Fatores que afetam o estabelecimento do estande em plantas forrageiras

R.M. Sulc Sobre o autor

Progressos recentes têm sido obtidos nos conhecimentos referentes a fisiologia, tecnologia e práticas para o estabelecimento do estande, em espécies forrageiras. No entanto, o estabelecimento de estandes adequados ainda se constitui em um dos problemas mais freqüentes para a produção de forrageiras nos Estados Unidos. Há necessidade de pesquisas sobre esse assunto, principalmente quando as sementes são expostas a estresses abióticos e bióticos. Embora a indústria de sementes forrageiras produza e comercialize materiais de alta qualidade é necessário o desenvolvimento de novos métodos para a avaliação do vigor. A utilização desses testes necessita ser incentivada, para permitir a associação entre o desempenho de lotes de sementes e condições ambientais específicas, onde o desempenho pode ser maximizado. O tratamento e a cobertura de sementes com películas são usados pela indústria de sementes forrageiras; pesquisas têm demonstrado benefícios desses procedimentos. Têm sido constatados acréscimos das áreas de culturas forrageiras semeadas sob o sistema de plantio direto; no entanto, há necessidade do aprimoramento dos equipamentos destinados à semeadura direta, visando adequá-los ao trabalho com sementes pequenas. Outros desenvolvimentos recentes nas técnicas de semeadura incluem a distribuição de sementes com fertilizantes granulados e/ou fluidos visando beneficiar a eficiência da semeadura.

sementes; semeadura; cobertura com películas; tratamento; vigor


Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Phone: +55 19 3429-4401 / 3429-4486 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br