Accessibility / Report Error
Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, Volume: 30, Issue: 2, Published: 1997
  • Where to publish? Editorial

    Marsden, Philip Davis
  • Influência de corticóide, na doença de Chagas crônica, administrado em virtude de afecções associadas Artigos

    Rassi, Anis; Amato Neto, Vicente; Siqueira, Astolpho Ferraz de; Doles, Jarbas; Leite, Maurício Sérgio Brasil; Silva, Osterno Queiroz; Cardoso, Vasco Martins

    Abstract in Portuguese:

    Indivíduos acometidos de doença de Chagas em fase crônica foram tratados com corticóide, em virtude de afecções concomitantes. A fim de avaliar repercussões sobre a infecção devida ao Trypanosoma cruzi, houve adoção de procedimentos de várias ordens, representados por métodos referentes à parasitose, exames inespecíficos e subsídios clínico, eletrocardiográfico e radiológico, tendo também sido mantido, para comparação, grupo controle. Através do xenodiagnóstico ficou constatada acentuação da parasitemia, diretamente relacionada com a dose de corticóide, sem influência na evolução da enfermidade parasitária, pelo menos durante o período no qual ocorreu a investigação.

    Abstract in English:

    Patients with chronic Chagas'disease and simultaneous medical problems treated with corticosteroid were studied in order to evaluate steroid influence on chronic Trypanosoma cruzi infection. Parasitological assessment, radiological and electrocardiographic studies as well as non specific tests were performed in patients and in a control group that included chronic infected patients not treated with steroid. Xenodiagnosis showed a clear increase in T. cruzi parasitemia, related to the corticosteroid dosage, without clinical manifestations during the study follow-up period.
  • Factors influencing phagocytosis of Salmonella typhimurium by macrophages in murine schistosomiasis

    Muniz-Junqueira, Maria Imaculada; Prata, Aluízio; Tosta, Carlos Eduardo

    Abstract in Portuguese:

    Investigamos a influência da carga bacteriana e de anticorpos específicos sobre a fagocitose na esquistossomose. Macrófagos de camundongos esquistossomóticos mostraram uma menor capacidade para aumentar a fagocitose mesmo na presença de alta carga bacteriana, devido a um reduzido envolvimento destas células na fagocitose e a uma incapacidade para aumentar o número de bactérias fagocitadas por macrófago. Camundongos normais e infectados por Salmonella typhimurium aumentaram sua capacidade fagocitária quando expostos a uma alta carga bacteriana. Anticorpos para Salmonella typhimurium significantemente aumentaram a capacidade fagocitária de macrófagos de camundongos esquistossomóticos devido ao aumento do número de bactérias ingeridas mas não causaram nenhuma modificação no número de macrófagos envolvidos na fagocitose. Nossos dados indicam que macrófagos de camundongos esquistossomóticos trabalham próximo ao seu limite funcional, desde que nenhum aumento significante na fagocitose foi observado após aumentar a carga bacteriana. Anticorpos específicos podem melhorar sua capacidade fagocitária e, portanto, poderiam auxiliar na eliminação da infecção concomitante por Salmonella.

    Abstract in English:

    We investigated the influence of Salmonella typhimurium load and specific antibodies on phagocytosis in schistosomiasis. Macrophages from Schistosoma mansoni-infected mice showed depressed capacity to increase the phagocytosis in the presence of a high bacterial load, due to a reduced involvement of these cells in phagocytosis and to a deficient ability to increase the number of phagocytosed bacteria. Normal and Salmonella-infected mice increased their phagocytic capacity when exposed to a high bacterial load. Antibody to Salmonella increased the phagocytic capacity of macrophages from Schistosoma-infected mice due to an increase in the number of bacteria phagocytosed but caused no modification in the number of macrophages engaged in phagocytosis. Our data indicate that macrophages from Schistosoma-infected mice work close to their functional limit, since no increase in phagocytosis was observed after increasing the bacterial load. Specific antibodies can improve their phagocytic capacity and, therefore, could help clearing concurrent infection.
  • Anopheles (Culicidae, Anophelinae) e a malária em Buriticupu-Santa Luzia, Pré-Amazônia maranhense Artigos

    Rebêlo, José Manuel Macário; Silva, Antonio Rafael da; Ferreira, Luiz Alves; Vieira, José Augusto

    Abstract in Portuguese:

