Revista de Saúde Pública, Volume: 40, Issue: spe, Published: 2006
  • Scientific production and communication in public health Editorial

    Monteiro, Carlos Augusto; Barata, Rita de Cássia Barradas; Goldbaum, Moisés
  • Health research in Brazil: context and challenges Parte I

    Guimarães, Reinaldo

    Abstract in Portuguese:

    O artigo discute as insuficiências da política brasileira de ciência e tecnologia frente aos desafios do século XXI, a despeito de alguns aspectos muito bem sucedidos. Mostra ainda a importância da pesquisa em saúde no quadro do esforço geral de ciência, tecnologia e inovação no país. Em seguida, sumariza a distribuição da pesquisa no mundo e reivindica um lugar específico para o País, junto a alguns outros, no panorama global. Discute alguns elementos necessários ao amadurecimento do sistema setorial de inovação em saúde e termina por discutir a necessidade da presença do Ministério da Saúde no panorama da pesquisa em saúde para que aquele processo de amadurecimento possa dar-se de maneira adequada.

    Abstract in English:

    The deficiencies in Brazilian science and technology policies with regard to the challenges of the twenty-first century are discussed, while acknowledging that these policies have in some respects been very successful. The importance of health research within the framework of general endeavors in science, technology and innovation in this country is also demonstrated. The distribution of research around the world is then summarized, and a specific position is claimed for Brazil, along with some other countries, within the global panorama. Some elements needed for maturation of the sectoral system for health innovation are discussed. Finally, the need for the presence of the Ministry of Health within the panorama of health research, for this maturation process to take place adequately, is discussed.
  • Development, health-industrial complex and industrial policy Parte I

    Gadelha, Carlos Augusto Grabois

    Abstract in Portuguese:

    O artigo situa a questão da saúde no contexto do desenvolvimento nacional e da política industrial. Tomou-se a idéia de corte estruturalista, marxista e schumpeteriano, onde a indústria e as inovações constituem os elementos determinantes do dinamismo das economias capitalistas e de sua posição relativa na economia mundial. Todos os países que se desenvolveram e passaram a competir em melhores condições com os países avançados associaram uma indústria forte com uma base endógena de conhecimento, de aprendizado e de inovação. Todavia, na área da saúde essa visão é problemática, uma vez que os interesses empresariais se movem pela lógica econômica do lucro e não para o atendimento das necessidades da saúde. A noção de complexo industrial da saúde constitui uma tentativa e fornecer um referencial teórico que permita articular duas lógicas distintas: a sanitária e a do desenvolvimento econômico. O trabalho procurou mostrar, com base em dados de comércio exterior, como a desconsideração da lógica do desenvolvimento nas políticas de saúde levou a uma situação de vulnerabilidade econômica do setor que pode limitar os objetivos de universalidade, eqüidade e integralidade. Nesse contexto, propõe-se uma ruptura cognitiva e política com as visões antagônicas que colocam, de um lado, as necessidades da saúde e, de outro, da indústria. Um país que pretende chegar a uma condição de desenvolvimento e de independência requer, ao mesmo tempo, indústrias fortes e inovadoras, e um sistema de saúde inclusivo e universal.

    Abstract in English:

    This paper puts health questions within the context of national development and industrial policy. It follows the idea of structuralist, Marxist and Schumpeterian approaches, in which industry and innovations form determining factors for the dynamism in capitalist economies and relative positions within the world economy. All countries that have developed and started to compete under better conditions with advanced countries have had an association between strong industry and an endogenous knowledge, learning and innovation base. However, in the field of health, this vision presents problems because business interests move according to the economic logic of profit rather than to meet health needs. The notion of the health-industrial complex is an attempt to provide a theoretical reference that enables linkage between two distinct types of logic: health and economic development. This study has sought to show, on the basis of foreign trade data, how disregard for the logic of health policy development has led to a situation of economic vulnerability in this sector, which may limit the objectives of universality, equality and comprehensiveness. Within this context, a cognitive and political break with these antagonistic visions that put health needs on one side and industrial needs on the other is proposed. A country that aims to reach a condition of development and independence requires strong innovative industries and an inclusive and universal health system, at the same time.
  • Ethical dilemmas in scientific publication: pitfalls and solutions for editors Part I

    Gollogly, Laragh; Momen, Hooman

    Abstract in Portuguese:

    Editores de revistas científicas precisam estar atentos aos mecanismos de disseminação de condutas inadequadas no processo de publicação. Este artigo fornece definições, formas de documentar a extensão do problema e exemplos de iniciativas para conter fraudes editorias. Fabricação, falsificação, duplicação, autoria-fantasma, autoria concedida, falta de ética na aprovação de manuscritos, não-divulgação desses fatos, publicação "salami", conflitos de interesse, autocitação, submissão e publicação duplicadas, e plágio são problemas comuns. A conduta editorial inadequada inclui: falha em seguir o processo devido, atraso nas decisões e comunicação com os autores, falhas na revisão, e confundir o conteúdo de um periódico com seu potencial promocional e de propaganda. Os editores podem ser advertidos por seus pares por não investigar comportamento científico suspeito, por não se retratar quando indicado ou não obedecer as seis principais fontes internacionais de orientação em pesquisa, publicação e política editorial. Os editores estão em posição privilegiada para promover práticas adequadas, adotando orientações éticas e claras sobre os procedimentos adotados nos periódicos. Assim, revisores, editores, autores e leitores terão condições de compreender e seguir as normas de publicação.

