Seleção e envigoramento como técnicas para o aprimoramento do desempenho de sementes

A.A. Powell Sobre o autor

Neste trabalho, são descritas diferenças básicas na qualidade de sementes de leguminosas e hortaliças, e propostos procedimentos para a melhoria de seu desempenho. Os principais fatores que afetam a qualidade de sementes de leguminosas são as injurias durante a embebição, o envelhecimento e a interação entre esses fatores. Considera-se que a utilização de testes de vigor, principalmente o de condutividade elétrica, para a identificação de injurias durante a embebição e o grau de envelhecimento, permite a seleção de lotes para a comercialização e uso sob diferentes condições de campo. A alternativa, em leguminosas, onde há influência do genótipo ou maior sensibilidade a injurias por embebição, seria a obtenção de materiais com sementes de melhor qualidade através de seleção dirigida durante os trabalhos de melhoramento genético. Desta forma, a identificação de características do tegumento que possam favorecer a embebição lenta, permite a seleção dirigida para essas características. O envelhecimento da semente, também problemático em sementes de hortaliças, determinando a redução da velocidade e a desuniformidade de germinação, pode ser atenuado com a utilização do condicionamento fisiológico ("envigoramento"), através da hidratação controlada das sementes. Nesse trabalho, descrevem-se os princípios e os procedimentos para condução desse tratamento, enfatizando-se a hidratação sob aeração, durante 36 horas. Discute-se, também, a base fisiológica da melhoria da qualidade através de tratamentos condicionadores.

sementes; leguminosas; hortaliças; vigor; injúrias durante a embebição; envelhecimento; pigmentação do tegumento; envigoramento; reparo metabólico


Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" USP/ESALQ - Scientia Agricola, Av. Pádua Dias, 11, 13418-900 Piracicaba SP Brazil, Phone: +55 19 3429-4401 / 3429-4486 - Piracicaba - SP - Brazil
E-mail: scientia@usp.br
Accessibility / Report Error