Variabilidade espacial e temporal da duração do período de molhamento foliar no Estado de São Paulo, Brasil

A duração do período de molhamento (DPM) foliar é um dos principais fatores para a ocorrência de doenças de planta. No entanto, esse parâmetro climático não é geralmente registrado sistematicamente nas estações meteorológicas, tendo-se como alternativa estimar a DPM por meio de modelos matemáticos. Este trabalho teve como objetivo estimar a DPM para o estado de São Paulo, baseando-se no número de horas com umidade relativa igual ou superior a 90%, e também espacializá-la utilizando as ferramentas de Sistema de Informações Geográficas (SIG). Utilizando resultados diários de umidade relativa de dez estações meteorológicas do estado, de seis anos, foram obtidas para diferentes períodos as equações de ajuste de DPM (horas dia-1) (R² de 0,58 a 0,81) e de número de dias (ND) ao mês com DPM por um período igual ou superior a dez horas consecutivas (R² de 0,57 a 0,75), ambas em função da umidade relativa média. A DPM média e ND média variaram entre as regiões do estado e nos períodos do ano. Os menores valores estimados de DPM e de ND médias anuais foram observados na região oeste do estado e os maiores valores na região litorânea.

doenças de plantas; umidade relativa; Sistema de Informações Geográficas; equação de regressão


São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Tel.: +55 19 3429-4401 / 3429-4486, Fax: +55 19 3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br