Recuperação das propriedades microbiológicas do solo em uma área degradada plantada com Corymbia citriodora e Leucaena leucocephala

O efeito do reflorestamento na qualidade do solo plantado com Corymbia citriodora e Leucaena leucocephala foi avaliado em duas épocas (fevereiro e outubro) através das contagens de microrganismos (bactérias, fungos, actinomicetos e oxidantes de nitrito) e da atividade microbiana (atividade respiratória e da urease). A Floresta Atlântica e uma área sem vegetação foram usadas como controle. A tendência geral das variáveis estudadas nos diferentes solos foi a seguinte: Floresta Atlântica ou L. leucocephala > C. citriodora > sem vegetação. As populações microbianas nos solos de L. leucocephala e C. citriodora foram significativamente maiores (P > 0,05) do que as encontradas no solo sem vegetação. Resultados semelhantes foram obtidos para a atividade respiratória e da urease. As variáveis microbiológicas do solo sob L. leucocephala foram comparáveis ou até mesmo superiores às encontradas no solo sob Floresta Atlântica. Aumento das variáveis microbiológicas do solo sob C. citriodora foi observado quando comparado com o solo sem vegetação. Estes resultados podem ser atribuídos ao aumento nas quantidades de C orgânico total dos solos sob L. leucocephala e C. citriodora em relação ao solo sem vegetação. Embora a maioria dos resultados tenham sido maiores em fevereiro do que em outubro, não foi encontrada uma influência consistente do período de amostragem sobre as variáveis estudadas.

bactérias; fungos; degradação de florestas; atividade respiratória; urease


São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Tel.: +55 19 3429-4401 / 3429-4486, Fax: +55 19 3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br