Accessibility / Report Error

Infestaçao humana pelo Dipylidium caninum

Resumos

Os autores descrevem um caso de infestação pelo Dipylidium caninum numa criança residente em Araguari, Minas Gerais, que apresentou lesões cutâneas, insônia, irritabilidade, vômitos eperda do apetite. Relatam a eliminação abundante deproglotes quando a paciente foi tratada com medicamentos caseiros e a remissão dos sintomas, após dois tratamentos com mebendazol. Contudo não puderam concluir sobre a eficiência das drogas, devido à medicação empírica e ã administração de 200 mg/dia de mebendazol, contrariando a dosagem recomendada para Cestodas, que é de 400 mg/dia. Relatam, ainda, que exames das fezes do cão de propriedade da família revelaram apenas a presença de ancilostomídeos.

Dipilidiose; Dipylidium caninum


The authors describe a case of Dipylidium caninum infestation in a child living in Araguari, state of Minas Gerais, Brazil, who has presented skin lesions, insomnia, irritability, vomitingand lossof appetite. When the patient was treated with folk medicine they noticed excessive elimination of proglotids and the elimination of symptoms after being treated twice with mebendazol. However it was not possible to conclude anything about the drugs, due to the empiric medication and the administration of mebendazol in a dose of200 mg daily, which is not the quantity recommended for Cestodes (400 mg daily). The fecal examination of the dog that belongs to the family showed only ancylostomides.

Dipylidiasis; Dipylidium caninum


RELATOS DE CASO

Infestaçao humana pelo Dipylidium caninum

Carlos Henrique Lemos; Clarice de Resende Oliveira

RESUMO

Os autores descrevem um caso de infestação pelo Dipylidium caninum numa criança residente em Araguari, Minas Gerais, que apresentou lesões cutâneas, insônia, irritabilidade, vômitos eperda do apetite. Relatam a eliminação abundante deproglotes quando a paciente foi tratada com medicamentos caseiros e a remissão dos sintomas, após dois tratamentos com mebendazol. Contudo não puderam concluir sobre a eficiência das drogas, devido à medicação empírica e ã administração de 200 mg/dia de mebendazol, contrariando a dosagem recomendada para Cestodas, que é de 400 mg/dia. Relatam, ainda, que exames das fezes do cão de propriedade da família revelaram apenas a presença de ancilostomídeos.

Palavras-chave: Dipilidiose. Dipylidium caninum.

ABSTRACT

The authors describe a case of Dipylidium caninum infestation in a child living in Araguari, state of Minas Gerais, Brazil, who has presented skin lesions, insomnia, irritability, vomitingand lossof appetite. When the patient was treated with folk medicine they noticed excessive elimination of proglotids and the elimination of symptoms after being treated twice with mebendazol. However it was not possible to conclude anything about the drugs, due to the empiric medication and the administration of mebendazol in a dose of200 mg daily, which is not the quantity recommended for Cestodes (400 mg daily). The fecal examination of the dog that belongs to the family showed only ancylostomides.

Keywords: Dipylidiasis. Dipylidium caninum.

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

Recebido para publicação em 10/12/84.

Trabalho da Disciplina de Parasitologia, Departamento de Ciências Fundamentais para a Saude, Centro de Ciências Biomédicas, Bloco A, Universidade Federal de Uberlândia, 38400 Uberlândia, MG, Brasil.

  • 1. Corrêa O. Contribuição à determinação dos índices helmintológicos e entomológicos de Canis familiaris Linnaeus, na cidade de Porto Alegre. Tese de Livre Docência, Faculdade de Agronomia Veterinária, Porto Alegre, 1947.
  • 2. Costa HM, Batista Junior JA, Freitas MG. Endo e ectoparasitos de Canis familiaris em Belo Horizonte. Arquivos da Escola de Veterinária da Universidade Federal de Minas Gerais 14: 103-112, 1962.
  • 3. Coutinho E. Tratado de clínica das doenças infecciosas e parasitárias. 2a edição, Rio de Janeiro, Lithotypographia de Pimenta de Mello & Cia, 1941.
  • 4. Flores-Barroeta L, Garcia-Torres F, Olea Castaneyra R. Nuevo caso de parasitismo humano por Dipylidium caninum (Linneo, 1758) Raillet, 1892, en la Republica Mexicana. Revista del Instituto de Salubridad y Enfermedades Tropicales 22: 263-270, 1962.
  • 5. Gleason NN. Records of human infections with Dipylidium caninum, the double-pored tapeworm. The Journal of Parasitology 48: 812. 1962.
  • 6. Marinho RP, Neves DP. Dipylidium caninum (Dilepididae - Cestoda). Relato de dois casos humanos. Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo 21: 266-268, 1979.
  • 7. NicoletG. Teniasis por Dipylidium caninum enunnino. Boletin Chileno de Parasitologia 24: 150-151, 1969.
  • 8. Zago Filho H, Barreto MP. Estudo sobre a prevalência e intensidade de infestação por helmintos intestinais em cães e gatos de Ribeirão Preto, São Paulo. Revista Brasileira de Malariologia e Doenças Tropicais 9: 295- 304, 1957.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    07 Jun 2013
  • Data do Fascículo
    Dez 1985

Histórico

  • Aceito
    10 Dez 1984
  • Recebido
    10 Dez 1984
Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT Caixa Postal 118, 38001-970 Uberaba MG Brazil, Tel.: +55 34 3318-5255 / +55 34 3318-5636/ +55 34 3318-5287, http://rsbmt.org.br/ - Uberaba - MG - Brazil
E-mail: rsbmt@uftm.edu.br