Correlações fenotípicas, genéticas aditivas e ambientais de populações de milho crioulo em sistemas de agricultura familiar

O conhecimento da associação entre caracteres é de grande importância nos programas de melhoramento genético, contudo a literatura apresenta limitadas informações sobre correlações em populações de milho crioulo. Os objetivos deste estudo foram estimar correlações fenotípicas, genéticas aditivas e ambientais entre caracteres de populações de milho crioulo, cultivados em sistemas de agricultura familiar, para orientar o programa de melhoramento genético participativo. Entre 294 e 400 de progênies de meios-irmãos de seis populações, foram avaliadas em látices triplos 7X7 e 10X10, respectivamente, com parcelas de 4 m de comprimento e espaçadas 1,00 × 0,20 m. Os coeficientes de correlações foram estimados para nove características: produtividade de grãos total (GY), relação peso de grãos por peso de espiga (GE), nº de espigas por planta (EP), nº de dias do florescimento (DF), altura da planta (PH), altura espiga (EH), porcentagem de acamamento (%L), porcentagem de colmos quebrados (%BS) e porcentagem de espigas danificadas (%DE). Houve um alto número de correlação genética aditiva (rA) entre produtividade de grãos e as demais características, nas populações de milho crioulo, ciclos e locais. As maiores médias das estimativas rA para o produtividade de grãos foram com EP (0,67), GE (0,47) e DE% (-0,63). Diferentemente dos trabalhos publicados, foram observadas correlações negativas entre produtividade de grãos e dias para florescimento.

Zea mays; população; seleção recorrente; melhoramento genético participativo


São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Tel.: +55 19 3429-4401 / 3429-4486, Fax: +55 19 3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br