Accessibility / Report Error

Comportamento da musculatura das arteríolas intra-hepáticas na forma hepatesplênica da esquistossomose mansônica

Resumos

A determinação da relação parede-lume das arteríolas intra-hepáticas, na esquistossomose mansônica (forma hepatesplênica), demonstra a existência de uma hipotrofia da camada muscular daqueles vasos. Esse achado sugere redução do fluxo sangüíneo arterial hepático nessa entidade.

Esquistossomose; Esquistossomose hepatesplênica; Lesões arteriolares; Hipertrofia arteriolar


The determination of the wall-to-lumen ratio of hepatic arterioles in hepatosplenic schistosomiasis shows atrophy of the muscular layer of those vessels. This finding suggests a reduction of hepatic arterial flow as reported by others.

Schistosomiasis; Hepatosplenic schistosomiasis; Arteriolar lesions; Arteriolar hypertrophy


ARTIGOS

Comportamento da musculatura das arteríolas intra-hepáticas na forma hepatesplênica da esquistossomose mansônica

Maria do Socorro Almeida Barbosa* * Bolsista do CNPq (Bolsa de Iniciação Cientifica) - Processo n° 101452/84. ; Edmundo Chapadeiro; Alberto Nicolau Raick

RESUMO

A determinação da relação parede-lume das arteríolas intra-hepáticas, na esquistossomose mansônica (forma hepatesplênica), demonstra a existência de uma hipotrofia da camada muscular daqueles vasos. Esse achado sugere redução do fluxo sangüíneo arterial hepático nessa entidade.

Palavras-chave: Esquistossomose. Esquistossomose hepatesplênica. Lesões arteriolares. Hipertrofia arteriolar.

ABSTRACT

The determination of the wall-to-lumen ratio of hepatic arterioles in hepatosplenic schistosomiasis shows atrophy of the muscular layer of those vessels. This finding suggests a reduction of hepatic arterial flow as reported by others.

Keywords: Schistosomiasis. Hepatosplenic schistosomiasis. Arteriolar lesions. Arteriolar hypertrophy.

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

Recebido para publicação em 31/8/87.

Laboratório de Patologia da Faculdade de Ciências da Saúde, Departamento de Medicina Complementar, Universidade de Brasília, Brasília, DF e da Faculdade de Medicina do Triângulo Mineiro, Uberaba, MG.

  • 1. Andrade ZA, Andrade SG. Patologia da esquistossomose hepato-esplênica In: Aspectos peculiares da infecção por Schistossoma mansoni Centro Editorial e Didático da UFBA, Salvador, 1984.
  • 2. Andrade ZA, Bina JC. A patologia da forma hepatesplênica na esquistossomose mansônica em sua forma avançada (Estudo de 232 necrópsias completas). Memórias do Instituto Oswaldo Cruz 78:285-305, 1983.
  • 3. Andrade ZA, Cheever AW. Alterations of intrahepatic vasculature in hepatosplenic schistosomiasis mansoni. The American Journal of Tropical Medicine and Hygiene 20: 425-432, 1971.
  • 4. Bogliolo L. Segunda contribuição ao conhecimento do quadro anatômico do fígado na esquistossomose mansônica hepato-esplênica. O Hospital 45:507-542, 1955.
  • 5. Bogliolo L. Subsídios para o conhecimento da forma hepato-esplênica e da forma toxêmica da esquistossomose mansônica. Serviço Nacional de Educação Sanitária, Ministério da Saúde, Rio de Janeiro, 1958.
  • 6. Kemohan J, Anderson EW, Keith NM. The arterioles in cases of hypertension. Archives of Internal Medicine 44:395-423, 1929.
  • 7. Lichtemberg F. Lesions of the intrahepatic portal radicles in Manson's schistosomiasis. The American Journal of Pathology 31:757-771, 1955.
  • 8. Magalhães Filho A, Menezes H, Barros Coelho R. Patogênese da fibrose hepática na esquistossomose mansoni (estudo das alterações vasculares portais mediante modelo plástico). Revista da Associação Médica Brasileira 6:284-294, 1960.
  • 9. Mies S, Larsson E, Mori T, Rosa P, Raia S. O sistema porta e as artérias hepática, esplénica e mesentérica superior na esquistossomone hepatesplênica. Estudo angiográfico. Revista do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de São Paulo 35:121-131, 1980.
  • 10. Raso P. Lesões vasculares intra-hepáticas na forma hepato-esplênica da esquistossomose mansônica. Hospital 52:63-100, 1957.
  • 11. Ribeiro Jorge PA, Carvalhal SS. Sobre a rede vascular intra-hepática na esquistossomose mansônica, forma de Symmers. Estudo com modelos plásticos. Revista da Associação Médica Brasileira 13:435-441, 1967.
  • 12. Ribeiro Jorge PA, Zancaner W, Guimarães RF, Carvalhal SS. O gradiente de oxigênio e o fluxo sanguíneo hepático na esquistossomose mansônica hepatosplènica, forma de Symmers. Revista da Associação Médica Brasileira 13:442-445, 1967.
  • 13. Speranzini MB. Vascularização arterial do fígado na fibrose hepática esquistossomótica após anastomose espleno-renal (Estudo Angiográfico). Tese de Docência, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1971.
  • 14. Warren KS. Hepatosplenic schistosomiasis a great neglected disease of the liver. GUT 19:572-577, 1978
  • *
    Bolsista do CNPq (Bolsa de Iniciação Cientifica) - Processo n° 101452/84.
  • Datas de Publicação

    • Publicação nesta coleção
      29 Maio 2013
    • Data do Fascículo
      Mar 1988

    Histórico

    • Aceito
      31 Ago 1987
    • Recebido
      31 Ago 1987
    Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT Caixa Postal 118, 38001-970 Uberaba MG Brazil, Tel.: +55 34 3318-5255 / +55 34 3318-5636/ +55 34 3318-5287, http://rsbmt.org.br/ - Uberaba - MG - Brazil
    E-mail: rsbmt@uftm.edu.br