    Abstract in English:

    Editors of scientific journals need to be conversant with the mechanisms by which scientific misconduct is amplified by publication practices. This paper provides definitions, ways to document the extent of the problem, and examples of editorial attempts to counter fraud. Fabrication, falsification, duplication, ghost authorship, gift authorship, lack of ethics approval, non-disclosure, 'salami' publication, conflicts of interest, auto-citation, duplicate submission, duplicate publications, and plagiarism are common problems. Editorial misconduct includes failure to observe due process, undue delay in reaching decisions and communicating these to authors, inappropriate review procedures, and confounding a journal's content with its advertising or promotional potential. Editors also can be admonished by their peers for failure to investigate suspected misconduct, failure to retract when indicated, and failure to abide voluntarily by the six main sources of relevant international guidelines on research, its reporting and editorial practice. Editors are in a good position to promulgate reasonable standards of practice, and can start by using consensus guidelines on publication ethics to state explicitly how their journals function. Reviewers, editors, authors and readers all then have a better chance to understand, and abide by, the rules of publishing.
  • Quality of scientific articles Part I

    Szklo, Moyses

    Abstract in Portuguese:

    O artigo discute as dificuldades em julgar a qualidade de manuscritos científicos e descreve algumas das armadilhas comuns que devem ser evitadas ao preparar um artigo para submissão a um periódico. A revisão por pares é um sistema imperfeito, com confiabilidade abaixo da ideal e validade duvidosa. Entretanto, como provavelmente continuará sendo o principal processo de seleção de artigos para publicação, os autores devem evitar alguns erros ao preparar um manuscrito baseado em achados empíricos da pesquisa humana. Entre eles estão: resumos excessivamente longos, amplo uso de abreviações, falha ao relatar resultados de análise de dados parcimoniosa, e interpretação equivocada de associações estatísticas encontradas em estudos observacionais como sendo causais. Outro problema comum em muitos manuscritos é sua excessiva extensão, o que os torna mais difíceis de serem avaliados ou lidos por leitores-alvo, se publicados. Discute-se a avaliação de artigos após sua publicação e inclusão em revisão sistemática. São revisadas as limitações do fator de impacto como um critério para julgar a qualidade de um artigo.

    Abstract in English:

    The paper discusses the difficulties in judging the quality of scientific manuscripts and describes some common pitfalls that should be avoided when preparing a paper for submission to a peer-reviewed journal. Peer review is an imperfect system, with less than optimal reliability and uncertain validity. However, as it is likely that it will remain as the principal process of screening papers for publication, authors should avoid some common mistakes when preparing a report based on empirical findings of human research. Among these are: excessively long abstracts, extensive use of abbreviations, failure to report results of parsimonious data analyses, and misinterpretation of statistical associations identified in observational studies as causal. Another common problem in many manuscripts is their excessive length, which makes them more difficult to be evaluated or read by the intended readers, if published. The evaluation of papers after their publication with a view towards their inclusion in a systematic review is also discussed. The limitations of the impact factor as a criterion to judge the quality of a paper are reviewed.
  • North-South relations in scientific publications: editorial racism? Parte I

    Victora, Cesar G; Moreira, Carmen B

    Abstract in Portuguese:

    O objetivo do estudo foi comentar a possível existência de preconceito editorial entre editores de revistas científicas de países do Norte contra autores do Sul. Destacou-se que em estudo por métodos bibliométricos ficou evidenciada a existência de um importante desequilíbrio entre a produção científica de pesquisadores de países de alta renda ("Norte") e daqueles trabalhando em instituições de países de renda média ou baixa ("Sul"). Há uma percepção generalizada entre autores brasileiros de que, em parte, isso seria devido a preconceito de editores de revistas internacionais contra autores do Sul - 75% de uma amostra de 244 autores que responderam a inquérito acreditam que exista preconceito. Essa impressão é reforçada pela observação de uma minoria dos membros de conselhos editoriais das principais revistas na área de saúde proveniente do Sul. Embora o preconceito possa explicar parte do problema, há também questões especificas e remediáveis que podem aumentar a probabilidade de publicar no exterior. Essas incluem investir na qualidade do texto e da redação, e mostrar empatia com editores e leitores, sinalizando claramente a contribuição que o artigo pode trazer para a literatura internacional. Finalmente, é abordada a questão de onde publicar: em periódicos nacionais ou internacionais. Foram propostos seis tópicos que devem ser levados em conta nessa opção: idioma e público-alvo; tipo de contribuição ao conhecimento; capacidade de generalização; índice de citações; velocidade de publicação; e acesso livre. O aumento rápido de publicações brasileiras em periódicos internacionais mostra que o preconceito editorial, embora existente, pode ser efetivamente vencido por trabalhos com metodologia sólida e apresentação de qualidade.

    Abstract in English:

    The aim of the present study was to comment on the possible existence of editorial prejudice among the editors of scientific journals from Northern countries against Southern authors. We highlight that a study using bibliometric methods documented an important imbalance in terms of the international scientific production of health researchers from high-income countries (the "North") and those from low and middle-income countries (the "South"). In a survey of Brazilian researchers, three in every four blamed this imbalance, at least in part, on prejudice among international editors. This is supported by the fact that a very small percentage of editorial board members of international journals come from the South. Although prejudice can explain part of the imbalance, there are also specific measures that may increase the likelihood of a paper from the South being accepted in international journals. These include the need to invest in the quality of the written text, and to show empathy with editors and readers, emphasizing the contribution of the manuscript to the international literature. Finally, we discuss whether research carried out in the South should be published in national or international journals, and suggest that there are at least six dimensions to this choice. These include language and target audience; type of contribution to knowledge; generalizability; citation index; speed of publication; and open access. The rapid growth in the number of Brazilian contributions to the international health literature shows that editorial prejudice, although often present, can be effectively offset by research with solid methodology and good-quality presentation.
  • Scientific output in the collective health area: journal profile and evaluation by Capes Parte I

