Accessibility / Report Error

Hanseníase no município de Buriticupu, estado do Maranhão: busca ativa na população geral

INTRODUÇÃO: O estudo foi desenvolvido com o objetivo de avaliar a situação da hanseníase na população geral do município de Buriticupu, Estado do Maranhão, Brasil. MÉTODOS: Foi empregado o método de busca ativa na identificação de casos novos, de 2008 a 2010. Baciloscopia de raspado intradérmico foi feita em todos os pacientes com lesões de pele compatíveis com hanseníase e exame histopatológico, naqueles em que havia dúvidas na definição da forma clínica. RESULTADOS: Participaram do estudo 19.104 indivíduos, sendo que o exame clínico definiu o diagnóstico de hanseníase em 42 pacientes, o que representa um coeficiente de detecção de 219,84/100.000 habitantes. A forma clínica predominante foi a tuberculóide com 24 (57,1%) casos, seguindo-se da dimorfa, com 11, da indeterminada, com 4 e da virchowiana com 3 casos. O estudo permitiu, ainda, a identificação de 81 pacientes com passado de hanseníase, além de outras doenças da pele, tais como pitiríase versicolor, dermatofitose, escabiose, vitiligo e carcinoma de pele. O teste binomial mostrou que a proporção de casos na sede foi significativamente maior que a dos povoados, p= 0,04 e o teste exato generalizado que não há associação entre faixa etária e forma clínica (p=0,438), bem como entre faixa etária e sexo (p=0,083). CONCLUSÕES: O elevado coeficiente de detecção define o município como hiperendêmico para a hanseníase; a busca ativa de casos é um método importante, bem como a organização dos serviços de saúde, para o controle da doença.

Hanseníase; Detecção; Busca ativa; Estado do Maranhão


Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT Caixa Postal 118, 38001-970 Uberaba MG Brazil, Tel.: +55 34 3318-5255 / +55 34 3318-5636/ +55 34 3318-5287, http://rsbmt.org.br/ - Uberaba - MG - Brazil
E-mail: rsbmt@uftm.edu.br