Desentupimento de um sistema de irrigação por gotejamento devido a problema de origem biológica

Muitos produtores usam gotejadores para irrigação localizada em produção de flores no campo e em ambientes protegidos. Um problema freqüente neste tipo de irrigação é o entupimento dos gotejadores, que está diretamente relacionado à qualidade da água e à deficiência de filtração do sistema. Este trabalho teve como objetivo fazer uma investigação experimental para avaliar a eficiência da utilização de ácido nítrico e de hipoclorito de sódio na desobstrução de gotejadores entupidos, devido à utilização de águas com elevado teor de matéria de origem biológica. A avaliação foi realizada em seis estufas de 4216 m², sendo que cada estufa tem dois setores, composto de dez vãos ou linhas em cada setor, totalizando 12 setores de um sistema de irrigação por gotejamento, em propriedade produtora de rosas (Rosa sp.), sob estufa plástica, no município de Holambra, SP. Análises química, física e de contagem bacteriológica da água foram realizadas nas três fontes hídricas que abasteciam o sistema de irrigação, para verificar quais os fatores que estavam causando risco de entupimento. Foram feitas avaliações da uniformidade de distribuição de água em todos os setores antes e depois do tratamento químico com o intuito de avaliar a sua eficiência. Ocorreu melhora na uniformidade de distribuição de água e diminuição no coeficiente de variação de vazão (CV) dos gotejadores em todos os setores. Houve boa correlação entre o CV e o índice de uniformidade adotado nesta pesquisa. Portanto este é um excelente método para ser utilizado na desobstrução de gotejadores entupimentos devido a problemas de origem biológica.

irrigação localizada; avaliação da uniformidade; cloração; qualidade de água


São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Tel.: +55 19 3429-4401 / 3429-4486, Fax: +55 19 3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br