Cultivo de Agaricus blazei ss. Heinemann usando diferentes solos como fonte de material para a camada de cobertura

A produtividade do cogumelo Agaricus blazei depende da qualidade do composto e da terra de cobertura. Avaliou-se a produtividade deste cogumelo utilizando-se duas formulações de composto e materiais retirados de três tipos de solo usados como camada de cobertura. As duas formulações de composto consistiram em (i) bagaço de cana-de-açúcar (Saccharum officinarum (L.)) e capim Coastcross (Cynidon dactylon (L.) Pers.), e (ii) bagaço de cana-de-açúcar (Saccharum officinarum (L.)) e palha de milho (Zea mays L.). As duas formulações foram suplementadas com farelo de trigo, calcário, gesso, superfosfato simples e uréia. Como camadas de cobertura foram usadas materiais retirados de um Latossolo Vermelho distroférrico (LVdf), um Latossolo Amarelo distrófico (LAdi) e um Gleissolo melânico (GSm). O material retirado do LVdf foi misturado com carvão vegetal na proporção de 4:1. O composto foi preparado durante seis semanas e pasteurizado com vapor d'água por 48 h ao final do processo de compostagem. O composto bagaço de cana:capim Coastcross foi superior ao composto bagaço de cana: palha de milho, enquanto que o material retirado do LVdf e misturado com carvão vegetal foi melhor como camada de cobertura, em comparação ao LAdi e GSm. A escolha do solo onde será retirado o material a ser utilizado como camada de cobertura pode ser fator determinante no sucesso do cultivo do cogumelo Agaricus blazei.

cultivo de cogumelos; produtividade; composto; indução da frutificação


São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Tel.: +55 19 3429-4401 / 3429-4486, Fax: +55 19 3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br