• Sôbre o modêlo catalítico reversível aplicado ao estudo da cinética epidemiológica da infecção chagásica Clássicos dos primeiros dez anos

    Silva, Guilherme Rodrigues da

    Abstract in Portuguese:

    O "modêlo catalítico reversível" foi aplicado à análise de dados de prevalência da infecção chagásica em população de duas comunidades de Salvador, Bahia, Brasil e, para efeito de comparação, a dados recentemente publicados e referentes à população de uma localidade venezuelana. Apesar dos numerosos pressupostos básicos ao modêlo, o mesmo descreve bem a cinética da infecção chagásica nas populações. A fôrça da infecção de 35 contatos anuais efetivos por mil habitantes na localidade rural venezuelana revelou-se de magnitude aproximadamente três vezes maior que a fôrça atuante nos grupos populacionais de Salvador, os quais são constituídos, na sua maioria, de migrantes internos oriundos de áreas endêmicas do Estado da Bahia. Foram apontadas algumas das possíveis aplicações práticas do modêlo catalítico reversível ao estudo da história natural da doença de Chagas.

    Abstract in English:

    The so called "reversible catalytic model" was applied to the study of certain epidemiological aspects of the human infection by Tripanosoma cruzi. The deterministic model was fitted to prevalence data obtained from populations living in two distinct geographical areas in South America. In spite of the numerous assumptions, which are basic to the model, it was shown that, in general, it describes reasonably well the epidemiologic cynetics of Chagas' infection. The force of infection reflected in 35 effective contacts a year per 1,000 people in a rural area of Venezuela was about three times as large as the force acting upon the population groups living in two small fringe areas of Salvador City, in Brazil. The A. suggests some of the possible further applications of the mathematical model to investigations on the natural history of Chagas' disease.
  • Guilherme Rodrigues da Silva, ritmos e temperos baianos na epidemiologia brasileira Clássicos dos primeiros dez anos

    Struchiner, Claudio José
  • The reversible catalytic model and the mathematical theory of epidemics Landmarks from the first ten years

    Codeço, Claudia Torres
  • Modelos epidemiométricos em tuberculose: definição de "estados" e risco de infecção Clássicos dos primeiros dez anos

    Ruffino-Netto, Antonio

    Abstract in Portuguese:

    São definidos "estados" ou delimitados "compartimentos" na história natural da tuberculose. Baseado nas alterações macroscópicas do sistema de compartimentos (copiando raciocínio da termodinâmica) é feita a tentativa de quantificar a dinâmica das mudanças dos "estados": "virgem de infecção", "infectados" e "doentes". Na evidenciação das leis que regem a variação do conteúdo dos compartimentos, é proposto um novo caminho para o cálculo do risco de infecção tuberculosa. São apresentados os esquemas do interrelacionamento entre os "estados", as equações que regem a dinâmica entre os mesmos e a fórmula que permite o cálculo do risco de infecção.

    Abstract in English:

    Through a rationale used in thermodynamics some "states" or "compartments" in the natural history of Tuberculoses are defined. Based on macroscopic changes observed in the total system an attempt is made to quantify the dynamics of these changes in the following "states": "virgin of infection", "infected" and "sick". A new way to calculate the risk of becoming infected by Tuberculosis, following the laws which govern the variation of the contents in a system of compartments, is presented. A sketch showing the relationships among the considered "states", the equations of the dynamics of them and a formula to calculate the risk of infection is also presented.
  • Primórdios da investigação sobre a dinâmica de transmissão da tuberculose no Brasil Clássicos dos primeiros dez anos

    Werneck, Guilherme L
  • Barriers for HIV testing during pregnancy in Southern Brazil Original Articles

    Rosa, Humberto; Goldani, Marcelo Zubaran; Scanlon, Thomas; Silva, Antônio Augusto Moura da; Giugliani, Elsa Justo; Agranonik, Marilyn; Tomkins, Andrew

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Avaliar o padrão de realização do teste para a detecção do HIV e os fatores de risco para a sua não realização durante a gestação. MÉTODOS: Trata-se de um estudo transversal realizado em Porto Alegre, de dezembro de 2000 a fevereiro de 2001. Foram obtidas de puérperas variáveis biológicas, demográficas e sociais por meio de questionário padronizado. Foi elaborado modelo de regressão logística para determinar os fatores risco para não ser testada para a detecção do HIV. RESULTADOS: Foram entrevistadas 1.642 mães. Destas, 94,3% informaram testadas para o HIV. Oitenta e nove (5,4%) não foram testadas para HIV ou não sabiam se haviam feito o teste. Realizar menos do que seis consultas pré-natais, ausência de companheiro e idade inferior a 18 anos foram fatores de risco para não realização do teste. Houve interação entre escolaridade materna e categoria do atendimento pré-natal. Baixa escolaridade 22,20 (12,43-39,67) e alta escolaridade 3,38 (1,86-7,68) com acompanhamento pré-natal no setor privado foram condições preponderantes para não realização do teste de detecção do HIV. CONCLUSÕES: A testagem universal para a detecção do HIV durante o pré-natal no setor público foi implementada com sucesso pelo Ministério da Saúde. Contudo, novas intervenções e estratégias necessitam ser direcionadas objetivando ampliar o acesso ao diagnóstico da infecção por HIV no setor privado.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To assess HIV testing rate and determine risk factors for not have been tested during pregnancy. METHODS: A cross-sectional study was carried out in Porto Alegre, Southern Brazil, from December 2000 to February 2001. Socioeconomic, maternal and healthcare variables were obtained by means of a standardized questionnaire. Crude and adjusted odds ratios and their 95% confidence intervals were obtained in logistic regression models. RESULTS: A total of 1,642 mothers were interviewed. Of them, 94.3% reported being offered HIV testing before or during pregnancy or during labor; 89 mothers (5.4%) were not tested or did not know if they were tested. Attending fewer than six prenatal visits, being single and younger than 18 years old were relevant barriers preventing HIV testing. There was found a relationship between maternal schooling and the category of prenatal care provider. Having low 22.20 (12.43-39.67) or high 3.38 (1.86-7.68). schooling and being cared in the private sector strongly reduced the likelihood of being HIV tested. CONCLUSIONS: The Brazilian Health Ministry's recommendation for universal counseling and HIV testing has been successfully implemented in the public sector. In order to improve HIV testing coverage, new strategies need to target women cared in the private sector especially those of low schooling.
  • Factors associated with preference for cesarean delivery Artigos Originais

