verificar qual a condição de escuta mais desfavorável, em indivíduos normo-ouvintes. MÉTODOS: Aplicou-se o teste Listas de Sentenças em Português em 38 adultos jovens, avaliados em cabine acústica. As sentenças foram apresentadas a 0°- 0º azimute e o ruído competitivo a 0°- 0°, 0º- 90º, 0º - 180° e 0º - 270º azimute, em intensidade fixa de 65 dB NPS (A). RESULTADOS: As relações sinal-ruído nas quais foram obtidos os limiares de reconhecimento de sentenças no ruído para estes ângulos de incidência foram, respectivamente: -7,56, -11,11, -9,75 e -10,43 dB. Houve diferença entre os resultados nas condições: 0º- 0º e 0º - 90º; 0º - 0º e 0º - 180º; - 0º - 0º e 0º - 270º. CONCLUSÃO: Os seguintes limiares de reconhecimento de sentenças no ruído, em campo livre, foram obtidos nessas relações sinal/ruído: 0° - 0° = -7,56 dB; -0º - 90º = -11,11 dB; -0º - 180° = -9,75 dB; 0º - 270º = -10,43 dB. Os melhores limiares no ruído foram obtidos com os ângulos de incidência de 0º - 90º e 0º - 270º, seguidos pela condição de 0º - 180º e, por último, 0º - 0º. A condição de escuta no ruído mais desfavorável foi aquela na qual o ruído encontra-se no mesmo ângulo de incidência da fala, na posição frontal do indivíduo avaliado.

    Resumo em Inglês:

    PURPOSE: To determine and compare the sentence recognition thresholds in the noise, in sound field, in the presence of incident noise from different angles, and to verify the most unfavorable hearing condition, in normal-hearing individuals. METHODS: The Portuguese Sentences Lists test was carried out in 38 young adults, evaluated in acoustic booth. The sentences were presented at 0º - 0º azimuth, and the competitive noise at 0º - 0°, 0° - 90°, 0° - 180°, and 0° - 270° azimuth, in a fixed loudness of 65 dB NPS (A). RESULTS: The signal-to-noise ratios in which the sentence recognition thresholds were obtained for these incidence angles were, respectively: -7.56, -11.11, -9.45, and -10.43 dB. Differences were found between the results in the conditions: 0º - 0º and 0º - 90º; 0º - 0º and 0º - 180º; -0º - 0º and 0º - 270º. CONCLUSION: The following sentence recognition thresholds in the noise, in sound field, were obtained for these signal-to-noise ratios: 0° - 0° = -7.56 dB; -0º - 90º = -11.11 dB; -0º - 180° = -9.75 dB; 0º - 270º = -10.43 dB. The better thresholds were obtained with the incidence angles of 0º - 90º and 0º - 270º, followed by the 0º - 180º condition, and, finally, by the 0º - 0º condition. The most unfavorable hearing condition was that in which the noise was in the same incidence angle of the speech, in front of the evaluated subject.
  • Relação entre dados ocupacionais, sintomas e avaliação vocal de operadores de telesserviços Artigos Originais

    Dassie-Leite, Ana Paula; Lourenço, Luciana; Behlau, Mara

    Resumo em Português:

    OBJETIVO: Relacionar dados referentes a gênero, idade e tempo na função com os sintomas vocais e os resultados da avaliação vocal de operadores de telesserviços. MÉTODOS: Foi realizada análise retrospectiva e quantitativa de 404 prontuários referentes a avaliações periódicas de funcionários de instituições bancárias com centrais próprias constantes no arquivo de uma empresa de medicina ocupacional, 259 mulheres, 145 homens, com idades entre 18 e 53 anos (média 30,48). O estudo teve caráter exploratório descritivo. RESULTADOS: Mulheres apresentam maior quantidade de sintomas vocais (média 1,69) e alteração de voz (n=33; 12,7%) do que homens (média 1,12 e n=6; 4,1%). Não houve diferença entre quantidade de sintomas vocais e dados da avaliação perceptivo-auditiva quando relacionados à faixa etária e tempo na função. Funcionários com vozes neutras (n=365; 90,35%) apresentaram menor número de sintomas (1,41) que funcionários com vozes não neutras (n=39, 9,65%, média 2,21). Dos 39 funcionários com qualidade vocal não-neutra, 34 (87,2%) apresentaram ressonância laringo-faríngea e 21 (53,8%) apresentaram pitch agravado. Operadores com alteração vocal de grau moderado (n=12; 2,97%) apresentaram maior ocorrência de loudness aumentada em relação aos operadores com alteração discreta. CONCLUSÃO: Mulheres apresentam maiores índices de sintomas e alteração de voz. Não há relação entre o avanço da idade e maior tempo na função do teleoperador com o aumento do número de sintomas e alterações vocais. Alterações de pitch, loudness e ressonância têm relação com alterações de qualidade vocal.

    Resumo em Inglês:

    PURPOSE: To relate data regarding gender, age and length of time on the job with voice symptoms and the results of vocal evaluation of teleservice operators. METHODS: A quantitative retrospective analysis was carried with 404 medical records regarding periodic evaluations of employees from bank institutions with owned headquarters contained in the files of a company of occupational medicine, 259 women, 145 men, with ages between 18 and 53 years (mean 30.48). The study had a descriptive exploratory design. RESULTS: Women presented greater quantity of voice symptoms (mean 1.69) and voice alterations (n=33; 12.7%) than men (mean 1.12; n=6; 4.1%). No difference was found between the amount of voice symptoms and the auditory-perceptive evaluation when related to age and length of time on the job. Employees with neutral voices (n=365; 90.35%) presented lesser symptoms (1.41) than employees with non-neutral voices (n=39; 9.65%; mean 2.21). Thirty-four (87.2%) of the 39 employees with non-neutral quality of voice presented laryngopharyngeal resonance, and 21 (53.8%) presented low pitch. Operators with moderate voice alteration presented increased loudness when compared to the operators with discreet alteration. CONCLUSION: Women present greater rate of voice symptoms and disorders. There is no relationship between the increase of age and length of time performing teleoperator functions with the increase of the number of symptoms and vocal alterations. Alterations of pitch, loudness and resonance are related to alterations on the quality of voice.
  • Expressividade no rádio: a prática fonoaudiológica em questão Artigos Originais

    Viola, Izabel Cristina; Ghirardi, Ana Carolina de Assis Moura; Ferreira, Léslie Piccolotto

    Resumo em Português:

    OBJETIVO: Analisar, pelo relato de fonoaudiólogas, como tem sido a prática da expressividade oral com profissionais do rádio, no Brasil. MÉTODOS: Participaram do estudo seis fonoaudiólogas, com experiência profissional na área, por meio de entrevista semi-estruturada, transcrita e categorizada segundo características gerais de atuação e conceito de expressividade. As categorias foram ilustradas com recortes das falas das participantes. RESULTADOS: A atuação fonoaudiológica acontece de forma similar em escolas de locução e em emissoras de rádio. A prevenção de lesões tem espaço considerável nas práticas e acontece em forma de orientações sobre bem-estar vocal. O termo expressividade oral é relativamente novo, sendo que, ora a atribuição de sentido à mensagem é dada pelo sujeito e sua subjetividade, ora pelo teor da mensagem textual e, ainda, pelo estilo da emissora. A intervenção abarca o uso de pausas, qualidade de voz, ressonância, articulação, pitch, loudness, taxa de elocução e respiração. A estratégia mais usada é a leitura de textos, de diferentes gêneros, inclusive radiofônicos. CONCLUSÃO: O termo expressividade oral não é usualmente utilizado pelas fonoaudiólogas, pois o conceito é tido como novo pelas entrevistadas. Remete à transmissão de emoções e intenções, na mensagem, pelo falante. Foram considerados interferentes: o julgamento do ouvinte; a adequação da fala ao contexto; o estilo da emissora e o teor textual da mensagem, expondo a dinâmica relação entre o subjetivo e o social. Um aprofundamento teórico, no campo da Linguística, pode subsidiar uma atuação fonoaudiológica com menos divergências conceituais no que se refere ao trabalho com os recursos vocais na fala.

