Respostas morfogenéticas de embriões de trigo em função do ambiente de cultivo da planta doadora de explantes

A disponibilidade de embriões imaturos para estabelecer plantas de trigo (Triticum aestivum L.) por cultura de tecido pode ser limitada por fatores climáticos, e a falta de embriões de alta qualidade frequentemente dificulta a experimentação. Avaliou-se o efeito da chuva, de variáveis baseadas em temperatura e duração do brilho solar na resposta da cultura de tecido (RCT), incluindo a formação de calos (FC), regeneração dos calos (RC) e número de plantas por embrião (NPPE), para 96 genótipos de trigo. Os objetivos foram a procura de algum fator climatico específico em alguma característica da RCT e a determinação do período do desenvolvimento do trigo no qual estes fatores são mais eficazes. Os genótipos foram obtidos num campo experimental durante três estações climáticas. As relações entre as características da RTC e os fatores de clima dentro de três períodos de desenvolvimento do trigo (2, 6 e 10 semanas) antes da amostragem dos embriões foram analisadas pela técnica "biplot". As características das culturas de tecido foram influenciadas em diferentes graus pelos fatores climáticos: de 16.8% (RC) para 69.8% (FC). Ambientes da planta doadora com alta temperatura e pouca chuva reduziram (p < 0.05) o desempenho dos genótipos de trigo. A FC foi mais sensível aos fatores baseados em temperatura. As condições ambientais entre o florescimento e o estágio médio de leite dos frutos foram os mais importantes para FC, enquanto RC e NPPE não estavam relacionados a qualquer período.

Triticum aestivum L.; análise de correção; variável ambiental; period de crescimento


São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Tel.: +55 19 3429-4401 / 3429-4486, Fax: +55 19 3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br