    Faisal-Cury, Alexandre; Menezes, Paulo Rossi

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Estudar os fatores relacionados à preferência por cesariana, em gestantes sem intercorrências. MÉTODOS: Estudo transversal com 156 gestantes, de clínica privada na cidade de Osasco, Estado de São Paulo, no período de outubro de 2000 a dezembro de 2001. As gestantes estavam em idade gestacional de 28 semanas ou mais, sem contra-indicação formal para parto vaginal, no momento da entrevista. Foi aplicado questionário sobre informações sociodemográficas, história obstétrica passada e atual. Perguntou-se à gestante questão específica sobre preferência para o parto. Realizou-se teste do qui-quadrado de Pearson e regressão logística para análise multivariada, com nível de significância de 5%. RESULTADOS: Sessenta e sete (42,9%) gestantes se diziam pouco motivadas para parto vaginal. Na análise multivariada foram estatisticamente significativas as seguintes variáveis: parto vaginal prévio (p<0,001; ORaj=0,04; IC 95%=0,01-0,12); a renda do marido superior a 750 Reais mensais (p=0,006; ORaj=3,44; IC 95%=1,38-8,33). As mulheres com parto vaginal prévio apresentaram chance 25 vezes menor de optarem por cesariana. O fato de a gestante não ter considerado satisfatória a experiência do parto prévio esteve marginalmente associado ao desfecho (p=0,06; ORaj=0,42; IC 95%=0,16-1,05). CONCLUSÕES: A motivação para parto cesariano está associada a influências como tipo e grau de satisfação com o parto prévio e renda.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To study factors related to preference for cesarean delivery, among pregnant women without medical complications. METHODS: A cross-sectional study was carried out among 156 pregnant women, in a private clinic in the city of Osasco, State of São Paulo, from October 2000 to December 2001. The pregnant women were at 28 weeks of pregnancy or more, with no formal contraindication for vaginal delivery at the time of the interview. Sociodemographic data and past and present obstetric history were assessed by applying a questionnaire. The pregnant women were specifically asked what their current preference for delivery was. Pearson's Chi-square test and logistic regression for multivariate analysis were performed with a 5% significance level. RESULTS: Sixty-seven pregnant women (42.9%) said they had little motivation to undergo vaginal delivery. In the multivariate analysis, the following variables were statistically significant: previous vaginal birth (p=0.001; ORadj=0.04; 95% CI=0.01-0.12); husband's monthly income greater than 750 reais (p=0.006, ORadj=3.44; 95% CI=1.38-8.33). The women with a previous vaginal delivery presented 25-fold lower chance of choosing cesarean delivery. The opinion that the previous delivery experience was unsatisfactory was marginally associated with the main outcome (p=0.06; ORadj=0.42; 95% CI=0.16-1.05). CONCLUSIONS: Motivation for cesarean delivery is associated with influences such as the type and degree of satisfaction with previous delivery and income.
  • Brazilian doctors' perspective on the second opinion strategy before a C-section Original Articles

    Osis, Maria José Duarte; Cecatti, José Guilherme; Pádua, Karla Simônia de; Faúndes, Anibal

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Descrever a opinião dos médicos que participaram no Brasil do Estudo Latino-Americano de Cesárea sobre a estratégia da segunda opinião antes de decidir fazer uma cesárea. MÉTODOS: Setenta e dois médicos dos hospitais do grupo de intervenção, onde se implantou a estratégia da segunda opinião, e 70 do grupo controle auto-responderam um questionário estruturado e pré-testado. Prepararam-se tabelas descritivas para apresentar a freqüência das variáveis mais relevantes sobre a opinião dos médicos a respeito: da efetividade da implementação da estratégia da segunda opinião; se recomendariam ou não a sua implementação e as razões para não a recomendarem em instituições privadas; a factibilidade da sua implementação e as razões para não a considerarem factível em instituições privadas. RESULTADOS: Metade dos médicos dos hospitais de intervenção (50%) e cerca de dois terços do grupo controle (65%) consideraram que a estratégia da segunda opinião havia sido ou poderia ser eficaz para reduzir o número de cesáreas na instituição em que eles trabalhavam. A grande maioria dos médicos que responderam o questionário nos hospitais de intervenção e controle considerou que a estratégia seria factível em instituições públicas (87% e 95% respectivamente), mas não nas privadas (64% e 70% respectivamente), principalmente porque nessas últimas os médicos não aceitariam a interferência de um colega sobre a sua decisão de fazer uma cesárea. CONCLUSÃO: Embora a estratégia da segunda opinião tenha sido percebida como capaz de reduzir as taxas de cesariana, os médicos não a consideraram factível fora do sistema público de saúde no Brasil.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To describe the opinion of doctors who participated in the Latin American Study on Cesarean section in Brazil regarding the second opinion strategy when faced with the decision of performing a C-section. METHODS: Seventy-two doctors from the hospitals where the study took place (where the second opinion was routinely sought) and 70 from the control group answered a pre-tested self-administered structured questionnaire. Descriptive tables were prepared based on the frequency of relevant variables on opinion of physicians regarding: effectiveness of the application of the second opinion strategy; on whether they would recommend implementation of this strategy and reasons for not recommending it in private institutions; feasibility of the strategy implementation and reasons for not considering this implementation feasible in private institutions. RESULTS: Half of the doctors from the intervention hospitals (50%) and about two thirds of those in the control group (65%) evaluated the second opinion as being or having the potential of being effective/very effective in their institutions. The great majority of those interviewed from both intervention and control hospitals considered this strategy feasible in public (87% and 95% respectively) but not in private hospitals (64% and 70% respectively), mainly because in the latter the doctors would not accept interference from a colleague in their decision-making process. CONCLUSION: Although the second opinion strategy was perceived as effective in reducing C-section rates, doctors did not regard it feasible outside the public health system in Brazil.
  • Case-control study on infant mortality in Southern Brazil Original Articles

    Mendes, Karina Giane; Olinto, Maria Teresa Anselmo; Costa, Juvenal Soares Dias da