    Barros, Aluísio J D

    Abstract in Portuguese:

    A saúde coletiva se caracteriza como campo do conhecimento abrangente e complexo, apresentando-se como desafio para o processo de avaliação da pós-graduação realizado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). O objetivo do trabalho foi descrever o panorama da pós-graduação em saúde coletiva e discutir aspectos dos critérios de sua avaliação. A avaliação da pós-graduação é realizada anualmente, levando em conta a estrutura do programa, corpo docente e discente, atividades de pesquisa e formação, teses e dissertações e produção intelectual. A avaliação deste último item tem sido criticada por privilegiar a publicação de artigos e ancorar a valoração da produção nas bases de indexação dos periódicos e nos seus índices de impacto. Apesar das críticas e restrições ao processo de avaliação, a análise da produção científica brasileira, no geral e no caso específico da saúde coletiva, mostra um quadro positivo, com aumento expressivo do número de cursos de pós-graduação, docentes e alunos. Assim, o panorama da pós-graduação se apresenta favorável, mas aperfeiçoar a avaliação continuamente é essencial para que ela cumpra o seu papel de fomento e estímulo.

    Abstract in English:

    Collective Health is characteristically a broad and complex field of study, presenting itself as a major challenge for the evaluation process carried out by Capes. The aim of the present work was to provide a panorama of postgraduate education in the field of collective health and to discuss aspects of the criteria adopted for its evaluation. The evaluation of postgraduate programs is carried out on a yearly basis. For this, program structure, its academic staff and students, research and teaching activities, theses and dissertations, and intellectual production are taken into account. The evaluation of the latter has been subject of criticism for favoring the publication of papers and for basing ranking of production on journal indexing and impact factors. Despite criticisms and reservations towards the evaluation process, the analysis of the Brazilian scientific production, in general and in the case of Collective Health, shows a very positive scenario, with an important increase in the number of postgraduate courses, teachers, and students. Thus, the panorama of postgraduate programs is favorable, but continuously rethinking and perfecting the evaluation process is essential to guarantee its contribution to the growth and strengthening of the system.
  • Book citations: influence of epidemiologic thought in the academic community Part I

    Porta, Miquel; Fernandez, Esteve; Puigdomènech, Elisa

    Abstract in Portuguese:

    Ainda que sua 'morte' tenha sido freqüentemente certificada, os livros continuam sendo relevantes para muitas profissões e disciplinas acadêmicas. Análises de citações recebidas por textos epidemiológicos podem complementar outras visões em epidemiologia. O objetivo do estudo foi avaliar o número de citações recebidas por alguns livros de epidemiologia e saúde pública, como um primeiro passo para estudar a influência do pensamento epidemiológico e o pensar da academia. Para este propósito, a base de dados do Institute for Scientific Information/ Thomson Scientific - Web of Science/ Web of Knowledge foi consultada em maio de 2006. O livro de Rothman & Greenland recebeu o maior número de citações no total (mais de 8.000) e por ano. Os livros de Kleinbaum et al, e de Breslow & Day tiveram em torno de 5.000 citações. Em termos de citações por ano, o livro de Sackett et al ocupou o terceiro lugar, e o de Rose, o quarto entre os incluídos no estudo. Outros livros que tiveram influência em salas de aula, comparativamente, tiveram menos citações. Os achados oferecem um rico retrato das influências acadêmicas e tendências de métodos epidemiológicos e interpretação em saúde pública, medicina clínica e outras ciências da saúde, da vida, e sociais. Eles podem contribuir para avaliar os esforços dos epidemiologistas para demarcar a epidemiologia e afirmar sua autoridade epistemológica, e para analisar algumas influências históricas de forças econômicas, sociais e políticas sobre as pesquisas epidemiológicas.

    Abstract in English:

    Whilst their 'death' has often been certified, books remain highly important to most professions and academic disciplines. Analyses of citations received by epidemiologic texts may complement other views on epidemiology. The objective was to assess the number of citations received by some books of epidemiology and public health, as a first step towards studying the influence of epidemiological thought and thinking in academia. For this purpose, Institute for Scientific Information/ Thomson Scientific - Web of Science/ Web of Knowledgedatabase was consulted, in May 2006. The book by Rothman & Greenland appeared to have received the highest number of citations overall (over 8,000) and per year. The books by Kleinbaum et al, and by Breslow & Day received around 5,000 citations. In terms of citations per year the book by Sackett et al ranks 3rd, and the one by Rose, 4th of those included in this preliminary study. Other books which were influential in the classrooms collected comparatively less citations. Results offer a rich picture of the academic influences and trends of epidemiologic methods and reasoning on public health, clinical medicine and the other health, life and social sciences. They may contribute to assess epidemiologists' efforts to demarcate epidemiology and to assert epistemic authority, and to analyze some historical influences of economic, social and political forces on epidemiological research.
  • Impact of the Internet on communication flow of scientific health information Parte I

    Castro, Regina C Figueiredo

    Abstract in Portuguese:

    Com o advento da Internet e das novas tecnologias houve uma reestruturação do fluxo da comunicação científica, assim como das relações sociais no mundo. A produção de conhecimento científico também foi influenciada por essas mudanças culturais, econômicas e sociais e contribuiu para transformar os padrões de comunicação científica. O objetivo do estudo é apresentar o modelo de comunicação tradicional e sua evolução para a comunicação científica eletrônica, estimulada pelo uso de meios eletrônicos e da Internet e pelo compartilhamento em rede. Enquanto o modelo tradicional está voltado para a publicação impressa, o novo modelo propõe a publicação eletrônica e o acesso livre e irrestrito ao material publicado. Os desafios consistem na utilização de todas as potencialidades dos meios de comunicação eletrônicos para aprimorar aspectos positivos do fluxo de comunicação científica tradicional e na definição de políticas que sustentem a nova estrutura do fluxo de comunicação científica, garantindo a qualidade, preservação e disseminação da informação como bem público.

