Aplicação de biorregulador, desempenho agronômico e qualidade de sementes de soja

A aplicação de bioreguladores vegetais tem apresentado resultados promissores, principalmente nas culturas que atingiram nível elevado de tecnologia. Com base nesse contexto, instalou-se um experimento, com objetivo de avaliar o desempenho agronômico das plantas, a produtividade e a qualidade das sementes produzidas com aplicação de biorregulador na cultura da soja. Para tal, realizaram-se os seguintes tratamentos: antes da semeadura, tratamento de sementes (25; 50 e 75 mL para 100 kg-1 de sementes); na semeadura, pulverização dirigida no sulco de plantio (50; 100 e 150 mL ha-1); entre os estádios V5 e V6, pulverização foliar (25; 50 e 75 mL ha-1) mais a testemunha sem tratamento. Avaliou-se a velocidade de emergência, emergência final das plântulas, número de vagens e de sementes por planta, altura média das plantas, altura de inserção das primeiras vagens, duração do ciclo, estande final, grau de acamamento das plantas, produtividade e massa de mil sementes; a qualidade das sementes por meio dos testes de germinação, classificação do vigor das plântulas, tetrazólio e sanidade. Foram avaliados, ainda, os teores de óleo e de proteínas nas sementes. A maior produtividade de sementes foi obtida com a aplicação foliar do produto na dose de 75 mL ha-1 com incremento superior a 92% em relação à testemunha. A melhor qualidade de sementes e os maiores teores de óleo e proteínas foram obtidos nas sementes oriundas de plantas que tiveram suas sementes tratadas antes da semeadura com 75 mL 100 kg-1 do bioregulador.

regulador de crescimento; rendimento; vigor; germinação


São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Tel.: +55 19 3429-4401 / 3429-4486, Fax: +55 19 3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br