Conviver com os riscos climáticos na agricultura requer pesquisas e políticas de extensão voltadas às necessidades dos produtores

A primeira necessidade de mudança na agrometeorologia, em geral na agricultura dos países em desenvolvimento, é em pesquisa e extensão. Elas devem ser focadas na preparação dos sistemas agrícolas locais para lidar com os riscos e incertezas, de modo a dar suporte em quatro direções de prioridades, com sua ênfase dependendo do sistema agrícola considerado. Estas são: (i) eventos extremos e suas conseqüências causadas por desastres meteorológicos e climatológicos em todas as escalas de tempo; (ii) pragas e doenças, incluindo medidas de compensação; (iii) procurar utilizar de forma benéfica as condições de clima e tempo; e (iv) aplicações dos serviços agrometeorológicos. A segunda mudança necessária para tal agrometeorologia é a participação dos produtores no estabelecimento dos serviços agrometeorológicos com intermediários bem treinados em empreendimentos tais como Escolas de Campo de Climatologia. A terceira mudança necessária é que os serviços agrometeorológicos deveriam ser desenvolvidos de tal forma a aumentar a resilência dos agricultores, de acordo com mudanças posteriores e mais amplas a serem estimuladas em áreas rurais. Os fatores mais importantes e inseguros terão, entretanto, que estar relacionados com os aliados sócio-políticos no sentido de estarem assessorados para criar - e manter em todo lugar - em uma ampla escala, o ambiente apto. Aos monocultivos, aos quais a maioria das recomendações agrícolas foram dedicadas, deve-se adicionar os serviços agrometeorológicos destinados aos cultivos múltiplos. Esses, idealmente, deveriam fazer parte de uma nova política ambiental em áreas rurais de países em desenvolvimento.

Escolas de Campo de Climatologia; serviços agrometeorológicos; participação; preparação; resiliência


São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Tel.: +55 19 3429-4401 / 3429-4486, Fax: +55 19 3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br