    Abstract in English:

    Communication flow of scientific information has been restructured with the development of new technologies and the Internet and their impact on social relations worldwide. The production of scientific knowledge has also been influenced by these cultural, social and economic changes and has contributed to new patterns of scientific communication. The objective of the study was to present the traditional scientific communication model and its evolution to electronic scientific communication stimulated by the use of electronic media and Internet and networking. While the traditional model is based on printed publications, the new one focuses on electronic publishing and open unlimited access to published literature. The challenges faced are in using all the potential of electronic media for improving traditional communication flow of scientific information and defining policies to support the new model of scientific communication to ensure quality, preservation and dissemination of information as a common good.
  • The path taken by social sciences within health in Latin America: review of scientific production Parte Ii

    Nunes, Everardo Duarte

    Abstract in Portuguese:

    Foi realizada uma análise da trajetória das ciências sociais em saúde na América Latina com base na produção científica, em especial no Brasil. O trabalho divide-se nas seguintes partes: introdução, notas sobre as origens do campo, revisões da produção científica, os anos 90 e os estudos sobre a produção científica, revisando as coletâneas, e comentários finais. O trabalho relata a trajetória histórica da produção científica com base em farta documentação: levantamentos bibliográficos, estudos bibliográficos, coletâneas de textos. Destaca-se, ainda, o levantamento das temáticas dessa área e alguns dados sobre os profissionais que atuam nessas atividades. Nas conclusões é dada ênfase à grande vitalidade da área, que em poucas décadas conseguiu firmar-se no cenário científico.

    Abstract in English:

    An analysis was made of the path taken by social sciences within health in Latin America, on the basis of scientific production achieved, especially in Brazil. The work is divided into the following sections: introduction; notes on the origins of the field; scientific reviews; the 1990s and studies on scientific production; previous review articles; and final comments. This study recounts the historical path taken by scientific production, using extensive documentation: bibliographic surveys, bibliographic studies and review articles. The topics surveyed within this field and some data on the professionals who work in these activities are highlighted. In the conclusions, emphasis is given to the great vitality of the field, which in just a few decades has attained importance within the scientific scene.
  • Policy, planning and health management: the current understanding Parte Ii

    Paim, Jairnilson Silva; Teixeira, Carmen Fontes

    Abstract in Portuguese:

    O objetivo do estudo foi realizar um balanço do estado da arte da área temática Política, Planejamento e Gestão em Saúde entre 1974 e 2005. Foram recuperadas informações apresentadas em trabalhos anteriores, atualizando-as para os últimos cinco anos, considerando a produção registrada na base de dados bibliográficos LILACS. Descreveu-se a emergência de estudos e investigações em subtemas nessa área temática, procurando relacioná-los aos desdobramentos das conjunturas políticas, particularmente o processo de Reforma Sanitária, a construção do Sistema Único de Saúde e a reorientação das práticas de saúde. Discutiu-se a especificidade da produção no campo e conclui-se reiterando a necessidade de um trabalho histórico e epistemológico sobre a área no Brasil. Os desafios da prática impõem aos sujeitos, individuais e coletivos, não só perícia ténico-científica, mas sobretudo militância sociopolítica.

    Abstract in English:

    This work provides a literature review of Policy, Planning and Health Management between 1974 and 2005. Information is presented from previous research and publications, incorporating the production contained within the LILACS database from the last five years. The emergence of studies in these sub-themes is described in an attempt to associate them with political circumstances, with particular emphasis on: the Sanitary Reform Process, the construction of the National Health System and the reorientation of health practices. The particularities of the production in this field are discussed and the need for historical and epistemological work in Brazil is emphasized. The practical challenges impose techno-scientific expertise and, primarily, socio-political militancy on individual and collective subjects.
  • Growth and trends in scientific production in epidemiology in Brazil Parte Ii

    Barreto, Mauricio L

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVOS: Analisar o crescimento da pesquisa epidemiológica no Brasil em comparação com o total de publicações indexadas e as publicações de diversos países da América Latina e Caribe. MÉTODOS: Trabalhos indexados na base bibliográfica MEDLINE/PubMed foram recuperados por meio de uma combinação booleana de unitemos ligados à epidemiologia, para o período 1985-2004. Esses trabalhos foram divididos em quatro períodos: 1985-9, 1990-4, 1995-9 e 2000-4. RESULTADOS: Do total de 211.727 artigos identificados na base MEDLINE/PubMed, 1.952 (0,9%) tinham relação com o Brasil. Considerando o período estudado, o número de artigos cresceu 12 vezes (91 para 1.096) e aumentou mais de duas vezes (0,54% para 1,1%) em relação ao total de trabalhos indexados. Este crescimento foi acompanhado de uma diversificação das temáticas abordadas. As doenças infecciosas e a área materno-infantil, predominantes no primeiro período (74% dos artigos), foram minoritários no último período. Destacou-se o crescimento das publicações brasileiras com relação aos demais países Latino-Americanos e Caribenhos. CONCLUSÕES: Os resultados corroboraram evidências anteriormente apresentadas sobre o intenso crescimento da pesquisa epidemiológica no Brasil nas últimas duas décadas. Este crescimento foi mais intenso do que a média do crescimento mundial e bem acima daquele observado nos demais países da América Latina. Portanto, no Brasil, a produção científica em epidemiologia vem apresentando crescimento com características similares ao observado em outros campos da ciência.

