Resíduo específico: aplicação de contrastes ortogonais na presença da heterocedasticidade

Ao realizar-se a análise da variância de um conjunto de dados, pressupõe-se que o critério de homocedasticidade (homogeneidade de variâncias entre tratamentos), associada ao modelo matemático adotado, seja satisfeito. Esta verificação se faz necessária para a correta aplicação dos testes de significância. Quando não é satisfeita, em certos casos, compromete a normalidade dos erros. Uma alternativa para contornar essa deficiência é a aplicação do resíduo específico, que consiste em decompor a soma de quadrados do resíduo em componentes, correspondentes aos contrastes ortogonais de interesse, apropriados para testar cada contraste ortogonal entre médias de tratamentos. A decomposição da soma de quadrados do resíduo é um procedimento pouco utilizado, mas é útil para melhor compreensão da natureza do quadrado médio residual e garantir a validade dos testes aplicados. Nessa revisão avaliou-se a aplicação dos resíduos específicos como alternativa válida e adequada, na análise de dados obtidos de experimentos que seguem a estrutura dos delineamentos inteiramente casualizados e em blocos casualizados, na presença da heterocedasticidade.

análise da variância; delineamento inteiramente casualizado; delineamento em blocos casualizados


São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Tel.: +55 19 3429-4401 / 3429-4486, Fax: +55 19 3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br