Rendimento e teor de proteína bruta nos grãos de híbridos de milho com adubação nitrogenada de cobertura tardia

Alterações morfo-fisiológicas introduzidas nos híbridos modernos de milho sugerem mudanças na dinâmica de absorção do nitrogênio, aumentando a habilidade da planta de absorvê-lo durante o enchimento de grãos. Isto pode justificar a utilização de coberturas nitrogenadas tardias sempre que restrições climáticas impedirem o suprimento adequado de nitrogênio durante o desenvolvimento vegetativo da cultura. Este estudo foi conduzido objetivando avaliar os efeitos da fertilização nitrogenada no emborrachamento e espigamento no rendimento e teor de proteína nos grãos de híbridos de milho. Dois experimentos foram instalados em Eldorado do Sul, RS, nos anos agrícolas de 2001/2002 e 2002/2003. Em 2001/2002, os tratamentos foram compostos por dois híbridos (Agroceres 303 e Pioneer 32R21), três doses de N aplicadas durante o desenvolvimento vegetativo (30, 80 e 130 kg ha-1) e três doses de N aplicadas no espigamento (0, 50 e 100 kg ha-1). Em 2002/2003, quatro híbridos (Agroceres 303, Pioneer 32R21, Dekalb 215 e Syngenta Penta) e quatro doses de N aplicadas no espigamento (0, 50, 100 e 150 kg ha-1) foram testadas. A fertilização nitrogenada no emborrachamento e espigamento promoveu incrementos significativos no rendimento e teor de proteína bruta dos grãos. A resposta do rendimento de grãos à cobertura nitrogenada tardia diferiu entre as cultivares. O impacto da fertilização nitrogenada no espigamento foi maior quando se aplicou baixas doses de N na fase de desenvolvimento vegetativo. Os aumentos no rendimento de grãos obtidos com coberturas tardias deveram-se principalmente ao maior peso de grãos. Os híbridos contemporâneos são capazes de absorver N depois do espigamento, contradizendo a hipótese de que coberturas nitrogenadas tardias não são eficientes para aumentar o rendimento de grãos do milho.

Zea mays; nitrogênio; época de aplicação; produtividade


São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Tel.: +55 19 3429-4401 / 3429-4486, Fax: +55 19 3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br