Correção química e fitoestabilização de um resíduo industrial contaminado com Zn e Cd

Fabiana Soares dos Santos Márcio Osvaldo Lima Magalhães Nelson Mazur Nelson Moura Brasil do Amaral Sobrinho Sobre os autores

A fitoestabilização de solos contaminados com metais pesados é considerada uma boa alternativa para reduzir a erosão e dispersão de contaminantes no ambiente. Foi conduzido um experimento em casa-de-vegetação com o objetivo de avaliar a contenção química (silicato de cálcio e lodo do biodigestor de uma cervejaria) e a fitorremediação pela Brachiaria decumbens, de um resíduo industrial contaminado com Zn e Cd, utilizando vasos de 30 L. Os tratamentos foram: resíduo industrial (testemunha); resíduo industrial + 20% lodo; resíduo industrial + silicato de cálcio (2%; 3%); (resíduo industrial + 20% lodo) + silicato de cálcio (2,5%; 4%). Após estabilização do pH, foram cultivados nos tratamentos plantas de B. decumbens, visando avaliar o potencial de tolerância a elevadas concentrações de Zn e Cd presentes no resíduo industrial. No plantio e colheita das plantas foram retiradas amostras dos diferentes tratamentos para determinação do pH e extrações simples com água, nitrato de sódio, ácido acético e DTPA. A partir das concentrações de Zn e Cd obtidas nas extrações, foram estimadas, através das diferenças nas quantidades extraíveis, as concentrações de Zn e Cd nas prováveis formas químicas. A adição de resíduos industriais, alcalino e orgânico, provocou redução nas percentagens de Zn e Cd nas frações solúvel e trocável, e predominância dos mesmos em frações químicas mais estáveis como complexados e precipitados. A B. decumbens apresentou tolerância ao Zn e Cd presentes no resíduo industrial após tratamento de contenção química.

fitorremediação; inertização; contaminação; metais pesados


Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Phone: +55 19 3429-4401 / 3429-4486 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br