Accessibility / Report Error

Advances and challenges in oral health after a decade of the “Smiling Brazil” Program

ABSTRACT

OBJECTIVE

To analyze oral health work changes in primary health care after Brazil’s National Oral Health Policy Guidelines were released.

METHODS

A literature review was conducted on Medline, LILACS, Embase, SciELO, Biblioteca Virtual em Saúde, and The Cochrane Library databases, from 2000 to 2013, on elements to analyze work changes. The descriptors used included: primary health care, family health care, work, health care policy, oral health care services, dentistry, oral health, and Brazil. Thirty-two studies were selected and analyzed, with a predominance of qualitative studies from the Northeast region with workers, especially dentists, focusing on completeness and quality of care.

RESULTS

Observed advances focused on educational and permanent education actions; on welcoming, bonding, and accountability. The main challenges were related to completeness; extension and improvement of care; integrated teamwork; working conditions; planning, monitoring, and evaluation of actions; stimulating people’s participation and social control; and intersectorial actions.

CONCLUSIONS

Despite the new regulatory environment, there are very few changes in oral health work. Professionals tend to reproduce the dominant biomedical model. Continuing efforts will be required in work management, training, and permanent education fields. Among the possibilities are the increased engagement of managers and professionals in a process to understand work dynamics and training in the perspective of building significant changes for local realities.

Dental Health Services, organization and administration; Public Health Dentistry, Manpower; Primary Health Care; Dentist’s Practice Patterns; Working Conditions; Public Health Policy; Review

RESUMO

OBJETIVO

Analisar as mudanças no trabalho em saúde bucal na atenção primária à saúde após o lançamento das Diretrizes da Política Nacional de Saúde Bucal.

MÉTODOS

Foi realizada revisão da literatura nas bases de dados Medline, Lilacs, Embase, SciELO, Biblioteca Virtual em Saúde e The Cochrane Library, de 2000 a 2013, sobre elementos analisadores das mudanças no trabalho. Os descritores utilizados foram: atenção primária à saúde, saúde da família, trabalho, política de saúde, serviços de saúde bucal, odontologia, saúde bucal e Brasil. Foram selecionados e analisados 32 estudos, com predomínio de estudos qualitativos, da região Nordeste, com trabalhadores, sobretudo dentistas, e com foco na integralidade e qualificação da assistência.

RESULTADOS

Os avanços observados concentraram-se nas ações educativas e de educação permanente; no acolhimento, vínculo e responsabilização. Os principais desafios estiveram relacionados à: integralidade; ampliação e qualificação da assistência; trabalho integrado em equipe; condições de trabalho; planejamento, monitoramento e avaliação das ações; estímulo à participação popular e ao controle social; e ações intersetoriais.

CONCLUSÕES

Apesar do novo cenário normativo, as mudanças são incipientes no trabalho em saúde bucal. Os profissionais tendem a reproduzir o modelo biomédico dominante. Serão necessários esforços continuados no campo da gestão do trabalho, da formação e da educação permanente. Dentre as possibilidades, está a ampliação do engajamento dos gestores e dos profissionais num processo de compreensão da dinâmica do trabalho e da formação na perspectiva de construir mudanças significativas para as realidades locais.

Serviços de Saúde Bucal, organização e administração; Odontologia em Saúde Pública, recursos humanos; Atenção Primária à Saúde; Condutas na Prática dos Dentistas; Condições de Trabalho; Políticas Públicas de Saúde; Revisão

INTRODUCTION

Brazil has made advancements with its Unified Health System (SUS) by establishing universal and full care as its principles and by increasing the coverage of its Primary Health Care (PHC), through Family Health Care Strategy (FHCS). However, the biomedical health care model prevails, and it guides all professional practices, including dentistry.4. Ardenghi TM, Piovesan C, Antunes JLF. Desigualdades na prevalência de cárie dentária não tratada em crianças pré-escolares no Brasil. Rev Saude Publica. 2013;47 Suppl 3:129-37. DOI:10.1590/S0034-8910.2013047004352,1313 . Esposti CDD, Oliveira AE, Santos Neto ET, Zandonade E. O processo de trabalho do técnico em saúde bucal e suas relações com a equipe de saúde bucal na Região Metropolitana da Grande Vitória, Espírito Santo, Brasil. Saude Soc. 2012;21(2):372-85. DOI:10.1590/S0104-12902012000200011,3535 . Pereira DQ, Pereira JCM, Assis MMA. A prática odontológica em Unidades Básicas de Saúde em Feira de Santana (BA) no processo de municipalização da saúde: individual, curativa, autônoma e tecnicista. Cienc Saude Coletiva. 2003;8(2):599-609. DOI:10.1590/S1413-81232003000200020,4848 . Scherer MDA, Marino SRA, Ramos FRS. Rupturas e resoluções no modelo de atenção à saúde: reflexões sobre a Estratégia Saúde da Família com base nas categorias kuhnianas. Interface (Botucatu). 2005;9(6):53-66. DOI:10.1590/S1414-32832005000100005,5050 . Silva JM, Caldeira AP. Modelo assistencial e indicadores de qualidade da assistência: percepção dos profissionais da atenção primária à saúde. Cad Saude Publica. 2010;26(6):1187-93. DOI:10.1590/S0102-311X2010000600012,5454 . Soares FF, Figueiredo CRV, Borges NCM, Jordão RA, Freire MCM. Atuação da equipe de saúde bucal na Estratégia Saúde da Família: análise dos estudos publicados no período 2001-2008. Cienc Saude Coletiva. 2011;16(7): 3169-80. DOI:10.1590/S1413-81232011000800017,5555 . Sousa MF, Hamann EM. Programa Saúde da Família no Brasil: uma agenda incompleta? Cienc Saude Coletiva. 2009;14 Supl 1:1325-35. DOI:10.1590/S1413-81232009000800002

According to its last epidemiological survey, Brazil shifted its prevalence of caries from medium to low.5959 . World Health Organization, Collaborating Centre for Education, Training and Research in Oral Health. WHO Global Oral Health Database. Malmö; 2011 [cited 2012 Apr 15]. Available from: http://www.mah.se/CAPP/
http://www.mah.se/CAPP/...
Although results are nationally satisfactory, some factors call our attention: (a) regional differences in the prevalence and seriousness of caries are distinctive, which indicates a need for policies focused on equal care; (b) small reduction of caries in deciduous dentition (18.0%) and 80.0% of affected teeth remaining untreated; (c) significant deficit for older adults, despite adolescents’ and adults’ need for prosthetics having been decreased; and (d) prevalence of malocclusion requiring treatment in 10.0% of adolescents, which suggests a need for resizing the supply of dental procedures in secondary care.3232 . Nascimento AC, Moysés ST, Bisinelli JC, Moysés SJ. Oral health in the family health strategy: a change of practices or semantics diversionism. Rev Saude Publica. 2009;43(3):455-62. DOI:10.1590/S0034-89102009005000015,3333 . Nascimento AC, Moyses ST, Werneck RI, Moyses SJ. Oral health in the context of primary care in Brazil. Int Dent J. 2013;63(5):237-43. DOI:10.1111/idj.12039 These results are associated with the profile of dental practice, characterized by the conduction of eminently clinical actions emphasizing restoring activities and preventive actions focusing on students, which were shown to be insufficient to meet the needs of the population.3131 . Moysés SJ, Pucca Junior GA, Paludetto Junior M, Moura L. Avanços e desafios à Política de Vigilância à Saúde Bucal no Brasil. Rev Saude Publica. 2013;47 Suppl 3:161-7. DOI:10.1590/S0034-8910.2013047004329

The Brazilian path to shift the direction of its oral health care model in PHC has found milestones that have a potential to drive work changes: (a) first ConferênciaNacional de Saúde Bucal (CNSBNational Oral Health Conference) in 1986, followed by the creation of Brazil’s National Oral Health Policy in 1989,a a Ministério da Saúde. Portaria nº 613, de 13 de junho de 1989. Aprova a Política Nacional de Saúde Bucal. Diario Oficial Uniao. 13 jun 1989; Seção I: 42607. and by the second CNSB in 1993;9. Costa JFR, Chagas LD, Silvestre RM, organizadores. A política nacional de saúde bucal do Brasil: registro de uma conquista histórica. Brasília (DF): Organização Pan-Americana da Saúde; 2006 [cited 2014 May 11]. (Série Técnica Desenvolvimento de Sistemas e Serviços de Saúde, 11). Available from: http://189.28.128.100/dab/docs/publicacoes/geral/serie_tecnica_11_port.pdf
http://189.28.128.100/dab/docs/publicaco...
(b) inclusion of dental professionals in FHCS in 2000,1717 . Jatrana S, Crampton P, Filoche S. The case for integrating oral health into primary health care. N Z Med J. 2009;122(1301):43-52. facing the historical restriction of dealing with mother and their children and established a federal financial incentive; creation of new national syllabus guidelines for undergraduate courses in the health care field;3. Antunes JLF, Narvai PC. Políticas de saúde bucal no Brasil e seu impacto sobre as desigualdades em saúde. Rev Saude Publica. 2010;44(2):360-5. DOI:10.1590/S0034-89102010005000002 and approval of rules and guidelines to include oral health care teams in FHCS in 2001; (c) release of the Programa Brasil Sorridente (“Smiling Brazil” Program) in 20042323 . Matos PES, Tomita NE. A inserção da saúde bucal no Programa Saúde da Família: da universidade aos pólos de capacitação. Cad Saude Publica. 2004;20(6):1538-44. DOI:10.1590/S0102-311X2004000600011 and the third CNSB, which contributed to democratic and forward-looking production on the topic; (d) common and specific responsibilities of oral health care professionals in Brazil’s National Basic Health Care Policy in 2006,b b Ministério da Saúde. Portaria nº 648, de 28 de março de 2006. Aprova a Política Nacional de Atenção Básica, estabelecendo a revisão de diretrizes e normas para a organização da Atenção Básica para o Programa Saúde da Família (FHCP) e o Programa Agentes Comunitários de Saúde (PACS). Diario Oficial Uniao. 29 mar 2006; Seção I: 71. which were restated in 2011.c c Ministério da Saúde. Portaria nº 2.488, de 21 de outubro de 2011. Aprova a Política Nacional de Atenção Básica, estabelecendo a revisão de diretrizes e normas para a organização da Atenção Básica, para a Estratégia Saúde da Família (FHCT) e o Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS). Diario Oficial Uniao. 24 out 2011; Seção I: 48.

The recent path of oral health care signals that a new model is being built in the country (Figure 1).

Figure 1
Timeline identifying the moments and regulations that mark the incentive to changes in the oral health work process in Primary Health Care in Brazil.

The “Smiling Brazil” Program, as a guideline of Brazil’s National Oral Health Policy (PNSB),d d Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica, Coordenação Nacional de Saúde Bucal. Diretrizes da Política Nacional de Saúde Bucal. Brasília (DF); 2004. Available from: http://dab.saude.gov.br/portaldab/biblioteca.php?conteudo=publicacoes/pnsb is the largest public oral health care program in the world and it has turned a decade old in 2014.2828 . Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica.10 anos de Brasil Sorridente: milhões de sorrisos. Rev Bras Saude Familia. 2012;1(1):74-77. Available from: http://dab.saude.gov.br/portaldab/biblioteca.php?conteudo=publicacoes/revista_saude_familia35_36
http://dab.saude.gov.br/portaldab/biblio...
Changes were made to the work of oral health care teams in PHC over that period, in a way to meet the goals for readjusting the health care model.2020 . Lucena EHG, Pucca JR GA, Sousa MF. A Política Nacional de Saúde Bucal no Brasil no contexto do Sistema Único de Saúde. Tempus Actas Saude Coletiva [Internet]. 2011[cited 2015 May 11];5(3):53-63. Available from: http://www.tempus.unb.br/index.php/tempus/article/view/1042/951
http://www.tempus.unb.br/index.php/tempu...

The PHC is a potential space for innovation in the management and organization of the work process, one of the central axes for rearranging SUS’s health care.