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Identificar os fatores de risco associados à mortalidade infantil, especificamente à mortalidade neonatal. MÉTODOS: Foi realizado um estudo de caso-controle no município de Caxias do Sul, Estado do Rio Grande do Sul. Investigaram-se as características do pré-natal e parto e causas de morte, para todos os nascidos vivos entre o ano de 2001 e 2002, com Declaração de Nascidos preenchida, cujas mães residiam no município. Como casos, foram definidos todos os óbitos no primeiro ano de vida. Como controles foram selecionadas as duas crianças nascidas imediatamente após o caso, no mesmo hospital e mesmo sexo e que não faleceram até completar o seu primeiro ano de vida. A análise multivariada foi realizada por meio de regressão logística condicional. RESULTADOS: Houve queda da mortalidade infantil, com maior redução no seu componente pós-neonatal. As variáveis idade gestacional (<36 semanas), peso ao nascer (menos de 2.500 g) e Apgar no 5º minuto (até 6) permaneceram no modelo final da análise multivariada, após o ajuste. CONCLUSÕES: As condições perinatais representam quase a totalidade das mortes neonatais, e a maioria das mortes ocorre no momento do nascimento. O principal desafio para redução da mortalidade infantil nesta cidade é a redução na mortalidade pelas condições perinatais que ocorrem no período neonatal.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To identify risk factors associated with infant mortality and, more specifically, with neonatal mortality. METHODS: A case-control study was carried out in the municipality of Caxias do Sul, Southern Brazil. Characteristics of prenatal care and causes of mortality were assessed for all live births in the 2001-2002 period with a completed live-birth certificate and whose mothers lived in the municipality. Cases were defined as all deaths within the first year of life. As controls, there were selected the two children born immediately after each case in the same hospital, who were of the same sex, and did not die within their first year of life. Multivariate analysis was performed using conditional logistic regression. RESULTS: There was a reduction in infant mortality, the greatest reduction was observed in the post-neonatal period. The variables gestational age (<36 weeks), birth weight (<2,500 g), and 5-minute Apgar (<6) remained in the final model of the multivariate analysis, after adjustment. CONCLUSIONS: Perinatal conditions comprise almost the totality of neonatal deaths, and the majority of deaths occur at delivery. The challenge for reducing infant mortality rate in the city is to reduce the mortality by perinatal conditions in the neonatal period.
  • Tradução e validação de conteúdo da versão em português do Childhood Trauma Questionnaire Artigos Originais

    Grassi-Oliveira, Rodrigo; Stein, Lilian Milnitsky; Pezzi, Júlio Carlos

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: O Childhood Trauma Questionnaire é um instrumento auto-aplicável em adolescentes e adultos que investigam história de abuso e negligência durante a infância. O objetivo do trabalho foi de traduzir, adaptar e validar o conteúdo do questionário para uma versão em português denominada Questionário Sobre Traumas na Infância. MÉTODOS: O processo de tradução e adaptação envolveu cinco etapas: (1) tradução; (2) retradução; (3) correção e adaptação semântica; (4) validação do conteúdo por profissionais da área (juízes) e (5) avaliação por amostra da população-alvo, por intermédio de uma escala verbal-numérica. RESULTADOS: As 28 questões e as instruções iniciais traduzidas e adaptadas criaram o Questionário Sobre Traumas na Infância. Na avaliação pela população-alvo, 32 usuários adultos do Sistema Único de Saúde responderam a avaliação, com boa compreensão do instrumento na escala verbal-numérica (média=4,86±0,27). CONCLUSÕES: A versão mostrou ser de fácil compreensão obtendo-se adequada validação semântica. Entretanto, ainda carece de estudos que avaliem outras qualidades psicométricas.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: The Childhood Trauma Questionnaire is a self-applied instrument for adolescents and adults to assess childhood abuse. The objective was to translate, adapt and validate the questionnaire content into a Portuguese language version called Questionário sobre Traumas na Infância. METHODS: The translation and adaptation into Portuguese was carried out in five steps: (1) translation; (2) back translation; (3) correction and semantic adaptation; (4) content validation by professional experts (judges); and (5) a final critical assessment by the target population using a verbal rating scale. RESULTS: The translated and adapted 28-item Portuguese version of the scale and instructions produced an instrument called Questionário sobre Traumas na Infância. In the assessment by the target population, 32 adult users of the Brazilian Unified Health System answered the questionnaire and showed good understanding of the instrument (mean=4.86±0.27) in the verbal rating scale. CONCLUSION: The questionnaire's Portuguese version proved to be easily understandable showing good semantic validation. Nevertheless, further studies should address other psychometric characteristics of this instrument.
  • Lifetime prevalence and help seeking behavior in physical marital violence Artigos Originais

    Bruschi, Alessandra; Paula, Cristiane Silvestre de; Bordin, Isabel Altenfelder Santos

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Estimar a prevalência de violência conjugal física ao longo da vida em mulheres de comunidade urbana de baixa renda e identificar os tipos de ajuda procurados pelas vítimas. MÉTODOS: Trata-se de estudo-piloto brasileiro de corte transversal, vinculado a projeto multicêntrico internacional conduzido em 1999, com amostra probabilística de conglomerados no município de Embu, Estado de São Paulo. Foram considerados elegíveis os domicílios com mulheres de 15 a 49 anos, que residissem com filho/filha <18 anos e tivessem vivido com algum marido/companheiro ao longo da vida. Entrevistadoras treinadas aplicaram questionários padronizados (n=86). Três tipos de violência conjugal física sofrida ao longo da vida foram investigados: grave (chute, soco, espancamento e/ou uso/ameaça de uso de arma), não grave (tapa na ausência de violência grave) e algum tipo (grave e/ou não grave, além de outras formas de agressão física espontaneamente referidas) e os tipos de ajuda procurada (pessoas e instituições). Foram calculadas as freqüências dos tipos de violência e respectivos intervalos de confiança de 95%. RESULTADOS: As entrevistadas referiram tapa (32,6%), soco (17,5%), espancamento (15,2%), uso/ameaça de arma (13,9%) e chute (10,6%). Foram altas as taxas de prevalência de violência conjugal: grave 22,1% (13,3-30,9), não grave 10,5% (4,0-17,0) e algum tipo 33,7% (32,7-34,7). Vítimas de violência grave procuraram ajuda mais freqüentemente da polícia/delegacia (36,8%) ou de curandeiros/benzedeiras/pais de santo (21,1%) que de centros de saúde (5,3%), apesar da disponibilidade desses serviços na região. CONCLUSÕES: A violência conjugal física ao longo da vida é freqüente e grave na comunidade estudada, sendo que a procura de ajuda foi direcionada mais freqüentemente à polícia/delegacia ou a curandeiros/benzedeiras/pais de santo do que a centros de saúde.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To estimate the lifetime prevalence of physical marital violence among women from a low-income urban community and to investigate help-seeking behavior among victims. METHODS: This is the Brazilian pilot cross-sectional study for an international multicenter study conducted in 1999, and is based on a probabilistic cluster sample from the municipality of Embu, São Paulo State. We considered as eligible women aged 15 to 49 years, living with children under age 18 years, who had lived with a husband or partner in lifetime. Information was collected using standardized questionnaires (n=86), administered by trained interviewers. We investigated three types of physical violence: severe (kicking, hitting with fist, beating, and/or use/threat to use weapon), non-severe (slapping in the absence of severe violence), and any type (severe and/or non-severe and/or other physical aggressions spontaneously referred), as well as the type of help sought by the victim (from people or institutions). We calculated frequency and 95% confidence intervals for each type of violence. RESULTS: Subjects reported slapping (32.6%), hitting with fist (17.5%), beating (15,2%), use/threat to use weapon (13.9%), and kicking (10.6%). Prevalence of marital violence was high: 22.1% (13.3-30.9) for severe violence, 10.5% (4.0-17.0) for non-severe violence, and 33.7% (32.7-34.7) for any type of violence. Victims of severe violence were more likely to seek help from the police (36.8%) or from traditional healers (21.1%) than from health care facilities (5.3%), despite the availability of these services in the area. CONCLUSIONS: Physical marital violence is frequent and severe among the population studied, and help was sought preferentially from the police or traditional healers rather than from health care services.
  • Spatial distribution of M. tuberculosis-HIV coinfection in São Paulo State, Brazil, 1991-2001 Artigos Originais