    Abstract in English:

    OBJECTIVES: To analyze the growth of epidemiological research in Brazil in comparison to the total number of indexed publications worldwide and from several Latin American and Caribbean countries. METHODS: A Boolean combination of epidemiological key words was used to search the MEDLINE/PubMed database for articles published between 1985 and 2004. These articles were divided into 4 time periods: 1985-9, 1990-4, 1995-9, and 2000-4. RESULTS: Of the total 211,727 articles identified in the MEDLINE/PubMed database, 1,952 (0.9%) were related to Brazil. The number of articles increased 12-fold throughout the period (from 91 to 1,096), and more than doubled (0.54% to 1.1%) if considered in relation to the total number of indexed articles. This growth was accompanied by diversification of the subjects addressed. The fields of infectious diseases and mother-child health, which predominated during the first period (74%), represented only a minority of articles in the last period. There was a noteworthy increase in the Brazilian output when compared to that of other Latin American and Caribbean countries. CONCLUSIONS: Our results corroborate previous evidence of the intense growth of epidemiological research in Brazil in the last two decades. This growth was more intense than mean growth worldwide, and much greater than that found in other Latin American countries. Therefore, Brazilian scientific output in the epidemiology field is showing a growth pattern similar to that of other scientific areas in the country.
  • Scientific production in nutrition and the public perception of hunger and eating in Brazil Parte Ii

    Coutinho, Marília; Lucatelli, Márcio

    Abstract in Portuguese:

    Há uma contradição entre a percepção de diferentes setores da elite quanto às questões da fome e nutrição no Brasil. Por um lado, o carro-chefe da política social do atual governo brasileiro é o Programa Fome Zero. Esse programa se baseia na concepção de que a condição de fome é socialmente relevante no País. Por outro lado, a comunidade científica na área de nutrição, por meio de estudos epidemiológicos, destaca a obesidade como um dos problemas de saúde pública mais graves no Brasil. O motivo pelo qual a percepção pública está dissociada da produção de conhecimento sobre o assunto tem raízes antigas, relacionadas às dificuldades de institucionalizar a ciência no Brasil. Isso se refletiu numa relativa falta de legitimidade do discurso científico. A novidade nessa situação é a conquista de maior visibilidade internacional, pela comunidade científica em epidemiologia nutricional. O futuro da aplicação prática dos resultados da pesquisa em epidemiologia nutricional no Brasil depende da dinâmica das agendas políticas sobre fome e nutrição, e dos setores a elas associados. O objetivo do estudo foi explorar essa situação por meio da análise de dados cientométricos sobre a produção científica, dados históricos e documentais quanto ao discurso sobre a fome.

    Abstract in English:

    There is a contradiction between the perceptions held by different sectors of the Establishment with regard to the questions of hunger and nutrition in Brazil. On the one hand, the flagship of the present Brazilian government's social policy is the "Fome Zero" program. This program is based on the notion that the condition of hunger is socially relevant in this country. On the other hand, the scientific community in the field of nutrition has, through epidemiological studies, highlighted obesity as one of the most serious public health problems in Brazil. The reason why the public perception is dissociated from the production of knowledge on this subject has old roots that are related to the difficulties in institutionalizing science in Brazil. This has been reflected in a relative lack of legitimacy for scientific discourse. The new factor in this situation is the attainment of greater international visibility by the scientific community in nutritional de epidemiology. The future of the practical application of the results from nutritional epidemiology research in Brazil depends on the dynamics of the political agenda regarding hunger and nutrition, and of the sectors associated with this. The objective of this study was to explore this situation by means of analyzing scientometric data on the scientific production, historical data and documents relating to discourse about hunger.
  • Mental health and psychiatry research in Brazil: scientific production from 1999 to 2003 Part Ii

    Razzouk, Denise; Zorzetto, Ricardo; Dubugras, Maria Thereza; Gerolin, Jerônimo; Mari, Jair de Jesus

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Mapear a produção científica brasileira em saúde mental no período 1999-2003 e identificar a natureza das publicações geradas, suas fontes de financiamento e as formas de divulgação pública dos resultados. MÉTODOS: As buscas dos artigos foram realizadas nas bases de dados do PsychInfo e Medline no período 1999-2003. Um questionário semi-estruturado, desenvolvido por uma equipe internacional, foi aplicado a 626 pesquisadores de saúde mental, abordando-se as seguintes áreas: formação pessoal, experiência em pesquisa, acesso a fontes de financiamento, impacto público e prioridades de pesquisa de cada entrevistado. A amostra foi composta por 626 profissionais de Saúde Mental identificados a partir de 792 publicações indexadas no Medline e PsychInfo, (1999-2003) e também, de uma lista de pareceristas da Revista Brasileira de Psiquiatria. RESULTADOS: Foram recuperadas 792 publicações, produzidas por 525 autores brasileiros no período 1999-2003 (441 indexadas no Medline e 398 na base ISI). Essas publicações abordavam os tópicos: depressão (29,1%), abuso de substâncias (14,6%), psicoses (10%), transtornos da infância (7%) e demência (6,7%). Dos 626 investigadores envolvidos com pesquisa em saúde mental, 329 responderam ao questionário. CONCLUSÕES: Houve um crescimento contínuo da publicação de artigos brasileiros em saúde mental em periódicos internacionais entre 1999 e 2003: o número de artigos na base Medline triplicou e duplicou nas bases ISI. O conteúdo dos artigos corresponde às prioridades da saúde mental, mas é necessário um maior entrosamento entre pesquisadores e tomadores de decisão na política de saúde mental.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To assess the extent of mental health scientific production in Brazil from 1999 to 2003, and to identify the nature of the publications generated, their sources of finance and the ways of publicly disseminating the research findings. METHODS: Searches for publications were conducted in the Medline and PsychInfo databases for the period 1999-2003. A semi-structured questionnaire developed by an international team was applied to 626 mental health researchers, covering each interviewee's educational background, research experience, access to funding sources, public impact and research priorities. The sample was composed by 626 mental health researchers identified from 792 publications indexed on Medline and PsychInfo databases for the period above, and from a list of reviewers of Revista Brasileira de Psiquiatria. RESULTS: In Brazil, 792 publications were produced by 525 authors between 1999 and 2003 (441 indexed in Medline and 398 in the ISI database). The main topics were: depression (29.1%), substance misuse (14.6%), psychoses (10%), childhood disorders (7%) and dementia (6.7%). Among the 626 Brazilian mental health researchers, 329 answered the questionnaire. CONCLUSIONS: There were steadily increasing numbers of Brazilian articles on mental health published in foreign journals from 1999 to 2003: the number of articles in Medline tripled and it doubled in the ISI database. The content of these articles corresponded to the priorities within mental health, but there is a need for better interlinking between researchers and mental health policymakers.
  • Workers' health in Brazil: graduate research Parte Ii