This article intended to analyze the oral health work changes in primary health care after Brazil’s National Oral Health Policy Guidelines were released.

METHODS

The literature review was guided by analyzing elements of work changes in oral health in PHC, according to regulations in effect,2727 . Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Saúde bucal. Brasília (DF); 2006. (Cadernos de Atenção Básica, n. 17). Available from: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/abcad17.pdf
http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoe...
,c c Ministério da Saúde. Portaria nº 2.488, de 21 de outubro de 2011. Aprova a Política Nacional de Atenção Básica, estabelecendo a revisão de diretrizes e normas para a organização da Atenção Básica, para a Estratégia Saúde da Família (FHCT) e o Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS). Diario Oficial Uniao. 24 out 2011; Seção I: 48. ,d d Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica, Coordenação Nacional de Saúde Bucal. Diretrizes da Política Nacional de Saúde Bucal. Brasília (DF); 2004. Available from: http://dab.saude.gov.br/portaldab/biblioteca.php?conteudo=publicacoes/pnsb and from the publication of the Guidelines of PNSB. The following elements were used to analyze the changes in oral health in PHC: welcoming, bonding, and accountability; extension and improvement of care; intersectorial actions; educational actions; permanent education; fostering of popular participation and social control; completeness; planning, monitoring, and evaluation of actions; integrated teamwork; and working conditions. The guiding questions were: “Which analyzing elements are mentioned?”, “Are reports of work changes, advances, or difficulties present?”, “Are recommendations, complaints, or suggestions for oral health work in PHC present?”.

Studies were collected in Medline (via PubMed), LILACS, Embase, SciELO, Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), and The Cochrane Library (via Bireme) databases. Publications from 2000 to 2013 were included (until November 3, 2013). A period prior to 2004 was included, when the Guidelines of PNSB were released, after experiences and agreements among the several players involved in the discussion and that may have been research topics in published scientific journals.

The descriptors used in the search on PubMed were: (“primary health care” OR “family health” OR “work” OR “health policy”) AND (“dental health services” OR “dentistry” OR “oral health”) AND (“Brazil”). The descriptors were used in English and Portuguese in the remaining databases. The combination was conducted with the use of boolean operators “AND” and “OR”, as well as terms from the Medical Subject Headings (MeSH) or analogous ones available in each surveyed database.

Data were collected by one of the authors, whereas the other two, who were familiar with the topic and the method, undertook the selection and evaluation of studies. A total of 77 articles were found on Medline, 538 on LILACS, four on Embase, 67 on SciELO, 338 on BVS, and 13 on The Cochrane Library, which totaled 1,037 articles.

We included the articles that concerned the work, practices, or change of model in oral health in PHC, selected by title. The selected articles were those that discussed the organization and management of work processes in oral health, especially about teamwork in PHC, a central element of the rearrangement of SUS’ health care. Studies of theoretical reflection, essays, and theses were excluded.

We selected 211 articles. Sixty of them were excluded for being repeated in the bases, which resulted in 151 studies whose abstracts should be read and 52 to be fully read. At the end, 32 articles were included in the final analysis (Figure 2).

Figure 2
Search, selection, inclusion, and exclusion of studies on the work process in oral health in Primary Health Care.

General publication aspects, methodological characteristics, and main results were identified and analyzed based on their elements (Table 1). Information screening was independently conducted by the researchers and compared in a meeting for consensus. Agreed items were considered proper and included in the description of results. These were grouped according to their previous topic categories (elements for analysis) and analyzed in a descriptive manner.

Table 1
General aspects of selected studies, methodological characteristics, and study subjects.

RESULTS

Most studies were from the Northeast (n = 21; 65.6%), Southeast (n = 6; 18.7%) and South regions (n = 3; 9.3%) (Table 1). We identified qualitative (n = 24; 75.0%) and quantitative studies (n = 3; 9.3%). A combination of quantitative and qualitative methods was used in 15.6% of the articles (Table 2). In general, the main subjects were FHCT workers, dental surgeons (DS) being highlighted. Around a third of them included managers and users (Table 1). All studies (n = 32) mentioned one or more work-analyzing elements, but none included all of them (Table 2).

Table 2
Selected studies on the analyzing elements of oral health work in Primary Health Care in Brazil pointing out challenges and changes.

The few advances in oral health work focused on educational actions; permanent education actions; welcoming, bonding, and accountability. The main challenges related to completeness; extension and improvement of care; teamwork; planning, monitoring, and evaluation of actions; and working conditions. Few studies1414 . Faccin D, Sebold R, Carcereri, DL. Processo de trabalho em saúde bucal: em busca de diferentes olhares para compreender e transformar a realidade. Cienc Saude Coletiva. 2010;15 Supl 1:1643-52. DOI:10.1590/S1413-81232010000700076,3636 . Pezzato LM, L’Abbate S, Botazzo C. Produção de micropolíticas no processo de trabalho em saúde bucal: uma abordagem sócioanalítica. Cienc Saude Coletiva. 2013;18(7):2095-104. DOI:10.1590/S1413-81232013000700025,3838 . Pimentel FC, Martelli PJL, Araújo Junior JLAC, Aciolli RML, Macedo CLSV. Análise da atenção à saúde bucal na Estratégia de Saúde da Família do Distrito Sanitário VI, Recife (PE). Cienc Saude Coletiva. 2010;15(4):2189-96. DOI:10.1590/S1413-81232010000400033,3939 . Pimentel FC, Albuquerque PC, Martelli PJL, Souza WV, Acioli RML. Caracterização do processo de trabalho das equipes de saúde bucal em municípios do Estado de Pernambuco, Brasil, segundo porte populacional: da articulação comunitária à organização do atendimento clínico. Cad Saude Publica. 2012;28 Suppl:s146-57. DOI:10.1590/S0102-311X2012001300015,5757 . Souza TMS, Roncalli AG. Saúde bucal no Programa Saúde da Família: uma avaliação do modelo assistencial. Cad Saude Publica. 2007;23(11):2727-39. DOI:10.1590/S0102-311X2007001100020 included fostering of popular participation and social control and intersectorial actions.

Among the 32 studies analyzed, 19 of them mentioned the topic of completeness. Fourteen of those5. Baldani MH, Fadel CB, Possamai T, Queiroz MGS. A inclusão da odontologia no Programa Saúde da Família no Estado do Paraná. Cad Saude Publica. 2005;21(4):1026-35. DOI:10.1590/S0102-311X2005000400005,7. Chaves SCL, Silva LMV. As práticas profissionais no campo público de atenção à saúde bucal: o caso de dois municípios da Bahia. Cienc Saude Coletiva. 2007;12(6):1697-710. DOI:10.1590/S1413-81232007000600031,8. Chaves SCL, Vieira-da-Silva LM. Inequalities in oral health practices and social space: an exploratory qualitative study. Health Policy. 2008;86(1):119-28. DOI:10.1016/j.healthpol.2007.10.001,1010 . Cunha BAT, Marques RAA, Castro CGJ, Narvai PC. Saúde bucal em Diadema: da odontologia escolar à Estratégia Saúde da Família. Saude Soc. 2011;20(4):1033-45. DOI:10.1590/S0104-12902011000400019,1414 . Faccin D, Sebold R, Carcereri, DL. Processo de trabalho em saúde bucal: em busca de diferentes olhares para compreender e transformar a realidade. Cienc Saude Coletiva. 2010;15 Supl 1:1643-52. DOI:10.1590/S1413-81232010000700076,1616 . Holanda ALF, Barbosa AAA, Brito EWG. Reflexões acerca da atuação do agente comunitário de saúde nas ações de saúde bucal. Cienc Saude Coletiva. 2009;14 Supl 1:1507-12. DOI:10.1590/S1413-81232009000800024,2929 . Moura MS, Carvalho CJ, Amorim JTC, Marques MFSS, Moura LFAD, Mendes RF. Perfil e práticas de saúde bucal do agente comunitário de saúde em municípios piauienses de pequeno porte. Cienc Saude Coletiva. 2010;15 Supl 1:1487-95. DOI:10.1590/S1413-81232010000700061,3030 . Moura MS, Ferro FEFD, Cunha NL, Nétto OBS, Lima MDM, Moura LFAD. Saúde bucal na Estratégia de Saúde da Família em um colegiado gestor regional do estado do Piauí. Cienc Saude Coletiva. 2013;18(2):471-80. DOI:10.1590/S1413-81232013000200018,3737 . Pimentel FC, Martelli PJL, Araújo Júnior JLAC, Lima AS, Santana VGD, Macedo CLSV. Evolução da assistência em saúde bucal na Estratégia de Saúde da Família do município do Recife (PE) no período de 2001 a 2007. Rev Baiana Saude Publica. 2008;32(2): 253-64.,3838 . Pimentel FC, Martelli PJL, Araújo Junior JLAC, Aciolli RML, Macedo CLSV. Análise da atenção à saúde bucal na Estratégia de Saúde da Família do Distrito Sanitário VI, Recife (PE). Cienc Saude Coletiva. 2010;15(4):2189-96. DOI:10.1590/S1413-81232010000400033,4141 . Rodrigues AAAO, Assis MMA. Oferta e demanda na atenção à saúde bucal: o processo de trabalho no Programa Saúde da Família em Alagoinhas – Bahia. Rev Baiana Saude Publica. 2005;29(2):273-85.,4444 . Rodrigues AAAO, Assis MMA, Nascimento MAA, Fonsêca GS, Siqueira DVS. Saúde bucal na Estratégia Saúde da Família em um município do semiárido baiano. Rev Baiana Saude Publica. 2011;35(3):695-709.,5353 . Silva SF, Martelli PJL, Sá DA, Cabral AP, Pimentel FC, Monteiro IS et al. Análise do avanço das equipes de saúde bucal inseridas na Estratégia Saúde da Família em Pernambuco, região Nordeste, Brasil, 2002 a 2005. Cienc Saude Coletiva. 2011;16(1):211-20. DOI:10.1590/S1413-81232011000100024 pointed out difficulties to restructure oral health in PHC, overcome the practices in the traditional school dentistry model and create new possibilities, such as the family approach and diagnosis of the health care situation.1. Almeida GCM, Ferreira MAF. Saúde bucal no contexto do Programa Saúde da Família: práticas de prevenção orientadas ao indivíduo e ao coletivo. Cad Saude Publica. 2008;24(9):2131-40. DOI:10.1590/S0102-311X2008000900019,1010 . Cunha BAT, Marques RAA, Castro CGJ, Narvai PC. Saúde bucal em Diadema: da odontologia escolar à Estratégia Saúde da Família. Saude Soc. 2011;20(4):1033-45. DOI:10.1590/S0104-12902011000400019,1414 . Faccin D, Sebold R, Carcereri, DL. Processo de trabalho em saúde bucal: em busca de diferentes olhares para compreender e transformar a realidade. Cienc Saude Coletiva. 2010;15 Supl 1:1643-52. DOI:10.1590/S1413-81232010000700076,3434 . Nuto SAS, Oliveira GC, Andrade JV, Maia MCG. O acolhimento em saúde bucal na Estratégia de Saúde da Família, Fortaleza-CE: um relato de experiência. Rev APS. 2010;13(4):505-9.,3939 . Pimentel FC, Albuquerque PC, Martelli PJL, Souza WV, Acioli RML. Caracterização do processo de trabalho das equipes de saúde bucal em municípios do Estado de Pernambuco, Brasil, segundo porte populacional: da articulação comunitária à organização do atendimento clínico. Cad Saude Publica. 2012;28 Suppl:s146-57. DOI:10.1590/S0102-311X2012001300015 Actions focusing on clinical care and excess emphasis on technique and specialty persisted, and traditional preventive and educational practices prevailed.7. Chaves SCL, Silva LMV. As práticas profissionais no campo público de atenção à saúde bucal: o caso de dois municípios da Bahia. Cienc Saude Coletiva. 2007;12(6):1697-710. DOI:10.1590/S1413-81232007000600031,1414 . Faccin D, Sebold R, Carcereri, DL. Processo de trabalho em saúde bucal: em busca de diferentes olhares para compreender e transformar a realidade. Cienc Saude Coletiva. 2010;15 Supl 1:1643-52. DOI:10.1590/S1413-81232010000700076,4141 . Rodrigues AAAO, Assis MMA. Oferta e demanda na atenção à saúde bucal: o processo de trabalho no Programa Saúde da Família em Alagoinhas – Bahia. Rev Baiana Saude Publica. 2005;29(2):273-85. The oral health care teams found difficulties in practices related to FHCT, such as house calls by dentists, actions to prevent illnesses and promote health, as well as meetings and actions for articulation with the community.5. Baldani MH, Fadel CB, Possamai T, Queiroz MGS. A inclusão da odontologia no Programa Saúde da Família no Estado do Paraná. Cad Saude Publica. 2005;21(4):1026-35. DOI:10.1590/S0102-311X2005000400005,3939 . Pimentel FC, Albuquerque PC, Martelli PJL, Souza WV, Acioli RML. Caracterização do processo de trabalho das equipes de saúde bucal em municípios do Estado de Pernambuco, Brasil, segundo porte populacional: da articulação comunitária à organização do atendimento clínico. Cad Saude Publica. 2012;28 Suppl:s146-57. DOI:10.1590/S0102-311X2012001300015

