Densidade do solo e partição de biomassa de Brachiaria decumbens em um sistema silvopastoril

O sombreamento em sistemas silvipastoris concorre para o conforto térmico dos animais; no entanto pode afetar a produção do pasto e contribuir para a compactação do solo, pelo aumento da concentração de animais nas áreas sombreadas. Avaliou-se o efeito da distância do renque de árvores (sob a copa das árvores, 6 e 12 m de distancia das árvores) na densidade do solo e na biomassa aérea e de raízes de Brachiaria decumbens, nas épocas seca e chuvosa. O estudo foi conduzido num Latossolo Vermelho-Amarelo no delineamento em blocos casualizados, com duas repetições. A faixa de árvores foi composta pelas espécies Eucalyptus grandis e Acacia mangium, e os piquetes foram manejados com novilhas Holandês (Bos taurus) × Zebu (Bos indicus) , sob lotação rotativa. A intensidade de sombreamento foi decrescente com o distanciamento do renque de árvores. A densidade do solo não variou com a distância do renque de árvores, mas sim com a época do ano, tendo sido maior na época chuvosa (1,47 g dm-3) do que na seca (1,28 g dm-3). As massas secas de forragem verde e de raízes foram menores sob a copa das árvores e maiores na época chuvosa do que na seca. Na faixa arborizada houve reduções de 22,3 e 41,4% na biomassa aérea e de raízes, respectivamente. A maior relação parte aérea/raiz da B. decumbens à sombra expressa uma modificação no padrão de alocação de biomassa na forrageira, que prioriza a formação da parte aérea, em detrimento do sistema radicular.

biomassa de raiz; compactação do solo; massa de forragem; relação parte aérea/raiz; sombreamento


São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Tel.: +55 19 3429-4401 / 3429-4486, Fax: +55 19 3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br