    Rodrigues-Jr, Antonio L; Ruffino-Netto, Antonio; Castilho, Euclides Ayres de

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Avaliar o padrão espacial de incidência de tuberculose na epidemia de Aids, a fim de verificar a influência do espaço físico na causalidade. MÉTODOS: Foram incluídos os casos de Aids notificados ao Ministério da Saúde, entre 1991 e 2001, provenientes do Estado de São Paulo. Os casos foram estratificados em municípios de residência, em regiões de saúde, em categorias de transmissão de Aids, em sexos e em anos do diagnóstico. Um modelo geoestatístico gaussiano foi usado para construir um mapa temático de risco, utilizando a incidência de tuberculose em casos de Aids como variável de resposta. RESULTADOS: A análise exploratória mostrou dois padrões de incidência de Aids: um, para a capital do Estado, e outro, com risco crescente, para os outros municípios. As regiões mais populosas estão sob maiores riscos de transmissão de tuberculose, mostrando um padrão concordante com o padrão de ocupação do território, do leste para o oeste. As regiões de saúde com os maiores coeficientes de incidência de Aids (por 10 mil habitantes) foram Santos (53,5), São José do Rio Preto (43,1), Ribeirão Preto (42,4) e São Paulo (40,3). As regiões de saúde com maiores incidências de tuberculose em casos de Aids foram Santos (44,9%), Franco da Rocha (39,9%), Osasco (39,6%) e São Paulo (38,9%). CONCLUSÕES: Os resultados permitem concluir que as coordenadas geográficas estão associadas ao risco da tuberculose, mas não de Aids.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To assess the spatial pattern of tuberculosis incidence in relation to the Aids epidemic, with the aim of investigating the geographical influence on causality. METHODS: All Aids cases from State of São Paulo, notified to the Brazilian Ministry of Health between 1991 and 2001, were included. The cases were stratified by municipality, by administrative health regions, Aids transmission categories, gender and years since diagnosis. A Gaussian geostatistical model was used to construct a thematic risk map, utilizing the tuberculosis incidence among Aids cases as the response variable. RESULTS: Exploratory analysis showed two patterns of Aids incidence: one for the state capital, and another, with increasing risk, for the other municipalities. The more populous regions presented higher risk of tuberculosis transmission, with a pattern that matched the land occupation pattern, from east to west. The health regions with the highest Aids incidence coefficients (per 10,000 inhabitants) were Santos (53.5), São José do Rio Preto (43.1), Ribeirão Preto (42.4) and São Paulo (40.3). The health regions with greatest tuberculosis incidence among Aids cases were Santos (44.9%), Franco da Rocha (39.9%), Osasco (39.6%) and São Paulo (38.9%). CONCLUSIONS: The results allow the conclusion that geographical coordinates presented an association with tuberculosis risk, but not with Aids risk.
  • Cancer mortality among rubber industry workers in São Paulo, Brazil Artigos Originais

    Neves, Hélio; Moncau, José Eduardo Cajado; Kaufmann, Paulo Roberto; Wünsch Filho, Victor

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Avaliar as mortes por câncer em trabalhadores da indústria da borracha de acordo com o tamanho da empresa. MÉTODOS: Coorte histórica com 9.188 trabalhadores masculinos, matriculados em sindicato de trabalhadores da indústria de borracha do Estado de São Paulo entre 1975 e 1985, sobreviventes em janeiro de 1990 e acompanhados até o final de 2000. As mortes por câncer foram comparadas internamente à coorte, cujos membros foram subdivididos em estratos por porte e sub-ramo da empresa, setor de trabalho e qualificação profissional. A abordagem por conjuntos de risco e regressão logística condicional foi utilizada para o cálculo dos riscos relativos, ajustados por idade, tempo desde o primeiro emprego e tempo de trabalho na indústria da borracha. RESULTADOS: Quando comparados aos empregados de grandes empresas, trabalhadores de pequenas empresas mostraram excesso de mortes por todos tipos de câncer (RR=2,33; IC 95%: 0,90-6,03); tumores de estômago (RR=3,47; IC 95%: 2,57-4,67) e do trato aero-digestivo superior (RR=2,49; IC 95%: 1,78-3,48). Identificou-se excesso de mortes por câncer nos trabalhadores dos setores de manutenção (RR=2,23; IC 95%: 0,73-6,76); expedição, armazenamento e transporte (RR=2,97; IC 95%: 0,77-11,38); e produção (RR=3,51; IC 95%: 1,07-11,57), comparados aos trabalhadores dos setores administrativos. CONCLUSÕES: Os resultados mostram evidências de aumento do risco de tumores de estômago e do trato aero-digestivo superior e, possivelmente, por câncer em geral em trabalhadores de empresas de pequeno porte da indústria da borracha quando comparados aos trabalhadores das grandes empresas.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To investigate cancer deaths among rubber industry workers according to company size. METHODS: This historical cohort study included 9,188 male workers, engaged as members of a workers' union in São Paulo, Southeastern Brazil, between 1975 and 1985, alive in January 1990 and followed until the end of 2000. Overall and specific cancer deaths were compared within the cohort, with subjects stratified according to company size and economic activity, sector of work, and worker qualification. Risk set assessment and conditional logistic regression were used to estimate relative risks, adjusted for age, time since first job, and duration of employment in the rubber industry. RESULTS: When compared to employees of larger companies, workers employed in small companies showed greater risk of death due to any type of cancer (RR=2.33, 95% CI: 0.90-6.03), stomach tumors (RR=3.47; 95% CI: 2.57-4.67), and upper aero-digestive tract tumors (RR=2.49; 95% CI: 1.78-3.48). Risk of death was greater among workers employed in maintenance (RR=2.23; 95% CI: 0.73-6.76); expedition, storage and transportation (RR=2.97; 95% CI: 0.77-11.38); and production (RR=3.51; 95% CI: 1.07-11.57), when compared to workers engaged in clerical work and support activities. CONCLUSIONS: Our results provide further evidence for an increased risk of stomach and upper aero-digestive tract tumors - and possibly of all types of cancer - among rubber industry workers employed in small companies when compared to employees of larger companies.
  • Factors associated with drug and alcohol use among university students Artigos Originais

