Teores de nutrientes e produção de rúcula em função das concentrações de nitrogênio em solução nutritiva

O empirismo no uso das soluções nutritivas é freqüente. Muitas vezes a mesma solução nutritiva é usada para diferentes espécies baseando-se apenas em semelhanças morfológicas. No entanto esta situação pode proporcionar desequilíbrio nutricional prejudicando tanto a produção quanto a qualidade do produto face o acúmulo de nitrato. Foi conduzido um trabalho em sistema hidropônico - NFT, com o objetivo de avaliar o efeito da concentração de nitrogênio na solução nutritiva na produção, nos teores de nutrientes e de nitrato em folhas de rúcula (Eruca sativa). O trabalho foi conduzido na primavera de 2003. Foram avaliadas quatro concentrações de nitrogênio na solução nutritiva (60,8; 121,6; 182,5; 243,5 mg L-1) e três cultivares de rúcula (Cultivada, Folha Larga e Selvática), sob delineamento de blocos ao acaso, fatorial 4 x 3, com quatro repetições. A cv. Cultivada apresentou maior estatura e fitomassa fresca de folhas, não diferindo da 'Folha Larga' quanto a número de folhas, teor de nitrato nas folhas e fitomassa seca e fresca da raiz. Houve incremento de NO3-, N, Ca e P e diminuição de Mg, K e S com o aumento da concentração de N na solução nutritiva. O cultivo da cv. Cultivada na concentração de 93 mg L-1 é a mais recomendada em função da maior produtividade e baixo teor de nitrato.

Eruca sativa; Diplotaxis tenuifolia; sistema hidropônico; cultivar; nutrição mineral


São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Tel.: +55 19 3429-4401 / 3429-4486, Fax: +55 19 3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br