    Resumo em Inglês:

    PURPOSE: To analyze, based on speech-language pathologists reports, how oral expressiveness has been approached with radio professionals in Brazil. METHODS: Six speech-language pathologists experienced in working with radio professionals answered semi-structured interviews that were transcribed and categorized according to general performance characteristics and to the expressiveness concept. Categories were illustrated with excerpts of the participants' interviews. RESULTS: Speech-Language Pathology intervention happens similarly in schools for announcers and within radio stations. The prevention of vocal disorders has considerable space in these practices, and mostly occurs in the form of orientations regarding vocal health. The term oral expressiveness is relatively new, and, at times the meaning of the message is conveyed by the speaker's individual characteristics, by the content of the text message, or by the style of a particular station. Intervention aims include strategies approaching pause, voice quality, resonance, articulation, pitch, loudness, speed and breathing. The most used strategy is the reading of texts of different genres, including radio subjects. CONCLUSION: The term oral expressiveness is not generally used by the subjects interviewed, due to the fact that its concept is new to them. The term comprises the conveyance of emotions and intention by the speaker. The following aspects were considered to interfere on oral expressiveness: listeners' judgment; adequacy of the speech to the context; style of the radio station; and textual content of the message, evidencing the dynamics between subjective and social. More theoretical studies in Linguistics may subsidize less conceptually diverse practices when considering speech-language interventions.
  • Alimentação do recém-nascido pré-termo: aleitamento materno, copo e mamadeira Artigos Originais

    Medeiros, Andréa Monteiro Correia; Bernardi, Aretha Tatiane

    Resumo em Português:

    OBJETIVO: Verificar a oferta de seio materno em bebês nascidos pré-termos, internados na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital e Maternidade Neomater, relacionando este dado com a forma de oferecer a dieta (copo ou mamadeira), na ausência da mãe, e a estimulação fonoaudiológica realizada. MÉTODOS: Participaram 48 recém-nascidos prematuros, com idade gestacional inferior ou igual a 36 6/7 semanas, com peso <2500 gramas e padrão respiratório estável. Os recém-nascidos foram divididos em dois grupos: grupo A (35 recém-nascidos) com dieta por mamadeira e grupo B (13 recém-nascidos) com dieta por copo. O acompanhamento fonoaudiológico foi organizado em Fase 1 (sucção não-nutritiva em "dedo enluvado" ou "mama vazia" concomitante a dieta por sonda); Fase 2 (oferta de dieta via oral - seio materno, copo ou mamadeira - com necessidade de complemento por sonda); Fase 3 (oferta de dieta via oral exclusiva, em seio materno, copo ou mamadeira); Fase 4 (oferta de seio materno efetivo). Foi realizado comparativo entre os grupos quanto ao número de dias que permaneceu em cada fase. Os dados foram tratados estatisticamente com o teste t-independente, com nível de significância de 5%. RESULTADOS: Não houve diferenças significativas entre os grupos para nenhum dos parâmetros estudados. Houve igual aceitação do seio materno pelos recém-nascidos, tanto no grupo copo como no grupo mamadeira. CONCLUSÃO: O aleitamento materno pode ser igualmente aceito, independentemente da forma de oferta da dieta (copo ou mamadeira), desde que haja o adequado acompanhamento fonoaudiológico e o incentivo ao aleitamento materno em idade precoce.