Insufficient changes related to completeness were presented in five studies1818 . Koyashiki GAK, Alves-Souza RA, Garanhani ML. O trabalho em saúde bucal do agente comunitário de saúde em unidades de Saúde da Família. Cienc Saude Coletiva. 2008;13(4):1343-54. DOI:10.1590/S1413-81232008000400032,3232 . Nascimento AC, Moysés ST, Bisinelli JC, Moysés SJ. Oral health in the family health strategy: a change of practices or semantics diversionism. Rev Saude Publica. 2009;43(3):455-62. DOI:10.1590/S0034-89102009005000015,3636 . Pezzato LM, L’Abbate S, Botazzo C. Produção de micropolíticas no processo de trabalho em saúde bucal: uma abordagem sócioanalítica. Cienc Saude Coletiva. 2013;18(7):2095-104. DOI:10.1590/S1413-81232013000700025,4343 . Rodrigues AAAO, Santos AM, Assis MMA. Agente comunitário de saúde: sujeito da prática em saúde bucal em Alagoinhas, Bahia. Cienc Saude Coletiva. 2010;15(3):907-15. DOI:10.1590/S1413-81232010000300034,4545 . Sanglard-Oliveira CA, Werneck MAF, Lucas SD, Abreu MHNG. Atribuições dos técnicos em saúde bucal na Estratégia Saúde da Família em Minas Gerais, Brasil. Cienc Saude Coletiva. 2013;18(8):2453-60. DOI:10.1590/S1413-81232013000800030 (26.3%), which reported the introduction of care focused on the user, with a space for dialog and for the bringing together knowledge encompassing oral health. Unlike individual actions, the group actions and the advances in the preventive view and the practice of health education of professionals were expressive in FHCT.1. Almeida GCM, Ferreira MAF. Saúde bucal no contexto do Programa Saúde da Família: práticas de prevenção orientadas ao indivíduo e ao coletivo. Cad Saude Publica. 2008;24(9):2131-40. DOI:10.1590/S0102-311X2008000900019,1414 . Faccin D, Sebold R, Carcereri, DL. Processo de trabalho em saúde bucal: em busca de diferentes olhares para compreender e transformar a realidade. Cienc Saude Coletiva. 2010;15 Supl 1:1643-52. DOI:10.1590/S1413-81232010000700076,3838 . Pimentel FC, Martelli PJL, Araújo Junior JLAC, Aciolli RML, Macedo CLSV. Análise da atenção à saúde bucal na Estratégia de Saúde da Família do Distrito Sanitário VI, Recife (PE). Cienc Saude Coletiva. 2010;15(4):2189-96. DOI:10.1590/S1413-81232010000400033 Another change regards to the oral health technicians, who spent more of their time in preventive and collective activities than in care activities.4545 . Sanglard-Oliveira CA, Werneck MAF, Lucas SD, Abreu MHNG. Atribuições dos técnicos em saúde bucal na Estratégia Saúde da Família em Minas Gerais, Brasil. Cienc Saude Coletiva. 2013;18(8):2453-60. DOI:10.1590/S1413-81232013000800030

Two studies mentioned teamwork and showed that most DS reported integration with their teams, but only a few took part in meetings or used single records.5. Baldani MH, Fadel CB, Possamai T, Queiroz MGS. A inclusão da odontologia no Programa Saúde da Família no Estado do Paraná. Cad Saude Publica. 2005;21(4):1026-35. DOI:10.1590/S0102-311X2005000400005,1919 . Lourenço EC, Silva ACB, Meneghin MC, Pereira AC. A inserção dos serviços de saúde bucal no Programa Saúde da Família no Estado de Minas Gerais. Cienc Saude Coletiva. 2009;14 Supl 1:1367-77. DOI:10.1590/S1413-81232009000800009 The work of a DS was rarely inserted in shared practices with professionals of other fields, as their actions were autonomously, independently, and individually developed.3939 . Pimentel FC, Albuquerque PC, Martelli PJL, Souza WV, Acioli RML. Caracterização do processo de trabalho das equipes de saúde bucal em municípios do Estado de Pernambuco, Brasil, segundo porte populacional: da articulação comunitária à organização do atendimento clínico. Cad Saude Publica. 2012;28 Suppl:s146-57. DOI:10.1590/S0102-311X2012001300015

We observed obstacles for teamwork also among dental professionals.1313 . Esposti CDD, Oliveira AE, Santos Neto ET, Zandonade E. O processo de trabalho do técnico em saúde bucal e suas relações com a equipe de saúde bucal na Região Metropolitana da Grande Vitória, Espírito Santo, Brasil. Saude Soc. 2012;21(2):372-85. DOI:10.1590/S0104-12902012000200011 The DS recognized their relationship with oral health technicians was damaged by the lack of information on the work process, due to being uncertain of how liable they were regarding the activities of technicians, and also due to being afraid of technicians becoming practical dentists and taking their space in the job market. On the other hand, the DS appreciated the participation of technicians in the reorganization of dental work and in the construction of a relationship of partnership and cooperation.

Intersectorial actions were mentioned in two of the 32 studies,1414 . Faccin D, Sebold R, Carcereri, DL. Processo de trabalho em saúde bucal: em busca de diferentes olhares para compreender e transformar a realidade. Cienc Saude Coletiva. 2010;15 Supl 1:1643-52. DOI:10.1590/S1413-81232010000700076,5757 . Souza TMS, Roncalli AG. Saúde bucal no Programa Saúde da Família: uma avaliação do modelo assistencial. Cad Saude Publica. 2007;23(11):2727-39. DOI:10.1590/S0102-311X2007001100020 related to oral health prevention and education actions developed in the community or at schools.5757 . Souza TMS, Roncalli AG. Saúde bucal no Programa Saúde da Família: uma avaliação do modelo assistencial. Cad Saude Publica. 2007;23(11):2727-39. DOI:10.1590/S0102-311X2007001100020 We observed intersectorial actions to be volunteer practices in some of the teams, not reaching the expected impacts. Such circumstance may lead professionals to disbelief regarding FHCT, considering the inability of the health sector to deal with social determining factors of the health-disease process in an isolated manner.

Educational actions were present in nine studies,1. Almeida GCM, Ferreira MAF. Saúde bucal no contexto do Programa Saúde da Família: práticas de prevenção orientadas ao indivíduo e ao coletivo. Cad Saude Publica. 2008;24(9):2131-40. DOI:10.1590/S0102-311X2008000900019,8. Chaves SCL, Vieira-da-Silva LM. Inequalities in oral health practices and social space: an exploratory qualitative study. Health Policy. 2008;86(1):119-28. DOI:10.1016/j.healthpol.2007.10.001,1111 . Emmi DT, Barroso RFF. Avaliação das ações de saúde bucal no Programa Saúde da Família no distrito de Mosqueiro, Pará. Cienc Saude Coletiva. 2008;13(1):35-41. DOI:10.1590/S1413-81232008000100008,1414 . Faccin D, Sebold R, Carcereri, DL. Processo de trabalho em saúde bucal: em busca de diferentes olhares para compreender e transformar a realidade. Cienc Saude Coletiva. 2010;15 Supl 1:1643-52. DOI:10.1590/S1413-81232010000700076,2222 . Martelli PJL, Macedo CLSV, Medeiros KR, Silva SF, Cabral APS, Pimentel FC et al. Perfil do cirurgião-dentista inserido na Estratégia de Saúde da Família em municípios do estado de Pernambuco, Brasil. Cienc Saude Coletiva. 2010;15 Supl 2:3243-8. DOI:10.1590/S1413-81232010000800029,2626 . Mialhe FL, Lefèvre F, Lefèvre AMC. O agente comunitário de saúde e suas práticas educativas em saúde bucal: uma avaliação qualiquantitativa. Cienc Saude Coletiva. 2011;16(11):4425-32. DOI:10.1590/S1413-81232011001200015,3838 . Pimentel FC, Martelli PJL, Araújo Junior JLAC, Aciolli RML, Macedo CLSV. Análise da atenção à saúde bucal na Estratégia de Saúde da Família do Distrito Sanitário VI, Recife (PE). Cienc Saude Coletiva. 2010;15(4):2189-96. DOI:10.1590/S1413-81232010000400033,4242 . Rodrigues AAAO, Gallotti AP, Pena SFA, Ledo CAS. Saúde bucal no programa de saúde da família na cidade de Feira de Santana (BA): o perfil do cirurgião-dentista. Rev Baiana Saude Publica. 2009;33(4):582-94.,4545 . Sanglard-Oliveira CA, Werneck MAF, Lucas SD, Abreu MHNG. Atribuições dos técnicos em saúde bucal na Estratégia Saúde da Família em Minas Gerais, Brasil. Cienc Saude Coletiva. 2013;18(8):2453-60. DOI:10.1590/S1413-81232013000800030 of which seven pointed out advances in the practices of professionals concerning what is recommended by the guidelines of PNSB. According to Martelli et al,2222 . Martelli PJL, Macedo CLSV, Medeiros KR, Silva SF, Cabral APS, Pimentel FC et al. Perfil do cirurgião-dentista inserido na Estratégia de Saúde da Família em municípios do estado de Pernambuco, Brasil. Cienc Saude Coletiva. 2010;15 Supl 2:3243-8. DOI:10.1590/S1413-81232010000800029 92.3% of the DS considered them relevant. Among those, 89.6% reported conducting them. Rodrigues et al4242 . Rodrigues AAAO, Gallotti AP, Pena SFA, Ledo CAS. Saúde bucal no programa de saúde da família na cidade de Feira de Santana (BA): o perfil do cirurgião-dentista. Rev Baiana Saude Publica. 2009;33(4):582-94. identified that all DS conducted health education activities, at their health care units or schools, nursing homes, churches, and daycare facilities. The actions that were most reported were the ones of prevention and promotion in groups,1. Almeida GCM, Ferreira MAF. Saúde bucal no contexto do Programa Saúde da Família: práticas de prevenção orientadas ao indivíduo e ao coletivo. Cad Saude Publica. 2008;24(9):2131-40. DOI:10.1590/S0102-311X2008000900019,1414 . Faccin D, Sebold R, Carcereri, DL. Processo de trabalho em saúde bucal: em busca de diferentes olhares para compreender e transformar a realidade. Cienc Saude Coletiva. 2010;15 Supl 1:1643-52. DOI:10.1590/S1413-81232010000700076 highlighting oral health technicians as the ones responsible for them.4545 . Sanglard-Oliveira CA, Werneck MAF, Lucas SD, Abreu MHNG. Atribuições dos técnicos em saúde bucal na Estratégia Saúde da Família em Minas Gerais, Brasil. Cienc Saude Coletiva. 2013;18(8):2453-60. DOI:10.1590/S1413-81232013000800030 The ones of education in health were more present in the daily lives of FHCT professionals.3838 . Pimentel FC, Martelli PJL, Araújo Junior JLAC, Aciolli RML, Macedo CLSV. Análise da atenção à saúde bucal na Estratégia de Saúde da Família do Distrito Sanitário VI, Recife (PE). Cienc Saude Coletiva. 2010;15(4):2189-96. DOI:10.1590/S1413-81232010000400033,4242 . Rodrigues AAAO, Gallotti AP, Pena SFA, Ledo CAS. Saúde bucal no programa de saúde da família na cidade de Feira de Santana (BA): o perfil do cirurgião-dentista. Rev Baiana Saude Publica. 2009;33(4):582-94.

