Rastreabilidade de pêssegos produzidos no sistema de produção integrada no Sul do Brasil

A rastreabilidade está se tornando o método mais efetivo para assegurar uma cadeia alimentar mais segura e conectar produtores e consumidores. Nesse trabalho relatamos a aplicação e validação de um sistema de rastreabilidade na cadeia produtiva do pêssego, de acordo com as Normas Brasileiras para Produção Integrada de Pêssego (PIP) e Análises de Perigos e Pontos Críticos de Controle (APPCC). As parcelas de colheita foram discriminadas utilizando-se um aparelho de GPS (Global Positioning System). As práticas horticulturais foram registradas no caderno de campo, de acordo com as normas da PIP. As caixas para transportar as frutas, desde a lavoura, foram etiquetadas com código de barra para identificar as frutas em termos de origem (pomar e parcela de colheita), cultivar, qualidade, data e hora de colheita. Na indústria, utilizando-se um leitor ótico de código de barras, as frutas de cada caixa foram alocadas para um determinado lote homogêneo para fins de processamento. As latas de pêssego foram etiquetadas com o número do lote homogêneo correspondente, foi monitorado com base em análise físicas e químicas, de acordo com as regras da PIP e da APPCC. Uma base d e dados eletrônica foi construída e disponibilizada através da Internet. Utilizando-se o número do lote, foi possível obter todas as informações desde a(s) parcela(s) de colheita correspondente(s) a uma determinada lata de pêssego.

rastreabilidade; qualidade; alimento seguro


São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Tel.: +55 19 3429-4401 / 3429-4486, Fax: +55 19 3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br