    Resumo em Inglês:

    PURPOSE: To assess the offer of the maternal breast in preterm babies hospitalized at the Intensive Care Unit of the Hospital and Maternity Neomater, linking this datum with the manner to feed them (cup or bottle) in the absence of the mother, and the speech-language stimulation carried out. METHODS: Forty-eight newborn preterm infants with gestational age less than or equal to 36 6/7 weeks, weighting <2500 grams and with stable respiratory pattern participated in this study. The newborns were divided into two groups: group A (35 newborns) with bottle feeding, and group B (13 newborns) with cup feeding. Speech-Language Pathology monitoring was organized in Stage 1 (non-nutritive sucking in "gloved finger" or "empty breast" concomitant with enteral feeding); Stage 2 (oral feeding offer - maternal breast, bottle or cup - with complement provided by enteral feeding); Stage 3 (exclusive oral feeding offer - maternal breast, bottle or cup); Stage 4 (effective breastfeeding offer). A comparison was carried out between the groups regarding the number of days in each phase. Data were statistically analyzed using the independent t-test, with significance level of 5%. RESULTS: There were no significant differences between the groups for any of the studied parameters. Breast feeding was equally accepted by newborns in the cup and the bottle groups. CONCLUSION: Breast feeding can be equally accepted, regardless the alternative feeding form used (cup or bottle), provided that there is adequate Speech-Language Pathology monitoring and encouragement to breastfeeding at an early age.
  • Influência do tratamento ortodôntico-cirúrgico nos sinais e sintomas de disfunção temporomandibular em indivíduos com deformidades dentofaciais Artigos Originais

    Silva, Marcela Maria Alves da; Ferreira, Amanda Tragueta; Migliorucci, Renata Resina; Nari Filho, Hugo; Berretin-Felix, Giédre

    Resumo em Português:

    OBJETIVO: Verificar se o tratamento ortodôntico-cirúrgico acarreta modificações nos sinais e sintomas de disfunção temporomandibular em indivíduos com deformidades dentofaciais. MÉTODOS: Participaram do estudo 20 pacientes de ambos os gêneros (idades entre 15 e 44 anos), com diferentes características dento-oclusais e faciais, submetidos a osteotomias mandibulares e/ou maxilares. Todos os pacientes apresentavam pelo menos um sinal ou sintoma de disfunção temporomandibular, verificado por meio de entrevista e de avaliação clínica realizada pré e após 30 a 60 dias da cirurgia ortognática. Nesta última buscou-se dor à palpação dos músculos mastigatórios, cervicais e da articulação temporomandibular; foi realizada ausculta das articulações temporomandibulares e mediu-se movimentos mandibulares. RESULTADOS: Quanto aos sintomas investigados na entrevista, os resultados demonstraram que após a cirurgia ortognática houve redução de todos os sintomas. No que diz respeito aos movimentos mandibulares, observou-se significante diminuição da abertura da boca no pós-operatório e pouca variação nas medidas de lateralidade mandibular. Em relação à presença de dor à palpação, notou-se diminuição da dor para os músculos cervicais. CONCLUSÃO: O tratamento ortodôntico-cirúrgico acarretou, em curto prazo, diminuição dos sintomas investigados e dos sinais clínicos de dor à palpação na musculatura cervical e redução da abertura da boca em pacientes com deformidades dentofaciais. Registro de ensaio clínico: 083578.

    Resumo em Inglês:

    PURPOSE: To verifying whether orthodontic-surgical treatment results in modification on the signs and symptoms of temporomandibular dysfunction in individuals with dentofacial deformities. METHODS: Twenty patients of both genders (ages between 15 and 44 years) with different dental-occlusion and facial characteristics, submitted to mandibular and/or maxillary osteotomy, participated in this study. All patients presented at least one sign or symptom of temporomandibular dysfunction, verified through interview and clinical evaluation carried out before and after 30 to 60 days of the orthognathic surgery. The final evaluation investigated the presence of pain on palpation of masticatory and cervical muscles, and temporomandibular joint pain; auscultation of the temporomandibular joints was performed, and jaw movements were measured. RESULTS: All symptoms investigated in the interview decreased after the orthognathic surgery. Regarding mandibular movements, there was a significant decrease in postoperative mandibular opening, and little variation was observed in measures of lateral excursions. It was also noticed a decrease of pain in cervical muscles. CONCLUSION: The orthodontic-surgical treatment resulted in short term decrease of the investigated symptoms and clinical signs of pain in cervical muscles, and reduction of mandibular opening in patients with dentofacial deformities.Clinical trials register: 083578.
  • Estudo das medidas antropométricas e das proporções orofaciais em crianças respiradoras nasais e orais de diferentes etiologias Artigos Originais