    Silva, Leonardo V E Rueda; Malbergier, André; Stempliuk, Vladimir de Andrade; Andrade, Arthur Guerra de

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Estudos recentes mostram o uso preocupante de álcool e drogas entre universitários. O objetivo do trabalho foi verificar o grau de associação entre o estilo de vida e situação socioeconômica e o uso de álcool, tabaco, medicamentos e "drogas ilícitas" nos últimos 12 meses entre universitários. MÉTODOS: A amostra compreendeu 926 alunos da área de Ciências Biológicas de uma universidade do Município de São Paulo, os quais responderam a questionário anônimo e de auto-preenchimento em 2000 e 2001. Foram utilizados os testes de análise de variância e qui-quadrado para verificar a correlação entre o uso de substâncias e as variáveis estudadas. RESULTADOS: Entre os alunos com alguma religião, o consumo de álcool foi de 83,1%, o de tabaco, 20,7% e o de "drogas ilícitas", 24,6%, nesse período. Entre os alunos que não possuíam religião, o consumo nas três categorias foi superior nos últimos 12 meses: álcool (89,3%), tabaco (27,7%) e "drogas ilícitas" (37,7%). A renda familiar mensal mostrou-se relacionada ao uso de álcool e "drogas ilícitas" (p<0,001 para ambos). Os alunos que utilizaram tabaco e "drogas ilícitas" apresentavam mais horas livres nos dias úteis do que os alunos que não fumavam no período analisado (p=0,033 e p=0,008, respectivamente). CONCLUSÕES: O consumo de substâncias psicoativas entre os alunos estudados foi comum, indicando a necessidade de implementação de medidas para reduzir tal consumo. Alunos com renda familiar alta e sem religião podem ser considerados com maior risco de consumo de drogas nessa população.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: Recent studies show an alarming rate of alcohol and drug use among university students. The objective of this study was to assess the level of association between lifestyle and socioeconomic status and the prevalence of alcohol, tobacco, medicine, and "illicit drug" use in the last 12 months among university students. METHODS: The sample included 926 undergraduate students in the Biology Department of a university in São Paulo who completed an anonymous, self-applied questionnaire in 2000 and 2001. Anova and Chi-square tests were applied to verify the correlation between substance use and variables. RESULTS: Among students who reported having a religion, alcohol consumption was 83.1%, tobacco use 20.7%, and "illicit drugs" 24.6% during this period. Among students who reported not having a religion, reported alcohol use was higher in the last 12 months: alcohol (89.3%), tobacco (27.7%) and "illicit drugs" (37.7%). Monthly family income was related to alcohol and "illicit drug" use (p<0.001 for both). The students who used tobacco and "illicit drugs" reported more free time during the week than students who didn't smoke during the period of time analyzed (p=0.033 and p=0.008, respectively). CONCLUSIONS: Psychoactive drug use was common among students, indicating a need for policies to be implemented with the goal of reducing consumption. Students with higher family income and without religion should be considered to be at higher risk for alcohol and drug use among this group.
  • Population-based study of the epidemiology of diagnostic test ordering Artigos Originais

    Capilheira, Marcelo F; Santos, Iná S

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Identificar os tipos de serviços de saúde utilizados, a freqüência e os determinantes individuais do paciente associados à solicitação de exames complementares em consultas médicas. MÉTODOS: Estudo de base populacional com 3.100 adultos com idade igual ou maior a 20 anos, moradores de Pelotas, RS. A amostragem foi feita em múltiplos estágios. As informações foram coletadas por meio de questionário, de outubro a dezembro de 2003. Análises multivariadas foram realizadas pela regressão de Poisson, baseadas em modelo conceitual. Foi realizado um subestudo, com as requisições de exames de um dia de trabalho, nos laboratórios da cidade que atendessem o setor privado e público. RESULTADOS: Em três meses, 55% dos indivíduos tiveram consulta médica. Destes, 60% tiveram mais que uma consulta, num total de 4.167, sendo a maior proporção realizada por meio de convênios ou planos de saúde (38%). A solicitação de algum exame ocorreu em 55% das consultas. Mulheres e diabéticos apresentaram maiores probabilidades de terem um exame solicitado. Quanto maior a idade (p<0,001), o nível socioeconômico (p=0,04) e o número de consultas realizadas (p<0,001), maior a proporção de consultas com solicitação de exames. Em média, a espera entre o pedido do exame e a coleta foi de seis e 21 dias para o setor privado e público, respectivamente (p<0,001). O número de exames por requisição foi em média de 4,4. CONCLUSÕES: A proporção de consultas que gerou solicitação de algum exame complementar obedeceu às recomendações brasileiras. A espera na coleta indicou número excessivo de exames por solicitação ou teto financeiro insuficiente frente à demanda ou ambos.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To identify type of service, frequency, and individual patient determinants associated with diagnostic test ordering in medical appointments. METHODS: A population-based study included 3,100 adults aged 20 years or older, living in the city of Pelotas, Southern Brazil. Sampling was carried out in multiple stages. Information were collected by means of a questionnaire, administered between October and December 2003. Multivariate analyses were carried out using Poisson Regression, based on a conceptual model. A sub-study was also conducted based on the test requests received during one workday in all laboratories in the city processing requests from both the public and private sectors. RESULTS: Fifty-five percent of subjects reported having had medical appointments during the three-month period investigated. Of these, 60% reported more than one appointment, generating a total 4,167 appointments, most of which were paid for by health plans (38%). Diagnostic test were requested in 55% of appointments. Women and diabetic patients were more likely to have tests ordered. The greater the age (p<0.001) the higher the socioeconomic level (p=0.04), and the number of medical appointments (p<0.001), the greater the proportion of appointments leading to test requests. Mean waiting time between test request and sample collection was six days for the private sector and 21 days for the public sector (p<0.001). The mean number of tests per request was 4.4. CONCLUSIONS: The proportion of appointments leading to the request for some type of diagnostic test was in accordance with Brazilian recommendations. The waiting time before sample collection indicates an excessive number of tests per request and/or insufficient financial resources to fulfill the demand for tests.
  • Health-related quality of life in Spanish women with osteoporosis Artigos Originais

