Contribuição para o estudo do Ascaris lumbricoides em laboratório

Crístiano Lara Massara Hélio Martins de Araújo Costa Omar dos Santos Carvalho

Com o objetivo de contribuir para o estudo do Ascaris lumbricoides em laboratório, foram coletadas fezes em períodos de 24 horas de duas crianças com ascaridiase. As amostras fecais foram tamisadas e ressuspendidas várias vezes em água. Os sedimentos com ovos, foram cultivados em frascos de cultura de tecido em H2SO4 0,1N e incubados a 28°C. As culturas foram oxigenadas diariamente por agitação manual. A percentagem de embrionamento dos ovosfoi determinada a cada 10 dias a partir do 20.° dia, obtendo-se em torno de 98,0% de embrionamento no 80.° dia de cultura. O melhor dia para a recuperação de larvas em camundongos foi estabelecido infectando-se nove grupos de cinco camundongos, per os, com 200 ovos embrionados/ camundongo. Cada grupo de camundongo foi sacrificado por fratura cervical a partir do 4. ° até 12° dia da infecção. As larvas foram recuperadas do pulmão, obtendo-se 0,45% de recuperação no 8° dia após a infecção. A determinação do inóculo foi feita utilizando-se cinco grupos de dez camundongos infectados com 200,400,800,1.600 e 3.200 ovos embrionados/camundongo. A maior recuperação foi de 1,2% com o inóculo de 3.200 ovos embrionados. A melhor idade para a infecção dos camundongos foi obtida utilizando-se quatro grupos de animais, com cinco camundongos cada, com idades de 20, 30, 40 e 50 dias e inóculo de 3.200 ovos. Recuperou-se o máximo de 1,9% das larvas nos camundongos de 20 dias de idade.

Ascaris lumbricoides; Egg culture; Larval recovery


Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT Caixa Postal 118, 38001-970 Uberaba MG Brazil, Tel.: +55 34 3318-5255 / +55 34 3318-5636/ +55 34 3318-5287, http://rsbmt.org.br/ - Uberaba - MG - Brazil
E-mail: rsbmt@uftm.edu.br