According to Mialhe et al,2626 . Mialhe FL, Lefèvre F, Lefèvre AMC. O agente comunitário de saúde e suas práticas educativas em saúde bucal: uma avaliação qualiquantitativa. Cienc Saude Coletiva. 2011;16(11):4425-32. DOI:10.1590/S1413-81232011001200015 the educational activities in oral health were conducted sporadically and mainly focused on pregnant women, mothers, and their children, in a vertical model of transmission of information, targeting changes in individual behaviors and incorporation of healthy habits. That vision was shared by the population, which considered oral hygiene instructions as one of the most important improvements.1111 . Emmi DT, Barroso RFF. Avaliação das ações de saúde bucal no Programa Saúde da Família no distrito de Mosqueiro, Pará. Cienc Saude Coletiva. 2008;13(1):35-41. DOI:10.1590/S1413-81232008000100008

Eight studies1. Almeida GCM, Ferreira MAF. Saúde bucal no contexto do Programa Saúde da Família: práticas de prevenção orientadas ao indivíduo e ao coletivo. Cad Saude Publica. 2008;24(9):2131-40. DOI:10.1590/S0102-311X2008000900019,1919 . Lourenço EC, Silva ACB, Meneghin MC, Pereira AC. A inserção dos serviços de saúde bucal no Programa Saúde da Família no Estado de Minas Gerais. Cienc Saude Coletiva. 2009;14 Supl 1:1367-77. DOI:10.1590/S1413-81232009000800009,2121 . Martelli PJL, Cabral APS, Pimentel FC, Macedo CLSV, Monteiro IS, Silva SF. Análise do modelo de atenção à saúde bucal em municípios do estado de Pernambuco. Cienc Saude Coletiva. 2008;13(5):1669-74. DOI:10.1590/S1413-81232008000500030,3737 . Pimentel FC, Martelli PJL, Araújo Júnior JLAC, Lima AS, Santana VGD, Macedo CLSV. Evolução da assistência em saúde bucal na Estratégia de Saúde da Família do município do Recife (PE) no período de 2001 a 2007. Rev Baiana Saude Publica. 2008;32(2): 253-64.

38 . Pimentel FC, Martelli PJL, Araújo Junior JLAC, Aciolli RML, Macedo CLSV. Análise da atenção à saúde bucal na Estratégia de Saúde da Família do Distrito Sanitário VI, Recife (PE). Cienc Saude Coletiva. 2010;15(4):2189-96. DOI:10.1590/S1413-81232010000400033

39 . Pimentel FC, Albuquerque PC, Martelli PJL, Souza WV, Acioli RML. Caracterização do processo de trabalho das equipes de saúde bucal em municípios do Estado de Pernambuco, Brasil, segundo porte populacional: da articulação comunitária à organização do atendimento clínico. Cad Saude Publica. 2012;28 Suppl:s146-57. DOI:10.1590/S0102-311X2012001300015

40 . Rocha ECA, Araújo MAD. Condições de trabalho das equipes de saúde bucal no Programa Saúde da Família: o caso do Distrito Sanitário Norte em Natal, RN. Rev Adm Publica; 2009;43(2):481-517. DOI:10.1590/S0034-76122009000200010

41 . Rodrigues AAAO, Assis MMA. Oferta e demanda na atenção à saúde bucal: o processo de trabalho no Programa Saúde da Família em Alagoinhas – Bahia. Rev Baiana Saude Publica. 2005;29(2):273-85.

42 . Rodrigues AAAO, Gallotti AP, Pena SFA, Ledo CAS. Saúde bucal no programa de saúde da família na cidade de Feira de Santana (BA): o perfil do cirurgião-dentista. Rev Baiana Saude Publica. 2009;33(4):582-94.

43 . Rodrigues AAAO, Santos AM, Assis MMA. Agente comunitário de saúde: sujeito da prática em saúde bucal em Alagoinhas, Bahia. Cienc Saude Coletiva. 2010;15(3):907-15. DOI:10.1590/S1413-81232010000300034
-4444 . Rodrigues AAAO, Assis MMA, Nascimento MAA, Fonsêca GS, Siqueira DVS. Saúde bucal na Estratégia Saúde da Família em um município do semiárido baiano. Rev Baiana Saude Publica. 2011;35(3):695-709.,5757 . Souza TMS, Roncalli AG. Saúde bucal no Programa Saúde da Família: uma avaliação do modelo assistencial. Cad Saude Publica. 2007;23(11):2727-39. DOI:10.1590/S0102-311X2007001100020 reported that planning, monitoring, and evaluation of actions were insufficient practices, and indicated difficulties in the conduction of surveys to recognize population needs, considering social and epidemiological characteristics.3838 . Pimentel FC, Martelli PJL, Araújo Junior JLAC, Aciolli RML, Macedo CLSV. Análise da atenção à saúde bucal na Estratégia de Saúde da Família do Distrito Sanitário VI, Recife (PE). Cienc Saude Coletiva. 2010;15(4):2189-96. DOI:10.1590/S1413-81232010000400033,4444 . Rodrigues AAAO, Assis MMA, Nascimento MAA, Fonsêca GS, Siqueira DVS. Saúde bucal na Estratégia Saúde da Família em um município do semiárido baiano. Rev Baiana Saude Publica. 2011;35(3):695-709. Despite the advances, oral health needs much investment, besides the control and evaluation of its actions through information systems, which strengthen planning and decision-making.3737 . Pimentel FC, Martelli PJL, Araújo Júnior JLAC, Lima AS, Santana VGD, Macedo CLSV. Evolução da assistência em saúde bucal na Estratégia de Saúde da Família do município do Recife (PE) no período de 2001 a 2007. Rev Baiana Saude Publica. 2008;32(2): 253-64.

Fostering of popular participation and social control was mentioned in three studies3636 . Pezzato LM, L’Abbate S, Botazzo C. Produção de micropolíticas no processo de trabalho em saúde bucal: uma abordagem sócioanalítica. Cienc Saude Coletiva. 2013;18(7):2095-104. DOI:10.1590/S1413-81232013000700025,3838 . Pimentel FC, Martelli PJL, Araújo Junior JLAC, Aciolli RML, Macedo CLSV. Análise da atenção à saúde bucal na Estratégia de Saúde da Família do Distrito Sanitário VI, Recife (PE). Cienc Saude Coletiva. 2010;15(4):2189-96. DOI:10.1590/S1413-81232010000400033,3939 . Pimentel FC, Albuquerque PC, Martelli PJL, Souza WV, Acioli RML. Caracterização do processo de trabalho das equipes de saúde bucal em municípios do Estado de Pernambuco, Brasil, segundo porte populacional: da articulação comunitária à organização do atendimento clínico. Cad Saude Publica. 2012;28 Suppl:s146-57. DOI:10.1590/S0102-311X2012001300015 as an action to be stimulated by teams. Pezatto et al3636 . Pezzato LM, L’Abbate S, Botazzo C. Produção de micropolíticas no processo de trabalho em saúde bucal: uma abordagem sócioanalítica. Cienc Saude Coletiva. 2013;18(7):2095-104. DOI:10.1590/S1413-81232013000700025 pointed out that the appropriation of oral health topics by social control spaces is one of the challenges in implementing oral health care services in SUS.

The extension and improvement of oral health care were mentioned in 19 of the 32 studies. Among those, five1111 . Emmi DT, Barroso RFF. Avaliação das ações de saúde bucal no Programa Saúde da Família no distrito de Mosqueiro, Pará. Cienc Saude Coletiva. 2008;13(1):35-41. DOI:10.1590/S1413-81232008000100008,1919 . Lourenço EC, Silva ACB, Meneghin MC, Pereira AC. A inserção dos serviços de saúde bucal no Programa Saúde da Família no Estado de Minas Gerais. Cienc Saude Coletiva. 2009;14 Supl 1:1367-77. DOI:10.1590/S1413-81232009000800009,3636 . Pezzato LM, L’Abbate S, Botazzo C. Produção de micropolíticas no processo de trabalho em saúde bucal: uma abordagem sócioanalítica. Cienc Saude Coletiva. 2013;18(7):2095-104. DOI:10.1590/S1413-81232013000700025,3737 . Pimentel FC, Martelli PJL, Araújo Júnior JLAC, Lima AS, Santana VGD, Macedo CLSV. Evolução da assistência em saúde bucal na Estratégia de Saúde da Família do município do Recife (PE) no período de 2001 a 2007. Rev Baiana Saude Publica. 2008;32(2): 253-64.,5353 . Silva SF, Martelli PJL, Sá DA, Cabral AP, Pimentel FC, Monteiro IS et al. Análise do avanço das equipes de saúde bucal inseridas na Estratégia Saúde da Família em Pernambuco, região Nordeste, Brasil, 2002 a 2005. Cienc Saude Coletiva. 2011;16(1):211-20. DOI:10.1590/S1413-81232011000100024 mentioned advances, but difficulties prevailed (73.6%) regarding meeting the needs of the related population.5. Baldani MH, Fadel CB, Possamai T, Queiroz MGS. A inclusão da odontologia no Programa Saúde da Família no Estado do Paraná. Cad Saude Publica. 2005;21(4):1026-35. DOI:10.1590/S0102-311X2005000400005 Excessive demand was highlighted as a negative aspect, with predominance of healing actions by the DS.1919 . Lourenço EC, Silva ACB, Meneghin MC, Pereira AC. A inserção dos serviços de saúde bucal no Programa Saúde da Família no Estado de Minas Gerais. Cienc Saude Coletiva. 2009;14 Supl 1:1367-77. DOI:10.1590/S1413-81232009000800009 Even with the extended access to oral health care services, organizing the demand was a critical bottleneck, as there are several gateways, large repressed demand, and little supply.1919 . Lourenço EC, Silva ACB, Meneghin MC, Pereira AC. A inserção dos serviços de saúde bucal no Programa Saúde da Família no Estado de Minas Gerais. Cienc Saude Coletiva. 2009;14 Supl 1:1367-77. DOI:10.1590/S1413-81232009000800009,3232 . Nascimento AC, Moysés ST, Bisinelli JC, Moysés SJ. Oral health in the family health strategy: a change of practices or semantics diversionism. Rev Saude Publica. 2009;43(3):455-62. DOI:10.1590/S0034-89102009005000015,3434 . Nuto SAS, Oliveira GC, Andrade JV, Maia MCG. O acolhimento em saúde bucal na Estratégia de Saúde da Família, Fortaleza-CE: um relato de experiência. Rev APS. 2010;13(4):505-9. Increasing and improving care requires facing challenges related to insufficient public investments; to the difficulties in referring patients to specialty services; the actions focusing on clinical care with excess emphasis on technique and specialty; and the rising demand for services by the population, focused on healing actions.3434 . Nuto SAS, Oliveira GC, Andrade JV, Maia MCG. O acolhimento em saúde bucal na Estratégia de Saúde da Família, Fortaleza-CE: um relato de experiência. Rev APS. 2010;13(4):505-9. Despite the difficulties, we observed positive aspects in the studies: limiting of clients, enabling better supervision; changes in the profile of dental procedures conducted; and population-based coverage according to the minimum limit as per the Ministry of Health.1111 . Emmi DT, Barroso RFF. Avaliação das ações de saúde bucal no Programa Saúde da Família no distrito de Mosqueiro, Pará. Cienc Saude Coletiva. 2008;13(1):35-41. DOI:10.1590/S1413-81232008000100008,3737 . Pimentel FC, Martelli PJL, Araújo Júnior JLAC, Lima AS, Santana VGD, Macedo CLSV. Evolução da assistência em saúde bucal na Estratégia de Saúde da Família do município do Recife (PE) no período de 2001 a 2007. Rev Baiana Saude Publica. 2008;32(2): 253-64.,5353 . Silva SF, Martelli PJL, Sá DA, Cabral AP, Pimentel FC, Monteiro IS et al. Análise do avanço das equipes de saúde bucal inseridas na Estratégia Saúde da Família em Pernambuco, região Nordeste, Brasil, 2002 a 2005. Cienc Saude Coletiva. 2011;16(1):211-20. DOI:10.1590/S1413-81232011000100024