    Aranha, LLM; Mirón Canelo, JA; Alonso Sardón, M; Del Pino Montes, J; Sáenz González, MC

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Analisar a qualidade de vida relacionada à saúde de pacientes com osteoporose e compará-la com a população geral. MÉTODOS: Foi realizado um estudo descritivo transversal com 60 pacientes do sexo feminino no serviço de reumatologia de um hospital universitário na Espanha, de abril a outubro de 2003. Foi aplicado o questionário Short Form-36, abordando dados demográficos, características clínicas e dados sobre estilos de vida relacionados à saúde. As pacientes foram classificadas em grupos etários. Foram utilizados os seguintes testes estatísticos: qui-quadrado, modelo linear geral, t de Student. RESULTADOS: As entrevistadas tinham idade média de 65,57 (DP: ±9,7 anos), e tempo de diagnóstico médio de 3,4±2,84 anos. As melhores pontuações foram obtidas nas dimensões aspectos sociais (89), aspectos emocionais (72,2) e saúde mental (63). As mais baixas foram em estado geral de saúde (45,1), capacidade funcional (47,7), dor (52,3) e aspectos físicos (59,9). As pontuações médias dos pacientes resultaram inferiores às pontuações conhecidas da população geral espanhola nas dimensões capacidade funcional, aspectos físicos, dor e estado geral de saúde. As máximas diferenças entre as pontuações médias do SF-36 dos pacientes e os valores populacionais espanhóis correspondem ao grupo de idade de 55 a 64 anos. Nas demais dimensões do SF-36, as pontuações foram inferiores ou similares aos valores populacionais espanhóis. Não se encontraram associações significativas entre as dimensões do SF-36 estudadas e os dados clínicos, demográficos e de estilos de vida analisados. CONCLUSÕES: Os pacientes apresentaram baixa qualidade de vida, sobretudo nas dimensões mais relevantes da enfermidade, quando comparada com valores da população espanhola em geral. As áreas físicas foram as mais afetadas.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To analyze the health-related quality of life in patients with osteoporosis and to compare it with the overall population. METHODS: A cross-sectional descriptive study was carried out with 60 female patients of the rheumatology service at a university hospital, in Spain, from April to October 2003. The Short Form-36 (SF-36) questionnaire was applied in order to obtain demographic data, clinical characteristics and data about lifestyles related to health. Patients were classified in age groups. The statistics tests performed were Chi-square, general linear model, Student's t-test. RESULTS: The interviewees' average age was 65.57 years old (SD: ±9.7 years), and average time interval for diagnosis was 3.4±2.84 years. The best scores were in social functioning (89), emotional aspects (72.2), mental health (63), and vitality (53.7). The lowest scores were in general health (45.1), physical capacity (47.7), pain (52.3) and physical aspects (59.9). The patients' average scores were lower than the general Spanish population's scores in the following dimensions: functional capacity, physical aspects, pain and overall health status. The greatest differences between the average SF-36 scores for patients and for the overall Spanish population were in the age group ranging from 55 to 64 years old. Scores were lower or similar to the general Spanish population in all other dimensions of the questionnaire. No significant associations were found between the dimensions of the SF-36 contemplated in this study and the clinical, demographic and lifestyle data. CONCLUSIONS: The patients presented bad quality of life, particularly with respect to those dimensions that are most relevant with respect to osteoporosis, when compared with the overall Spanish population. The physical dimensions were the ones most affected.
  • Cost of schizophrenia: direct costs and use of resources in the State of São Paulo Original Articles

    Leitão, Raquel Jales; Ferraz, Marcos Bosi; Chaves, Ana Cristina; Mari, Jair J

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Estimar o custo direto da esquizofrenia para o setor público. MÉTODOS: O estudo foi realizado no Estado de São Paulo, no ano de 1998. Utilizaram-se dados da literatura e de institutos governamentais de pesquisa para estimar o número total de pacientes com esquizofrenia no Estado sob cobertura do Sistema Único de Saúde. Foi construída uma árvore de decisão mostrando a distribuição desses pacientes quanto ao nível de tratamento. Por meio de pesquisa em prontuários de alguns hospitais públicos e serviços ambulatoriais, documentou-se a utilização de recursos por esses pacientes no período de um ano. Foram atribuídos valores em Reais para esses recursos a fim de se calcular o custo direto total médico-hospitalar. RESULTADOS: Do total de pacientes, 81,5% estão sob cobertura do SUS e encontram-se assim distribuídos: 6,0% internados, 23,0% em tratamento ambulatorial e 71,0% sem tratamento regular. O custo direto total da esquizofrenia foi de R$222 milhões (US$191,781,327) (2,2% do total de gastos em saúde do Estado), sendo 11% destinados ao tratamento ambulatorial e 79,2% às internações psiquiátricas. CONCLUSÕES: A maior parte dos pacientes com esquizofrenia no Estado está sem tratamento regular. Os achados apontam para a necessidade de se investir em pesquisas que possam orientar uma melhor alocação de recursos no tratamento dos transtornos mentais no País.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To estimate the direct costs of schizophrenia for the public sector. METHODS: A study was carried out in the state of São Paulo, Brazil, during 1998. Data from the medical literature and governmental research bodies were gathered for estimating the total number of schizophrenia patients covered by the Brazilian Unified Health System. A decision tree was built based on an estimated distribution of patients under different types of psychiatric care. Medical charts from public hospitals and outpatient services were used to estimate the resources used over a one-year period. Direct costs were calculated by attributing monetary values for each resource used. RESULTS: Of all patients, 81.5% were covered by the public sector and distributed as follows: 6.0% in psychiatric hospital admissions, 23.0% in outpatient care, and 71.0% without regular treatment. The total direct cost of schizophrenia was US$191,781,327 (2.2% of the total health care expenditure in the state). Of this total, 11.0% was spent on outpatient care and 79.2% went for inpatient care. CONCLUSIONS: Most schizophrenia patients in the state of São Paulo receive no regular treatment. The study findings point out to the importance of investing in research aimed at improving the resource allocation for the treatment of mental disorders in Brazil.
  • Comportamento alimentar em mulheres portadoras de diabetes tipo 2 Artigos Originais

