Ocorrência familiar de esplenomegalia esquistossomótica em uma área rural de Minas Gerais

Maria José Conceição J.R. Coura

Resumos

Em um estudo sobre a morbidade da esquistossomose mansoni em área rural do Município de Itanhomi. Vale do Rio Doce, Minas Gerais, observou-se a ocorrência de esplenomegalia esquistossomótica em dois ou mais integrantes de 13 das 322 famílias estudadas. Pela análise estatística estimou-se que a probabilidade de ocorrerem 2 ou mais casos de esplenomegalia em indivíduos de uma mesma família da área pesquisada era acentuadamente pequena, considerando-se igual a 6 o número médio de integrantes das 13 famílias. Assim, é pouco provável que essa ocorrência tenha sido simples obra do acaso e esse estudo sugere a pesquisa de um ou mais fatores que possam interferir na predisposição familiar à esplenomegalia esquistossomótica.


The observation of two or more severe cases among members of the same family deserves further studies and suggests that may be a genetical predisposition to spleen enlargement in schistosomiasis mansoni.


Ocorrência familiar de esplenomegalia esquistossomótica em uma área rural de Minas Gerais* * Trabalho realizado no Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro, com o auxílio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientifico e Tecnológico.

Maria José Conceição; J.R. Coura

RESUMO

Em um estudo sobre a morbidade da esquistossomose mansoni em área rural do Município de Itanhomi. Vale do Rio Doce, Minas Gerais, observou-se a ocorrência de esplenomegalia esquistossomótica em dois ou mais integrantes de 13 das 322 famílias estudadas.

Pela análise estatística estimou-se que a probabilidade de ocorrerem 2 ou mais casos de esplenomegalia em indivíduos de uma mesma família da área pesquisada era acentuadamente pequena, considerando-se igual a 6 o número médio de integrantes das 13 famílias. Assim, é pouco provável que essa ocorrência tenha sido simples obra do acaso e esse estudo sugere a pesquisa de um ou mais fatores que possam interferir na predisposição familiar à esplenomegalia esquistossomótica.

ABSTRACT

The observation of two or more severe cases among members of the same family deserves further studies and suggests that may be a genetical predisposition to spleen enlargement in schistosomiasis mansoni.

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

Recebido para publicação em 20.1.1978.

  • 1. BARBOSA, F. A. S.: Morbidade da Esquistossomose. Rev. bras. Matar., Número Especial, 3-159, 1966.
  • 2. DIAS, C. B.: A síndrome hépato-esplênica na Esquistossomose mansônica. Contribuição ao estudo baseado em 22 casos clínicos dos quais 13 submetidos à esplenectomia. TESE. Faculdade de Medicina da U.F.M.G., Belo Horizonte. 1952,449 p.
  • 3. KLOETZEL, K.: A síndrome hépato-esplênica na Esquistossomose mansônica. Considerações sobre a incidência familiar. Rev. bras. Med., 15, (4): 263- 265, 1958.
  • 4. KLOETZEL, K.: Aspectos epidemiológicos da Esquistossomose mansônica em uma população de Pernambuco. TESE. Clínica de Doenças Tropicais e Infectuosas. Faculdade de Medicina da U.S.P., São Paulo. 1962, 119 p.
  • 5. MEIRA, J. A.: Esquistossomíase mansoni subsídio ao estudo de sua incidência e distribuição geográfica no Brasil. Arch. Fac. Hig. S. Pauto, 1 (1): 5-146, 1947.
  • 6. PESSOA, S. B. & BARROS, P. R.: Notas sobre a Epidemiologia da Esquistossomose mansônica no Estado de Sergipe. Rev. Med. Cir. S. Paulo, 13 (4): 147- 154, 1953.
  • 7. RODRIGUES DA SILVA, J.: Estudo clínico da Esquistossomose mansoni; Doença de Manson Pirajá da Silva. TESE. Faculdade Nacional de Medicina da U.B., Rio de Janeiro. 1949, 452 p.

  • *
    Trabalho realizado no Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro, com o auxílio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientifico e Tecnológico.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    10 Jun 2013
  • Data do Fascículo
    Dez 1980

Histórico

  • Aceito
    20 Jan 1978
  • Recebido
    20 Jan 1978
Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT Caixa Postal 118, 38001-970 Uberaba MG Brazil, Tel.: +55 34 3318-5255 / +55 34 3318-5636/ +55 34 3318-5287, http://rsbmt.org.br/ - Uberaba - MG - Brazil
E-mail: rsbmt@uftm.edu.br