    Neste trabalho, estudou-se as espécies do gênero Anopheles que se atraem por iscas humanas na Região de Buriticupu, Santa Luzia, Estado do Maranhão. Foram encontradas 7 espécies do subgênero Nyssorhyncus A. (N) darlingi, o principal vetor da malária humana na região, foi a espécie mais freqüente (53,1% da amostra total). Seguem na ordem de importância, A. (N) evansae (21.0%), A. (N) triannulatus (17.4%) e A. (N) nuñeztovari (4,8%). As demais espécies, A. (N) argyritarsis, A. (N) oswaldoi e A. (N) rangeli representaram juntas 3,7% da amostra total. As visitas foram mais frequentes no extra (51,7% da amostra total) do que no peridomicílio (45,7%). A. (N) darlingi e A. (N) evansae foram as únicas espécies encontradas no intradomicílio, numa proporção de aproximadamente 2,6% da amostra total. Os anofelinos ocorreram nas estações seca e chuvosa, com maior frequência na última, coincidindo com os elevados índices de caso de malária naquela região.

    Abstract in English:

    Female anophelines were captured in human baits in the region of Buriticupu, Santa Luzia, Maranhão State. Seven species belonging the subgenus Nyssorhyncus were found. Anopheles (N.) darlingi, the principal vector of human malaria, was the most abundant (53.1%) followed by A. (N.) evansae (21.0%), A. (N.) triannulatus (17.4%) e A. (N.) nuñeztovari (4.8%). The others, A. (N.) argyritarsis, A. (N.) oswaldoi and A. (N.) rangeli, were less frequently found, representing only 3.7% of the total sample. The anophelines were most frequent in both the extra (51.7%) and peridomiciles (45.7%). The intradomicile was visited by some specimens of the A. (N.) darlingi and A. (N.) evansae (active in both the rain and dry seasons, especially in the former, when the malaria reached high leves of transmission.
  • Soroprevalência do vírus da hepatite C na população em diálise de Goiânia, GO Artigos

    Naghettini, Alessandra Vitorino; Daher, Roberto Ruhman; Martin, Regina M.B.; Doles, Jarbas; Vanderborght, Bart; Yoshida, Clara F.T.; Rouzere, Caroline

    Abstract in Portuguese:

    Um estudo soroepidemiológico para anticorpo do vírus da hepatite C (anti-VHC) foi realizado na população em diálise de Goiânia ,com objetivo de avaliar a soroprevalência do vírus e sua associação com possíveis fatores de risco. Foram estudados 173 pacientes com idade variando de 1070 anos, 35,3% (61/173) apresentaram soropositividade pelo ELISA de segunda geração e 25% (44/173) pelo INNO-LIA.Uso de drogas, hábitos sexuais, número de transfusões e atividade de transaminases não apresentaram relação significativa com a soropositividade. A permanência no tratamento e o uso da hemodiálise apresentaram correlação positiva com o anti-VHC (p < 0,05).Os dados sugerem que a hepatite C tem alta prevalência nos pacientes em hemodiálise e que o tempo em tratamento é um fator de risco para adquirir a infecção.

    Abstract in English:

    A cross-sectional study was performed to determine the prevalence of HCV among dialysis population in Goiânia and its association with possible risk factors. The patients were 173, aged 10 to 70 years old. An Elisa II test was undertaken and 61 of 173 (35.3%) had positive test; when INNO-LIA test was made, soropositivity was 26% (44/173). Patients with anti-VHC antibodies have been kept on hemodialysis treatment for periods longer than negatives (p < 0.05). Neither drugs users, blood transfusions, sexual and aminotransferase activity were significantly correlated with the infection. There is an elevated prevalence of anti-VHC antibodies among chronic hemodialysis patients which seems to be related to the time that patients are on dialysis treatment.
  • Histoplasmose em pacientes imunodeprimidos: estudo de 18 casos observados em Uberlândia, MG Artigos

    Borges, Aércio S.; Ferreira, Marcelo Simão; Silvestre, Marco Túlio A.; Nishioka, Sérgio de A.; Rocha, Ademir

    Abstract in Portuguese:

    Os autores descrevem dezoito casos de histoplasmose observados em pacientes imunodeprimidos, sendo 17 com SIDA e um associado à cirrose hepática alcoólica. O diagnóstico da histoplasmose foi obtido através do isolamento do fungo em cultura de LCR, sangue e medula óssea ou por exame histopatológico obtido por biópsia ou necropsia. A idade média dos pacientes foi de 35,8 anos, sendo 13 (72,2%) do sexo masculino. Em geral, a doença mostrou-se disseminada com acometimento por ordem de freqüência de: pele (38,8%), medula óssea (27,7%), mucosa nasofaringeana (22,2%), pulmão (22,2%), cólon (11,1%), SNC (5,5%) e esôfago (5,5%). Adenomegalia (50%),hepatomegalia (77,7%) e esplenomegalia (61,1%) também foram observados com muita frequência. Hematologicamente observou-se mais comumente pancitopenia (33,3%). Onze dos 18 pacientes receberam tratamento, sendo 9 com anfotericina B e 2 com itraconazol; 8 obtiveram boa resposta clínica e todos receberam terapia de manutenção com anfotericina B ou derivado triazólico. Este trabalho enfatiza a importância desta micose em pacientes imunodeprimidos, particularmente em pacientes com SIDA onde a infecção tende a acometer o sistema macrofágico-linfóide e o tegumento cutâneo.

    Abstract in English:

    The authors describe eighteen cases of histoplasmosis in immunodepressed patients, 17 with the acquired immunodeficiency syndrome (AIDS) and one patient with hepatic cirrhosis. The diagnosis of histoplasmosis was made by isolation of Histoplasma capsulatum from cerebrospinal fluid (CSF), blood and bone marrow or by histopathologic (biopsy or post mortem) examination. The mean age of the patients was 35.8 years; 13 patients were male (72.2%). The disease was disseminated, with the following distribution:skin (38.8%), bone marrow (27.7%), nasopharyngeal mucosa (22.2%), lungs (22.2%), cólon (11.1%), central nervous system (5.5%) and esophagus (5.5%). Adenomegaly (50%), hepatomegaly (77.7%) and splenomegaly (61.1%) were frequently seen. The most common hematologic abnormality was pancytopenia (33.3%) of the patients. Eleven patients were treated, 9 with amphotericin B and 2 with itraconazole. Eight had good clinical improvement and all of them were given amphotericin B or a triazolic as maintenance therapy. This study emphasize the importance of this mycosis in imunodepressed patients, specially AIDS patients, in whom the infection tends to invade the macrophagic-lymphoid system and preferentially the cutaneous tegument.
  • Tratamento da forma mucosa de leishmaniose sem resposta a glucantime, com anfotericina B liposomal Artigos

    Sampaio, Raimunda Nonata Ribeiro; Marsden, Phillip Davis

    Abstract in Portuguese:

    Tratamos com ambisome (2 a 5g totais de dose) seis pacientes com leishmaniose mucosa sem resposta a tratamento com glucantime (20mg SbV/kg/dia). A dose diária usada foi 2 a 3mg/kg/dia, aplicada por um mínimo de 20 dias. Após 26 a 38 meses de acompanhamento, cinco pacientes estão clinicamente curados. Um recidivou aos 6 meses. Não foram observados efeitos colaterais além de cefaléia, após a injeção. O ambisome constitue uma opção terapêutica para os pacientes com leishmaniose mucosa sem resposta aos antimoniais.

    Abstract in English:

    We treated six patients with mucosal leishmaniasis who failed to respond to glucantime (20mg/kg/day) with ambisome (2-5 grams total dose). The daily dose was 2-3mg/kg/day given for a minimum of 20 days. After 26-38 months of follow up, five patients were clinically cured. One relapsed after six months. No side effects of therapy were observed apart from headache after injection. Ambisome is a therapeutic option for patients with mucosal leishmaniasis unresponsive to antimonials.
  • Limiar anaeróbio detectado pela "análise da curva-V" na cardiopatia chagásica crônica Artigos

    Pedrosa, Roberto Coury; Melo, Marcos F. Vidal; Saad, Edson A.

    Abstract in Portuguese:

    O limiar anaeróbio (LA) medido pela análise da curva-V é a melhor medida da reserva funcional na insuficiência cardíaca e conseqüentemente a medida que melhor retrata o grau de comprometimento cardíaco. No presente trabalho foram estudados 28 pacientes (18 homens; idade média de 47 ± 6,7 anos) com sorologia positiva para a doença de Chagas, com graus variáveis de comprometimento cardíaco segundo a classificação de Los Andes e sem outras doenças associadas. A análise de variância mostrou que o LA dos pacientes do grupo IA (ECG e ventriculograma no ECO normal) é significativamente mais altos do que o valor observado nos demais grupos (p = 0,001). Enquanto o teste de comparações múltiplas de Tukey revelou que as médias do LA nos pacientes dos grupos IB, II e III (IB:ECG normal; ventriculograma no ECO anormal; II: ECG e venticulograma no ECO anormal sem ICC e III com ICC) não diferem significativamente entre si. O presente estudo demonstra que a ocorrência de alterações ventriculográficas iniciais já se associa a significativa redução da reserva cardiopulmonar e este comprometimento é progressivo e paralelo ao grau de comprometimento hemodinâmico cardíaco. A causa mais provável da redução do LA no grupo IB é a disfunção diastólica constatada ao ecocardiograma.