    Bolzan, Geovana de Paula; Silva, Ana Maria Toniolo da; Boton, Luane de Moraes; Corrêa, Eliane Castilhos Rodrigues

    Resumo em Português:

    OBJETIVO: Verificar e comparar as medidas e proporções orofaciais de crianças respiradoras nasais, orais obstrutivas e orais viciosas, com dentição mista. MÉTODOS: Participaram do estudo 57 crianças, 32 meninas e 25 meninos, leucodermas, com idades entre sete anos e cinco meses e 11 anos e dez meses. Os participantes realizaram triagem fonoaudiológica e avaliação otorrinolaringológica para diagnóstico do modo respiratório e etiologia da respiração oral. As avaliações possibilitaram a classificação das crianças em três grupos: 15 respiradores nasais; 22 respiradores orais obstrutivos; e 20 respiradores orais viciosos. Foi realizada avaliação antropométrica orofacial, com paquímetro digital. As medidas e proporções orofaciais de cada grupo estudado foram descritas. Medidas antropométricas e proporções orofaciais dos grupos foram comparadas, num nível de significância de 5%. RESULTADOS: Não foram verificadas diferenças nas medidas antropométricas e proporções orofaciais de respiradores nasais e respiradores orais obstrutivos e viciosos. CONCLUSÃO: Os resultados obtidos sugerem que o modo respiratório e as diferentes etiologias da respiração oral não determinam diferenças nas medidas e proporções orofaciais em crianças no período de dentição mista.

    Resumo em Inglês:

    PURPOSE: To verify and compare the orofacial measurements and proportions of children with nasal breathing, obstructive mouth breathing and habitual mouth breathing, with mixed dentition. METHODS: Fifty-seven children, 32 girls and 25 boys, caucasian, with ages varying from seven years and five months to 11 years and ten months, participated in this study. The participants carried out a Speech-Language Pathology screening and an otolaryngological evaluation, in order to diagnose the breathing mode and the mouth breathing etiology. Based on the evaluations, the children were classified into three groups: 15 nasal breathers; 22 obstructive mouth breathers; and 20 habitual mouth breathers. The orofacial anthropometric evaluation was carried out using a digital caliper. The measurements and orofacial proportions of each group were described and then statistically compared, with a significance level of 5%. RESULTS: No differences were observed between anthropometric measurements and orofacial proportions of nasal and mouth breathers (of both obstructive and habitual etiologies). CONCLUSION: The results obtained suggest that breathing mode and the different etiologies of mouth breathing do not determine differences in the orofacial measurements and proportions in children during the mixed dentition period.
  • Comparação dos resultados da fala após as cirurgias de retalho faríngeo e veloplastia intravelar para correção da disfunção velofaríngea Artigos Originais

    Mituuti, Cíntia Yumi; Bento-Gonçalves, Cristina Guedes de Azevedo; Piazentin-Penna, Silvia Helena Alvarez; Brandão, Giovana Rinalde; Mituuti, Cláudia Tiemi

    Resumo em Português:

