O cárater 'killer' de leveduras na fermentação etanólica

Avaliou-se o número de linhagens 'killer', sensíveis e neutras em leveduras isoladas de substratos relacionados à fermentação etanólica. Das 113 linhagens, 24 mostraram atividade 'Killer' contra o isolado NCYC 1006 (padrão de sensibilidade), 30 foram sensíveis ao isolado NCYC 738 (padrão 'Killer') e 59 apresentaram reação neutra para ambos os isolados. Três cepas de leveduras selvagens do processo (duas de Sacch. cerevisiae e uma de Candida colliculosa, que formam cachos de células não separáveis por tratamentos químicos ou físicos), foram testadas contra 10 isolados padrões do tipo 'Killer' e um isolado padrão de sensibilidade. Os ensaios células x células e células X toxinas foram realizados em diferentes pH e a 30ºC. As três cepas contaminantes mostraram reação neutra a todos os isolados padrões testados. Apesar do alto número de linhagens 'Killer' entre aquelas testadas, concluiu-se que este caráter não pode ser utilizado na proteção do processo de fermentação etanólica contra essas leveduras selvagens contaminantes.

leveduras 'Killer'; fermentação etanólica; levedura selvagem


São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Tel.: +55 19 3429-4401 / 3429-4486, Fax: +55 19 3429-4401 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br