Métodos de calagem, acidez da água e do sedimento do fundo de viveiros de piscicultura

Julio Ferraz de Queiroz Gilberto Nicolella Charles Wesley Wood Claude Elson Boyd Sobre os autores

Alguns métodos para determinar a quantidade de calcário necessária para corrigir a acidez do fundo dos viveiros de piscicultura estão disponíveis e rotineiramente em uso, mas ainda não existe um consenso se é mais eficiente fazer a aplicação diretamente no fundo ou sobre a superfície da água após o abastecimento dos viveiros. Além disso, existem poucas informações disponíveis sobre até que profundidade o calcário reage com o sedimento do fundo ao longo do tempo, e se a profundidade na qual ocorrem as reações é diferente quando o calcário é aplicado sobre a superfície da água ou sobre o solo. Dessa forma, três técnicas para calagem foram avaliadas em viveiros com solo argiloso em uma piscicultura comercial de acordo com os seguintes métodos: aplicação direta sobre a superfície da água do viveiro, distribuição uniforme sobre o fundo do viveiro vazio, distribuição uniforme sobre o fundo do viveiro vazio seguida da aragem. A eficácia da aplicação do calcário agrícola não diferiu entre os métodos de tratamento. O calcário agrícola reagiu rapidamente para aumentar a alcalinidade e a dureza total da água dos viveiros para concentrações aceitáveis após duas semanas. O aumento do pH do sedimento se completou essencialmente após um a dois meses, e o calcário agrícola não teve efeito sobre as camadas de sedimento abaixo de 8 cm. A aração do fundo dos viveiros para incorporação de materiais é desnecessária, consome tempo e é dispendiosa; a calagem pode ser feita de forma eficaz em viveiros cheios.

calcário; alcalinidade total; dureza total; sedimentos


Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Phone: +55 19 3429-4401 / 3429-4486 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br
Accessibility / Report Error