    OBJETIVO: Comparar a fala e o funcionamento velofaríngeo após as técnicas de retalho faríngeo e veloplastia intravelar para a correção da disfunção velofaríngea residual. MÉTODOS: Foi realizado um estudo retrospectivo com análise de 148 casos com fissura labiopalatina operada e submetidos à correção cirúrgica da disfunção velofaríngea, sendo 77 com retalho faríngeo (média de idade: 20,4 anos) e 71 com veloplastia intravelar (média de idade: 16,2 anos). Foram avaliadas a ressonância da fala, a presença de articulações compensatórias, a emissão de ar nasal e a extensão da falha no fechamento velofaríngeo antes e após as duas técnicas. RESULTADOS: Dos 77 casos submetidos ao retalho faríngeo 64 (83%) apresentaram melhora na ressonância, enquanto que dos 71 casos com veloplastia intravelar 48 (68%) revelaram melhora, havendo diferença significativa entre os grupos. No grupo com retalho faríngeo, seis (8%) apresentaram melhora na articulação compensatória e dois (3%) no grupo veloplastia intravelar, enquanto a emissão de ar nasal melhorou em 17 (22%) casos com retalho faríngeo e em 18 (26%) com veloplastia intravelar. Não houve diferença entre os grupos quanto à articulação compensatória e emissão de ar nasal. A falha no fechamento velofaríngeo reduziu em 75 (96%) casos com retalho faríngeo e 46 (66%) com a veloplastia intravelar, havendo diferença entre os grupos. CONCLUSÃO: A técnica de retalho faríngeo mostrou-se mais efetiva na melhora da ressonância e no fechamento velofaríngeo quando comparada à veloplastia intravelar.

    Resumo em Inglês:

    PURPOSE: To compare speech and velopharyngeal function after pharyngeal flap and intravelar veloplasty techniques for the correction of residual velopharyngeal dysfunction. METHODS: It was carried out a retrospective study analyzing 148 cases of cleft lip and palate operated and submitted to velopharyngeal dysfunction surgical correction, 77 with pharyngeal flap (mean age: 20.4 years) and 71 with intravelar veloplasty (mean age: 16.2 years). Speech resonance, presence of compensatory articulations, nasal air emission, and velopharyngeal gap size were assessed before and after the use of both techniques. RESULTS: Sixty four (83%) of the 77 cases submitted to pharyngeal flap presented resonance improvement, while 48 (68%) of the 71 cases with intravelar veloplasty improved, with significant difference between the groups. Six (8%) subjects with pharyngeal flap, and two (3%) with intravelar veloplasty showed improvement in compensatory articulations, while nasal air emission improved in 17 (22%) cases with pharyngeal flap, and 18 (26%) with intravelar veloplasty. No significant differences were found between the groups regarding compensatory articulations and nasal air emission. The velopharyngeal gap size reduced in 75 (96%) cases with pharyngeal flap, and 46 (66%) with intravelar veloplasty, with a significant difference between the groups. CONCLUSION: The pharyngeal flap technique was more effective in improving resonance and velopharyngeal closure, when compared to intravelar veloplasty.
  • Tuberculose laríngea: proposta de intervenção fonoaudiológica nas sequelas de voz após o tratamento farmacológico Relatos De Caso

    Fagundes, Raquel de Cássia Ferro; Cury, Roberta Isolan; Anelli-Bastos, Wanderlene; Silva, Leonardo; Duprat, André

    Resumo em Português:

    A tuberculose é uma doença que esteve presente durante toda história. No século XIX o bacilo causador da doença foi descoberto e denominado bacilo de Koch. A tuberculose laríngea é uma das complicações da tuberculose pulmonar, e o sintoma mais comum é a rouquidão, decorrente ao processo cicatricial das lesões laríngeas. Sendo assim, o objetivo deste estudo foi verificar a efetividade da fonoterapia em um caso de disfonia pós-tratamento medicamentoso da tuberculose laríngea. A metodologia utilizada foi o estudo de caso do paciente J.O.B.S, 39 anos, gênero masculino, recepcionista de hotel, com jornada de oito diárias e ex-fumante, que trouxe como queixas principais rouquidão, cansaço e falta de ar durante a fala. Após as avaliações fonoaudiológica e otorrinolaringológica iniciaram-se as sessões de fonoterapia, com objetivo de diminuir a tensão à fonação, induzir o afastamento de pregas vestibulares, favorecer a mobilidade das pregas vocais, instaurar a respiração com apoio abdominal e melhorar a coordenação pneumofonoarticulatória. Após as 12 sessões previstas na metodologia desse estudo, diversos parâmetros vocais apresentaram melhoras, dentre eles a diminuição da tensão à fonação, respiração com apoio abdominal, melhoria da coordenação pneumofonoarticulatória, aumento da loudness e diminuição do ataque vocal brusco, que refletiram em uma emissão com menor esforço e mais aceita socialmente. A terapia fonoaudiológica, apesar das limitações decorrentes aos processos cicatriciais das lesões, mostrou-se importante no caso apresentado e o paciente ficou satisfeito com os resultados obtidos, os quais refletiram de forma positiva na comunicação oral e no convívio social do paciente.

