Cinzas de cama sobreposta de suínos como adição mineral em argamassas de cimento

A sustentabilidade das regiões de produção intensiva de suínos requer destinos alternativos para os resíduos gerados. Cinzas de cama sobreposta de suínos à base casca de arroz, foram testadas como adição mineral em substituição ao cimento. As cinzas foram obtidas nas temperaturas de 400 a 600ºC, moídas e passadas por peneira ABNT 325 (# 0,045 mm). A caracterização de cinzas incluiu a determinação do índice de atividade pozolânica com a cal. As cinzas também foram testadas como substitutos parciais de cimento Portland. As argamassas foram preparadas na proporção cimento:areia de 1:1,5 e com fator água-cimento de 0,4. Três porcentagens de substituição do cimento comercial foram usadas: 10, 20 e 30% em massa. O desempenho das argamassas foi avaliado aos 7 e aos 28 dias com a determinação da resistência à compressão axial. A condição escolhida para calcinações em escala laboratorial foi associada à temperatura máxima de 600ºC, uma vez que as cinzas resultantes continham material vítreo e apresentavam valores satisfatórios para o índice de pozolanicidade em análise. A atividade pozolânica indicou resultados promissores para as cinzas produzidas a 600ºC e com substituição de até 30% em massa de cimento.

casca de arroz; pozolanicidade; sílica vítrea; sustentabilidade


São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Tel.: +55 19 3429-4401 / 3429-4486, Fax: +55 19 3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br