Eficiência simbiótica e características genéticas da estirpe UFSM LA 1.3 de Bradyrhizobium sp. isolado de Lupinus albescens (H. et Arn)

Espécies de leguminosas pertencentes ao gênero Lupinus são plantas herbáceas anuais. A maioria é originária das Américas. Estas plantas estabelecem simbioses com bactérias do solo que realizam fixação biológica de nitrogênio coletivamente chamada de rizóbios. Caracterizou-se uma estirpe isolada de Lupinus albescens por meio de características fenotípicas, simbióticas e moleculares. A estirpe UFSM LA 1.3 foi testada in vitro de acordo com os parâmetros: tamanho de colônia; cor e taxa de crescimento; reação ácida ou básica em meio levedura manitol suplementado com azul de bromotimol; produção de goma. A caracterização molecular foi feita pela técnica de PCR usando os oligonucleotídeos BOX A1-R e seqüenciamento da região ITS. A análise da seqüência dos fragmentos da região intergênica (ITS) 16S-26S rDNA mostrou similaridade genética com Bradyrhizobium sp. O polimorfismo observado por BOX-PCR demonstrou que a estirpe difere das estirpes referência SEMIA 928 e SEMIA 938. A eficiência simbiótica de UFSM LA 1.3 foi de 94,6%, sem diferenças estatísticas comparada com o controle com fertilizante nitrogenado mineral que recebeu 400 mg de nitrato de amônio.

tremoço; rizóbio; análise genética


São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Tel.: +55 19 3429-4401 / 3429-4486, Fax: +55 19 3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br