    Péres, Denise Siqueira; Franco, Laércio Joel; Santos, Manoel Antônio dos

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Conhecer os pensamentos, sentimentos e comportamentos em relação à dieta de mulheres portadoras de diabetes tipo 2. MÉTODOS: Trata-se de um estudo descritivo exploratório, de natureza qualitativa. Foram entrevistadas oito mulheres portadoras de diabetes tipo 2 em uma Unidade Básica de Saúde do município de Ribeirão Preto, SP, em janeiro de 2003. Foi utilizada entrevista semi-estruturada para a coleta dos dados. O referencial teórico adotado foi a teoria das representações sociais. Os registros audiogravados e transcritos foram submetidos à análise temática de conteúdo. RESULTADOS: Os resultados evidenciaram dificuldade no seguimento da dieta prescrita, em função dos diversos significados associados, tais como a perda do prazer de comer e beber, da autonomia e da liberdade para se alimentar. Assim, seguir a dieta adquire caráter extremamente aversivo e cerceador, tendo representação de que realizá-la traz prejuízos à saúde. A freqüente ausência de sintomas foi citada como um dos aspectos que dificultam o seguimento da dieta. Outra dificuldade foi tocar, olhar e manipular os alimentos durante o seu preparo e não poder ingeri-los. Os alimentos doces despontaram como algo extremamente desejado. Transgressão e desejo alimentar estão igualmente presentes na vida das pessoas entrevistadas. Seguir o padrão dietético recomendado elicia tristeza, e o ato de comer, muitas vezes, vem acompanhado de medo, culpa e revolta. CONCLUSÕES: O comportamento alimentar da mulher portadora de diabetes tipo 2 é bastante complexo e precisa ser compreendido à luz dos aspectos psicológicos, biológicos, sociais, culturais, psicológicos e econômicos para maior eficácia das intervenções educativas.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To explore type 2 diabetes women's thoughts, feelings and behaviors concerning diet. METHODS: A descriptive, exploratory qualitative study was carried out among eight type 2 diabetes women from a primary health care unit in Southeastern Brazil in January 2003. A semi-structured interview was applied for data collection. The theoretical reference was the theory of social representations. The interviews were recorded, transcribed and then their thematic content was analyzed. RESULTS: The study results showed women's difficulty in following the prescribed diet due to several associated meanings, such as loss of eating and drinking pleasure and loss of eating autonomy and free choice. Following the diet elicits an extremely aversive and restrictive attitude, and complying with it is associated to damage to health. The frequent absence of symptoms was mentioned as one reason that prevents compliance to the diet. Other difficulties reported were touching, looking at, and handling food during their preparation but not being allowed to eat them. Sweet foods revealed to be extremely desired. Transgression and food desire are equally present in their life. Following the recommended diet brings sadness and the act of eating is frequently accompanied by fear, guilt and anger. CONCLUSIONS: Type 2 diabetes women's eating behavior is very complex and needs to be understood from its psychological, biological, social, cultural and economic aspects for promoting more effective educational interventions.
  • Continuing or discontinuing BCG revaccination in adolescents Comunicações Breves

    Camargos, Paulo A M; Barreto, Maurício L; Alvim, Cristina; Bedran, Renata

    Abstract in Portuguese:

    A revacinação com BCG foi introduzida no Brasil em meados dos anos 90 e desde então não foram conduzidos estudos que avaliassem a cobertura vacinal alcançada por meio de investigação da cicatriz do BCG. Nesse sentido, foram estudados 2.785 adolescentes de 13-14 anos matriculados em escolas públicas da cidade de Belo Horizonte, Estado de Minas Gerais, entre setembro de 2001 e maio de 2002. A prevalência da revacinação foi de 64,3% (IC 95%: 62,5-66,0). Os esforços empreendidos para obter tais níveis de cobertura conflitam com a falta de evidências sobre sua efetividade e recomendam a reavaliação da continuidade da revacinação nos serviços de saúde brasileiros.

    Abstract in English:

    BCG revaccination was introduced in Brazil in the mid-90's but no study has evaluated vaccine coverage through direct assessment of the scar. BCG scars were assessed in 2,785 public school adolescents, aged 13 to 14 years, in Southeastern Brazil, between September 2001 and May 2002. The prevalence rate of revaccination was 64.3% (95% CI: 62.5-66.0). Despite the efforts to implement and sustain revaccination, continuing this practice should be reevaluated by public health authorities due to the lack of evidence on its effectiveness.
  • Parasitas gastrointestinais em cães institucionalizados no Rio de Janeiro, RJ Comunicações Breves

    Vasconcellos, Mauricio Carvalho de; Barros, Juliana São Luiz de; Oliveira, Cristiane Silva de

    Abstract in Portuguese:

    Foi estudada a ocorrência de parasitas gastrointestinais em cães recolhidos e mantidos em instituto público de medicina veterinária no Rio de Janeiro, RJ. Amostras de fezes frescas foram coletadas em março de 2004 e analisadas pelos métodos de flutuação de Willis e centrífugo-flutuação em solução de sacarose. De 204 amostras, 45,6% estavam positivas para helmintos gastrointestinais.

    Abstract in English:

    The occurrence of intestinal parasitic helminths in dogs from a public institute of veterinary medicine in Rio de Janeiro was assessed. Samples of fresh feces were collected in March 2004 and analyzed by Willis and centrifugal-flotation in sucrose solution methods. Of 204 samples, 45.6% were positive for helminths.
  • Phlebotomine fauna in a rural area of the Brazilian Pantanal Brief Communications

    Braga-Miranda, Lourdislene Costa; Miranda, Marcos; Galati, Eunice A Bianchi

    Abstract in Portuguese:

    O estudo teve como objetivo identificar a fauna flebotomínea em busca de vetores de leishmanioses. As capturas de flebotomíneos foram realizadas em uma fazenda (18º59'S, 56º39'W) localizada cerca de 150 km da cidade de Corumbá, Mato Grosso do Sul, com armadilhas automáticas luminosas, instaladas em 11 pontos distribuídos em áreas florestais e antrópicas, quinzenalmente, de abril 2001 a julho de 2003. Apenas 41 espécimes de flebotomíneos foram capturados. Nos ambientes florestais foram capturados 31,7% dos espécimes e no antrópico, 68,3%. A predominância de flebotomíneos não antropofílicos e a ínfima densidade de N. whitmani, reconhecidamente vetor de leishmaniose tegumentar, parece não indicar real risco de transmissão desta doença, na área.