    Abstract in English:

    Anaerobic threshold (AT) as measured by V-slope, is the best parameter of cardiac reserve in patients with heart failure. A reduction of AT reflects linearly a limited cardiopulmonary reserve in patients with heart disease. We measured the anaerobic threshold from 28 patients (18 men; age 47 ± 6,7 years) classified into four groups: IA (normal ECG, wihout heart disease; 9 patients); IB (normal ECG, early left ventricular segmental abnormalities; 5 patients); II (abnormal ECG, advanced myocardial damage, no signs of heart failure; 7 patients); and III (abnormal ECG, end-stage, congestive heart failure; 7 patients). The analysis of variance indicated that the anaerobic threshold from patients of group IA was significantly greater than in groups IB, II and III (p = 0,001). Tukeys multiple comparation test showed no significative differences between mean AT in groups IB, II and III. The present study clearly demonstrates that occurrence of initial left ventricular contraction abnormalities is associated with definite reduction of cardiopulmonary reserve, and that this reduction is progressive and paralels the hemodynamic alterations. The most probable cause of this finding in group IB is dyastolic dysfunction as clearly showin in echocardiogram.
  • Estudo comparativo controlado com emprego de benznidazole, nifurtimox e placebo, na forma crônica da doença de Chagas, em uma área de campo com transmissão interrompida. I. Avaliação preliminar Artigos

    Coura, José Rodrigues; Abreu, Laércio Luiz de; Willcox, Henry Percy Faraco; Petana, Walter

    Abstract in Portuguese:

    Foi realizado um estudo controlado para avaliar a eficácia terapêutica e a tolerância do nifurtimox e do benznidazole em pacientes com a doença de Chagas crônica. Todos os pacientes tinham as reações de imunofluorescência e fixação do complemento positivas para anticorpos anti-T. cruzi e pelo menos dois xenodiagnósticos positivos em três realizados, antes do tratamento, e foram submetidos a exames clínicos, eletrocardiográficos e radiográficos do coração e do esôfago. De 77 pacientes estudados, 27 foram tratados com nifurtimox, 26 com benznidazole, ambos na dose de 5mg/kg/dia, durante 30 dias consecutivos, e 24 receberam um placebo em comprimidos semelhantes aos do benznidazole. Dos 77 pacientes, 64 (83,1%) completaram o tratamento: 23 (88,4%) com benznidazole, 19 (70,3%) com nifurtimox e 22 (91,6%) com placebo. Os pacientes foram avaliados clinicamente, sorologicamente e parasitologicamente (seis xenodiagnósticos no período de um ano após o tratamento). O grupo do benznidazole mostrou apenas 1,8% de xenodiagnósticos positivos pós-tratamento, o grupo do nifurtimox 9,6% e o do placebo 34,3%. Todas as reações sorológicas continuaram positivas e não houve alterações clínicas, eletrocardiográficas ou radiológicas um ano após o tratamento.

    Abstract in English:

    A controled clinical trial was carried out to evaluate the therapeutic efficacy and tolerance of nifurtimox and benznidazole in patients with chronic Chagas' disease. All patients had immunofluorescence and complement fixation reactions positives for T. cruzi antibodies and at least two xenodiagnoses positives in three performed before treatment, and they were submitted to clinical examinations, ECG and X-ray of the heart and esophagus. Of 77 patients studied, 27 were treated with nifurtimox and 26 with benznidazole in the dosage of 5m/kg/day for 30 consecutives days, and 24 received a placebo in tablets similar to benznidazole. From the 77 patients, 64 (83,1%) accomplished the treatment: 23 (88,4%) with benznidazole, 19 (70,3%) with nifurtimox and 22 (91,6%) with placebo. The patients were evaluated, clinically, serologically and parasitologically (six xenodiagnoses within one year after treatment). The benznidazole group showed only 1,8% of positive xenodiagnoses post-treatment, the nifurtimox 9,6% and the placebo 34,3%. All serologic reations continued positives and there were no clinical, ECG or X-ray changes one year after treatment.
  • Vacina inativada contra a hepatite A: revisão da literatura e considerações sobre seu uso Artigo De Revisão