    Santana, Vilma Sousa

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Estudar as tendências da produção de teses e dissertações em saúde do trabalhador no País. MÉTODOS: As unidades de estudo foram teses e dissertações elaboradas por pesquisadores brasileiros em cursos de pós-graduação no país ou no exterior. Buscaram-se teses e dissertações em acervos previamente compilados, na base LILACS e no portal Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), por meio dos termos saúde do trabalhador, ergonomia, higiene ocupacional, toxicologia e saúde ocupacional. RESULTADOS: Foram encontrados 1.025 documentos, sendo sete anteriores a 1970. Entre 1970 e 2004, foram publicados 31 na década de 70, 121 na de 80, 533 na de 90 e 333 entre 2000 e 2004. O crescimento foi geométrico com fator aproximadamente igual a 4 a cada década. A maioria dos estudos trata de questões de grande relevância para a saúde pública no País, como doenças ósteo-musculares, saúde mental e trabalhadores da área de saúde. Chamou a atenção o pequeno número de trabalhos sobre o desemprego, o câncer e suas relações com a ocupação, trabalhadores do setor primário da economia e da construção civil, reconhecidos como os de maior risco para acidentes de trabalho fatais. CONCLUSÕES: O crescimento dos programas de pós-graduação em saúde pública e saúde coletiva no País nos últimos anos foi o fator mais importante para o aumento da produção de estudos na área da saúde do trabalhador. Embora exista um número crescente de estudos acadêmicos, persistem desafios a serem superados no futuro próximo.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To study trends of dissertation and thesis production in workers' health in Brazil. METHODS: Observation units were dissertations and theses developed by Brazilian researchers in national and foreign graduate programs. Theses and dissertations were identified in previously compiled works, LILACS and Capes database. Search keywords were workers' health, ergonomics, occupational hygiene, toxicology, and occupational health. RESULTS: There were identified 1,025 documents. Of them, seven were published before 1970, 31 were published in 1970s, 121 in 1980s, 533 in 1990s, and 333 between 2000 and 2004. An exponential growth of studies during the study period was observed with a corresponding factor approximately equal to 4 in each decade. The majority of studies addresses major public health issues like musculoskeletal diseases, mental health, and occupational risks for health workers. It was noticeable the small number of studies on unemployment, occupational cancer, and primary sector and construction industry workers, known as a risk group for fatal work-related injuries. CONCLUSIONS: The growth of public and collective health graduate programs was a major factor for increasing research on workers' health in Brazil in recent years. Despite increasing academic studies in this area of knowledge there are some persisting gaps persist that need to be narrowed in the near future.
  • Violence and health: recent scientific studies Parte Ii

    Schraiber, Lilia Blima; D'Oliveira, Ana Flávia P L; Couto, Márcia Thereza

    Abstract in Portuguese:

    Apresenta-se panorama e reflexão crítica acerca da produção científica na temática violência e saúde. Com base em revisão não exaustiva, aborda-se a construção da violência como objeto de conhecimento e intervenção, nacional e internacionalmente. Mostra-se a tomada da violência como um domínio amplo da vida social, atingindo praticamente a todos, em situações de guerra e de suposta paz. Destaca-se a unificação da violência enquanto questão ético-política e a demonstração de sua extrema diversidade enquanto situações concretas de estudo e intervenção. Situando a violência como atinente a dimensões coletivas, interpessoais e individuais autoreferidas, e tomando-a por atos intencionais de força física ou poder, resultantes em abusos físicos, sexuais, psicológicos, e em negligências ou privações, os estudos examinados revelaram-se, como um todo, preocupados em responder ao senso comum que torna a violência invisível, naturalizada e inevitável. Fazem-no demonstrando sua alta magnitude, as possibilidades de seu controle e da assistência a seus múltiplos agravos à saúde. Do ponto de vista teórico-metodológico fluem das abordagens iniciais, relacionadas às desigualdades sociais ou desajustes familiares, às das iniqüidades de gênero e, menos freqüentemente, de raça ou etnia, o que implica em reconstruções dos conceitos clássicos de família, geração e classe social. Em conclusão, considera-se esta problemática como interdisciplinar e, retomando-se a noção de objetos médico-sociais da medicina social, recomenda-se sua atualização para temas tão complexos quanto sensíveis como a violência.