    Resumo em Inglês:

    Tuberculosis is a disease that has been present throughout history. In the XIX century the agent that causes the disease was discovered and named mycobacterium tuberculosis. Laryngeal tuberculosis is one of the possible complications from pulmonary tuberculosis, and the most common symptom is hoarseness, as a result of the healing process of ulcerative laryngeal lesions. The purpose of this study was to verify the effectiveness of speech-language therapy in a case of voice disorder following anti-tuberculosis drug treatment. The methodology used was the case study of the patient J.O.B.S, 39 years old, male, hotel receptionist with an eight-hour workday, former smoker, who had hoarseness, tiredness and dyspnea during speech as main complaints. Speech-language therapy sessions started after Speech-Language Pathology and otolaryngological evaluations, with the aims to reduce the laryngeal tension during phonation, induce supraglottic vocal fold separation, help the smooth movement of the vocal folds, install abdominal breathing, and improve pneumophonic coordination. After 12 sessions, several vocal parameters improved, including decrease of vocal tension during speech, use of abdominal breathing, improvement of pneumophonic coordination, loudness increase, and reduction of the abrupt vocal attack, which reflected in vocal emissions with less effort and more socially accepted. In spite of the limitations caused by the healing of the ulcerative lesions, speech-language therapy was important in this case study, and the patient was satisfied with the results obtained, which had positive influences on his oral communication and social life.
  • Fatores intervenientes na terapia fonoaudiológica de crianças autistas Relatos De Caso

    Amato, Cibelle Albuquerque de La Higuera; Molini-Avejonas, Daniela Regina; Santos, Thais Helena Ferreira; Pimentel, Ana Gabriela Lopes; Valino, Vivian de Campos; Fernandes, Fernanda Dreux Miranda

    Resumo em Português:

    Estudos recentes mencionam que a incidência dos distúrbios do espectro autístico chega a 1%. Isso implica na necessidade de identificação urgente de modelos de intervenção eficazes, bem como dos fatores que podem interferir nesses processos. O objetivo deste artigo é descrever três anos de processos de terapia de linguagem de três crianças com diagnósticos incluídos no espectro do autismo com diferentes características de desenvolvimento e diferentes respostas ao processo terapêutico. Todas as crianças são atendidas em sistema ambulatorial, uma vez por semana, num serviço especializado, por fonoaudiólogas pós-graduandas na área há aproximadamente seis meses antes dos primeiros relatos apresentados. Os casos apresentados evidenciam a diversidade do fenótipo do autismo. Embora não fosse o objetivo deste estudo, fica aparente a referencia a três diferentes quadros incluídos no espectro do autismo. Desta forma, os processos de intervenção foram objeto de sutis ajustes às necessidades e possibilidades de cada uma das crianças. Todas as crianças tiveram progressos importantes em suas manifestações. A análise longitudinal individualizada de processos de intervenção terapêutica permite a abordagem de aspectos associados que podem ser determinantes nos resultados e que exigem abordagem consistente.

