Resistência a Septoria lycopersici em espécies de Solanum (Secção Lycopersicon) e em progênies de S. lycopersicum × S. peruvianum

A mancha-de-septória (Septoria lycopersici) é importante doença fúngica do tomateiro (Solanum lycopersicum) em áreas tropicais e subtropicais com alta umidade ou quando esta hortaliça é cultivada sob irrigação por aspersão. Fontes de resistência têm sido encontradas em germoplasma de Solanum (secção Lycopersicon). No entanto, muitas das fontes descritas não funcionam nas condições brasileiras. Avaliou-se uma coleção de germoplasma de tomate cultivado e selvagem (Solanum secção Lycopersicon) visando identificar novas fontes de elevada resistência. Uma coleção de 124 acessos foi inicialmente avaliada sob condições de casa de vegetação. Somente dez acessos foram classificados como altamente resistentes e 33 foram classificados como resistentes. Um ensaio de campo foi também conduzido com um subconjunto de acessos promissores identificados no primeiro experimento. Foi confirmada a resposta da maioria dos acessos avaliados em casa de vegetação e indicou a presença de fontes de resistência capazes de reduzir a taxa de progresso da doença. Um acesso de S. habrochaites com elevada resistência e oito acessos resistentes foram identificados, confirmando que esta espécie representa uma das mais promissoras fontes de genes de resistência a S. lycopersici. Cinco novas fontes com elevados níveis de resistência foram identificadas em acessos da espécie S. peruvianum (PI-306811, CNPH-1036, LA-1910, LA-1984 e LA-2744). Um acesso, derivado de cruzamento interespecífico entre S. lycopersicum e S. peruvianum também mostrou-se altamente resistente e poderá ser útil na introgressão deste(s) gene(s) em germoplasma de tomateiro cultivado. No entanto, esforços adicionais de melhoramento serão necessários para transferir para o tomateiro cultivado os fatores de resistência identificados em outros acessos de S. peruvianum, uma vez que existem barreiras naturais de cruzamentos entre estas duas espécies.

controle de doença; melhoramento genético; mancha-foliar-de-septoria


São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Tel.: +55 19 3429-4401 / 3429-4486, Fax: +55 19 3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br