Establishing welcoming, bonding, and accountability allows negotiating with users and professionals of full health care, which helps the therapeutic act to be focused on the professional, however being conducted according to the user’s wishes. These elements were mentioned by seven studies.5. Baldani MH, Fadel CB, Possamai T, Queiroz MGS. A inclusão da odontologia no Programa Saúde da Família no Estado do Paraná. Cad Saude Publica. 2005;21(4):1026-35. DOI:10.1590/S0102-311X2005000400005,1010 . Cunha BAT, Marques RAA, Castro CGJ, Narvai PC. Saúde bucal em Diadema: da odontologia escolar à Estratégia Saúde da Família. Saude Soc. 2011;20(4):1033-45. DOI:10.1590/S0104-12902011000400019,3232 . Nascimento AC, Moysés ST, Bisinelli JC, Moysés SJ. Oral health in the family health strategy: a change of practices or semantics diversionism. Rev Saude Publica. 2009;43(3):455-62. DOI:10.1590/S0034-89102009005000015,3434 . Nuto SAS, Oliveira GC, Andrade JV, Maia MCG. O acolhimento em saúde bucal na Estratégia de Saúde da Família, Fortaleza-CE: um relato de experiência. Rev APS. 2010;13(4):505-9.,4545 . Sanglard-Oliveira CA, Werneck MAF, Lucas SD, Abreu MHNG. Atribuições dos técnicos em saúde bucal na Estratégia Saúde da Família em Minas Gerais, Brasil. Cienc Saude Coletiva. 2013;18(8):2453-60. DOI:10.1590/S1413-81232013000800030

46 . Santos AM, Assis MMA, Rodrigues AAAO, Nascimento MAA, Jorge MSB. Linhas de tensões no processo de acolhimento das equipes de saúde bucal do Programa Saúde da Família: o caso de Alagoinhas, Bahia, Brasil. Cad Saude Publica. 2007;23(1):75-85. DOI:10.1590/S0102-311X2007000100009
-4747 . Santos AM, Assis MMA, Nascimento MAA, Jorge MSB. Vínculo e autonomia na prática de saúde bucal no Programa Saúde da Família. Rev Saude Publica. 2008;42(3):464-70. DOI:10.1590/S0034-89102008005000025 Among those, six pointed out changes: the influence of new national syllabus guidelines in the more humanized practice of dentists, reinforcing the bond, the extended look at the territory and the community; and the potential work of community health care agent in the establishment of bonding, welcoming, and autonomy of users.5. Baldani MH, Fadel CB, Possamai T, Queiroz MGS. A inclusão da odontologia no Programa Saúde da Família no Estado do Paraná. Cad Saude Publica. 2005;21(4):1026-35. DOI:10.1590/S0102-311X2005000400005,4747 . Santos AM, Assis MMA, Nascimento MAA, Jorge MSB. Vínculo e autonomia na prática de saúde bucal no Programa Saúde da Família. Rev Saude Publica. 2008;42(3):464-70. DOI:10.1590/S0034-89102008005000025

We identified 11 studies5. Baldani MH, Fadel CB, Possamai T, Queiroz MGS. A inclusão da odontologia no Programa Saúde da Família no Estado do Paraná. Cad Saude Publica. 2005;21(4):1026-35. DOI:10.1590/S0102-311X2005000400005,1414 . Faccin D, Sebold R, Carcereri, DL. Processo de trabalho em saúde bucal: em busca de diferentes olhares para compreender e transformar a realidade. Cienc Saude Coletiva. 2010;15 Supl 1:1643-52. DOI:10.1590/S1413-81232010000700076,1919 . Lourenço EC, Silva ACB, Meneghin MC, Pereira AC. A inserção dos serviços de saúde bucal no Programa Saúde da Família no Estado de Minas Gerais. Cienc Saude Coletiva. 2009;14 Supl 1:1367-77. DOI:10.1590/S1413-81232009000800009,2121 . Martelli PJL, Cabral APS, Pimentel FC, Macedo CLSV, Monteiro IS, Silva SF. Análise do modelo de atenção à saúde bucal em municípios do estado de Pernambuco. Cienc Saude Coletiva. 2008;13(5):1669-74. DOI:10.1590/S1413-81232008000500030,2222 . Martelli PJL, Macedo CLSV, Medeiros KR, Silva SF, Cabral APS, Pimentel FC et al. Perfil do cirurgião-dentista inserido na Estratégia de Saúde da Família em municípios do estado de Pernambuco, Brasil. Cienc Saude Coletiva. 2010;15 Supl 2:3243-8. DOI:10.1590/S1413-81232010000800029,3030 . Moura MS, Ferro FEFD, Cunha NL, Nétto OBS, Lima MDM, Moura LFAD. Saúde bucal na Estratégia de Saúde da Família em um colegiado gestor regional do estado do Piauí. Cienc Saude Coletiva. 2013;18(2):471-80. DOI:10.1590/S1413-81232013000200018,4040 . Rocha ECA, Araújo MAD. Condições de trabalho das equipes de saúde bucal no Programa Saúde da Família: o caso do Distrito Sanitário Norte em Natal, RN. Rev Adm Publica; 2009;43(2):481-517. DOI:10.1590/S0034-76122009000200010,4242 . Rodrigues AAAO, Gallotti AP, Pena SFA, Ledo CAS. Saúde bucal no programa de saúde da família na cidade de Feira de Santana (BA): o perfil do cirurgião-dentista. Rev Baiana Saude Publica. 2009;33(4):582-94.,4646 . Santos AM, Assis MMA, Rodrigues AAAO, Nascimento MAA, Jorge MSB. Linhas de tensões no processo de acolhimento das equipes de saúde bucal do Programa Saúde da Família: o caso de Alagoinhas, Bahia, Brasil. Cad Saude Publica. 2007;23(1):75-85. DOI:10.1590/S0102-311X2007000100009,4747 . Santos AM, Assis MMA, Nascimento MAA, Jorge MSB. Vínculo e autonomia na prática de saúde bucal no Programa Saúde da Família. Rev Saude Publica. 2008;42(3):464-70. DOI:10.1590/S0034-89102008005000025,5656 . Souza LGS, Menandro MCS. Atenção primária à saúde: diretrizes, desafios e recomendações: revisão de bibliografia internacional. Physis Rev Saude Coletiva. 2011;21(2):517-39. DOI:10.1590/S0103-73312011000200010 out of the 12 that mentioned difficulties regarding the working conditions of SUS. Some critical bottlenecks were poor labor relationships, with small wages and unstable employment,5. Baldani MH, Fadel CB, Possamai T, Queiroz MGS. A inclusão da odontologia no Programa Saúde da Família no Estado do Paraná. Cad Saude Publica. 2005;21(4):1026-35. DOI:10.1590/S0102-311X2005000400005,1. Almeida GCM, Ferreira MAF. Saúde bucal no contexto do Programa Saúde da Família: práticas de prevenção orientadas ao indivíduo e ao coletivo. Cad Saude Publica. 2008;24(9):2131-40. DOI:10.1590/S0102-311X20080009000199. Costa JFR, Chagas LD, Silvestre RM, organizadores. A política nacional de saúde bucal do Brasil: registro de uma conquista histórica. Brasília (DF): Organização Pan-Americana da Saúde; 2006 [cited 2014 May 11]. (Série Técnica Desenvolvimento de Sistemas e Serviços de Saúde, 11). Available from: http://189.28.128.100/dab/docs/publicacoes/geral/serie_tecnica_11_port.pdf
http://189.28.128.100/dab/docs/publicaco...
,2222 . Martelli PJL, Macedo CLSV, Medeiros KR, Silva SF, Cabral APS, Pimentel FC et al. Perfil do cirurgião-dentista inserido na Estratégia de Saúde da Família em municípios do estado de Pernambuco, Brasil. Cienc Saude Coletiva. 2010;15 Supl 2:3243-8. DOI:10.1590/S1413-81232010000800029 with probable effects on turnover and professional satisfaction, which jeopardizes the quality of health care;5. Baldani MH, Fadel CB, Possamai T, Queiroz MGS. A inclusão da odontologia no Programa Saúde da Família no Estado do Paraná. Cad Saude Publica. 2005;21(4):1026-35. DOI:10.1590/S0102-311X2005000400005,2222 . Martelli PJL, Macedo CLSV, Medeiros KR, Silva SF, Cabral APS, Pimentel FC et al. Perfil do cirurgião-dentista inserido na Estratégia de Saúde da Família em municípios do estado de Pernambuco, Brasil. Cienc Saude Coletiva. 2010;15 Supl 2:3243-8. DOI:10.1590/S1413-81232010000800029 DS having double shifts in public and private health care units; and the lack of compliance with the weekly workload of 40 hours in FHCT, as something agreed to by managers and workers.4242 . Rodrigues AAAO, Gallotti AP, Pena SFA, Ledo CAS. Saúde bucal no programa de saúde da família na cidade de Feira de Santana (BA): o perfil do cirurgião-dentista. Rev Baiana Saude Publica. 2009;33(4):582-94.,4444 . Rodrigues AAAO, Assis MMA, Nascimento MAA, Fonsêca GS, Siqueira DVS. Saúde bucal na Estratégia Saúde da Família em um município do semiárido baiano. Rev Baiana Saude Publica. 2011;35(3):695-709. The lack of financial, structural, physical, and human resources also influenced the working conditions.5. Baldani MH, Fadel CB, Possamai T, Queiroz MGS. A inclusão da odontologia no Programa Saúde da Família no Estado do Paraná. Cad Saude Publica. 2005;21(4):1026-35. DOI:10.1590/S0102-311X2005000400005,3030 . Moura MS, Ferro FEFD, Cunha NL, Nétto OBS, Lima MDM, Moura LFAD. Saúde bucal na Estratégia de Saúde da Família em um colegiado gestor regional do estado do Piauí. Cienc Saude Coletiva. 2013;18(2):471-80. DOI:10.1590/S1413-81232013000200018