    Abstract in English:

    The aim of the study was to identify among the phlebotomine fauna potential leishmaniasis vectors. The study was carried out in Corumbá county, State of Mato Grosso do Sul, Mid-West Brazil (18º59'S, 56º39'W). Sand fly captures were undertaken fortnightly with automatic light traps at 11 sites in forested environments and anthropic areas from April 2001 to July 2003. A total of only 41 specimens were captured. Thirty-one percent of the specimens were captured in forests and 68.3% in anthropic areas. The predominance of non-anthropophilic groups and the low density of N. whitmani, a known cutaneous leishmaniasis vector, does not seem to indicate any actual risk of the transmission of this disease in the study area.
  • Preliminary information on sandflies in the north of Paraná State, Brazil Comunicações Breves

    Teodoro, Ueslei; Santos, Demilson R dos; Santos, Ademar R dos; Oliveira, Otílio de; Poiani, Luís Paschoal; Silva, Allan Martins da; Neitzke, Herintha Coeto; Monteiro, Wuelton Marcelo; Lonardoni, Maria V Campana; Silveira, Thaís G Verzignassi

    Abstract in Portuguese:

    São relatados os resultados de coletas de flebotomíneos feitas em localidades de 10 municípios do Estado do Paraná, com armadilhas de Falcão em domicílios, abrigos de animais domésticos e nas matas, de 1999 a 2002. Coletaram-se 13.653 flebotomíneos de 10 espécies dos gêneros Brumptomyia, Expapillata, Evandromyia, Migonemyia, Pintomyia, Nyssomyia, Psathyromyia. A espécie Nyssomyia neivai predominou em cinco municípios, e N. whitmani nos demais, a qual foi numericamente superior à primeira. Verificou-se maior freqüência de flebotomíneos nas matas, residências, pocilgas e galinheiros. As investigações sobre a participação de animais domésticos e da fauna de flebotomíneos na epidemiologia da leishmaniose tegumentar deveriam fazer parte da rotina dos serviços de saúde, especialmente nas áreas onde a doença é endêmica.

    Abstract in English:

    The results from sandfly collections in 10 municipalities in Paraná State, Brazil are reported. The captures were done using Falcão traps in homes, domestic animal shelters and forested areas, from 1999 to 2002. A total of 13,653 sandflies were collected from 10 species of the genera Brumptomyia, Expapillata, Evandromyia, Migonemyia, Pintomyia, Nyssomyia and Psathyromyia. The species Nyssomyia neivai was predominant in five municipalities. N. whitmani predominated in the other five, in greater numbers than for N. neivai in the first five municipalities. High frequencies of sand flies were found in forests, homes, pigpens and henhouses. Investigations on the participation of domestic animals and phlebotomine fauna in the epidemiology of tegumentary leishmaniasis should be routine in health surveillance, especially where this disease is endemic.
  • Worldwide molecular epidemiology of HIV Review

    Requejo, Henry I Z

    Abstract in Portuguese:

    O vírus da imunodeficiência humana (HIV), disseminado em todo o mundo, é o agente responsável pela síndrome da imunodeficiência adquirida (Aids). O HIV é um membro do gênero Lentivirus da família Retroviridae e compreende os tipos HIV-1 e HIV-2. Esses vírus possuem notável capacidade de mutar e se adaptar às novas condições do ambiente humano. Uma grande incidência de erros ao nível transcricional do genoma resulta em alterações nas bases genéticas durante o ciclo reprodutivo. A elevada variabilidade genômica do HIV apresenta importantes implicações para o diagnóstico, tratamento e prevenção, bem como nas investigações epidemiológicas. A elaboração desta revisão traz importantes conceitos sobre definições e distribuição geográfica de subtipos, formas recombinantes circulantes e outras variações genômicas do HIV. O estudo pretendeu direcionar os estudantes de ciências biomédicas e os profissionais de laboratórios de saúde pública aos conhecimentos gerais e específicos acerca da variabilidade genômica do HIV.

    Abstract in English:

    Human immunodeficiency virus (HIV) is the worldwide disseminated causative agent of acquired immunodeficiency syndrome (AIDS). HIV is a member of the Lentivirus genus of Retroviridae family and is grouped in two types named HIV-1 and HIV-2. These viruses have a notable ability to mutate and adapt to the new conditions of human environment. A large incidence of errors at the transcriptional level results in changes on the genetic bases during the reproductive cycle. The elevated genomic variability of HIV has carried important implications for the diagnosis, treatment and prevention as well as epidemiologic investigations. The present review describes important definitions and geographical distribution of subtypes, circulating recombinant forms and other genomic variations of HIV. The present study aimed at leading students of Biomedical Sciences and public health laboratory staff guidance to general and specific knowledge about the genomic variability of the HIV.
  • Health promotion groups for improving autonomy, living conditions and health Artigo Especial

    Santos, Luciane de Medeiros dos; Da Ros, Marco Aurélio; Crepaldi, Maria Aparecida; Ramos, Luiz Roberto

    Abstract in Portuguese:

    O artigo apresenta a metodologia dos Grupos de Promoção à Saúde, concebida como um instrumento capaz de contribuir com o desenvolvimento da autonomia e condições de vida e saúde. O método é identificado como uma intervenção coletiva e interdisciplinar de saúde, constituída por um processo grupal e orienta para o desenvolvimento de atitudes e comportamentos direcionados à transformação contínua do nível de saúde e condições de vida dos seus participantes. Os Grupos são identificados no contexto do Sistema Único de Saúde como uma prática que contribui com a superação do modelo biomédico. Desenvolvem ações em que a saúde é tomada em sua positividade, ao mesmo tempo em que podem servir ao atendimento da demanda de assistência a idosos nos sistemas de saúde.

    Abstract in English:

    This article presents the methodology of Health Promotion Groups, which were conceived as a means of contributing towards developing autonomy, improving living conditions and promoting health. The method is identified as a collective and interdisciplinary health intervention, consisting of a group process. It guides the development of attitudes and behavioral patterns towards continually transforming participants' health levels and living conditions. The Health Promotion Groups are identified within the context of the National Health System (Sistema Único de Saúde) as a means of surpassing the biomedical model. It stimulates the development of actions in which the positive aspects of health are emphasized, while at the same time it can serve to more effectively meet the demands for care for the elderly in health systems.
  • Low birth weight and periodontal disease association Cartas ao Editor

    Costa, Maria da Conceição N.
  • Vacina contra rotavírus Informes Técnicos Institucionais

  • Insumos farmacêuticos Informes Técnicos Institucionais

  • Resíduos de agrotóxicos em alimentos Informes Técnicos Institucionais

  • Errata

Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Avenida Dr. Arnaldo, 715, 01246-904 São Paulo SP Brazil, Tel./Fax: +55 11 3061-7985 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revsp@usp.br