Tratamento hidrotérmico facilita o descascamento de laranja 'Pera' e não afeta sua qualidade

A demanda dos consumidores por produtos 'prontos para o consumo' tem estimulado o desenvolvimento de técnicas de processamento para preparar frutas e hortaliças minimamente processadas. O objetivo deste trabalho foi propor um método de descascamento para laranja 'Pera' (Citrus sinensis [L.] Osb.) pelo uso do tratamento hidrotérmico e determinar sua influência na atividade respiratória, características físico-químicas e sensoriais e no tempo de descascamento de laranja 'Pera'. Frutos resfriados (6ºC) foram imersos em água aquecida (50ºC) por oito minutos e em seguida descascados e armazenados a 6ºC. A temperatura interna do fruto medida na profundidade de 1 e 3 cm foi de 15º e 10ºC respectivamente, ao final do tratamento hidrotérmico. Laranjas descascadas sem tratamento hidrotérmico foram utilizadas como controle. O tempo de descascamento das laranjas submetidas ao tratamento hidrotérmico foi 3,2 vezes menor em relação às laranjas controle. O rendimento em laranjas comercializáveis foi de 95% para laranjas tratadas hidrotermicamente contra 60% para laranjas controle. A atividade respiratória das laranjas tratadas hidrotermicamente foi maior que das laranjas controle apenas na primeira hora após o descascamento. O tratamento hidrotérmico não influenciou a qualidade físico-química (sólidos solúveis, acidez titulável e ácido ascórbico) e nem o sabor das laranjas. As laranjas descascadas com auxílio do tratamento hidrotérmico foram preferidas quanto à aparência. O tratamento hidrotérmico facilita o descascamento de laranja 'Pera' e não afeta a atividade respiratória nem sua qualidade sensorial e físico-química.

Citrus sinensis; processamento mínimo; temperatura


São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Tel.: +55 19 3429-4401 / 3429-4486, Fax: +55 19 3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br