Among the 15 studies on permanent education in health, eight1818 . Koyashiki GAK, Alves-Souza RA, Garanhani ML. O trabalho em saúde bucal do agente comunitário de saúde em unidades de Saúde da Família. Cienc Saude Coletiva. 2008;13(4):1343-54. DOI:10.1590/S1413-81232008000400032,1919 . Lourenço EC, Silva ACB, Meneghin MC, Pereira AC. A inserção dos serviços de saúde bucal no Programa Saúde da Família no Estado de Minas Gerais. Cienc Saude Coletiva. 2009;14 Supl 1:1367-77. DOI:10.1590/S1413-81232009000800009,2121 . Martelli PJL, Cabral APS, Pimentel FC, Macedo CLSV, Monteiro IS, Silva SF. Análise do modelo de atenção à saúde bucal em municípios do estado de Pernambuco. Cienc Saude Coletiva. 2008;13(5):1669-74. DOI:10.1590/S1413-81232008000500030,2222 . Martelli PJL, Macedo CLSV, Medeiros KR, Silva SF, Cabral APS, Pimentel FC et al. Perfil do cirurgião-dentista inserido na Estratégia de Saúde da Família em municípios do estado de Pernambuco, Brasil. Cienc Saude Coletiva. 2010;15 Supl 2:3243-8. DOI:10.1590/S1413-81232010000800029,2626 . Mialhe FL, Lefèvre F, Lefèvre AMC. O agente comunitário de saúde e suas práticas educativas em saúde bucal: uma avaliação qualiquantitativa. Cienc Saude Coletiva. 2011;16(11):4425-32. DOI:10.1590/S1413-81232011001200015,3030 . Moura MS, Ferro FEFD, Cunha NL, Nétto OBS, Lima MDM, Moura LFAD. Saúde bucal na Estratégia de Saúde da Família em um colegiado gestor regional do estado do Piauí. Cienc Saude Coletiva. 2013;18(2):471-80. DOI:10.1590/S1413-81232013000200018,3939 . Pimentel FC, Albuquerque PC, Martelli PJL, Souza WV, Acioli RML. Caracterização do processo de trabalho das equipes de saúde bucal em municípios do Estado de Pernambuco, Brasil, segundo porte populacional: da articulação comunitária à organização do atendimento clínico. Cad Saude Publica. 2012;28 Suppl:s146-57. DOI:10.1590/S0102-311X2012001300015,4444 . Rodrigues AAAO, Assis MMA, Nascimento MAA, Fonsêca GS, Siqueira DVS. Saúde bucal na Estratégia Saúde da Família em um município do semiárido baiano. Rev Baiana Saude Publica. 2011;35(3):695-709. showed that professionals working in FHCT were not trained before starting their position,4444 . Rodrigues AAAO, Assis MMA, Nascimento MAA, Fonsêca GS, Siqueira DVS. Saúde bucal na Estratégia Saúde da Família em um município do semiárido baiano. Rev Baiana Saude Publica. 2011;35(3):695-709. and that no training processes focusing on professional oral health training was available, to make care more complete.1818 . Koyashiki GAK, Alves-Souza RA, Garanhani ML. O trabalho em saúde bucal do agente comunitário de saúde em unidades de Saúde da Família. Cienc Saude Coletiva. 2008;13(4):1343-54. DOI:10.1590/S1413-81232008000400032,1919 . Lourenço EC, Silva ACB, Meneghin MC, Pereira AC. A inserção dos serviços de saúde bucal no Programa Saúde da Família no Estado de Minas Gerais. Cienc Saude Coletiva. 2009;14 Supl 1:1367-77. DOI:10.1590/S1413-81232009000800009,2626 . Mialhe FL, Lefèvre F, Lefèvre AMC. O agente comunitário de saúde e suas práticas educativas em saúde bucal: uma avaliação qualiquantitativa. Cienc Saude Coletiva. 2011;16(11):4425-32. DOI:10.1590/S1413-81232011001200015,3030 . Moura MS, Ferro FEFD, Cunha NL, Nétto OBS, Lima MDM, Moura LFAD. Saúde bucal na Estratégia de Saúde da Família em um colegiado gestor regional do estado do Piauí. Cienc Saude Coletiva. 2013;18(2):471-80. DOI:10.1590/S1413-81232013000200018,3838 . Pimentel FC, Martelli PJL, Araújo Junior JLAC, Aciolli RML, Macedo CLSV. Análise da atenção à saúde bucal na Estratégia de Saúde da Família do Distrito Sanitário VI, Recife (PE). Cienc Saude Coletiva. 2010;15(4):2189-96. DOI:10.1590/S1413-81232010000400033 However, seven studies1010 . Cunha BAT, Marques RAA, Castro CGJ, Narvai PC. Saúde bucal em Diadema: da odontologia escolar à Estratégia Saúde da Família. Saude Soc. 2011;20(4):1033-45. DOI:10.1590/S0104-12902011000400019,1313 . Esposti CDD, Oliveira AE, Santos Neto ET, Zandonade E. O processo de trabalho do técnico em saúde bucal e suas relações com a equipe de saúde bucal na Região Metropolitana da Grande Vitória, Espírito Santo, Brasil. Saude Soc. 2012;21(2):372-85. DOI:10.1590/S0104-12902012000200011,1616 . Holanda ALF, Barbosa AAA, Brito EWG. Reflexões acerca da atuação do agente comunitário de saúde nas ações de saúde bucal. Cienc Saude Coletiva. 2009;14 Supl 1:1507-12. DOI:10.1590/S1413-81232009000800024,2929 . Moura MS, Carvalho CJ, Amorim JTC, Marques MFSS, Moura LFAD, Mendes RF. Perfil e práticas de saúde bucal do agente comunitário de saúde em municípios piauienses de pequeno porte. Cienc Saude Coletiva. 2010;15 Supl 1:1487-95. DOI:10.1590/S1413-81232010000700061,3434 . Nuto SAS, Oliveira GC, Andrade JV, Maia MCG. O acolhimento em saúde bucal na Estratégia de Saúde da Família, Fortaleza-CE: um relato de experiência. Rev APS. 2010;13(4):505-9.,3939 . Pimentel FC, Albuquerque PC, Martelli PJL, Souza WV, Acioli RML. Caracterização do processo de trabalho das equipes de saúde bucal em municípios do Estado de Pernambuco, Brasil, segundo porte populacional: da articulação comunitária à organização do atendimento clínico. Cad Saude Publica. 2012;28 Suppl:s146-57. DOI:10.1590/S0102-311X2012001300015,4242 . Rodrigues AAAO, Gallotti AP, Pena SFA, Ledo CAS. Saúde bucal no programa de saúde da família na cidade de Feira de Santana (BA): o perfil do cirurgião-dentista. Rev Baiana Saude Publica. 2009;33(4):582-94.,4545 . Sanglard-Oliveira CA, Werneck MAF, Lucas SD, Abreu MHNG. Atribuições dos técnicos em saúde bucal na Estratégia Saúde da Família em Minas Gerais, Brasil. Cienc Saude Coletiva. 2013;18(8):2453-60. DOI:10.1590/S1413-81232013000800030 pointed changes: over 90.0% of the DS from a study5. Baldani MH, Fadel CB, Possamai T, Queiroz MGS. A inclusão da odontologia no Programa Saúde da Família no Estado do Paraná. Cad Saude Publica. 2005;21(4):1026-35. DOI:10.1590/S0102-311X2005000400005 reported taking part in training courses the ones who did not had just been hired; another study2222 . Martelli PJL, Macedo CLSV, Medeiros KR, Silva SF, Cabral APS, Pimentel FC et al. Perfil do cirurgião-dentista inserido na Estratégia de Saúde da Família em municípios do estado de Pernambuco, Brasil. Cienc Saude Coletiva. 2010;15 Supl 2:3243-8. DOI:10.1590/S1413-81232010000800029 showed that 67.8% of the DS had been trained to FHCT and felt the need to specialize in public health care, to be able to work in FHCT.

DISCUSSION

Most of the analyzed studies were published from 2008, which indicates a recent interest in the field. The increased number of qualitative studies over the last few years adds an important dimension to the evaluation of actions in oral health, by producing knowledge from the experiences of professionals.

There was a predominance of studies from the Northeast region, which indicates that the results characterize a region, and not Brazil as a whole. According to Soares et al,5454 . Soares FF, Figueiredo CRV, Borges NCM, Jordão RA, Freire MCM. Atuação da equipe de saúde bucal na Estratégia Saúde da Família: análise dos estudos publicados no período 2001-2008. Cienc Saude Coletiva. 2011;16(7): 3169-80. DOI:10.1590/S1413-81232011000800017 as the Northeast region is the one with the highest number of family health care teams in the country, that might explain the predominance of studies in the region.

The most investigated work-analyzing elements in oral health in PHC were completeness, extension, and improvement of care. The literature suggests these are two of the most commonly analyzed elements, which may positively contribute to improving and orienting public policies (in overcoming inequalities in the access to health care services, in reaching equity in the system, and in achieving completeness regarding practices and teamwork).5. Baldani MH, Fadel CB, Possamai T, Queiroz MGS. A inclusão da odontologia no Programa Saúde da Família no Estado do Paraná. Cad Saude Publica. 2005;21(4):1026-35. DOI:10.1590/S0102-311X2005000400005,5252 . Silva LA, Casotti CA, Chaves SCL. A produção científica brasileira sobre a Estratégia Saúde da Família e a mudança no modelo de atenção. Cienc Saude Coletiva. 2013;18(1):221-32. DOI:10.1590/S1413-81232013000100023

Despite the significant extension of coverage in oral health in PHC over the last decade, there are barriers that keep Brazilians from accessing the services.2424 . Mattos RA. A integralidade na prática (ou sobre a prática da integralidade). Cad Saude Publica. 2004;20(5):1411-6. DOI:10.1590/S0102-311X2004000500037 The advances in the extension and improvement of care to the population are few and the work process in oral health care may be damaged by the permanent excess demand and predominance of healing actions.

Among the principles and guidelines of SUS, completeness may be the least visible one in the path of the health care system and its practices.2424 . Mattos RA. A integralidade na prática (ou sobre a prática da integralidade). Cad Saude Publica. 2004;20(5):1411-6. DOI:10.1590/S0102-311X2004000500037 The study pointed out that completeness is insufficient, with weak points to be dealt with the work of FHCT teams. These analyses may be associated with the polysemy and coverage of the concept of completeness. To be effective, they require extended clinic, integration of individual and collective practices, and ability to solve problems with ensured access and articulation with other levels of care.2424 . Mattos RA. A integralidade na prática (ou sobre a prática da integralidade). Cad Saude Publica. 2004;20(5):1411-6. DOI:10.1590/S0102-311X2004000500037,5252 . Silva LA, Casotti CA, Chaves SCL. A produção científica brasileira sobre a Estratégia Saúde da Família e a mudança no modelo de atenção. Cienc Saude Coletiva. 2013;18(1):221-32. DOI:10.1590/S1413-81232013000100023

Teamwork directly influences completeness.5858 . Viegas SMF, Penna CMM. A construção da integralidade no trabalho cotidiano da equipe saúde da família. Esc Anna Nery. 2013;17(1):133-41. DOI:10.1590/S1414-81452013000100019 For oral health care professionals, integration in the work of family health care teams is limited by the historical isolation of these two professional categories, associated with the late introduction of oral health in FHCT and to the individualist and technicist training of professionals. That jeopardizes the full integration of the human being.5. Baldani MH, Fadel CB, Possamai T, Queiroz MGS. A inclusão da odontologia no Programa Saúde da Família no Estado do Paraná. Cad Saude Publica. 2005;21(4):1026-35. DOI:10.1590/S0102-311X2005000400005,4545 . Sanglard-Oliveira CA, Werneck MAF, Lucas SD, Abreu MHNG. Atribuições dos técnicos em saúde bucal na Estratégia Saúde da Família em Minas Gerais, Brasil. Cienc Saude Coletiva. 2013;18(8):2453-60. DOI:10.1590/S1413-81232013000800030

Professionals will be required to learn and re-learn through their individual experiences in collective work situations. Work is the result of a debate over rules and values of a worker with themselves, about how to be able to manage the complexity of issues regarding collective work.e e Schwartz Y. Trabalho e uso de si. Pro-Posições. 2000;1(5)(32):34-50, jul. 2000. Available from: http://www.proposicoes.fe.unicamp.br/proposicoes/textos/32-artigos-schwartzy.pdf In that sense, permanent education in health arises as a fundamental device. However, the review of the literature showed that training is focused on qualifying,1818 . Koyashiki GAK, Alves-Souza RA, Garanhani ML. O trabalho em saúde bucal do agente comunitário de saúde em unidades de Saúde da Família. Cienc Saude Coletiva. 2008;13(4):1343-54. DOI:10.1590/S1413-81232008000400032 which is generally distant from work routines and restricted to professional centers.