    Abstract in English:

    An outline and critical analysis of scientific studies on Violence and Health is presented. On the basis of a non-exhaustive review, the construction of violence as a national and international field of knowledge and intervention is broached. Outbreaks of violence are shown to occupy a broad domain of social life that reaches practically everyone, in situations of both war and supposed peace. The unity of violence as an ethical-political question is highlighted and its extreme diversity as concrete situations for study and intervention is demonstrated. Through situating violence as related to collective, interpersonal and self-reported individual dimensions, and taking it to be intentional acts of physical force or power, resulting in physical, sexual or psychological abuse, and in negligence or deprivation, the studies examined mostly demonstrate a concern to respond to the widespread sense that violence is invisible, naturalized and inevitable. In order to do it, the studies show the high magnitude of violence, and the possibilities for controlling violence and attending to the multiplicity of harm to health. The initial approaches flow from a theoretical-methodological point of view related to social inequalities, family maladjustment, gender inequalities and, less frequently, race or ethnic inequalities. These imply reconstruction of the classical concepts of family, generation and social class. In conclusion, this problem is considered to be interdisciplinary and, returning to the notion of social-medical matters within Social Medicine, updating of this notion is recommended for topics that are as complex and sensitive as violence.
  • Gender and health: profile and trends of the scientific production in Brazil Parte Ii

    Aquino, Estela M L

    Abstract in Portuguese:

    As diferenças em saúde entre homens e mulheres têm sido objeto de grande interesse, mas as interpretações tendem a ser naturalizadas e essencialistas. Os estudos de gênero têm criticado essa literatura, oferecendo alternativas de análise promissoras. Assim realizou-se estudo com o objetivo de descrever o perfil e as tendências da atividade científica sobre gênero e saúde no Brasil. Foram utilizados dados do Diretório de Grupos de Pesquisa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, do Banco de Teses da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, e quatro periódicos da área da saúde. Foram identificados 51 grupos com pelo menos uma linha de pesquisa na temática, com concentração regional e institucional. Os resultados confirmam o crescimento acentuado da produção científica, sendo localizadas 98 dissertações, 42 teses e 665 artigos sobre gênero e saúde. As mulheres são autoras de 86,0% das teses e 89,0% das dissertações e 70,5% dos artigos. A maioria dos trabalhos acadêmicos foi divulgada na década de 2000, quando ocorreu também ampliação das questões abordadas. Os temas podem ser reunidos em cinco subgrupos: reprodução e contracepção; violência de gênero; sexualidade e saúde, com ênfase nas DST/Aids; trabalho e saúde, incluindo trabalho doméstico e trabalho noturno; outros temas emergentes ou pouco explorados. São grandes os desafios políticos, epistemológicos e metodológicos para consolidação dos avanços. A perspectiva de gênero oferece amplas possibilidades de enriquecimento da reflexão teórica na saúde coletiva, podendo-se somar a outros esforços intelectuais e políticos para a compreensão da saúde e seus determinantes na luta contra as desigualdades e pela justiça social.

    Abstract in English:

    The differences in health between men and women have been object of great interest, but interpretations tend to be naturalized and essentialists. Gender-oriented studies have criticized this literature and offered new analythical alternatives. The present study was intended to describe the profile and trends of scientific production on gender and health in Brazil. Data sources comprised the Research Groups Directory of Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (National Research Council), CAPES (Coordination for the Improvement of Higher Education Personnel) Thesis Bank, and four journals available in SciELO - Scientific Eletronic Library Online. Fifty-one groups with at least one line of research in the subject were identified, with regional and institutional concentrations. The results confirmed the marked growth of scientific production in this field as 98 master and 42 doctoral dissertations and 665 articles on gender and health were retrieved. Women authored 86.0% and 89.0% of doctoral and master dissertations respectively, and 70.5% of the articles. Most were published in the 2000s when diversification of the studied topics was also seen. The studied subjects can be divided into five subgroups: reproduction and contraception; gender and violence; sexuality and health with emphasis on STD/AIDS; work and health, including domestic and night work; other emergent or less explored topics. There are major political, epistemological and methodological challenges for strengthening these advancements. The gender perspective offers possibilities for enlightment of theoretical dilemmas in public health. Furthermore, it can be added to other intellectual and political efforts towards understanding health and its determinants and fighting against inequalities and for social justice.
  • From production to evaluation of health systems technologies: challenges for the 21st century Parte Ii

    Novaes, Hillegonda Maria Dutilh

    Abstract in Portuguese:

    O objetivo do estudo foi analisar, com base na literatura, os fatores e processos que determinaram os padrões atuais de produção, incorporação e avaliação de tecnologias nos sistemas de serviços de saúde, que se inserem no contexto de medicalização das sociedades contemporâneas. Foram analisadas também as políticas públicas científicas e tecnológicas e de saúde propostas nos anos 90 nos países desenvolvidos e em desenvolvimento para aumentar o impacto do desenvolvimento científico e tecnológico sobre a saúde das populações. Foram identificadas as dificuldades que essas políticas enfrentam para alcançar o impacto desejado, e os desafios a serem superados no século XXI.

