Evolução de etileno e atividade da enzima endo-beta-mananase durante a germinação de sementes de alface sob altas temperaturas

Altas temperaturas durante a embebição das sementes de alface podem atrasar ou inibir a germinação e o endosperma parece ser o responsável na restrição da protrusão da radícula. O envolvimento da enzima endo-beta-mananase durante a germinação de sementes de alface a 35°C e a influência do etileno na regulagem desta enzima foram estudados. Sementes das cultivares Dark Green Boston (DGB) e Everglades (EVE) foram germinadas em água ou em soluções de 10 mmol L-1 de 1-aminociclopropano-1-ácido carboxilico (ACC), 10 mmol L-1 de amino-etoxi-vinil-glicina (AVG), ou 20 mmol L-1 de tiossulfato de prata (STS). Sementes foram ainda osmoticamente condicionadas em soluções de polietilenoglicol (PEG), ou PEG + ACC, PEG + AVG, ou PEG + STS. Sementes não tratadas germinaram 100% a 20°C. A 35°C, EVE germinou 100%, enquanto DGB germinou somente 33%. A germinação a 35°C aumentou em sementes osmoticamente condicionadas ou sementes que receberam ACC durante a incubação. Maior evolução de etileno foi detectada em EVE do que em DGB durante a germinação a 35°C. AVG não inibiu a germinação de DGB a 35°C, enquanto que STS inibiu. Maior atividade de endo-beta-mananase nas sementes foi observada em EVE quando comparado com DGB. Fornecimento de ACC tanto durante o condicionamento osmótico como durante a germinação, aumentou a atividade de endo-beta-mananase, enquanto que AVG e STS proporcionaram um decréscimo ou ausência da atividade enzimática. O etileno pode minimizar o efeito inibitório de altas temperaturas na germinação de sementes de genótipos sensíveis de alface devido ao aumento da enzima endo-beta-mananase, possivelmente levando ao enfraquecimento do endosperma.

Lactuca sativa; termo-inibição; termo-dormência; enfraquecimento do endosperma; condicionamento osmótico


São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Tel.: +55 19 3429-4401 / 3429-4486, Fax: +55 19 3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br