The intersectorial actions and fostering of popular participation and social control were not investigated to a great extent, which corroborates the literature.5454 . Soares FF, Figueiredo CRV, Borges NCM, Jordão RA, Freire MCM. Atuação da equipe de saúde bucal na Estratégia Saúde da Família: análise dos estudos publicados no período 2001-2008. Cienc Saude Coletiva. 2011;16(7): 3169-80. DOI:10.1590/S1413-81232011000800017,5555 . Sousa MF, Hamann EM. Programa Saúde da Família no Brasil: uma agenda incompleta? Cienc Saude Coletiva. 2009;14 Supl 1:1325-35. DOI:10.1590/S1413-81232009000800002 The volunteer nature of some teams or professionals may be partially explained by the fact that acting pursuant to the intersectoriality principle requires availability for periods that are not established in employment contracts.1515 . Gonçalves RJ, Soares RA, Troll T, Cyrino EG. Ser médico no PSF: formação acadêmica, perspectivas e trabalho cotidiano. Rev Bras Educ Med. 2009;33(3):382-92. DOI:10.1590/S0100-55022009000300009 Despite the existence of a consensus regarding the need for intersectoriality in PHC, it is a process being built in FHCT.4848 . Scherer MDA, Marino SRA, Ramos FRS. Rupturas e resoluções no modelo de atenção à saúde: reflexões sobre a Estratégia Saúde da Família com base nas categorias kuhnianas. Interface (Botucatu). 2005;9(6):53-66. DOI:10.1590/S1414-32832005000100005 One of the challenges to implement it is the training of professionals, which is guided according to the perception of complexity of problems, and to the recognition of the need for intersectorial actions to intervene in such problems.5151 . Silva KL, Rodrigues AT. Ações intersetoriais para promoção da saúde na Estratégia Saúde da Família: experiências, desafios e possibilidades. Rev Bras Enferm. 2010;63(5):762-69. DOI:10.1590/S0034-71672010000500011

The planning, monitoring, and evaluation of actions are far from the everyday routines of oral health care teams.5454 . Soares FF, Figueiredo CRV, Borges NCM, Jordão RA, Freire MCM. Atuação da equipe de saúde bucal na Estratégia Saúde da Família: análise dos estudos publicados no período 2001-2008. Cienc Saude Coletiva. 2011;16(7): 3169-80. DOI:10.1590/S1413-81232011000800017 It is a challenge that requires mobilization, engagement, and decision by managers and professionals.

Improving working conditions in SUS is directly related to improving the quality of care, but that is not a linear relationship. In contexts that are considered favorable to work, according to the principles of FHCT, teams focus their practices on treating occasional or scheduled patients.2525 . Mendonça MHM, Martins MIC, Giovanella L, Escorel S. Desafios para gestão do trabalho a partir de experiências exitosas de expansão da Estratégia de Saúde da Família. Cienc Saude Coletiva. 2010;15(5):2355-65. DOI:10.1590/S1413-81232010000500011 At the same time, in adverse contexts, professionals seek alternatives to be efficient.6. Bertoncini JH, Pires DEP, Scherer MDA. Condições de trabalho e renormalizações nas atividades das enfermeiras na saúde da família. Trab Educ Saude. 2011;9 Suppl 1:157-73. DOI:10.1590/S1981-77462011000400008 It is hard to define to which extent working conditions influence the change in professional practices.

The literature shows that, after a decade since the “Smiling Brazil” Program was implemented, the main problems and difficulties in the work of oral health care teams are not exclusive to dentistry. Strictly speaking, they follow the reality of FHCT teams, pursuant to what has been established by recent studies on the work of family health care teams.2. Anjos FS, Mestriner SF, Bulgarelli AF, Pinto IC, Mestriner Jr W. Equipes de saúde bucal no Brasil: avanços e desafios. Cienc Cuid Saude. 2011;10(3):601-7. DOI:10.4025/cienccuidsaude.v10i3.10921,4949 . Scherer MDA, Pires DEP, Soratto J. O trabalho na Estratégia Saúde da Família. In: Sousa MF, Franco MS, Mendonça, AVM, organizadores. Saúde da Família nos municípios brasileiros: os reflexos dos 20 anos do espelho do futuro. Campinas: Saberes; 2014. p.521-71.,5656 . Souza LGS, Menandro MCS. Atenção primária à saúde: diretrizes, desafios e recomendações: revisão de bibliografia internacional. Physis Rev Saude Coletiva. 2011;21(2):517-39. DOI:10.1590/S0103-73312011000200010

The advances are concentrated in educational and permanent education actions, in welcoming, bonding, and accountability. The main challenges are related to completeness; extension and improvement of care; integrated teamwork; working conditions; planning, monitoring, and evaluation of actions; stimulating people’s participation and social control; and intersectorial actions.

Despite the new regulatory environment, there are very few changes in oral health work. Professionals tend to reproduce the dominant biomedical model. Continuing efforts will be required in the management of work, training, and permanent education. Increasing the engagement of managers and professionals in the process to understand the dynamics of work and training in the perspective of building significant changes for local realities is one of the possibilities to enable the substitution of traditional practices and a new way to provide health care services.