    Santos, Márcio Vieira; Lopes, Marta Heloísa

    Abstract in Portuguese:

    O desenvolvimento, licenciamento e comercialização recentes de uma vacina inativada contra a hepatite A (VIHA) têm possibilitado a obtenção de imunização ativa, segura e provavelmente duradoura contra essa doença. Estudos conduzidos em países desenvolvidos demonstram sua utilidade clínica na prevenção da hepatite A (HA) em viajantes susceptíveis que se dirigem a áreas de alta endemicidade, em crianças pré-escolares e trabalhadores de creches, além de avaliar o uso pós-exposição e em em surtos epidêmicos. Os autores enfocam aspectos epidemiológicos atuais da hepatite A em diferentes regiões visando, através do conhecimento da epidemiologia da doença, esclarecer a utilidade que a VIHA teria no controle dessa doença nos países em desenvolvimento, especialmente no Brasil. Com base na sua eficácia, segurança e imunogenicidade, a VIHA se mostra de extremo valor a nível de proteção individual. Porém, devido ao pouco tempo de uso clínico desta vacina, não encontramos disponíveis recomendações formais para o seu uso nos países em desenvolvimento, especialmente a nível de Saúde Pública. Dados epidemiológicos atualizados sobre a HA nas diversas regiões brasileiras são essenciais para o desenvolvimento de uma estratégia racional de imunização.

    Abstract in English:

    A new, safe, highly immunogenic and probably long term effective inactivated hepatitis A virus vaccine has been licensed for clinical use. Clinical trials in developed countries have demonstrated its efficacy in preventing hepatitis A in high risk groups, such as travelers to regions where HAV infection is endemic and day care children and staff, its efficacy in postexposure conditions and in community outbreaks. The authors review the basic and changing features of the disease and its epidemiology in especific geographical regions trying to elucidate its use in the control of the disease in developing countries, especially in Brazil. Taking in consideration its efficacy, safety and immunogenicity, the inactivated hepatitis A vaccine may be of extreme value in terms of individual protection. Because this vaccine is so new, there are no formal recomendations for its use in developing countries, and appropriate public health use of hepatitis A vaccine requires up-to-date epidemiological information.
  • Avaliação da qualidade de vida de pacientes com doença de Chagas submetidos a transplante de coração Comunicação

    Amato, Myrian Sabbaga; Amato Neto, Vicente; Uip, David Everson

    Abstract in Portuguese:

    Analisamos a qualidade de vida de 11 pacientes com doença de Chagas, 26 a 126 meses após terem sido submetidos a transplante de coração. Essa condição, influenciável por diversos fatores e que não corresponde só ao prolongamento da existência, revelou sensível aprimoramento, passando os entrevistados a contar com objetivos e a poder concretizar realizações, antes inacessíveis.

    Abstract in English:

    Quality of life was evaluated in 11 patients with Chagas' disease 26 to 126 months after submission to heart transplantation. There was an objetive improvement in their quality of life, after the transplant.
  • Needle autopsy

    Marsden, Philip Davis

    Abstract in Portuguese:

    Muitas vezes, em clínicas de países tropicais, não há tempo nem condições para se realizar uma necropsia adequada em um paciente que foi a óbito. Um técnica de biópsia por punção é descrita para fins de exame em necropsia limitadamente fechada, para esclarecimento da histologia do órgão. Dessa maneira, o clínico pode resolver enigmas de doenças fatais.

    Abstract in English:

    Often in tropical practice there is not time or conditions to do a proper autopsy on a patient who has died. A needle biopsy technique is described for limited closed autopsy examination to clariffy organ histology. In this way the clinician may resolve puzzling fatal disease.
  • É o Tripanosoma cruzi um parasito? Carta Ao Editor

    Quintas, Luis Eduardo M.
  • Avaliação morfológica e morfométrica das ilhotas pancreáticas na fase crônica da doença de Chagas Resumos De Teses

    Saldanha, João Carlos
  • Estudo de demanda em uma enfermaria de doenças infecciosas e parasitárias durante três décadas de funcionamento (1965-1994) Resumos De Teses

    Setúbal, Sérgio
  • Exame oftalmológico de pacientes com doença de Chagas crônica em Mambaí (GO) Resumos De Teses

    Prata, João Antonio
Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT Caixa Postal 118, 38001-970 Uberaba MG Brazil, Tel.: +55 34 3318-5255 / +55 34 3318-5636/ +55 34 3318-5287, http://rsbmt.org.br/ - Uberaba - MG - Brazil
E-mail: rsbmt@uftm.edu.br