    Abstract in English:

    The study analyzes factors and processes identified in the literature that determine the patterns of production, use and assessment of the health care technologies, which are part of the "medicalization" of contemporary societies. We also evaluate the scientific and technological public and health care policies proposed during the 1990s in developed and developing countries to enhance the impact of scientific and technological development on population health. Problems facing these policies were identified, as were the challenges to be overcome in the twenty-first century.
  • Collective oral health: ways from sanitary dentistry to buccality Parte Ii

    Narvai, Paulo Capel

    Abstract in Portuguese:

    O ensaio aborda o surgimento das primeiras atividades odontológicas sob responsabilidade do poder público no Brasil e sua evolução no século XX, enfatizando a emergência do marco referencial denominado odontologia sanitária. Caracteriza, sumariamente, a odontologia social e preventiva e a odontologia de mercado, indicando as principais publicações que se ocuparam dessas correntes. As características essenciais da saúde bucal coletiva e da bucalidade são apresentadas, tecendo-se considerações sobre a articulação da saúde bucal coletiva com a saúde coletiva. Discutem-se as implicações do conceito de bucalidade para a organização da prática odontológica e a necessidade de reorientação do trabalho clínico nos serviços de saúde bucal, no âmbito do Sistema Único de Saúde brasileiro. Indicam-se os elementos essenciais de uma agenda para a saúde bucal coletiva, com base nas proposições apresentadas na 3ª Conferência Nacional de Saúde Bucal.

    Abstract in English:

    This essay focuses on the pioneer activities of public health dentistry in Brazil and its evolution in the 20th century with emphasis on the emergency of a landmark, the sanitary dentistry. Social and preventive dentistry and market dentistry, with reference to the main theoretical works representative of these trends, are presented. The essential characteristics of collective oral health (Brazilian variant of public health dentistry) and buccality are presented. The relationship between collective oral health and collective health as well as the implications of the buccality concept for the development of public health dentistry actions and new guidance of clinical practice in public services of the Brazilian Health System (SUS) are discussed. The key elements of an agenda for collective oral health based on proposals presented at the 3rd National Conference on Oral Health are addressed.
  • Revista de Saúde Pública: forty years of Brazilian scientific production Parte Iii

    Pereira, Júlio Cesar Rodrigues

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Reconhecer as características e trajetória da Revista de Saúde Pública pela análise da produção científica por ela veiculada, no período de 1967-2005. MÉTODOS: Foram analisados por métodos cientométricos dados referenciais dos artigos publicados na Revista e recuperados nas bases de indexação do Institute for Scientific Information (ISI)/Thomson Scientific (Web of Science), National Library of Medicine (PubMed) e Scientific Eletronic Library Online (SciELO). RESULTADOS: A Revista, sendo a única na área da saúde pública no Brasil, indexada pela ISI/Thomson Scientific, destaca-se como veículo de divulgação da produção científica brasileira em saúde pública e exibe crescimento geométrico de publicações e citações, cujas taxas anuais são de 4,4% e 12,7%, respectivamente. O número de autores cresceu de uma média de cerca de dois por item publicado até 3,5 para os dias atuais. Embora os artigos originais de pesquisa predominem, nos últimos anos aumentou o número de revisões, estudos multicêntricos, ensaios clínicos e de validação; cresceu também o número de artigos publicados em língua estrangeira, com 13% do total, destacando-se a participação da Inglaterra, Estados Unidos, Argentina e México. Aumentou o número e diversidade de revistas que citam a Revista de Saúde Pública, com expressiva participação de revistas internacionais. A distribuição de autorias por autor da Revista ajusta-se muito bem à Lei de Lotka, mas seus parâmetros sugerem maior concentração e menor dispersão do que o esperado. Entre os temas de interesse dos itens publicados, doenças infecto-parasitárias e vetores, promoção, políticas, administração de saúde e epidemiologia, vigilância e controle de doenças responderam por mais de 50% do volume total. CONCLUSÕES: A Revista mostra grande dinamismo sem sinais que sugiram qualquer esgotamento ou estabilidade em futuro próximo. Há sinais de progressivo aumento de complexidade dos estudos publicados, bem como de maior multidisciplinaridade. A Revista parece alargar seu alcance e repercussão embora continue fiel aos temas de interesse da saúde pública do Brasil.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To recognize the characteristics and path taken by the through analysis of the scientific production it has published over the period from 1967 to 2005. METHODS: Scientometric methods were used to analyze reference data on the articles published in the Revista, retrieved from the databases ISI/Thomson Scientific (Web of Science), National Library of Medicine (PubMed) and Scientific Electronic Library Online (SciELO). RESULTS: The Revista is the only Brazilian publication in the field of public health that is indexed by ISI/Thomson Scientific. It is prominent as a medium for publishing Brazilian scientific production in public health and is displaying a geometric increase in publication and citation, with annual rates of 4.4% and 12.7%, respectively. The mean number of authors per paper has risen from 2 to 3.5 over recent years. Although original research articles predominate, the numbers of reviews, multicenter studies, clinical trials and validation studies have been increasing. The number of articles published in foreign languages has also increased, accounting for 13% of the total, and the leading countries originating these are the UK, USA, Argentina and Mexico. The number and diversity of journals citing the Journal has been increasing, many of which are non-Brazilian. Authorship per author shows good fit to Lotka's Law, but the parameters suggest greater concentration and less dispersion than would be expected. Among the fields of interest of published papers, the following topics account for more than 50% of the total volume: infectious-parasitic diseases and vectors; health promotion, policies and administration; and epidemiology, surveillance and disease control. CONCLUSIONS: The Revista shows great dynamism, without signs of abating or reaching a plateau any time soon. There are signs of progressively increasing complexity in the studies published, and more multidisciplinary work. The Revista seems to be widening its outreach and recognition, while remaining faithful to the field of public health in Brazil.
Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Avenida Dr. Arnaldo, 715, 01246-904 São Paulo SP Brazil, Tel./Fax: +55 11 3061-7985 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revsp@usp.br