REFERENCES

  • 1
    Almeida GCM, Ferreira MAF. Saúde bucal no contexto do Programa Saúde da Família: práticas de prevenção orientadas ao indivíduo e ao coletivo. Cad Saude Publica 2008;24(9):2131-40. DOI:10.1590/S0102-311X2008000900019
  • 2
    Anjos FS, Mestriner SF, Bulgarelli AF, Pinto IC, Mestriner Jr W. Equipes de saúde bucal no Brasil: avanços e desafios. Cienc Cuid Saude 2011;10(3):601-7. DOI:10.4025/cienccuidsaude.v10i3.10921
  • 3
    Antunes JLF, Narvai PC. Políticas de saúde bucal no Brasil e seu impacto sobre as desigualdades em saúde. Rev Saude Publica 2010;44(2):360-5. DOI:10.1590/S0034-89102010005000002
  • 4
    Ardenghi TM, Piovesan C, Antunes JLF. Desigualdades na prevalência de cárie dentária não tratada em crianças pré-escolares no Brasil. Rev Saude Publica. 2013;47 Suppl 3:129-37. DOI:10.1590/S0034-8910.2013047004352
  • 5
    Baldani MH, Fadel CB, Possamai T, Queiroz MGS. A inclusão da odontologia no Programa Saúde da Família no Estado do Paraná. Cad Saude Publica 2005;21(4):1026-35. DOI:10.1590/S0102-311X2005000400005
  • 6
    Bertoncini JH, Pires DEP, Scherer MDA. Condições de trabalho e renormalizações nas atividades das enfermeiras na saúde da família. Trab Educ Saude 2011;9 Suppl 1:157-73. DOI:10.1590/S1981-77462011000400008
  • 7
    Chaves SCL, Silva LMV. As práticas profissionais no campo público de atenção à saúde bucal: o caso de dois municípios da Bahia. Cienc Saude Coletiva 2007;12(6):1697-710. DOI:10.1590/S1413-81232007000600031
  • 8
    Chaves SCL, Vieira-da-Silva LM. Inequalities in oral health practices and social space: an exploratory qualitative study. Health Policy 2008;86(1):119-28. DOI:10.1016/j.healthpol.2007.10.001
  • 9
    Costa JFR, Chagas LD, Silvestre RM, organizadores. A política nacional de saúde bucal do Brasil: registro de uma conquista histórica. Brasília (DF): Organização Pan-Americana da Saúde; 2006 [cited 2014 May 11]. (Série Técnica Desenvolvimento de Sistemas e Serviços de Saúde, 11). Available from: http://189.28.128.100/dab/docs/publicacoes/geral/serie_tecnica_11_port.pdf
    » http://189.28.128.100/dab/docs/publicacoes/geral/serie_tecnica_11_port.pdf
  • 10
    Cunha BAT, Marques RAA, Castro CGJ, Narvai PC. Saúde bucal em Diadema: da odontologia escolar à Estratégia Saúde da Família. Saude Soc. 2011;20(4):1033-45. DOI:10.1590/S0104-12902011000400019
  • 11
    Emmi DT, Barroso RFF. Avaliação das ações de saúde bucal no Programa Saúde da Família no distrito de Mosqueiro, Pará. Cienc Saude Coletiva 2008;13(1):35-41. DOI:10.1590/S1413-81232008000100008
  • 12
    Esposti CDD, Oliveira AE, Silva MZ, Lima RCD. Perspectivas da saúde bucal na Estratégia Saúde da Família: dificuldades e avanços. UFES Rev Odontol 2006;8(3):49-54.
  • 13
    Esposti CDD, Oliveira AE, Santos Neto ET, Zandonade E. O processo de trabalho do técnico em saúde bucal e suas relações com a equipe de saúde bucal na Região Metropolitana da Grande Vitória, Espírito Santo, Brasil. Saude Soc. 2012;21(2):372-85. DOI:10.1590/S0104-12902012000200011
  • 14
    Faccin D, Sebold R, Carcereri, DL. Processo de trabalho em saúde bucal: em busca de diferentes olhares para compreender e transformar a realidade. Cienc Saude Coletiva 2010;15 Supl 1:1643-52. DOI:10.1590/S1413-81232010000700076
  • 15
    Gonçalves RJ, Soares RA, Troll T, Cyrino EG. Ser médico no PSF: formação acadêmica, perspectivas e trabalho cotidiano. Rev Bras Educ Med. 2009;33(3):382-92. DOI:10.1590/S0100-55022009000300009
  • 16
    Holanda ALF, Barbosa AAA, Brito EWG. Reflexões acerca da atuação do agente comunitário de saúde nas ações de saúde bucal. Cienc Saude Coletiva 2009;14 Supl 1:1507-12. DOI:10.1590/S1413-81232009000800024
  • 17
    Jatrana S, Crampton P, Filoche S. The case for integrating oral health into primary health care. N Z Med J 2009;122(1301):43-52.
  • 18
    Koyashiki GAK, Alves-Souza RA, Garanhani ML. O trabalho em saúde bucal do agente comunitário de saúde em unidades de Saúde da Família. Cienc Saude Coletiva 2008;13(4):1343-54. DOI:10.1590/S1413-81232008000400032
  • 19
    Lourenço EC, Silva ACB, Meneghin MC, Pereira AC. A inserção dos serviços de saúde bucal no Programa Saúde da Família no Estado de Minas Gerais. Cienc Saude Coletiva 2009;14 Supl 1:1367-77. DOI:10.1590/S1413-81232009000800009
  • 20
    Lucena EHG, Pucca JR GA, Sousa MF. A Política Nacional de Saúde Bucal no Brasil no contexto do Sistema Único de Saúde. Tempus Actas Saude Coletiva [Internet]. 2011[cited 2015 May 11];5(3):53-63. Available from: http://www.tempus.unb.br/index.php/tempus/article/view/1042/951
    » http://www.tempus.unb.br/index.php/tempus/article/view/1042/951
  • 21
    Martelli PJL, Cabral APS, Pimentel FC, Macedo CLSV, Monteiro IS, Silva SF. Análise do modelo de atenção à saúde bucal em municípios do estado de Pernambuco. Cienc Saude Coletiva 2008;13(5):1669-74. DOI:10.1590/S1413-81232008000500030
  • 22
    Martelli PJL, Macedo CLSV, Medeiros KR, Silva SF, Cabral APS, Pimentel FC et al. Perfil do cirurgião-dentista inserido na Estratégia de Saúde da Família em municípios do estado de Pernambuco, Brasil. Cienc Saude Coletiva 2010;15 Supl 2:3243-8. DOI:10.1590/S1413-81232010000800029
  • 23
    Matos PES, Tomita NE. A inserção da saúde bucal no Programa Saúde da Família: da universidade aos pólos de capacitação. Cad Saude Publica. 2004;20(6):1538-44. DOI:10.1590/S0102-311X2004000600011
  • 24
    Mattos RA. A integralidade na prática (ou sobre a prática da integralidade). Cad Saude Publica 2004;20(5):1411-6. DOI:10.1590/S0102-311X2004000500037
  • 25
    Mendonça MHM, Martins MIC, Giovanella L, Escorel S. Desafios para gestão do trabalho a partir de experiências exitosas de expansão da Estratégia de Saúde da Família. Cienc Saude Coletiva 2010;15(5):2355-65. DOI:10.1590/S1413-81232010000500011
  • 26
    Mialhe FL, Lefèvre F, Lefèvre AMC. O agente comunitário de saúde e suas práticas educativas em saúde bucal: uma avaliação qualiquantitativa. Cienc Saude Coletiva 2011;16(11):4425-32. DOI:10.1590/S1413-81232011001200015
  • 27
    Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Saúde bucal. Brasília (DF); 2006. (Cadernos de Atenção Básica, n. 17). Available from: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/abcad17.pdf
    » http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/abcad17.pdf
  • 28
    Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica.10 anos de Brasil Sorridente: milhões de sorrisos. Rev Bras Saude Familia. 2012;1(1):74-77. Available from: http://dab.saude.gov.br/portaldab/biblioteca.php?conteudo=publicacoes/revista_saude_familia35_36
    » http://dab.saude.gov.br/portaldab/biblioteca.php?conteudo=publicacoes/revista_saude_familia35_36
  • 29
    Moura MS, Carvalho CJ, Amorim JTC, Marques MFSS, Moura LFAD, Mendes RF. Perfil e práticas de saúde bucal do agente comunitário de saúde em municípios piauienses de pequeno porte. Cienc Saude Coletiva 2010;15 Supl 1:1487-95. DOI:10.1590/S1413-81232010000700061
  • 30
    Moura MS, Ferro FEFD, Cunha NL, Nétto OBS, Lima MDM, Moura LFAD. Saúde bucal na Estratégia de Saúde da Família em um colegiado gestor regional do estado do Piauí. Cienc Saude Coletiva 2013;18(2):471-80. DOI:10.1590/S1413-81232013000200018
  • 31
    Moysés SJ, Pucca Junior GA, Paludetto Junior M, Moura L. Avanços e desafios à Política de Vigilância à Saúde Bucal no Brasil. Rev Saude Publica. 2013;47 Suppl 3:161-7. DOI:10.1590/S0034-8910.2013047004329
  • 32
    Nascimento AC, Moysés ST, Bisinelli JC, Moysés SJ. Oral health in the family health strategy: a change of practices or semantics diversionism. Rev Saude Publica 2009;43(3):455-62. DOI:10.1590/S0034-89102009005000015
  • 33
    Nascimento AC, Moyses ST, Werneck RI, Moyses SJ. Oral health in the context of primary care in Brazil. Int Dent J. 2013;63(5):237-43. DOI:10.1111/idj.12039
  • 34
    Nuto SAS, Oliveira GC, Andrade JV, Maia MCG. O acolhimento em saúde bucal na Estratégia de Saúde da Família, Fortaleza-CE: um relato de experiência. Rev APS 2010;13(4):505-9.
  • 35
    Pereira DQ, Pereira JCM, Assis MMA. A prática odontológica em Unidades Básicas de Saúde em Feira de Santana (BA) no processo de municipalização da saúde: individual, curativa, autônoma e tecnicista. Cienc Saude Coletiva 2003;8(2):599-609. DOI:10.1590/S1413-81232003000200020
  • 36
    Pezzato LM, L’Abbate S, Botazzo C. Produção de micropolíticas no processo de trabalho em saúde bucal: uma abordagem sócioanalítica. Cienc Saude Coletiva 2013;18(7):2095-104. DOI:10.1590/S1413-81232013000700025
  • 37
    Pimentel FC, Martelli PJL, Araújo Júnior JLAC, Lima AS, Santana VGD, Macedo CLSV. Evolução da assistência em saúde bucal na Estratégia de Saúde da Família do município do Recife (PE) no período de 2001 a 2007. Rev Baiana Saude Publica 2008;32(2): 253-64.
  • 38
    Pimentel FC, Martelli PJL, Araújo Junior JLAC, Aciolli RML, Macedo CLSV. Análise da atenção à saúde bucal na Estratégia de Saúde da Família do Distrito Sanitário VI, Recife (PE). Cienc Saude Coletiva 2010;15(4):2189-96. DOI:10.1590/S1413-81232010000400033
  • 39
    Pimentel FC, Albuquerque PC, Martelli PJL, Souza WV, Acioli RML. Caracterização do processo de trabalho das equipes de saúde bucal em municípios do Estado de Pernambuco, Brasil, segundo porte populacional: da articulação comunitária à organização do atendimento clínico. Cad Saude Publica 2012;28 Suppl:s146-57. DOI:10.1590/S0102-311X2012001300015
  • 40
    Rocha ECA, Araújo MAD. Condições de trabalho das equipes de saúde bucal no Programa Saúde da Família: o caso do Distrito Sanitário Norte em Natal, RN. Rev Adm Publica; 2009;43(2):481-517. DOI:10.1590/S0034-76122009000200010
  • 41
    Rodrigues AAAO, Assis MMA. Oferta e demanda na atenção à saúde bucal: o processo de trabalho no Programa Saúde da Família em Alagoinhas – Bahia. Rev Baiana Saude Publica 2005;29(2):273-85.
  • 42
    Rodrigues AAAO, Gallotti AP, Pena SFA, Ledo CAS. Saúde bucal no programa de saúde da família na cidade de Feira de Santana (BA): o perfil do cirurgião-dentista. Rev Baiana Saude Publica 2009;33(4):582-94.
  • 43
    Rodrigues AAAO, Santos AM, Assis MMA. Agente comunitário de saúde: sujeito da prática em saúde bucal em Alagoinhas, Bahia. Cienc Saude Coletiva 2010;15(3):907-15. DOI:10.1590/S1413-81232010000300034
  • 44
    Rodrigues AAAO, Assis MMA, Nascimento MAA, Fonsêca GS, Siqueira DVS. Saúde bucal na Estratégia Saúde da Família em um município do semiárido baiano. Rev Baiana Saude Publica. 2011;35(3):695-709.
  • 45
    Sanglard-Oliveira CA, Werneck MAF, Lucas SD, Abreu MHNG. Atribuições dos técnicos em saúde bucal na Estratégia Saúde da Família em Minas Gerais, Brasil. Cienc Saude Coletiva 2013;18(8):2453-60. DOI:10.1590/S1413-81232013000800030
  • 46
    Santos AM, Assis MMA, Rodrigues AAAO, Nascimento MAA, Jorge MSB. Linhas de tensões no processo de acolhimento das equipes de saúde bucal do Programa Saúde da Família: o caso de Alagoinhas, Bahia, Brasil. Cad Saude Publica 2007;23(1):75-85. DOI:10.1590/S0102-311X2007000100009
  • 47
    Santos AM, Assis MMA, Nascimento MAA, Jorge MSB. Vínculo e autonomia na prática de saúde bucal no Programa Saúde da Família. Rev Saude Publica 2008;42(3):464-70. DOI:10.1590/S0034-89102008005000025
  • 48
    Scherer MDA, Marino SRA, Ramos FRS. Rupturas e resoluções no modelo de atenção à saúde: reflexões sobre a Estratégia Saúde da Família com base nas categorias kuhnianas. Interface (Botucatu) 2005;9(6):53-66. DOI:10.1590/S1414-32832005000100005
  • 49
    Scherer MDA, Pires DEP, Soratto J. O trabalho na Estratégia Saúde da Família. In: Sousa MF, Franco MS, Mendonça, AVM, organizadores. Saúde da Família nos municípios brasileiros: os reflexos dos 20 anos do espelho do futuro. Campinas: Saberes; 2014. p.521-71.
  • 50
    Silva JM, Caldeira AP. Modelo assistencial e indicadores de qualidade da assistência: percepção dos profissionais da atenção primária à saúde. Cad Saude Publica 2010;26(6):1187-93. DOI:10.1590/S0102-311X2010000600012
  • 51
    Silva KL, Rodrigues AT. Ações intersetoriais para promoção da saúde na Estratégia Saúde da Família: experiências, desafios e possibilidades. Rev Bras Enferm 2010;63(5):762-69. DOI:10.1590/S0034-71672010000500011
  • 52
    Silva LA, Casotti CA, Chaves SCL. A produção científica brasileira sobre a Estratégia Saúde da Família e a mudança no modelo de atenção. Cienc Saude Coletiva 2013;18(1):221-32. DOI:10.1590/S1413-81232013000100023
  • 53
    Silva SF, Martelli PJL, Sá DA, Cabral AP, Pimentel FC, Monteiro IS et al. Análise do avanço das equipes de saúde bucal inseridas na Estratégia Saúde da Família em Pernambuco, região Nordeste, Brasil, 2002 a 2005. Cienc Saude Coletiva 2011;16(1):211-20. DOI:10.1590/S1413-81232011000100024
  • 54
    Soares FF, Figueiredo CRV, Borges NCM, Jordão RA, Freire MCM. Atuação da equipe de saúde bucal na Estratégia Saúde da Família: análise dos estudos publicados no período 2001-2008. Cienc Saude Coletiva 2011;16(7): 3169-80. DOI:10.1590/S1413-81232011000800017
  • 55
    Sousa MF, Hamann EM. Programa Saúde da Família no Brasil: uma agenda incompleta? Cienc Saude Coletiva. 2009;14 Supl 1:1325-35. DOI:10.1590/S1413-81232009000800002
  • 56
    Souza LGS, Menandro MCS. Atenção primária à saúde: diretrizes, desafios e recomendações: revisão de bibliografia internacional. Physis Rev Saude Coletiva 2011;21(2):517-39. DOI:10.1590/S0103-73312011000200010
  • 57
    Souza TMS, Roncalli AG. Saúde bucal no Programa Saúde da Família: uma avaliação do modelo assistencial. Cad Saude Publica 2007;23(11):2727-39. DOI:10.1590/S0102-311X2007001100020
  • 58
    Viegas SMF, Penna CMM. A construção da integralidade no trabalho cotidiano da equipe saúde da família. Esc Anna Nery 2013;17(1):133-41. DOI:10.1590/S1414-81452013000100019
  • 59
    World Health Organization, Collaborating Centre for Education, Training and Research in Oral Health. WHO Global Oral Health Database. Malmö; 2011 [cited 2012 Apr 15]. Available from: http://www.mah.se/CAPP/
    » http://www.mah.se/CAPP/
  • a
    Ministério da Saúde. Portaria nº 613, de 13 de junho de 1989. Aprova a Política Nacional de Saúde Bucal. Diario Oficial Uniao. 13 jun 1989; Seção I: 42607.
  • b
    Ministério da Saúde. Portaria nº 648, de 28 de março de 2006. Aprova a Política Nacional de Atenção Básica, estabelecendo a revisão de diretrizes e normas para a organização da Atenção Básica para o Programa Saúde da Família (FHCP) e o Programa Agentes Comunitários de Saúde (PACS). Diario Oficial Uniao. 29 mar 2006; Seção I: 71.
  • c
    Ministério da Saúde. Portaria nº 2.488, de 21 de outubro de 2011. Aprova a Política Nacional de Atenção Básica, estabelecendo a revisão de diretrizes e normas para a organização da Atenção Básica, para a Estratégia Saúde da Família (FHCT) e o Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS). Diario Oficial Uniao. 24 out 2011; Seção I: 48.
  • d
    Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica, Coordenação Nacional de Saúde Bucal. Diretrizes da Política Nacional de Saúde Bucal. Brasília (DF); 2004. Available from: http://dab.saude.gov.br/portaldab/biblioteca.php?conteudo=publicacoes/pnsb
  • e
    Schwartz Y. Trabalho e uso de si. Pro-Posições. 2000;1(5)(32):34-50, jul. 2000. Available from: http://www.proposicoes.fe.unicamp.br/proposicoes/textos/32-artigos-schwartzy.pdf
  • Based on the thesis of Charleni Inês Scherer, titled: “O trabalho em saúde bucal na Estratégia Saúde da Família: revisão da literatura e estudo qualitativo no Distrito Federal”, presented to the Postgraduate Program in Collective Health of Universidade de Brasília in 2014.
  • Research supported by the Ministry of Science, Technology, and Innovation, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq – Ministry of Health - Science, Technology and Strategic Inputs SecretariatDepartment of Science and Technology (MCTI/CNPq/MS - SCTIE - DECIT – Process 10/2012 - Oral health Research – Process 403367/2012-3).

Publication Dates

  • Publication in this collection
    2015

History

  • Received
    2 Nov 2014
  • Accepted
    9 Mar 2015
Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Avenida Dr. Arnaldo, 715, 01246-904 São Paulo SP Brazil, Tel./Fax: +55 11 3061-7985 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revsp@usp.br