Sazonalidade de nutrientes em folhas e frutos de macieira

As curvas de acúmulo de nutrientes pela macieira têm se mostrado como um bom parâmetro indicador da demanda da cultura em cada etapa de desenvolvimento, sendo importante para avaliar o estado nutricional do pomar e estimar a remoção de nutrientes do solo. O objetivo do presente trabalho foi avaliar a sazonalidade de nutrientes na macieira, em pomares comerciais, durante as safras agrícolas de 1999, 2000 e 2001. Para tanto, amostras de folhas e frutos de três cultivares 'Gala', 'Golden Delicious' and 'Fuji' foram coletadas semanalmente e avaliadas quanto à massa fresca e seca, diâmetro dos frutos e concentrações de macronutrientes (N, P, K, Ca e Mg) e micronutrientes (B, Cu, Fe, Mn e Zn). A amostragem de folhas e frutos teve início uma ou duas semanas após a plena floração, dependendo do cultivar, e prolongou-se até a colheita ou até quatro semanas depois, no caso da amostragem de folhas. Nas folhas, de modo geral, as concentrações de N, P, K, Cu e B diminuíram, a concentração de Ca aumentou e as concentrações de Mg, Fe, Mn e Zn pouco variaram ao longo do ciclo vegetativo da cultura. Nos frutos, inicialmente, as concentrações dos nutrientes diminuíram rapidamente e depois decresceram lenta e continuamente, chegando quase constantes à fase final da maturação, indicando diluição dos nutrientes, uma vez que a quantidade total de nutrientes acumulada aumentou gradativamente com o crescimento dos frutos. O potássio foi o nutriente presente em maior quantidade nos frutos de macieiras, tendo sido, portanto, o mais removido do solo.

Malus domestica; macronutrientes; micronutrientes; acumulação


São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Tel.: +55 19 3429-4401 / 3429-4486, Fax: +55 19 3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br