Identificação do Trypanosoma cruzi nos tecidos extracardíacos de portadores de miocardite crônica chagásica

Resumos

Em autópsias realizadas durante 20 anos em portadores de miocardite crônica chagásica parasitologicamente comprovados, foi realizada uma pesquisa exaustiva das formas tissulares do Trypanosoma cruzi nas secções histológicas de vários órgãos. Os parasitos intracelulares foram encontrados nos tecidos extracardíacos em 11 casos (55%), a saber: tubo digestivo (10 vezes), adrenal (6 vezes) e em vários outros órgãos (1 vez cada). A presença dos parasitos se associava com discreta infiltração mononuclear focal, mas, o mais das vezes, não havia qualquer alteração. O estudo mostra que as formas de multiplicação do T. cruzi tendem a se distribuir amplamente na infecção crônica, mas como são escassas, o seu encontro depende de pesquisa minuciosa. Um fato interessante é que somente no miocárdio os parasitos aparecem associados com inflamação crônica, difusa, progressiva e fibrosante.

Miocardite chagásica; Trypanosoma cruzi; Patologia


A search for the multiplying forms of T. cruzi in extracardiac tissues from 20 autopsied cases of chronic Chagas' myocarditis resulted in 11 positive cases (55 per cent). The digestive tract was parasitized 10 times, adrenal 6 times and several other organs were affectedon single occasions. A mild mononuclear cell reaction um seen associated with the parasitism, but most of the time no changes were present. This study shows that T. cruzi amastigotes have a widespread distribution in chronic human infections but due to their scanty number, their detection depends on thorough microscopic examination. It is interesting to note that only in the myocardium did the parasites appear associated with a chronic, diffuse, active and fibrosing inflammatory reaction.

Chagasic cardiomiopathy; Trypanosoma cruzi; Pathology


ARTIGOS

Identificação do Trypanosoma cruzi nos tecidos extracardíacos de portadores de miocardite crônica chagásica

Aryon de Almeida Barbosa Jr.; Zilton A. Andrade

Endereço para correspondência

RESUMO

Em autópsias realizadas durante 20 anos em portadores de miocardite crônica chagásica parasitologicamente comprovados, foi realizada uma pesquisa exaustiva das formas tissulares do Trypanosoma cruzi nas secções histológicas de vários órgãos. Os parasitos intracelulares foram encontrados nos tecidos extracardíacos em 11 casos (55%), a saber: tubo digestivo (10 vezes), adrenal (6 vezes) e em vários outros órgãos (1 vez cada). A presença dos parasitos se associava com discreta infiltração mononuclear focal, mas, o mais das vezes, não havia qualquer alteração. O estudo mostra que as formas de multiplicação do T. cruzi tendem a se distribuir amplamente na infecção crônica, mas como são escassas, o seu encontro depende de pesquisa minuciosa. Um fato interessante é que somente no miocárdio os parasitos aparecem associados com inflamação crônica, difusa, progressiva e fibrosante.

Palavras-chave: Miocardite chagásica. Trypanosoma cruzi. Patologia.

ABSTRACT

A search for the multiplying forms of T. cruzi in extracardiac tissues from 20 autopsied cases of chronic Chagas' myocarditis resulted in 11 positive cases (55 per cent). The digestive tract was parasitized 10 times, adrenal 6 times and several other organs were affectedon single occasions. A mild mononuclear cell reaction um seen associated with the parasitism, but most of the time no changes were present. This study shows that T. cruzi amastigotes have a widespread distribution in chronic human infections but due to their scanty number, their detection depends on thorough microscopic examination.

It is interesting to note that only in the myocardium did the parasites appear associated with a chronic, diffuse, active and fibrosing inflammatory reaction.

Keywords: Chagasic cardiomiopathy. Trypanosoma cruzi. Pathology.

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

  • Endereço para correspondência:
    Rua Valdemar Falcão 121
    Brotas
    40000
    Salvador, BA.
  • Recebido para publicação em 22/5/1984.

    Centro de Pesquisas Gonçalo Moniz, Fundação Oswaldo Cruz, Universidade Federal da Bahia.

    • 1. Almeida HO, T eixeira VPA, Oliveira AC A. Flebite com parasitismo em supra-renais de chagásicos crônicos. Arquivos Brasileiros de Cardiologia 36: 341-344,1981.
    • 2. Andrade ZA, Andrade SG. Forma subaguda da miocardite chagásica. Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo 5: 273-280, 1963.
    • 3. Chagas C. Tripanosomíase americana (forma aguda da moléstia). Memórias do Instituto Oswaldo Cruz 8: 37-59, 1916.
    • 4. Kňberle F. Pathogenesis of Chagas'disease. Ciba Foundation Symposium 20: 137-158, 1974.
    • 5. Kňberle F, Nador E. Etiologia e patogenia do megaesôfago no Brasil. Revista Paulista de Medicina 47: 643-661, 1955.
    • 6. Lopes ER, Chapadeiro E, Almeida HO, Rocha A. Contribuição ao estudo da anatomia patológica dos coraçőes de chagásicos falecidos subitamente. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical 9: 269-282, 1975.
    • 7. Weinstock JV, Boros DL. Organ dependentdifferences in composition and function observed in hepatic and intestinal granulomas isolated from mice with schistosomiasis mansoni. Journal of Immunology 130: 418-422, 1983.

    Endereço para correspondência: Rua Valdemar Falcão 121 Brotas 40000 Salvador, BA.

    Datas de Publicação

    • Publicação nesta coleção
      07 Jun 2013
    • Data do Fascículo
      Set 1984

    Histórico

    • Aceito
      22 Maio 1984
    • Recebido
      22 Maio 1984
    Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT Caixa Postal 118, 38001-970 Uberaba MG Brazil, Tel.: +55 34 3318-5255 / +55 34 3318-5636/ +55 34 3318-5287, http://rsbmt.org.br/ - Uberaba - MG - Brazil
    E-mail: rsbmt@uftm.edu.br