Aspectos clínico-patológicos e imuno-histoquímicosda forma pulmonar grave da leptospirose

João José Pereira da Silva Marcos Olivier Dalston Jorge Eduardo Manhães de Carvalho Sérgio Setúbal Janice Mery Chiarino de Oliveira Martha Maria Pereira Sobre os autores

São descritos quatro casos da forma pulmonar grave da leptospirose (FPGL). Nestes quatro casos confirmados por hemocultura, observou-se grave acometimento pulmonar, caracterizado por hemorragia alveolar e insuficiência respiratória aguda. Três pacientes evoluíram para o óbito em menos de 48 horas após a instalação do quadro respiratório. A detecção por imunoperoxidase de antígenos de leptospira no tecido pulmonar foi positiva nestes três pacientes, sugerindo ação lesiva direta deste microrganismo. Os autores destacam a importância do diagnóstico clínico precoce, baseado nos achados radiológicos e de gasometria arterial, e sugerem que os corticosteróides, associados à antibioterapia, à assistência ventilatória precoce e à transfusão de plaquetas, são úteis na tentativa de impedir a instalação de grave hemorragia alveolar seguida de insuficiência respiratória e morte.

Leptospirose; Doença de Weil; Hemorragia pulmonar


Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT Caixa Postal 118, 38001-970 Uberaba MG Brazil, Tel.: +55 34 3318-5255 / +55 34 3318-5636/ +55 34 3318-5287, http://rsbmt.org.br/ - Uberaba - MG - Brazil
E-mail: rsbmt@uftm.edu.br