    Resumo em Inglês:

    Recent studies state that the incidence of autism spectrum disorders is 1% of the infantile population. It implies the need of urgent identification of efficient intervention proposals as well as of the factors that may intervene in these processes. The aim of this study is to describe three years of language therapy processes of three children diagnosed within the autism spectrum with different developmental characteristics and different responses to the therapeutic process. All the children were attending a specialized ambulatory program once a week. The language therapists were post-graduate students in the field and the therapeutic intervention started approximately six months prior to the beginning of the study. The children presented evidence of the diversity of the autism phenotype. Although it was not the purpose of this study, the reference to the three different features of the autism spectrum is clear. This way, the intervention processes received subtle adjustments to each child's specific needs and possibilities. All children had significant progress in their manifestations. The longitudinal individual analysis of therapeutic intervention processes allows the identification of associate process that might be determinant to the results and that demand consistent approaches.
  • Audiometria de altas frequências no diagnóstico complementar em audiologia: uma revisão da literatura nacional Artigos De Revisão

    Klagenberg, Karlin Fabianne; Oliva, Flávia Cardoso; Gonçalves, Cláudia Giglio de Oliveira; Lacerda, Adriana Bender Moreira; Garofani, Vanessa Gregorczyk; Zeigelboim, Bianca Simone

    Resumo em Português:

    A audiometria de altas frequências (AAF) é um exame audiológico importante na detecção precoce de perdas auditivas por lesões na base do ducto coclear. Nos últimos anos, a sua utilização foi facilitada pelo fato de os audiômetros comercializados passarem a incorporar frequências superiores a 8 kHz. Porém, existem diferenças relacionadas aos equipamentos utilizados, às metodologias empregadas e/ou aos resultados e interpretação. Assim, o objetivo deste artigo foi analisar a produção científica nacional sobre a aplicação clínica com AAF, para compreender sua utilização atual. Foram pesquisados textos publicados e indexados nas bases de dados LILACS, SciELO e Medline, num período de tempo de dez anos, utilizando como descritor "audiometria de altas frequências/high-frequency audiometry". Encontraram-se 24 artigos científicos nacionais utilizando AAF, cuja população avaliada, em sua maioria, apresentava de 18 a 50 anos de idade; 13 dos estudos determinaram os limiares utilizando como referência decibel nível de audição (dBNA); alguns estudos realizaram a comparação dos limiares auditivos tonais entre grupos para definir a normalidade; os autores relataram diferenças significativas nos limiares auditivos de altas frequências entre as idades. A AAF é utilizada na clínica audiológica para identificação precoce de alterações auditivas e no acompanhamento da audição de sujeitos expostos a drogas ototóxicas e/ou agentes otoagressores.

    Resumo em Inglês:

    High-frequency audiometry (HFA) is an important audiological test for early detection of hearing losses caused by leasions in the base of the cochlear duct. In recent years, its use was facilitated because audiometers began to identify frequencies higher than 8 kHz. However, there are differences related to the equipment used, the methodologies followed, and/or to the results and their interpretation. Therefore, the aim of this study was to analyze the national scientific production regarding HFA clinical application, to better understand its current use. Articles published and indexed in LILACS, SciELO and Medline databases in the last ten years were researched, using as keyword "audiometria de alta frequência/high-frequency audiometry". Twenty-four Brazilian scientific papers using HFA were found; most studies evaluated participants with ages ranging from 18 to 50 years; 13 studies used decibel hearing level (dBHL) to determine the thresholds; a few studies compared tonal auditory thresholds between groups to define normality; the authors reported significant differences in high frequency auditory thresholds among age ranges. HFA is used in audiological clinic for early identification of auditory alterations and in the auditory follow-up of subjects exposed to ototoxic drugs and/or otoagressive agents.
  • Pragmatic difficulties in children with Specific Language Impairment Refletindo Sobre O Novo

    Monteiro, Telma Iacovino; Befi-Lopes, Debora Maria
  • Alterações da comunicação em pacientes institucionalizados portadores de esquizofrenia crônica Resenha

    Almeida, Beatriz Paiva Bueno de; Cunha, Maria Claudia
  • Marcação de tempo por surdos sinalizadores Resumos

    Crato, Aline Nascimento
Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Al. Jaú, 684 - 7º andar, 01420-001 São Paulo/SP Brasil, Tel.: (55 11) 3873-4211 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revista@sbfa.org.br